Clique na imagem

*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

"A maior pérola do debate com os candidatos em rede nacional"


O pensamento e argumentação de Luciana Genro, candidata do Psol, é um exemplo real da mentalidade revolucionária que habita os cérebros de "intelectuais" universitários de muitos DCEs das universidades do Brasil, no melhor estilo Gregorio Duvivierhttps://www.facebook.com/midiainversa/posts/726626944063522
Sem querer generalizar, mas às vezes tenho a impressão de que essa galera da esquerda é muito fanática em relação a maconha e muito preconceituosa em relação as religiões (principalmente com o Cristianismo). Essa gente tem é fobia de religião ou qualquer coisa que não inclua maconha. Galerinha que acha que vai salvar o mundo promovendo uma ideologia ultrapassada e já refutada, travestida de "moderninha", que provocou mais mortes e genocídio que o Nacional Socialismo (Nazismo). Gente que se acha discriminada, mas ao mesmo tempo exalta um explícito preconceito. Pessoas que querem mais debates, mas sem as opiniões contrárias as suas. 

Pelo visto, deixam a entender que suas prioridades seriam:
- ensinar sobre a maconha nas escolas (apologia as drogas);
- banir o Cristianismo e outras religiões (autoritarismo e preconceito explícito);
- quebrar "tabus" de 40 anos atrás (sim, e eles ainda se acham moderninhos);
- defender as "vítimas da sociedade" e dar mais direitos aos 
presidiários (vítimas = criminosos, estímulo ao crime e banditismo sem culpa);
- promover o uso da maconha (selo George Soros de aprovação);
- legalizar o aborto (para quem já nasceu é fácil falar);
- convencer a população de que a homofobia já virou genocídio (mente até não poder mais, se aproveita das minorias para ganhar popularidade);
- ensinar sobre os benefícios da maconha (principalmente ao cérebro);
- se fingir de minoria (uso exagerado do "coitadismo");
- culpar a economia e o capitalismo pela crise (usando um Iphone);
- promover o aborto (através de um rico patrocínio e investimento de instituições e ongs estrangeiras);
- maconha (quanto mais maconha, melhor);
- posar de rebelde contra tudo e contra todos, incluindo o PT (sendo que o pai é petista);
- não se prender a dogmas (com exceção aos do seu deus Karl Marx); 
- desmilitarizar a PM (falta só promover o desarmamento da população);
- desarmamento civil (falei);
- ensinar como se fuma maconha na escola (como se as drogas já não estivessem presentes no ambiente escolar e universitário);

OBS: texto satírico, ironia mode on
Esqueci de algo?

Fonte: Mídia Inversa

Nenhum comentário: