#vaiterBRT

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

"Deputados ameaçam retirar apoio a Maia"



O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), adiou a votação da anistia ao "Caixa 2" de campanha, projeto que beneficiaria muitos políticos enrolados na Lava Jato, após grande pressão popular. Aliados como PSDB, PMDB, PRB e até o PT ameaçam não apoiá-lo mais na briga pela reeleição à presidência da Casa. Atualmente a reeleição é proibida pela Constituição e pelo regimento da Câmara. Para mudar a regra, Maia vai precisar aprovar uma PEC no Congresso.
Precisa de votos
Para aprovar uma Proposta de Emenda à Constituição são necessários maioria de 3/5 de parlamentares, na Câmara e no Senado.
Condição para apoio
A anistia ao "Caixa 2" foi condição primordial - e pluripartidária - para o apoio da maioria dos deputados à eventual reeleição de Rodrigo Maia.
Aliado inusitado
Até mesmo o PT de Lula e Dilma, enrolado na Lava Jato, prometia apoio à reeleição de Maia, caso a anistia fosse aprovada na Câmara.
Porta dos fundos
Para evitar constrangimentos, o líder tucano, Antônio Imbassahy (BA), saiu de fininho do plenário da Câmara após o adiamento da votação de anistia ao "Caixa 2". Parte da bancada do PSDB é contra a anistia.
Fosso fundo
"A Câmara não pode aumentar o fosso entre o Parlamento e a sociedade", diz o deputado Betinho Gomes (PSDB-PE) sobre a votação da anistia ao Caixa 2. "Não ajuda a superar a crise política."
Fonte: Cláudio Humberto

Nenhum comentário: