Venda antecipada - Orient Cineplace Boulevard

Venda antecipada - Orient Cineplace Boulevard
Pré-estreia na quarta-feira, 25, às 21h10 - Lançamento na quinta-feira, 26 - 11h20 (Sáb., 28, e Dom., 29) - 13h40 - 16 - 18h20 (Dub) - 20h40.(Leg)

terça-feira, 19 de abril de 2016

Aleluia afirma que "impeachment acaba chantagem nas eleições municipais"

"Com o impeachment da presidente Dilma Rousseff, petistas e comunistas não vão mais poder fazer chantagem com o eleitor nas eleições municipais deste ano", afirmou o deputado federal José Carlos Aleluia (Democratas) em entrevista à Rádio Jacuípe, na manhã desta terça-feira, 19. Para o parlamentar, vão acabar as ameaças de que quem não vota no PT ou no Partido Comunista não tem o apoio do Governo Federal.
"O impeachment é o cartão vermelho do povo brasileiro ao time de Dilma e Lula, que, no caso da Bahia, perseguiu as gestões de ACM Neto, em Salvador, e José Ronaldo, em Feira de Santana, por serem de partidos oposicionistas", assinalou Aleluia. De acordo com o deputado, ao contrário de Dilma e Lula, o próximo presidente Michel Temer vai ter uma verdadeira relação republicana com os prefeitos, sem discriminação partidária.
Na avaliação de Aleluia, o futuro governo republicano de Michel Temer também não concederá privilégios a ninguém, por isso o governador Rui Costa vai precisar melhorar a gestão de seu mandato, procurando, como faz ACM Neto e José Ronaldo em suas cidades, tornar o estado baiano mais eficiente. "Vai acabar a mesada de Dilma para o governador Rui Costa e ele vai ter que administrar melhor o estado, de forma a obter os recursos para os investimentos necessários".
A expectativa de Aleluia é de que o processo de admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff seja rápido no Senado Federal. Na avaliação dele, a votação na Câmara Alta deve se dar no início de maio. "Vamos entrar o mês das mães com a 'madrasta do Brasil' afastada da presidência da República", asseverou o presidente estadual do Democratas, que já estima em mais de 50 os votos a favor do impeachment entre os 81 senadores. "Esse número é bem superior à maioria simples exigida pela Constituição Federal".
(Com informações de imprensa.josecarlosaleluia@gmail.com)

Nenhum comentário: