Clique na imagem

*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

sábado, 23 de março de 2013

O que restava era a fachada e está sendo derrubada

1 e 2. Fachada do Cine íris está sendo derrubada
3. Fachada nos anos 40
Fotos: Blog Demais
 
"Velhas matinês e a certeza de ter nascido antes". O verso é de poema de Iderval Miranda sobre o Cine Íris.
Está sendo derrubado o que restava do Cine Íris - a sua fachada. O Cine Theatro Íris foi inaugurado há quase 67 anos, em 31 de março de 1946. A grande sala de cinema, ainda sem as galerias e sem marquise em toda a fachada, foi inaugurada - existem as duas informações - com a exibição de "Eram Cinco Irmãos" (The Sullivans), de Lloyd Bacon, 1944, com Anne Baxter e Thomas Mitchell, ou com "Cinco Covas no Egito" (Five Graves To Cairo), de Billy Wilder, com Franchote Tone e Anne Baxter, ambos filmes sobre a Segunda Guerra Mundial.
Depois, em 1958, o Cine Íris foi reformado e inaugurado - com "Trapézio" (Trapeze), de Carol Reed, 1956, com Burt Lancaster, Tony Curtis e Gina Lollobrigida -, com tela grande do CinemaScope em sua sala. Outra reforma foi feita em 1970, quando foi instalado o sistema de 70mm.
Com a decadência das grandes salas no centro - não só em Feira de Santana, como em todas as capitais e grandes cidades brasileiras - funcionou entre 2003 e 2012 em sala na antiga galeria, com exibição de filmes pornográficos.
Nestes dias, o que restava era a fachada, que está sendo derrubada, como mostram as imagens.
A foto da fachada por Walter Perdiz, que em 1966 trabalhou no Cine Madrid e depois no Íris.

Nenhum comentário: