*

*

Rede Orient - A partir de quinta-feira, 14

Rede Orient - A partir de quinta-feira, 14
Orient Cineplace Boulevard - 15 - 18 (Dub) - 21 (Leg)

domingo, 24 de abril de 2016

Deputados impedem que farsa de golpe prospere na imprensa internacional



A farsa da presidente Dilma Rousseff de tentar convencer a imprensa internacional de que seria um golpe o processo de impeachment foi desmascarada pelos deputados José Carlos Aleluia (Democratas) e Luiz Lauro Filho (PSB-BA). "Se isso é um golpe, como é que ela deixou o país e permitiu que seu vice-presidente cumprisse as obrigações dela?", disse Aleluia em entrevista ao jornal americano 'New York Times', acrescentando: "Os militares estão nos quartéis e, quando ela retornar ao Brasil, ela voltará a ser presidente".
Na reportagem do 'New York Times', assinada pelo repórter Andrew Jacobs e publicada no sábado, 23, é dito que, "durante todo o dia, a presidente (Dilma) foi ofuscada pelos dois deputados, que procuraram contrariar os argumentos dela de que o processo de impeachment é uma ameaça à jovem democracia do Brasil".
Num amplo panorama da passagem de Dilma por Nova York, nos Estados Unidos, na sexta-feira, 22, a matéria do 'Times' destaca pontos de seu pronunciamento na reunião da Organização das Nações Unidas (ONU) e da entrevista dela concedida à imprensa internacional, sem deixar escapar as reações no Brasil, como a do ministro do Supremo, Dias Toffoli, contra a tentativa da presidente insistir de que o processo de impeachment é golpe.
Na missão oficial da Câmara Federal, cumprida com louvor, os dois parlamentares assistiram ao pronunciamento da chefe de estado brasileiro na reunião sobre meio ambiente da ONU e deram entrevistas a jornalistas de vários países. Aos ingleses da BBC de Londres, Aleluia falou que a presença deles "teve influência na decisão sensata da presidente de não atacar as instituições brasileiras na ONU. Inibimos Dilma". Os deputados retornam ao Brasil nesta segunda-feira, 25.
(Com informações de imprensa.josecarlosaleluia@gmail.com)

Nenhum comentário: