#vaiterBRT

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Dos 11 vereadores não reeleitos, quatro obtiveram votação maior que há quatro anos

Dos atuais vereadores que não se reelegeram, sete deles diminuíram a votação obtida há quatro anos. 
O vereador Pablo Roberto (PHS) teve a maior perda, com menos 3.461 votos. Dos 7.592 votos de 2012 caiu para 4.131.
O vereador  Tonhe Branco (PHS) teve a segunda maior perda, com menos 3.091 votos. Dos 3.654 votos de 2012 caiu para 563.
Na sequência, Roque Pereira (Democratas), que passou de 3.881 para 2.449, menos 1.432 votos; Welligton Andrade (PSDB), de 4.418 para 3.063, menos 1.355; David Neto (Democratas), de 4.778 para 3.498, menos 1.280 votos; Beldes Ramos (PT), de 3.391 para 2.759, menos 632; e Carlito do Peixe (Democratas), que passou de 5.075 há quatro anos para 4.464 neste ano, ficando com menos 611 votos.
Enquanto isso, quatro vereadores atuais obtiveram mais votos que nas eleições de 2012, mas não conseguiram reeleição, apesar do crescimento.
São os casos de Correia Zezito (PSL), que passou de 2.210 para 3.033, tendo 823 votos a mais; Cintia Machado (PMB), que obteve 4.054 votos, 341 a mais; Robeci da Vassoura (PHS) com 3.178 e 302 a mais; e Neinha Bastos (PTB), que com 3.929 obteve 148 votos a mais que no pleito anterior.

Nenhum comentário: