#vaiterBRT

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Campanhas de três candidatos a prefeito com déficit nas contas

Os candidatos a prefeito de Feira de Santana têm limite de gastos na campanha de R$ 1.587.234,71. 
Faltando pouco mais de 15 dias para as eleições, o candidato Leonardo Pedreira (PCO) ainda não apresentou receita nem despesa à Justiça Eleitoral Enquanto isso, três candidatos possuem déficit entre receita e despesa contratada para a campanha
São os casos de Zé Neto (PT), da coligação "É Hora de Mudar", que tem receita de R$ 132 mil e despesa de R$ 337.918,22, apresentando um déficit de R$ 205.918,22; de Jairo Carneiro (PP), da coligação "Feira Agora Tem Opção", com receita de R$ 225 mil e despesa de R$ 237.221,80, com um déficit de R$ 12.221,80; e de Jhonatas Monteiro (Psol), com receita de R$ 27.340,00 (R$ 3.600,00 - 13,17% - aportado pelo partido) e despesa de R$ 28.863,95, com diferença negativa de R$ 1.523,95.
Dois candidatos apresentam saldo positivo. O prefeito José Ronaldo (Democratas), da coligação "O Trabalho Vai Voltar", com R$ 339.626,22, a partir de receita de R$ 825.804,27 e despesa de R$ 486.178,05. O candidato à reeleição tem como principal apoiador o Diretório Nacional do Democratas, que aportou R$ 800 mil (96,88%).
O candidato Ângelo Almeida (PSB), da coligação "Por uma Cidade Criativa, Inclusiva e Sustentável) tem receita de R$ 78 mil e despesa de R$ 69.393,03, com saldo positivo de R$ 8.606,95. 

Nenhum comentário: