Clique na imagem

*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

"Avanti!", uma comédia deliciosa



Assista ao trailer
O crítico e professor de Cinema André Setaro, faleecido, fez uma relação de filmes que considerava os melhores de todos os tempos, "elaborada com a ajuda da memória, e procurando evitar a repetição de diretores".
Em alguns casos, ele preferiu, como no de Billy Wilder, colocar o "seu filme mais esquecido", "Avanti! Amantes à Italiana" (Avanti!), 1972, com Jack Lemmon e Juliet Mills, Clive Revill e Edward Andrews.
Setaro considerava o filme como uma "comédia crepuscular de um extraordinário realizador", que "sintetiza, admiravelmente, o cinema e a visão de mundo wylderianas".
Diz mais que "é uma comédia romântica tão engenhosa quanto inteligente", com "diálogos irônicos, envolventes". Por fim, diz que "Avanti!" é "um exemplo de como o cinema pode ser ao mesmo tempo um espetáculo agradável e inteligente."
"Avanti!" passou em Feira de Santana no Cine Timbira, em 1974, e não assisti ao filme, o que fiz na noite desta segunda-feira, em DVD.
O filme faz referências a outros filmes, como "Rebeldia Indomável", de 1967; "Uma História de Amor" (Love Story), de 1970, que está sendo exibido em cinema; "Ânsia de Amar", de 1971; "Boulevard do Rum", de 1971, cujo pôster aparece, assim como o cartaz de "Que Assim Seja... Trinity", de 1972. Também faz referência a "Oh! Calcutta!", de 1972.
Destaque para a trilha sonora, onde desponta a clássica canção italiana "Core 'Ngrato", letra de Riccardo Cordiferro e música de Salvatore Cardillo, em rerformance de Sergio Bruni.

Catarí, Catarí…
pecché me dici sti
parole amare,
pecché me parle
e 'o core me turmiente, Catarí? (...)

Nenhum comentário: