Clique na imagem

*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

sexta-feira, 22 de março de 2013

Legalização do aborto defendida pelo Conselho Federal de Medicina


A polêmica sobre a legalização do aborto voltou à pauta nesta quinta-feira após o Conselho Federal de Medicina (CFM) defender a possibilidade de interromper a gravidez nas 12 primeiras semanas de gestação.
A volta da discussão sobre o aborto, que teve papel importante na campanha presidencial de 2010, pode também se tornar uma das primeiras dores de cabeça do pontificado do papa Francisco, o primeiro pontífice latino-americano da história que virá ao Brasil na metade do ano para a Jornada Mundial da Juventude.
O CFM, que representa 400 mil médicos no maior país católico do mundo, defendeu a opção da mulher de interromper uma gravidez de até três meses em nota divulgada nesta quinta, o que provocou uma reação imediata da Igreja Católica.
Fonte: "O Globo"

Nenhum comentário: