*

*

*

*

quarta-feira, 4 de maio de 2016

"Chefes militares já bateram continência a Temer"



Os três comandantes militares já bateram continência para o vice-presidente Michel Temer, até para reiterar o compromisso das Forças Armadas com a normalidade democrática e o respeito à Constituição. Para o staff de Temer, as reuniões foram importantes para sinalizar que as Forças Armadas jamais se deixariam utilizar pelo projeto de poder petista, como alguns próceres do governo Dilma Rousseff pretendiam.
Antessala
Contaram ao ministro Aldo Rebelo (Defesa) que os comandantes militares foram recebidos por assessor de Michel Temer. Ele acreditou.
Bem, não, sim
Os comandos da Aeronáutica e Marinha negam o encontro com Temer; o do Exército admite ter ido ao Jaburu apenas entregar um convite.
Ato de desespero
Dilma avaliou assinar decreto Estado de Defesa, no auge dos protestos que levaram entre 4 e 6 milhões às ruas, em favor do impeachment.
Inclua-nos fora
Consultados, comandantes militares recusaram apoio ao "Estado de Defesa", que suprimiria sigilo até de telefonia e o direito de reunião.
Fonte: Cláudio Humberto

Nenhum comentário: