*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Deu no site "Política Livre": BRT de Feira é construído com recursos da Prefeitura

A ordem de serviço, dando início aos trabalhos foi assinada nesta segunda-feira
Foto: Divulgação
A implantação do BRT, em Feira de Santana, um investimento de aproximadamente R$ 95 milhões, será realizada com recursos próprios do Município,  através de financiamento junto a Caixa Econômica Federal. A ordem de serviço, dando início aos trabalhos pela empresa vencedora de licitação, foi assinada nesta segunda-feira (29), pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho. O governador Rui Costa  e o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, convidados pelo prefeito, prestigiaram o evento e também registraram suas assinaturas no documento. Em um discurso de mais de meia hora, o governador  falou de suas metas para Feira de Santana e elogiou o prefeito do município, José Ronaldo, pelo projeto que visa melhorar o transporte urbano da cidade. "É assim que funciona, tendo uma visão de futuro. Se hoje estamos aqui é porque o prefeito cuidou do projeto, foi atrás do recurso. Por isto sempre ressalto a iniciativa municipal. Isto faz toda a diferença", disse ele, logo no início de seu pronunciamento. Para o governador, uma cidade do porte de Feira de Santana, com  600 mil habitantes, não pode ficar sem um transporte de massa "que olhe para o futuro". Em sua opinião, o BRT "vai melhorar muito o transporte público na cidade e com certeza vai reduzir tempo de viagem". Costa lembrou de frases do ex-presidente Lula, para enaltecer a atuação do prefeito José Ronaldo no projeto BRT: "Cuidem dos projetos. O projeto faz o dinheiro. Pode até demorar um pouquinho, mas em algum momento o dinheiro vai aparecer.  Mais uma vez José Ronaldo, parabéns, bom trabalho". 
O prefeito José Ronaldo destacou a parceria com a União, especialmente por intermédio da Caixa Econômica Federal, agente financeiro que viabiliza o empréstimo. "O BRT é o retorno do dinheiro do contribuinte que paga os seus impostos, em benefícios para a população".

Nenhum comentário: