Clique na imagem

*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Zé Neto diz que "não quero conversar sobre a política do ano que vem"

Em entrevista no programa "Bahia em Debate", na Rádio Povo na segunda-feira, 22, o deputado estadual Zé Neto falou sobre candidatura a prefeito em 2016 e desfiliação de políticos do PT.
O âncora Wilson Passos questionou: "o senhor é candidato, trabalha nos bastidores, mas ainda não vai oficializar?"
Zé Neto respondeu que "não... eu não quero conversar sobre isso agora. Estou longe dela (eleição de 2016) ainda e para eu chegar lá como um candidato que vai auxiliar no processo. Eu acho que é hora de pensar no projeto e não na candidatura. (...) Eu estou te dizendo. Para a eleição do ano que vem: eu não digo nada sobre ela".
"Os seus adversários políticos dizem o seguinte: como é que Zé Neto quer ser candidato a prefeito e é desagregador? As lideranças do partido todas estão abandonando o deputado e o PT. Sérgio Carneiro, por exemplo, não fala dessa forma, mas as pessoas ligadas a ele...", considerou Wilson Passos.
Zé Neto respondeu: "Sérgio Carneiro não participa de política em Feira, que eu me lembre, há seis ou sete anos".
"Pablo Roberto disse que saiu por sua causa", seguiu o radialista. "Ele veio para o PT, passou um tempo, não chegou a cinco anos. Se elegeu no PT, teve todo o apoio, inclusive meu, foi indicado em uma cota minha", respondeu Zé Neto.
"Mas não foram perdas?", quis saber Wilson Passos, completando que "estão dizendo que o Ângelo Almeida também vai sair".
O deputado respondeu que "a gente tem que ver que de lá (da oposição) também vieram muitos. Vieram tantas pessoas. É uma coisa que faz parte da política". E completou que "João Durval apoiou quem em 2012? Então, qual é a novidade? Respeito o Sérgio Carneiro, mas você já o viu militando no PT de Feira? O viu defendendo as coisas do dia a dia do governo? Não teve novidade".
"Não farão falta em sua carreira política?", inquiriu o âncora. "Novidade nós vamos ter de agosto em diante. Aí começa a esquentar a discussão sobre o que vem pela frente. Eu não vou ficar expondo se eu vou ser candidato ou não".
Outra pergunta de Wilson Passos: "E a saída de Ângelo, é uma perda?" Zé Neto disse que "eu li na imprensa, mas não conversei com ele. Vamos aguardar. Não é algo que nós queremos. Queremos que ele se acomode, fique tranquilo".
O entrevistador finalizou questionando: "o senhor não concorda quando te chamam de desagregador?" O deputado falou que "quem anda dizendo isso tem algum interesse no jogo da política. Eu tenho trabalhado para agregar. Não quero conversar sobre a política do ano que vem. O foco agora é administrar e fazer com que as coisas aconteçam. Ângelo tem um papel importante no PT. Ele contou comigo, ele sabe. É um momento de tensão, estou esperando as coisas se acalmarem. Depois do São João a gente conversa".

Nenhum comentário: