*

*

segunda-feira, 21 de março de 2016

"Políticos temem ser gravados falando com Lula"

Virou motivo de piada, entre deputados e senadores, o papel de "articulador político" que se espera do ex-presidente Lula na chefia da Casa Civil do governo. Os políticos morrem de medo de grampos da Polícia Federal como o diabo foge da cruz, por isso eles lembram a dificuldade de conversar ao telefone com Lula: investigado por corrupção, certamente terá o telefone grampeado por ordem da Justiça.
Conchavo feio
O conchavo político "não é bonito de se ouvir", lembra um deputado do PR-MG, daí o temor de flagrantes em conversas pouco "republicanas".
Confissão abjeta
O petista José Guimarães (CE) reclamou a Lula, em conversa gravada, do trato "republicano demais" com Estados. Não é bonito de se ouvir.
Só pelado e na sauna
Para conversar com Lula, dizem parlamentares, "somente em sauna e após exame proctológico", disse um deputado do PP de São Paulo.
A luta continua
Mesmo com seu caso deslocado para o Supremo Tribunal Federal, o ex-presidente Lula continuará na condição de investigado.
Delcídio começou a delatar tão logo foi preso
O ex-Líder do Governo Dilma no Senado, Delcídio do Amaral, confirmou o velho adágio popular segundo o qual "passarinho na gaiola pia mais": ele começou a falar tudo o que sabe, entregando os esquemas de corrupção no governo, tão logo foi preso por ordem do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal. Mas, desde o primeiro depoimento, deixou clara sua opção pelo acordo de delação.
Portas do inferno
Com memória que recebeu elogios dos quatro procuradores que o interrogaram, Delcídio abriu as portas do inferno para os políticos.
Início com data
Delcídio contou aos procuradores, com impressionantes pormenores, o esquema de corrupção iniciado em 2004, no primeiro governo Lula.
A casa caiu, companheiros
Diante do teor da delação de Delcídio, as bravatas de Dilma e Lula mostram que eles ainda não fazem a menor ideia de que a casa caiu.
Maldição da Casa Civil
A maldição da Casa Civil do PT ataca: após José Dirceu, Antonio Palocci e Erenice Guerra é a vez de Jaques Wagner, Dilma Rousseff e o ministro Luiz Inácio serem atingidos pela "maldição da Casa Civil".
Pergunta no Tribunal
A "carta aberta" tentando desdizer o que disse mostra o ex-presidente Lula acovardado perante a Justiça?
Fonte: Claudio Humberto

Nenhum comentário: