Clique na imagem

*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Encontro das Academias de Feira de Santana pela primeira vez



Ocorreu na noite de quinta-feira, 28, o I Encontro das Academias de Feira de Santana, no Teatro do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca). "Foi uma rica experiência, que visa a integração dessas entidades que tem objetivos comuns: promover e difundir a cultura, a arte e a educação em todos os seus aspectos".
O evento congregou as seis academias existentes na cidade:  Academia de Letras e Artes, Academia de Educação, Academia Feirense de Letras, Academia de Medicina, Academia de Ciências e Artes, Academia Regional de Letras Jurídicas e Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana.
Como não poderia deixar de ser, a arte esteve presente com uma apresentação musical do Quinteto de Cordas composto por alunos do Cuca e declamação do poeta Dilson Solidade Lima. A palestrante da noite foi a professora Anaci Paim, presidente da Academia de Educação que abordou o tema "A Participação das Academias no Contexto Atual e na Sociedade Globalizada". Uma exposição, abordando a história do movimento academicista, desde o século XVII, quando era adotado um sistema segregacionista, uma vez que a escolha dos seus membros considerava exclusivamente autores enquadrados em determinados padrões, alijando os demais. Ela citou a criação das grandes academias e institutos, à exemplo da Academia Imperial de Belas Artes, em 1816 e da Academia Brasileira de Letras em 1896. Falou sobre a importância das academias no contexto atual, quando congrega intelectuais, pesquisadores, autores e especialistas que contribuem com subsídios nas diversas áreas sociais, através do debate e da interlocução, lamentando o fato de que esses órgãos geralmente não são reconhecidos e legitimados pelo poder público para que possam melhor se estruturar. Disse que as academias de Feira de Santana estão realizando gestões junto ao prefeito José Ronaldo no sentido de que seja concedido um espaço para o funcionamento de todas elas.
Ao final da palestra, o acadêmico Djalma Gomes propôs a criação de uma Federação das Academias com o objetivo de congregar esforços visando uma melhor contribuição das mesmas junto à sociedade.
O evento foi uma iniciativa da Academia de Letras e Artes, sob a presidência da professora Lélia Fernandes, que no seu pronunciamento assegurou  o propósito de continuar promovendo a cada ano esse encontro  que pode ser denominado Encontro da Cultura.
(Com informações da Academia de Educação de Feira de Santana)

Nenhum comentário: