#vaiterBRT

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

"Doença da mulher de Mantega não inibiu falcatrua"



Se a prisão Guido Mantega motivou queixas, em razão do estado de saúde da sua mulher, o ex-ministro da Fazenda não se preocupou com isso quando houve os crimes atribuídos a ele. O câncer da psicanalista Eliane Mantega foi diagnosticado dois anos antes de o marido pedir R$ 5 milhões a Eike Batista para pagar dívida de campanha do PT, por meio de contrato superfaturado com a Petrobras. Dinheiro roubado.
Datas certas
O câncer da mulher de Mantega foi detectado em dezembro de 2011, e o acerto criminoso, revela Eike Batista, ocorreu em novembro de 2013.
Atitude ética
Se a Lava Jato quisesse induzir Guido Mantega à delação premiada, esta seria a hora adequada. Mas a revogação da prisão desmente isso.
Discrição
Ao contrário do que dizem os petistas, os policiais foram tão discretos, na prisão de Mantega. Até usaram veículo sem inscrições da PF.
Assim é
Senadores do PT, quase todos investigados, chamaram a prisão de Mantega de "desumanidade". Mas silenciaram sobre a sua soltura.
Mantega se faz de vítima, mas 'ficha' é extensa
O ex-ministro Guido Mantega, preso ontem na Lava Jato, acabou motivando protestos de petistas, que acusaram a Justiça e o Ministério Público Federal de "desumanidade". Mas graves acusações pesam contra ele. Em 2012, por exemplo, foi acusado de improbidade quando foi avisado e se omitiu de esquema de corrupção na Casa da Moeda. Em maio, foi levado sob vara para depor na Operação Zelotes.
Mantega no Carf
Mantega era ministro quando o esquema de ladroagem no Carf, ligado à Fazenda, suprimiu mais de R$ 20 bilhões dos cofres públicos.
Sob investigação
O ex-ministro Guido Mantega é investigado por sua suposta ligação a empresa que comprou a extinção de multa milionária no Carf.
Velho conhecido
Marcelo Odebrecht, preso pela Lava Jato há mais de um ano, também citou Guido Mantega como um dos achacadores dos governos petistas.
Mídia boazinha
O PT reclama à toa da "imprensa golpista": parte significativa da mídia preferiu difundir a versão de prisão "desumana" de acusado de roubar o País, em vez de explicitar as graves acusações que a motivaram.
Desumano é roubar o País
A Transparência Internacional estima que R$ 200 bilhões são roubados todos os anos dos cofres públicos no Brasil. Dinheiro que saciaria a fome de milhões, construiria escolas, hospitais e geraria empregos.
Pergunta na esquina
Como Guido Mantega e sua turma conseguiram somar R$ 10 milhões em suas contas bancárias, agora bloqueados pelo juiz Sérgio Moro?
Fonte: Cláudio Humberto

Nenhum comentário: