*

*

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

"Com voto secreto, até o PT votaria contra Dilma"

A adesão ao impeachment é tão forte que até senadores petistas estavam inclinados a votar contra a presidente afastada Dilma Rousseff. Preocupados com a repercussão negativa nas eleições, os petistas só não votarão contra Dilma por causa do chamado voto aberto, que revela o posicionamento de cada parlamentar. A avaliação é que o ônus em defendê-la é muito maior do que o bônus.
Ela é insuportável
Ao contrário do ex-presidente Lula, que jeitoso, Dilma trata aliados rispidamente, o que piora sua situação na votação do impeachment.
Goleada
"Já contabilizamos 63 votos. Se a votação fosse secreta, nem o PT fecharia com Dilma", confirma o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES).
Filme queimado
Nos municípios, os petistas tentam se desvincular de Dilma. Os candidatos não querem a presidente afastada em seus palanques.
Reduzido à metada
O PT está convencido de que sairá menor nas eleições, elegendo, no melhor cenário, metade (cerca de 300) dos atuais prefeitos.
Fonte: Claudio Humberto


Nenhum comentário: