*

*

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Comida a quilo saudável e de qualidade

Foi inaugurado nesta quarta-feira, 31, o Restaurante Aspargo, na praça de alimentação do Boulevard Shopping Feira de Santana. Quem está à frente do empreendimento é o jovem casal Fernanda Dórea e Tiago Barreto. Uma opção de comida a quilo saudável e de qualidade.

Bruno Reis diz que governistas não tem caráter

O deputado estadual Bruno Reis (Foto: Divulgação), do PRP, responsabilizou os governistas pelo acirramento dos ânimos durante a votação do projeto que limita os atendimentos do Planserv. "Se o governo tivesse aceitado retirar o projeto da pauta e abrir um canal franco de diálogo com o funcionalismo público, isso poderia ter sido evitado. Os servidores só estão protestando contra a retirada de seus direitos. O que o governo esperava? Esperava silenciar a categoria só porque controla a cúpula dos sindicatos?", questionou.
Reis afirmou que a base aliada age como o governador. "O governador traiu, mentiu para os servidores. Esses que estão no poder mentem descaradamente porque são desprovidos de caráter. Porque quem dá a palavra e não cumpre é porque não tem caráter. Afinal, não foi o governador quem prometeu pagar a URV? Não foi o governador quem rasgou o Estatuto do Magistério com um decreto que impede até os professores universitários de fazer mestrado e doutorado? Não é esse o mesmo governo que não cumpre as decisões judiciais, inclusive a que determina o fim dos privilégios ao Banco do Brasil nos empréstimos consignados? Esse não é o mesmo governo que incluiu uma cláusula no acordo salarial com os professores que impede a categoria de se manifestar até 2015?", indagou.
"São desonestos. Esses que estão no poder são desonestos com os servidores. É um governo arrogante, tirano, nefasto, cruel com o servidor. Chegaram a ponto de mandar um projeto para a Assembleia para mudar o cálculo da estabilidade econômica dos servidores. Só retiraram quando viram a reação do funcionalismo. O governador Jaques Wagner mentiu e continua mentindo para os servidores", concluiu.
(Com informações da Assessoria do Deputado Bruno Reis)

Quem te viu, quem te vê

O deputado estadual José Neto (PT), pré-candidato à Prefeitura de Feira de Santana em 2012, líder do governo petista na Assembleia Legislativa criticou nesta quarta-feira, 31, a postura de "alguns sindicalistas". Ele disse que "vi professor universitário vaiando e xingando deputado. Vou para assembleia de professores e respeito todo mundo". Mais: José Neto apoiou e defendeu ardorosamente a atitude do deputado Marcelo Nilo (PDT), presidente da Casa, de chamar a Polícia Militar para retirar os sindicalistas das galerias. Os manifestantes - a maioria vota no PT que aí está - cantaram para os deputados: "você pagou com traição, a quem sempre lhe deu a mão".

Colbert está entre os 21 denunciados pelo Ministério Público Federal no Amapá

O procurador do Ministério Público Federal no Amapá Celso Leal denunciou à Justiça nesta quarta-feira, 31, 21 envolvidos no desvio de recursos públicos do Ministério do Turismo. No dia 9 de agosto, 38 pessoas chegaram a ser presas depois que a Polícia Federal deflagrou a chamada Operação Voucher.
Os denunciados nesta quarta são suspeitos de crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica, peculato (obtenção de vantagem em razão do cargo) e uso de documento falso. De acordo com a Polícia Federal, R$ 3 milhões dos R$ 4,4 milhões previstos no convênio com o Ibrasi para foram desviados para empresas de fachada.
Eles são citados em inquérito da Polícia Federal que investigou convênio do Ministério do Turismo com o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Infraestrutura Sustentável (Ibrasi). O objetivo do convênio era qualificar 1,9 mil agentes de turismo no Amapá.
Entre os denunciados pelo MP estão Frederico Costa, ex-secretário executivo do Ministério, Colbert Martins, ex-deputado federal e atual - está afastado - secretário nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo, e Mário Moyses, ex-presidente da Embratur. Eles chegaram a ficar presos durante quatro dias no Amapá.
O procurador fatiou a denúncia em quatro grupos divididos pela área de atuação de cada envolvido. Um grupo reúne a cúpula do Ministério do Turismo, o outro, os servidores acusados de fraudar laudos para fingir a execução do convênio.
Um terceiro conjunto de denunciados trata dos dirigentes do Ibrasi, entidade apontada pela PF como pivô dos desvios, e o quarto reúne donos de supostas "empresas de fachada" que, segundo o inquérito, ajudavam a efetivar a fraude.
A defesa de Colbert Martins e Frederico Costa informou que ainda não teve acesso à denúncia, mas afirma que não há no processo provas do envolvimento dos dois em irregularidades. Procurado, Moyses ainda não havia respondido até a última atualização desta reportagem.
Além de servidores e ex-integrantes da cúpula do ministério, foram denunciados diretores do Ibrasi e o pastor Wladimir Furtado, presidente da Cooperativa de Negócios e Consultoria Turística (Conectur), apontada pela PF como entidade de fachada usada no desvio dos recursos.
Fonte: G1

Deputado mostra saco de moedas para insinuar compra de votos

Na polêmica votação da reforma do plano de saúde dos servidores do Governo da Bahia (Planserv), nesta quarta-feira, 31, na Assembleia, o deputado estadual Targino Machado (PSC) levantou um saco de moedas, durante um discurso, para insinuar que seus colegas foram comprados para dar voto favorável. A proposta do governo Jaques Wagner, rejeitada por opositores e organizações trabalhistas, sugere a cobrança extra por consultas e procedimentos médicos que ultrapassem um patamar pré-determinado.
O governador petista queria limitar o número de consultas a seis ao ano, mas houve pressões para que elevasse o patamar para dez.
- Não acho que seja de graça que deputados votem contra interesses do povo. Quanto o governo está gastando com cargos e benesses para os deputados? - acusa Targino Machado, em entrevista por telefone.
O deputado critica o projeto do governo petista e acrescenta que nem mesmo o ex-governador Antonio Carlos Magalhães (1927-2007), com fama de autoritário, tentou mudar os direitos dos servidores.
- Quis dizer que a Assembleia Legislativa gasta mais de R$ 300 milhões por ano e é improdutiva. Pode acabar e não fará falta ao povo da Bahia. Infelizmente, aqui não se vota nada de interesse do povo. Os deputados são impedidos. Vota-se somente títulos de cidadão, os chamados títulos "puxa-saco". O governo mandou um projeto cruel, que nem o ditador-mor, Toninho Malvadeza (apelido dado a ACM por opositores), teve coragem de fazer-ataca.
Machado afirma que não teme uma representação dos colegas, por ter insinuado a venda de votos em plenário. "Não tenho medo de cara feia", reage, citando o artigo 84 da Constituição do Estado, que garante a inviolabilidade do discurso.

Fonte: "Jornal do Brasil"

Pronatec terá 30% das vagas para Norte e Nordeste

A Câmara Federal aprovou nesta quarta-feira, 31, o projeto do Executivo que cria o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), com o objetivo de aumentar a oferta de cursos profissionalizantes e de qualificação. Uma emenda do líder do Democratas, deputado federal ACM Neto, aprovada por 198 votos a favor e 170 contra, garantiu que 30% das vagas do programa sejam destinados às regiões Norte e Nordeste do país. "São regiões que precisam de mais atenção do poder público e podem ter, na oportunidade do ensino técnico profissionalizante, o surgimento de uma vida nova de esperança", justificou o parlamentar baiano.
"Esse não é um assunto de governo ou oposição. É de justiça social. É um projeto importante porque incide numa das mais importantes carências brasileiras, justamente no grau médio", completou o deputado. Neto contou que o PT articulou para derrubar a emenda. "Eles precisam entender que, quando o assunto é bom para o país, tem o apoio do Democratas. Por isso que melhoramos o projeto e destinamos mais vagas ao Norte e Nordeste do país".
(Com informações de Alexandre Reis, da Assessoria de Imprensa)

Curso de Fisioterapia da FTC Feira reconhecido pelo MEC

O Curso de Fisioterapia da FTC Feira de Santana foi reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), alcançando o conceito 3. A FTC aguarda a publicação da Portaria de Reconhecimento no "Diário Oficial da União", o que deve acontecer nos próximos dias. Os avaliadores permaneceram dois dias na instituição acompanhando de perto o funcionamento do curso.
O diretor de campus da FTC Feira, professor Heraldo Morais, não esconde a satisfação por mais essa vitória. E acredita que o apoio de todos, desde a coordenação do curso e demais docentes que atuam em sala de aula, até os que trabalham em laboratórios e campos de prática, foi decisivo para o resultado alcançado.
"Esta conquista foi possível graças ao empenho, compromisso e dedicação das diversas instâncias acadêmicas e técnico-administrativas, durante todo o processo avaliativo", afirmou o diretor. Ele destacou ainda a importância da Clínica Escola, assim como as parcerias mantidas nos campos de prática, que muito contribuíram para esse resultado positivo.
Professor Heraldo disse que "a dedicação e o desprendimento das Assessorias Acadêmica e Pedagógica, da CPA e da Secretaria Acadêmica, juntamente com as Gerências de Avaliação e Gerência Acadêmica, ambas da Administração Central, foram decisivos para o sucesso alcançado" e ressaltou o comprometimento dos alunos com o aprendizado dos ensinamentos teóricos e práticos, muito valorizados pelos avaliadores do MEC.
(Com informações de Socorro Pitombo e Madalena de Jesus, da Assessoria de Comunicação da FTC/FSA)

Democratas prepara Adin contra mudanças no Planserv

Sabendo que o governo Jaques Wagner pretende passar o rolo compressor na Assembleia Legislativa, usando a força da maioria para derrotar a oposição e os servidores públicos estaduais, os advogados do Democratas em Brasília já estão preparando uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra o projeto que altera as regras do Planserv. Segundo o líder do partido na Câmara, deputado federal ACM Neto (Foto: Divulgação), que pediu aos advogados do partido que preparassem a ação, o projeto é inconstitucional porque retira direitos dos servidores.
"Os servidores têm um contrato com o Planserv, que não pode ser mudado de uma hora para outra, limitando o atendimento, só porque o governador quer. Isso é contrariar direitos adquiridos pelo funcionalismo público, que paga pelo serviço, descontado em folha todo mês", disse ACM Neto, que, mesmo em Brasília, acompanha o processo de votação do projeto.
"O Planserv não é um plano privado, não pode visar o lucro. Tem de ter a preocupação social. Se no caso dos planos privados o Judiciário já tem tomado decisões contra a limitação no atendimento de usuários, certamente o mesmo entendimento vai prevalecer em relação ao Planserv", acrescentou ACM Neto.
O deputado disse que o governador quer "aplicar um golpe" nos servidores, que confiaram no projeto político do PT no estado. "O governador, antigo companheiro das lutas sindicais, das greves, defensor dos direitos do funcionalismo público, agora é o carrasco dos servidores".
(Com informações de Alexandre Reis, da Assessoria de Imprensa)

Arte também decora

Inserir obras de arte nos projetos de decoração é uma boa pedida para enriquecer os ambientes de forma charmosa e elegante, e ainda democratizar a arte



1. Segundo o artista plástico César Lins o acesso a arte está muito mais democrático (Foto: Henrique Gualtieri); 2. No ambiente de Sandra Diniz na Casa Cor Minas, a arquiteta especificou uma bela obra de arte do artista José Napoleão; e 3. Para valorizar ainda o Estar, ambiente criado por Iara Santos na Casa Cor Minas, a profissional especificou obras do artista Ricardo Carvão (Fotos: Daniel Mansur)
Elas inspiram, atraem olhares e deixam qualquer ambiente com status de sofisticado e charmoso. As obras de arte têm sido um recurso cada vez mais presente na decoração. Uma combinação que promete deixar os espaços mais interessantes, estimulando os sentidos e atiçando a curiosidade das pessoas.
Segundo o artista César Lins, as obras de arte incorporam personalidade ao ambiente: "Elas refletem os valores e o comportamento das pessoas". A designer de interiores Iara Santos também compartilha desta opinião. "As obras de arte reforçam a sofisticação do ambiente, completando-o e criando identidade", afirma. Ao inserir obras de arte em um espaço, este ganha mais do que personalidade. Ganha vida. "Ao destacar-se uma obra de arte no espaço, valoriza-se não só a obra, mas o espaço onde ela se encontra. Mostra-se o valor que se dá àquele local, sua importância para o proprietário", ressalta a arquiteta Sandra Diniz.
Já que as obras de arte são tão importantes e têm o poder de transformar o ambiente, é necessário saber a forma correta de inseri-las no espaço, para que estas estejam em harmonia com a decoração. "Peças menores podem ser destacadas em uma mesa de centro, tendo um livro como base. Uma grande escultura, que comporte base, pode, por exemplo, compor um estar, hall, e até uma varanda. Ou mesmo estar sozinha sobre um aparador, e ser valorizada. Outro ponto, não menos importante, é a iluminação, pois evidenciará ainda mais a obra", ensina Sandra.
Segundo a profissional, quando o cliente já possui a peça de arte, ela se insere no projeto desde o seu início. "Uma base adequada, com proporções, inclusive de altura, ajudam na valorização da mesma", explica. Para Iara, o gosto do cliente determina a forma como harmonizar a arte com a decoração: "Deve-se casar as cores e texturas das obras com o contexto geral do projeto. Isso vai depender do gosto e das prioridades do cliente".
César acredita que o acesso a arte está mais democrático: "A população, de modo geral, está tendo mais proximidade com a arte. Isso permite que as pessoas passem a apreciá-la mais, a consequência desse movimento e a valorização da mesma". Essa aproximação com a arte desperta diversas sensações nas pessoas. "Quando uma obra desperta o desejo, curiosidade, admiração ou mesmo indignação ou estranhamento, se estabelece uma relação indivíduo/obra. Este contato passa a determinar as expectativas e desejos futuros do indivíduo", explica.
O artista finaliza expondo algumas vantagens de ter uma obra de arte em casa. "A arte transmite força, beleza e curiosidade no visitante. Trabalho com esculturas em aço. As cores fortes e de personalidade, associados ao perfil desse material e suas dimensões, não só enriquecem o ambiente como valorizam o mesmo, deixando-o elegante e moderno", avalia.
( Com informações de Ana Paula Horta e Fernanda Pinho, da Mão Dupla Comunicação)

Seminário Internacional de Ecoética da Caboronga no dia 24 de setembro

A cidade de Ipirá, na Bahia, vai sediar o I Seminário Internacional de Ecoética da Caboronga. O evento será realizado no sábado, 24 de setembro, a partir das 8 horas, no Auditório Elofilo Marques. O evento objetiva a criação de uma Estação Ecológica na Caboronga. Localizada entre os rios Jacuípe e Paraguaçu, a Serra da Caboronga é uma reserva natural responsável pelo equilíbrio ecológico de Ipirá e sua qualidade paisagística.
Os palestrantes do Seminário são o professor doutor argentino Carlos Pablo Burger, que tratará sobre "Meio Ambiente - Direito e Responsabilidade de Todos"; professor doutor Ágabo Borges, sobre "Ética e Espiritualidade"; professor doutor Manoel Bonfim Ribeiro, sobre "A Mensagem da Água"; e professor Robson Miguel, que falará sobre "Meio Ambiente - Presença de Deus".
O mesmo Robson Miguel, considerado violonista número 1 do mundo, faz apresentação à noite, a partir das 20 horas, no Espaço de Show da Fundal, em benefício da nascente da Caboronga.

Violência da Bahia no "The New York Times"

No "The New York Times", edição de terça-feira, 30:

Ao mesmo tempo em que a prosperidade cresce no Nordeste do Brasil, o mesmo ocorre com a violência ligada às drogas. Mas aqui no Nordeste, uma região pobre que mais se beneficiou dos programas de transferência de renda que o ex-presidente Lula da Silva defendeu durante seus oito anos no cargo, a taxa de homicídios quase dobrou no mesmo período, transformando esta área na mais violenta da nação. Nos estados da Bahia e Alagoas, especialmente, tem havido uma explosão de violência na última década. O número de assassinatos na Bahia cresceu 430%, para 4.709, entre 1999 e 2008, e, no ano passado, a taxa de homicídios do estado de 34,2 por 100.000 habitantes foi superior a do Rio de Janeiro, que caiu para 29,8.

Fonte: "Ex-Blog do César Maia"

PT preserva deputada do DEM de cassação

Por César Maia
Deu na "Folha de S. Paulo": Foi absolvida ontem Jaqueline Roriz. Eleita no ano passado pelo PMN de Brasília, ela ganhou notoriedade em março último quando ficou conhecida uma gravação na qual aparece recebendo um maço de dinheiro. Para salvá-la da cassação, a maioria dos deputados levou em conta que as imagens eram de 2006. Portanto, de antes do exercício de seu mandato. Ao abraçar esse sofisma, a Câmara desce mais um degrau na escala de sua credibilidade. Embora tenha ocorrido em 2006, é verdade, o fato só ficou conhecido neste ano.
Comentário: Há uma razão óbvia. Se a deputada fosse cassada todos os envolvidos no mensalão do PT, com saque demonstrado na boca do caixa, também teriam que ser. Afinal, não há diferença comprobatória entre ser filmado e receber dinheiro num banco, assinar recebimento e registrar carteira de identidade. E ainda mais grave: no e para o exercício dos mandatos. Se o PT votasse pela cassação, em seguida todos os envolvidos no mensalão de 2005 estariam também cassados, por clara equidade de tratamento. Bastava chegar um requerimento na comissão de ética e levá-lo ao plenário.

Fonte: "Ex-Blog do César Maia"

Governo amplia fechamento de portas

1 e 2. Porta do Paço Municipal Maria Quitéria do lado da avenida Senhor dos Passos também fica fechada, com guarda municipal controlando a entrada; 3. Porta principal do prédio da Prefeitura do lado da avenida Getúlio Vargas: Fechada há muito tempo (Fotos: Blog Demais)
Em de 30 de dezembro de 2010, o Blog Demais postou que um dos grandes feitos do governo municipal atual - para não dizer o contrário -, era o de manter a porta principal do Paço Municipal Maria Quitéria, na avenida Getúlio Vargas, sempre fechada. Nem o prefeito Tarcízio Pimenta entra ou sai por ela, quanto mais o povo. A chave deve até ter sido jogado fora. A porta que ficava aberta era a da avenida Senhor dos Passos. Agora, com medo até de sombra, manda-se fechar. No principal prédio público da cidade só tem permissão de entrada quem passa pela guarda municipal. E o prefeito produz espuma dizendo que faz um governo aberto para o povo.

Vida longa à Jornada de Cinema de Guido Araújo

Por Tuna Espinheira
Era uma vez, na década de setenta... Dr. Walter da Silveira, fazia algum tempo, deixara órfão e à deriva, o cinema baiano. Guido Araújo, ainda recém chegado da Europa, onde passou largo período estudando cinema, resolveu criar a Jornada de Cinema da Bahia, em 1972. Cosme Alves Neto, diretor da Cinemateca do MAM-RJ; Rudá de Andrade, um dos fundadores da Cinemateca de SP; Fernando Coni Campos, Nelson Pereira dos Santos, Olney São Paulo, entre muitos outros, fizeram presença. Um evento, quase caseiro, nesse primeiro momento. Logo-logo tomaria impulso, passaria a Jornada Nordestina, Nacional, e mais tarde Internacional.
Foi durante décadas, o acontecimento cinematográfico, voltado para o cinema cultural, mais importante do Brasil. Um oásis libertário nos anos de chumbo destinado a ser um evento democrático, abria as portas para as inscrições de filmes em Super-8, 16 mm, 35 mm. A linguagem digital ainda estava por nascer. Todos eram projetados e exibidos, nos chamados horários nobres. Principalmente, participavam dos aguerridos debates. Muita polêmica, brigas boas e outras nem tanto. Mas, era assim a Jornada. Ali nasceu a ABD, ganhou sangue novo os Cines Clubes, palco de uma luminosa resistência cultural à ditadura.
É preciso não se perder de vistas que, o cinema baiano, no limbo, recebeu o espinafre do Popeye, através da Jornada. Muitos tomaram gosto, se formaram, contraíram a febre do cinema, pelos contatos, exibições, participação na arena de debates, justamente nesses eventos.
Graças aos ensinamentos do mestre Dr. Walter da Silveira e a saga da Jornada de Guido, existe-resiste o cinema baiano (mesmo ainda movido com produções bissextas, em termos do filme de longa metragem).
Mesmo sabendo estar clamando no deserto, não poderia me furtar de expor minha indignação, por ter lido, nesta quarta-feira, 31 de agosto, em "A Tarde", uma reportagem afirmando que a Jornada, nº 38, vai acontecer entre os dias 9 e 15 de setembro, com um orçamento escandalosamente pífio, desrespeitoso, para um acontecimento que, fez e faz-história. É de lascar! Triste Bahia!

Targino Machado volta a demonstrar apoio ao projeto de lei da deputada Luiza Maia

Líder do bloco parlamentar PSC/PTN, na Assembleia Legislativa da Bahia, Targino Machado voltou a demonstrar apoio ao projeto de lei criado pela deputada estadual Luiza Maia (PT), que tem como objetivo proibir a utilização de recursos públicos para contratação de artistas que, em suas músicas, danças ou coreografias, desvalorizem, incentivem a violência ou exponham as mulheres a situação de constrangimento.
Segundo o parlamentar, se o projeto for aprovado, não será uma forma de censurar esse tipo de música, como muitos estão comentando nos veículos de comunicação. "Sou um democrata por formação e contra qualquer tipo de censura, mas se esta casa estabelecer que isso é censura, eu mudo de opinião. Se anteriormente houvesse um pacto de moralidade, essas músicas não estariam tocando nas rádios, ainda mais com o dinheiro público em festas patrocinadas com os nossos impostos", afirmou.
Para ele, um possível resultado negativo nesta votação seria uma derrota para toda a Bahia. "Se esse projeto for reprovado, a derrota não será somente da deputado Luiza Maia ou minha, que estou apoiando, mas de todo o povo da Bahia. Esse projeto precisa ser aprovado para a moralização da nossa música. Estarei presente na votação para lutarmos a favor da moralização da nossa música", finalizou.


(Com informações de Maurício Naiberg, da Assessoria de Imprensa de Targino Machado)

Fedentina cresce e a gente vê

No caminho em direção à escola é indispensável atravessar por cima desta água fétida que está transbordando há várias semanas. Este absurdo está no passeio do Campo do Beira Riacho, na avenida de Canal em Feira de Santana. A fedentina cresce e a gente vê!

Buraqueira no caminho da escola

Quem anda pelo canteiro central da rua A, sobre canal existente na via, a poucos metros da escola que homenageia o professor e atual secretário de Educação José Raimundo de Azevêdo precisa triplicar a atenção para não cair nesta cratera sem nenhuma sinalização.

José Ronaldo no seminário "A Internet na Política" em Brasília

O ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo de Carvalho cumpre agenda em Brasília-DF e participa do Seminário "A Internet na Política", que será realizado no Centro de Eventos Brasil 21, nesta quinta-feira, 1º de setembro. O evento é promovido pela Fundação Liberdade e Cidadania (FLC). Ele estará ao lado de palestrantes como Alexandre Abdo, doutor em Física pela Universidade de São Paulo (USP) e pesquisador e estatístico de redes sociais; Silvia Cervellini, diretora de Atendimento e Planejamento do Ibope Inteligência; e ex-prefeito do Rio de Janeiro Cesar Maia. A FLC é presidida pelo ex-deputado federal José Carlos Aleluia, também presidente do Democratas na Bahia. Nesta quarta-feira, 31, ele vai estar em Salvador.

Deu em Claudio Humberto


terça-feira, 30 de agosto de 2011

Herrá e umanu

Título de matéria de um blog de Feira de Santana: "Vereador cria projeto que prêver cotas para negros em concurso público".

Comédias para todos os gostos

Três comédias - para todos os gostos - nesta 36ª semana cinematográfica do ano em Feira de Santana, no Orient Cineplace, a partir desta sexta-feira, 2 de setembro. Tem a comédia de animação "Deu a Louca na Chapeuzinho 2" (Foto 1), em 3D; a comédia brasileira "O Homem do Futuro" (Foto 2), ambas em lançamento nacional; e a comédia adulta "Professora Sem Classe" (Foto 3). Continuam em cartaz "Os Smurfs: O Filme", em quinta semana; o filme de ação "Lanterna Verde", em terceira semana e apenas uma sessão na Sala 3D; e o recomendado "Planeta dos Macacos: A Origem", em segunda semana.
Em "Deu a Louca na Chapeuzinho 2", continuação de animação de sucesso de 2005, Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Mau agora fazem parte de um grupo chamado "Sister Hoods", uma espécie de congregação secreta, quando são chamados por uma agência de espionagem para uma missão especial: desvendar o desaparecimento de João e Maria.
Em "O Homem do Futuro", Wagner Moura faz Zero, um cientista brilhante e solitário que acredita ser infeliz porque há 20 anos foi humilhado pelo grande amor da sua vida. Ao tentar criar uma forma revolucionária de energia, ele volta acidentalmente ao passado e se vê diante da chance de encontrar a si mesmo - 20 anos mais jovem - e corrigir os erros de sua própria vida e assim reconquistar sua paixão.
"Professora Sem Classe" (Bad Teacher) mostra que alguns professores simplesmente não estão nem aí. Cameron Díaz faz uma professora irreverente e inapropriada que tem desejo de se casar com um bom partido. Mas quando ela leva um fora do namorado e suposto pretendido, tenta colocar em prática um plano para conquistar um jovem e rico professor (Justin Timberlake). Para isso ela terá de competir com outra professora e conter as investidas de um professor de ginástica. O problema é que toda essa confusão coloca a professora numa situação um tanto escandalosa, pelo seu comportamento sem nenhuma classe. Assim, o sem classe do título não é referência a falta de alunos, sim ao comportamento da professorao que resulta em conseqüências que atingem seus alunos, os colegas de trabalho e até ela mesma.

Trailer de "O Homem do Futuro"

Trailer da comédia "O Homem do Futuro", que tem lançamento nacional nesta sexta-feira, 2 de setembro, no Orient Cineplace. Assista: http://youtu.be/iRs52xfZaqs

Trailer de "Deu a Louca na Chapeuzinho 2"

Trailer da comédia de animação "Deu a Louca Na Chapeuzinho 2", que tem lançamento nacional nesta sexta-feira, 2 de setembro, no Orient Cineplace. Assista: http://youtu.be/hpQfCZ4aYys

Trailer de "Professora Sem Classe"

Trailer da comédia adulta "Professora Sem Classe", que entra em cartaz nesta sexta-feira, 2 de setembro, no Orient Cineplace. Assista: http://youtu.be/PcXGQA6rvSM

Lider lança Cordonnierie Chanel

Lindo e prático o novo lançamento da Lider Interiores. As mulheres vão adorar! Cordonnierie Chanel: Cordonnierie significa sapateiro em francês. A ideia é que seja um relicário, ou seja, um recipiente onde se guardam as relíquias. Para as mulheres que são apaixonadas por calçados, funciona para organizar, proteger e guardar um grande número de calçados. Faz-se ainda uma homenagem a Coco Chanel, quando a porta estofada remete ao quadriculado bastante usado pela estilista. Nas medidas: Altura 170cm. Largura 93cm. Profundidade 51cm. Preço: R$3.591,00
Serviço Lider Interiores:
http://www.liderinteriores.com.br/
SAC: 0800-283-1220
Lojas em todo país! Alguns endereços:
Loja Ponteio Lar Shopping – Belo Horizonte
Rodovia BR 356 nº 2500/ loja 112 - Santa Lúcia
CEP: 31950-650
(31) 3286-4577
Shopping Lar Center - São Paulo
Av. Otto Baumgart, 500 – loja 210 – Vila Guilherme
CEP: 02049-000
(11)2221-4075
(Com informações de Juliana Morato, assessora de comunicação da Link Comunicação Empresarial)

Roberto Tourinho não pára de criticar desgoverno municipal

Em pronunciamento na Manhã desta terça-feira, 30, na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador Roberto Tourinho (Foto: Divulgação), do PSB, voltou a criticar duramente a administração municipal, enfatizando textos jornalísticos. Tourinho iniciou o discurso repercutindo a nota do jornal "A Tarde", do jornalista Levi Vasconcelos, na coluna de opinião "Tempo Presente", intitulada: "Tarcízio mira João", editada na sexta-feira, 26, repercutida no Blog Demais.
Segundo o texto, "o presidente do PDT, Alexandre Brust, diz ter a expectativa de que o prefeito Tarcízio Pimenta, em baixa nas pesquisas (bota baixa nisso), dê a virada como João Henrique fez em Salvador em 2008: com obras. Se assim o é, que tal começar apanhando o lixo? A cidade está uma imundice".
Com base na nota do jornalista Levi Vasconcelos, o vereador disse que a sujeira de Feira de Santana já extrapola o município. "Olha que aqui nesta nota ele está falando de lixos orgânicos, de lixos hospitalares, de lixos colocados, naturalmente, nas vias públicas. No entanto, nós vamos ainda mais longe: Feira de Santana está sofrendo da sujeira moral. A administração pública está impregnada com o chorume contaminando o Paço Municipal. Nós estamos falando da sujeira ética, da sujeira administrativa, da sujeira daqueles que estão se locupletando do dinheiro público. Essa sujeira ainda não é perceptível por todos, mas já começa a exalar o seu odor fétido", declarou.
Na sequência, o vereador destacou um panfleto, que, conforme ele, foi divulgado, por alguns profissionais de imprensa, na semana passada - o Blog Demais foi um dos poucos a publicar. O referido panfleto tem uma foto do chefe do Executivo Municipal, comtítulo: "Desaparecido" e texto satírico: "ajude os professores da rede municipal a encontrar o prefeito Tarcízio Pimenta! Ele agendou uma audiência nesta quinta-feira (25/08) com os professores e desapareceu ...".
Finalizando, o líder oposicionista citou uma publicação do jornal "Cidade", do dia 26, cujo título é "União suspende recursos para Feira de Santana". A matéria - também publicada no Blog Demais - informa que o Ministério da Saúde - através da portaria nº 1.939, publicada no "Diário Oficial da União", edição de sexta-feira, 12, suspendeu a transferência de incentivos financeiros referentes ao número de equipes de Saúde da Família, equipes de Saúde Bucal e de Agentes Comunitários de Saúde nos municípios com irregularidades no cadastro de profissionais no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde.
Ainda, de acordo com o texto, a cidade de Feira de Santana foi relacionada na lista dos municípios que apresentam problemas por estar com duas equipes de Saúde da Família irregulares, duas equipes de Saúde Bucal irregulares e 18 equipes de Agentes Comunitários de Saúde irregulares.
Após a leitura da referida matéria, Tourinho afirmou que "a Prefeitura se calou, ninguém falou absolutamente nada. Isto aqui é extremamente grave. Isto mostra a incúria, a irresponsabilidade".


(Com informações da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Feira de Santana)

Targino Machado volta a criticar projeto de mudanças no Planserv

O deputado estadual Targino Machado (Foto: Divulgação), líder do bloco parlamentar PSC/PTN na Assembleia Legislativa da Bahia, voltou a criticar na tarde desta terça-feira, 30, o projeto de lei do governo petista, que tem como objetivo realizar mudanças no Planserv, plano de assistência à saúde dos servidores públicos estaduais.
Para o parlamentar, a mesma iniciativa que o governo teve ao mandar o projeto da privatização dos cartórios para ser discutido por outros deputados, deveria ser tomada com as modificações do Planserv. "O governo permitiu que o projeto dos cartórios ficasse no parlamento e buscamos as melhorias dele. Ele chegou em outubro do ano passado aqui e melhoramos. Agora, entendo de igual modo que essa casa pudesse melhorar o projeto que limita os atendimentos no Planserv e assim não está fazendo", disse.
De acordo com Targino, a saúde não pode ter limites. "Jaques Wagner quer dar uma de deus. Eu não apresentei emendas nesse projeto do Planserv, porque entendo que a saúde não merece ter limite, seja qual for ele. A saúde é infinita. Agora, é o deus Wagner que vai dizer quantos episódios de diarreias e febres que vou ter. O Planserv agora é pré-pago, que você paga para ter crédito a um atendimento. O paciente vai ter que penar e cair. Só não falta dinheiro para prover o caviar e as outras iguarias no Palácio de Ondina", finalizou.
(Com informações de Maurício Naiberg, da Assessoria de Imprensa)

Palestra na FTC Feira indica elementos que motivam trabalho

Planejamento pessoal é um dos principais requisitos para o profissional da atualidade se destacar no mercado de trabalho. A observação é do professor André Kaercher, que na tarde de segunda-feira, 29, proferiu palestra para os colaboradores da FTC Feira, no auditório do campus (Fotos: Divulgação), como parte das atividades da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). Ele falou sobre o tema "Motivação Para o Trabalho".
André Kaercher apresentou uma pesquisa sobre o perfil do brasileiro, em que 41% acham que o dinheiro é a maior medida para o sucesso e alertou: "O sucesso das pessoas está ligado às relações humanas". Segundo o professor, atitude, comprometimento, competência e coragem são alguns dos elementos que fazem a diferença do profissional, que deve ter, ainda, "criatividade, decisão, coragem e perseverança".
De acordo com o palestrante, o profissional precisa ter uma visão global da empresa em que atua e procurar surpreender sempre. As observações agradaram os colaboradores, que consideraram o tempo curto para um assunto tão instigante. "Foi muito bom, motivador, mas pelo potencial do tema abordado deveria ter uma duração maior", avaliou a enfermeira Edna Vieira, do Serviço de Saúde Universitário.
O que mais chamou a atenção de Juliana de Souza, da Central de Atendimento ao Aluno (CAA), foi a orientação do professor Kaercher de que o colaborador, ao fazer o melhor, não está fazendo pela empresa, mas sim construindo a sua própria vida profissional. Já Thiago Gomes, da Tecnologia da Informação (TI), se identificou com a necessidade de ter atitude. "Não adianta ter todas as competências se não tiver vontade de fazer", frisou.
A presidente da Cipa, professora Hayana Leal, anunciou para setembro outro evento da comissão, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Sipat), que vai encerrar as atividades deste ciclo antes da eleição da nova diretoria e agradeceu a participação dos colaboradores citando Madre Tereza de Calcutá: "Nós somos uma gota no oceano, mas sem essa gota o oceano seria menor".
(Com informações de Socorro Pitombo e Madalena de Jesus, da Assessoria de Comunicação da FTC/FSA)

Infração avança e a gente vê

A menina sem capacete, vestida com roupa de balé, está arriscando a sua vida escondidinha entre dois adultos. Este é o flagrante de irresponsabilidade na avenida José Falcão da Silva, onde o motociclista é flagrado desrespeitando o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e suas resoluções.
Se um dia quem sabe ele fosse pego por alguma fiscalização da Superintendência Municipal de Trânsito (SMT), o mesmo iria acumular as seguintes infrações:
- Art. 252 do CTB, dirigir com calçado inadequado e sem as tiras presas atrás dos calcanhares. (Quatro pontos na CNH e multa de R$ 85,13).
- Art.168 do CTB, crianças devem ser transportadas dentro das normas senão é passível de multa (infração gravíssima), e pelo artigo 244 do CTB - "conduzir motocicleta, motoneta ou ciclomotor: II - Transportando passageiro sem capacete de segurança, na forma estabelecida no inciso anterior, OU FORA DO ASSENTO SUPLEMENTAR COLOCADO ATRÁS DO CONDUTOR OU EM CARRO LATERAL". Infração: gravíssima. Pena: multa e suspensão do direito de dirigir. Medida Administrativa: recolhimento do documento de habilitação.
Já a motinha preta de 50 cc um pouco mais à frente, não possui qualquer identificação e o condutor de camisa amarela também pilota sem ser importunado.
Irresponsabilidades crescem e a gente vê!
De Motorista Sem Infração para o Blog Demais.

Casa Cor Minas premia os melhores projetos de 2011

A Casa Cor Minas abriu as portas da sua 17ª edição em Belo Horizonte, no sábado, 20, e um júri formado por profissionais especializados já selecionou os melhores projetos da mostra. Foram avaliadas seis categorias: Projeto Mais Original, Projeto Mais Ousado, Melhor Projeto de Uso Público, Melhor Projeto Comercial, Melhor Projeto de Paisagismo, Melhor Projeto em Casa Cor. E ainda haverá um outro júri técnico, ainda em formação, que irá avaliar as questões voltadas para sustentabilidade nos projetos.
A Casa Cor escolheu uma seleção de jurados que possuíssem um olhar apurado a respeito das questões estéticas e que ao longo da visita nos ambientes não houvesse conhecimento da autoria dos trabalhos, para evitar influências de qualquer tipo. A escolha dos projetos premiados é de critério exclusivo dos jurados e os prêmios concedidos para mais de um projeto foram devidos a empates na escolha dos jurados.
O júri foi formado por Dan Zecchinelli, publicitário, Eduardo Gontijo, psicanalista e fotógrafo, Euler Andrade, publicitário, Fernando Ramos, arquiteto, Graça Otoni, estilista, Hélio Lauar, psiquiatra e colecionador de arte, Hindy Brandão, antiquária, Janine Ester, jornalista e editora da Revista Habitat, e Mary Figueiredo, designer.
Confira os ganhadores:
Projeto Mais Original: Bilheteria e Foyer (Foto 1: Divulgação)
Profissionais responsáveis: Mariana Borges, arquiteta, e Thaysa Godoy, designer de Interiores e pós-graduada em design de móveis.
Foyer, palavra de origem francesa, que significa salão nos teatros onde as pessoas possam se reunir durante o intervalo dos espetáculos. Daí nasceu o conceito do projeto das profissionais Mariana Borges e Thaysa Godoy para transformar os 80 metros quadrados de vão livre do espaço em um salão de expectativas, um lounge para receber os amigos, ou, simplesmente, para relaxar e ouvir uma boa música. Tudo isso num misto de cores, sons, formas e tecnologia interagindo-se harmoniosamente bem. A sustentabilidade é uma das características marcantes no ambiente: foi usada madeira de demolição de mais de cem anos restaurada e aplicada em toda a extensão da fachada, piso cimentício que imita com singular perfeição um piso de madeira, lareira à base de etanol e lâmpadas de LED. Toda a marcenaria interna, desenhada com primor pelas profissionais, foi executada com MDF laminado que é um material composto e ecologicamente correto que imita com perfeição uma madeira natural e consegue aplicar ao ambiente uma incrível beleza estética. Um ambiente inteiramente elaborado a partir de um conceito estético antenado às tendências do design e da decoração na busca constante do conforto e da receptividade, perfeitamente adaptável às residências de todos os visitantes que por lá passarem. Este é, entre outros, um dos seus pontos diferenciais: que o visitante consiga vislumbrar a possibilidade de ter em sua residência tudo o que ali está exposto.
Projetos Mais Ousados: Loft Ronaldo Fraga e Home Office
Nome do ambiente: Loft Ronaldo Fraga
Profissional responsável: Cioli Cássius Stancioli, arquiteto e designer.
Idealizado para homenagear o estilista Ronaldo Fraga, o ambiente foi inspirado na vida desse profissional que viaja constantemente e utiliza uma moradia satélite que poderia ser alocada em qualquer lugar do mundo. O espaço integra quarto, banho e cozinha e se baseia no conceito de lofts dos EUA dos anos 70. Utilizou-se o efeito concreto, iluminação industrial, madeira, couro, peças customizadas e de reaproveitamento. A plotagem imitando o ladrilho hidráulico está presente na parede da cozinha (desenho do arquiteto) minimizando custos de fabricação, além da possibilidade de utilização da luz natural pelos grandes vãos em vidro e uso da tecnologia da automação, uma prática que alia conforto e economia. Como diferencial, pode ser destacado o mix de materiais. A memória afetiva do homenageado é resgatada nas plotagens de desfiles e croquis em texturas inovadoras, na colcha de fuxico e no manto "Semblantes" de Bispo do Rosário.
Nome do ambiente: Home Office
Profissional responsável: Sandra Diniz, arquiteta.
No mundo moderno, o tempo vale ouro e está mais curto. As pessoas têm de realizar várias tarefas ao mesmo tempo. O homem deve ser excelente profissional e ainda estar em forma. E foi pensando no cotidiano de um jovem empresário que a arquiteta Sandra Diniz especificou um home office multiuso, que é a descrição de praticidade e bom gosto. Trabalho, relaxamento e cuidado com o corpo são as propostas do ambiente. A chaise e o painel para TV de vidro convidam a uma pausa. Já a preocupação com o corpo é simbolizada por elementos verticais, como organizador de pesos, a barra para exercício e outros. O revestimento eco dreno de uso externo, porém aplicado no interior do ambiente, a manta acústica impactsoft, a releitura de cimento natado no piso e a praticidade das estantes em drywall, além da mesa e gaveteiros dão o tom sofisticado e prático. A ideologia não poderia ser outra: trabalhar é importante, mas viver com qualidade e prazer é fundamental.
Melhor Projeto de Uso Público: The Art Bistrô e Disco Lounge Interativo
Nome do ambiente: The Art Bistrô
Profissional responsável: Ana Paula Paolinelli, arquiteta.
O ambiente foi todo trabalhado para proporcionar conforto e satisfação ao público da Casa Cor. As tendências essenciais do projeto, escolhidas pela profissional Ana Paula Paolinelli, são as texturas mostradas na feira de Milão de 2011: papel que imita tecido matelassado; painéis em ripas de madeira com alto e baixo no relevo; tiras de espelho bronze que proporcionam textura e movimento ao material polido; mármore travertino sintético, que é ecologicamente correto; assim como o piso PVC, que imita madeira de demolição; deck de eucalipto de reflorestamento; lareira elétrica; lustre de cristal e tecido para sofisticar os ambientes. O mobiliário é vintage e contemporâneo.
Nome do ambiente: Disco - Lounge Interativo
Profissionais responsáveis: Flávia Freitas, engenheira civil, designer de interiores, Light Design, Luciano Costa, engenheiro civil, designer de interiores, máster em Arquitetura, e Maria Aparecida Teles, arquiteta.
Um Disco-Lounge Interativo, medindo 73,80 m2, é a proposta dos profissionais para um dos maiores ambientes da Casa Cor deste ano. Ele traz a nostalgia e o charme do mobiliário vintage convivendo com a ousadia e a tecnologia da música eletrônica. Os criadores convidam o público para uma experiência de envolvimento e de diferentes sensações, já que as pessoas é que escolhem a viagem que querem fazer pelas canções das décadas de 1970 até hoje. O ambiente foi concebido em diferentes níveis, em que cores, texturas e a iluminação conduzem os visitantes até o lounge, passando por um painel interativo que apresenta a árvore genealógica da música eletrônica, onde os usuários podem interagir e conhecer a história da música eletrônica por um visualizador gráfico projetado no ambiente. A sustentabilidade foi uma preocupação em todo o processo de criação. Assim, entre os materiais usados, há um painel de MDF revestido por uma camada de garrafas PET. A iluminação foi toda projetada com cuidados ecológicos, usando LEDs e formando um espetáculo luminotécnico acolhedor e agradável, para as pessoas dançarem e curtirem o ambiente.
Melhor Projeto Comercial: Lounge Clube A
Profissional responsável: Ana Paula Massote Rohlfs, arquiteta.
Alicerçado nos conceitos de sustentabilidade e funcionalidade, o Lounge do Lazer, da arquiteta Ana Paula Massote Rohlfs, terá cinco ambientes integrados: lounge, bilhar, espaço de conversação, espaço leitura e balcão de bar. A intenção é fazer os visitantes se sentirem em casa, o que é tendência na atual arquitetura de interiores. Foram utilizadas 170 peças de pinus, tonalizado e imunizado no tamanho de 4,5 m x 0,25 m, que serão a coluna vertebral deste projeto. As longarinas, o bilhar com design contemporâneo, o castelato, o mármore moon face bruto e piso laminado level são as grandes novidades que merecem destaque no ambiente. Além disso, o jardim com árvores melaleucas, de 4m de altura, dá o toque de descontração no mobiliário em madeira certificada, mesa com cerâmica vitrificada, design da arquiteta, e poltronas contemporâneas.
Melhor Projeto de Paisagismo: Jardim do Encontro (Foto 2: Divulgação)
Profissionais responsáveis: Clarice Maia, Erika Maia, Elvira Guimarães e Pedro Henrique Murta, paisagistas.
O ambiente é um espaço onde as pessoas podem se encontrar, sentar, observar a natureza e apreciar obras de arte. Foi criado a partir de reminiscências da infância no interior, quando as praças eram utilizadas para conversar e encontrar amigos e até fazer footing. Os profissionais Clarice Maia, Erika Maia, Elvira Guimarães e Pedro Henrique Murta criaram um jardim aconchegante, onde as pessoas podem viver experiências visuais e táteis, ricas em texturas, cores, formas, além de observarem as belíssimas obras de um grande escultor mineiro, Leandro Gabriel. O conceito de sustentabilidade é observado nas esculturas que utilizam materiais de refugo, velhas chapas de ferro, velhos discos de tratores e sucatas.
Melhor Projeto em Casa Cor: Sala de TV
Profissional responsável: Bernadette Correa, arquiteta.
O que facilitaria a execução do espaço e ao mesmo tempo criaria um pano de fundo interessante para um ambiente de estar? Uma caixa de madeira. Esse foi o ponto de partida da arquiteta Bernadette Correa para começar a pensar no espaço que é uma sala de televisão. O lyptus foi a madeira escolhida não só pela aparência e textura, mas também por ser ecologicamente correta. Para dar contraste ao uso da madeira, o mobiliário é todo em preto e branco. Mais que uma sala de televisão, a ideia é ser um espaço com usos variados, como leitura, jogos, trabalho, estudo e relaxamento. Arrematando o projeto, uma cortina com tecido em linho branco emoldura a persiana em madeira.
(Com informações de Rossana Assunção, assessora de comunicação da Link Comunicação Empresarial)

Como você se comporta na Internet?

Editora Generale publica livro que analisa e dá dicas de como se comportar nas mídias sociais
Vivemos em um mundo conectado. Estabelecemos relacionamentos reais e virtuais. A internet permite que as relações virtuais sejam preponderantes e cresçam em ritmo assustador. As pessoas se associam às mídias sociais, formam redes de contatos de amigos e/ou colegas e despejam ali tudo que, muitas vezes, não teriam coragem de falar pessoalmente. Twitter, Facebook, Linkedin, Orkut, entre outras, modificam a rotina das pessoas, estreitam laços afetivos e, também, amplificam conflitos que envolvem estas relações.
Muitas vezes, quem possui perfis virtuais acaba esquecendo alguns valores que a vida real exige e se comporta de maneira inadequada no ambiente digital. Prova disso são alguns casos curiosos que já apareceram nos veículos de comunicação em geral, como, por exemplo, o desconforto da apresentadora Xuxa ao ver um tweet de sua filha sendo zombado por conta de um erro de português ou ainda, o comportamento mal intencionado de usuários, que se mascaram através da internet para fazer insultos ou assumir posturas que não seriam aceitas na vida real.
E é exatamente sobre o comportamento virtual que os autores Ligia Marques e Hegel Vieira Aguiar escreveram o livro "Etiqueta 3.0", que apresenta dicas e exemplos para todos que utilizam as mídias sociais e se preocupam em manter um relacionamento cordial com as pessoas.
"O código de conduta básico do usuário das mídias sociais sugere que o mesmo seja autêntico, transparente. No entanto, este conselho, quando mal interpretado, pode dar origem a postagens totalmente impróprias. As mídias sociais estão à disposição de todos, mas para evitar cometer gafes cibernéticas, sofrer críticas mais severas ou perder seus seguidores, amigos, ou talvez até seu emprego, procure ouvir, informar-se, conhecer, perguntar e tirar dúvidas", aconselham os autores.
Com capítulos que convidam a pensar sobre a personalidade real e a virtual, a publicação ensina a definir os objetivos nas mídias sociais e ajuda a construir uma personalidade digital ética, interessante e correta. "Etiqueta 3.0" pode ser encarado como um manual imprescindível, recheado de dicas e orientações para manter a elegância e a discrição ao usar o computador para estabelecer relações pessoais.
Por se tratar de um assunto em constante evolução, o livro inova com um conteúdo extra e complemetar hospedado no site www.etiqueta3ponto0.com.br, sempre atualizado pelos autores.
No dia 8 de setembro deste ano, a partir das 19 horas, o livro "Etiqueta 3.0" será lançado em Salvador-BA, na livraria Saraiva MegaStore, localizada no Salvador Shopping.
Informações: 11 8985 - 3224 / 8715-9087 / 7502-2278
SOBRE OS AUTORES
Ligia Marques é formada em Ciências Sociais, Antropologia e Medicina Veterinária pela Universidade de São Paulo (USP). Considerada uma das maiores especialistas brasileiras em etiqueta social e corporativa, atua como consultora e palestrante nestas áreas há mais de quinze anos, sendo fonte para diversos e importantes veículos de comunicação de todo o Brasil. Palestra e ministra cursos para grandes empresas, como Petrobras, Roche, Astra-Zeneca, Citibank e Infraero, dentre outras. Desenvolve um trabalho pioneiro de consultoria e treinamento em etiqueta e comportamento em mídias sociais. Para mais informações, acesse o site www.ligiamarques.com.br.
Hegel Vieira Aguiar é formado em Relações Públicas pela Universidade Salvador (Unifacs). Tem na comunicação e tecnologia suas grandes paixões, sempre diferenciando seus projetos com pitadas de inovação. Trabalhou para importantes marcas em Salvador e Angola. Há três anos em São Paulo, assumiu o digital como sua especialidade e área-chave, atuando em estratégias e ações de comunicação 360 graus. Atualmente, gerencia o departamento de planejamento e comunicação digital da RMA Comunicação Corporativa, que possui como clientes empresas de médio e grande portes.
SOBRE O LIVRO
Título: "Etiqueta 3.0"
Subtítulo: "Você on-line & off-line"
Autores: Hegel Vieira Aguiar e Ligia Marques
Origem: Brasil
Assunto: Mídias sociais, gestão de pessoas, Internet.
Preço: R$ 29,90
Páginas: 184
Formato: 16x 23 cm
ISBN: 978-85-63993-22-9
Edição: 1ª
Acabamento: Brochura

(Com informações de Ligia Aguiar)

Professores da Uefs param atividades em protesto a proposta de mudanças no Planserv

As atividades estarão suspensas na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) nesta quarta-feira, 31, quando os professores irão participar de uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa, em Salvador, pela retirada do Projeto de Lei 19.394/2011, que institui mudanças no Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais (Planserv). A paralisação foi aprovada em assembleia convocada pela Associação dos Docentes da Uefs (Adufs) no final da tarde de segunda-feira, 29. Os técnico-administrativos estão paralisados nesta terça-feira, 30, e amanhã e também vão participar do protesto.
Na quinta-feira, 25, os funcionários públicos, após manifestações em frente à Assembleia e reuniões com deputados, realizaram uma assembleia geral (Foto: Divulgação), na qual rejeitaram o projeto e indicaram a realização de paralisação de todo o funcionalismo público do Estado nesta terça e na quarta.
O Projeto de Lei enviado pelo governo à Assembleia restringe o acesso à assistência médica paga pelo próprio funcionalismo, limitando o número de consultas, exames e, até mesmo, atendimentos de urgência e emergência e criando o "fator moderador", que obriga o servidor que usar o plano a pagar adicionais pelos serviços.
A votação do PL está marcada para esta quarta. "Já conseguimos adiar a votação de quarta passada para esta (31). Agora queremos que os deputados não aprovem o projeto. Nossa assembleia repudiou todo o seu texto e não a sua alteração. O governo está tentando jogar as consequências da sua má administração para os trabalhadores. O Planserv não precisa de restrições e sim de melhorias", afirma o coordenador da Adufs, Jucelho Dantas.
(Com informações de Carla Matos, da Assessoria de Comunicação da Adufs)

PSPB entra com pedido de registro nacional

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu na segunda-feira, 29, o pedido de registro do (Partido dos Servidores Públicos e dos Trabalhadores da Iniciativa Privada do Brasil (PSPB).
A agremiação entregou uma lista com aproximadamente 581 mil assinaturas e espera pela aprovação do TSE para funcionar.
"Representamos cerca de 13 milhões de servidores públicos, uma grande parte dos trabalhadores da iniciativa privada, os pensionistas, os aposentados, os comissionados e os pequenos e médios empresários", diz o texto entregue ao TSE.
Além do PSPB, o tribunal terá de julgar a criação do PSD, partido do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. A legenda de Kassab, porém, foi anunciada em abril deste ano, enquanto o partido dos servidores existe desde 2005.
Ambas as siglas precisam receber o registro oficial até 7 de outubro deste ano, para que seus membros possam concorrer às eleições de 2012.
Fonte: Valor Online

Roubo da História

Por Sérgio Oliveira
Neste 30 de agosto, ouvindo o Omar Ferri na Rádio Pampa, aqui no Rio Grande do Sul, ele mencionou que uma pessoa havia lhe dito que estava com nojo, pois o PT estava roubando a história do trabalhismo, nas comemorações da LEGALIDADE. Correto. Os petistas sempre foram contra Brizola e o trabalhismo
Lula, em 21 de setembro de 1977, numa entrevista à revista "IstoÉ": "Não temos compromisso com ninguém, com esquerda, direita ou centro. Só com a classe trabalhadora. No passado, a classe trabalhadora foi usada pelo Partido Trabalhista Brasileiro, e farei de tudo para evitar que seja novamente usada".
Dois parágrafos da Carta de Princípios do PT, de 01.05.1979, detonam o trabalhismo:
"Cientes disso também é que setores das classes dominantes se apressam a sair a campo com suas propostas de PTB. Mas essas propostas demagógicas já não conseguem iludir os trabalhadores, que, nem de longe, se sensibilizaram com elas. Esse fato comprova que os trabalhadores brasileiros estão cansados das velhas fórmulas políticas elaboradas para eles. Agora, chegou a vez de o trabalhador formular e construir ele próprio seu país e seu futuro. Nós, dirigentes sindicais, não pretendemos ser donos do PT, mesmo porque acreditamos sinceramente existir, entre os trabalhadores, militantes de base mais capacitados e devotados, a quem caberá a tarefa de construir e liderar nosso partido. Estamos apenas procurando usar nossa autoridade moral e política para tentar abrir um caminho próprio para o conjunto dos trabalhadores. Temos a consciência de que, nesse papel, neste momento, somos insubstituíveis, e somente em vista disso é que nós reivindicamos o papel de lançadores do PT.
As tentativas de reviver o velho PTB de Vargas, ainda que, hoje, sejam anunciadas 'sem erros do passado' ou 'de baixo para cima', não passam de propostas de arregimentação dos trabalhadores para defesa de interesses de setores do empresariado nacional. Se o empresariado nacional quer construir seu próprio partido político, apelando para sua própria clientela, nada temos a opor, porém denunciamos suas tentativas de iludir os trabalhadores brasileiros com seus rótulos e apelos demagógicos e de querer transformá-los em massa de manobra para seus objetivos. "
Na época Brizola ainda não tinha perdido a sigla do PTB e estava tentando reorganizá-lo.
O ex-deputado Sinval Boaventura, em entrevista ao jornal "Opção", de Goiânia, de outubro de 1995, ante a pergunta:
"É verdadeira a história de uma reunião na casa do então deputado Simões da Cunha, na qual a deputada Ivete Vargas (PTB) teria contado que saíra de um encontro com o general Golbery e este revelou que ia projetar o sindicalista Lula para ser o anti-Brizola ?", respondeu:
"A Ivete Vargas disse que tinha estado com o ministro Golbery, na chácara dele, e que ele dissera que precisava trazer o Brizola para o Brasil porque ele estava se tornando um mito muito forte fora do país. Que era melhor ele voltar e disputar eleição, porque assim perderia o prestígio político. Fui ao Golbery e ele confirmou a conversa com Ivete. Explicou que sua estratégia era estimular a imprensa para projetar o Luiz Inácio da Silva, o Lula, um grande líder metalúrgico de São Paulo como uma liderança inteligente e expressiva, para ser preparado como o anti-Brizola. Sou testemunha dessa tese do general Golbery".
O marido de Ivete Vargas, Paulo Martins, trabalhava com Golbery.
Temos mais este depoimento:
"A primeira certeza dessa tarefa confiada ao ex-líder metalúrgico de São Bernardo ele teve pouco depois de voltar do exílio. Alguns deputados da esquerda do MDB articularam uma visita de Brizola a Lula, lá no sindicado, no início dos anos 80.
Segundo Cibilis Viana, que participou de visita ao Lula, disse que este deixou Brizola chocado e muito amargurado. Ao recebê-lo em sua sala, o presidente do Sindicato sequer levantou-se da cadeira para abraçá-lo. Aquilo já foi uma ducha de água fria.
Lula recebeu-o secamente e, para azedar o encontro, passou a desancar o antigo sindicalismo, que 'era controlado por pelegos do PTB'. A coisa ficou feia quando ele, que já devia ter tomado alguma, começou a falar mal do presidente Vargas, ensejando um bate-boca que só não foi mais inflamado devido a providencial intervenção da turma do deixa disso. Mas nessa hora, o líder trabalhista interrompeu a conversa e foi embora sem maiores formalidades."
Ainda Cibilis Viana:
"Eu o acompanhei na maioria das visitas, inclusive ao Lula. Esse primeiro encontro com Lula, de que fui testemunha, não foi nada amistoso. Chegamos à sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo, Lula, nos aguardou sentado em sua mesa de trabalho; quando Brizola falou nas tradições trabalhistas, em Getúlio, Lula o interrompeu, dizendo, 'Getúlio ferrou o trabalhador'. A partir daí, o ambiente foi constrangedor, Brizola o contradisse em seguida nos retiramos. Lula não teve a gentileza de nos acompanhar até a saída, permaneceu sentado em sua mesa."
Lá na década de 80 Lula dizia que ''a CLT é o AI-5 dos trabalhadores''. Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), criada em 1943 por Getúlio Vargas, com os direitos dos trabalhadores.
No dia 7 de agosto de 1994 a "Folha de S. Paulo" publicou texto de Clovis Rossi intitulado BRIZOLISMO VIVE OCASO NA REGIÃO SUL, quando Brizola, sendo candidato a presidente, perdia até para o Enéas nas pesquisas (ficou atrás do mesmo nas eleições). Duas opiniões que foram dadas para este ocaso.
OLÍVIO DUTRA : "O discurso dele envelheceu, como todos os discursos tradicionais".
Olívio atribuiu o ocaso do brizolismo também ao desgaste inevitável de quem exerceu dois mandatos no Rio, "um Estado complicado", e à contaminação da má imagem do atual governador do Rio Grande, Alceu Collares (PDT).
TARSO GENRO: "Acho que o fato de o PT ter criado em Porto Alegre o chamado "Orçamento Participativo" cortou na jugular do populismo, característica central do brizolismo."
E muito mais se poderia mencionar.
Agora são todos mesuras com o PDT, o trabalhismo, Brizola, Legalidade. E o PDT não se manca.
* Sérgio Oliveira, aposentado, é de Charqueadas-RS

Oposição obriga governo petista a recuar

Se o projeto de mudanças no Planserv era tão correto - o líder do governo petista, deputado estadual José Neto até pediu urgênciana votação - por que o governador Jaques Wagner recuou e aceitou fazer ajustes? Ainda bem que os deputados opocisionistas fizeram barulho e provocaram a medida.

Várias ações têm PSD como alvo

Uma semana depois de o Partido Social Democrático (PSD) ingressar com o pedido de registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a sigla foi alvo na segunda-feira, 29, de quatro contestações apresentadas por adversários que questionam a criação da legenda. As impugnações foram protocoladas por três partidos - DEM, PTB e Partido dos Servidores Públicos e dos Trabalhadores da Iniciativa Privada do Brasil (PSPB), que pediu registro ao TSE ontem -, e pelo deputado federal baiano Lúcio Vieira Lima (PMDB). A edição do "Jornal Nacional" de segunda-feira tratou da questão. Os principais problemas foram relatados pelo DEM, que aponta irregularidades em diversas etapas da criação do PSD, partido idealizado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (ex-DEM). O Democratas pede a realização de diligências para provar que as certidões nas quais constam as assinaturas de eleitores "contabilizaram nomes de apoiadores em duplicidade".
O argumento é que o PSD está se apresentando ao TSE sem ter cumprido as exigências mínimas previstas na resolução que trata da criação de novas legendas, que passa por três fases distintas. Uma delas é a expedição de certidão por parte de pelo menos nove Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), o que não aconteceu. O DEM ainda acusa o PSD de ter apresentado atas clonadas, de colher assinaturas irregulares - com o nome de mortos e de analfabetos.
Na quinta-feira, 18, o Blog Demais postou a nota "Nem todos apoiadores do PSD em Feira são regulares", que tratava sobre problemas idênticos - demonstrando a credibilidade da informação - com irregularidades em assinaturas de apoio à fundação do PSD também em Feira de Santana. Informações chegadas ao jornalista Dimas Oliveira davam conta de que parecer do Cartório Eleitoral saiu com ressalvas, pois existe por parte da Justiça Eleitoral a suspeita de fraude nas assinaturas coletadas e várias assinaturas feitas pela mesma pessoa. "Os dados são preliminares, pois ainda não foi concretizado todo o trabalho de averiguação. Com a identificação dos problemas, eles podem originar ações no Ministério Público Federal. Dos apoiadores do PSD em Feira de Santana, nem todos são considerados regulares pela Justiça Eleitoral", constava da postagem. "Em várias assinaturas se percebe claramente que foi uma mesma pessoa que assinou. Os indícios são inúmeros, bota inúmeros nisso", disse a fonte, preservada, ao Blog Demais.

"ONG feirense recebeu R$ 3,1 milhões do Governo Federal em 2010"

Deu no "Bahia na Política", de Jair Onofre:

Apesar de não ter atividade de conhecimento público em Feira de Santana, a Associação das Cooperativas de Apoio a Economia Familiar (Ascoob), que tem sede neste município, no ano de 2010 recebeu do Ministério do Desenvolvimento Agrário R$ 3.115.464 milhões através do Programa Nacional de Agricultura Familiar.
Os objetivos dos recursos segundo o projeto foram a elaboração participativa de Planos Territoriais de Desenvolvimento das principais cadeias produtivas, de dinamização de programas de comercialização, de adequação e fortalecimento dos empreendimentos econômicos, de estruturação de redes de cooperativas e de expansão do crédito e micro-credito, com vistas a ampliar os serviços de apoio e proporcionar o bom funcionamento dos projetos estratégicos territoriais.
Segundo o Portal da Transparência, os recursos foram liberados em 9 de dezembro de 2010, sendo em parcela única no valor de R$ 3.115.464, cabendo à Associação das Cooperativas de Apoio à Economia Familiar a contrapartida de R$ 364,061 mil. Segundo o site da Ascoob, a entidade deve funcionar na avenida Senhor dos Passos, 54, centro - Feira de Santana - Bahia, mas no endereço encontramos futuras instalações do MOC – Centro Educacional de Cidadania Filinto Bastos.

Náo é novidade disponibilização de aparelhos auditivos

Desde o início do segundo mandato do então prefeito José Ronaldo de Carvalho, em 2005, que foi implantado em Feira de Santana serviço de entrega do Aparelho de Amplificação Sonora Individual (Aasi), em parceria com o Ministério da Saúde, disponibilizado através da Clínica Otorrinos, que participou de chamamento público. Era secretária de Saúde na época a médica Zênia Araújo e depois e enfermeira Denise Mascarenhas, que confirmam a ação. Centenas de portadores de deficiência auditiva foram beneficiados pelo aparelho. Há uma semana, na segunda-feira, 22, o site da Prefeitura de Feira de Santana deu nota como se o serviço fosse uma novidade. Não é.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Pode puxar e se sentar!

A praticidade, a beleza e o aconchego das cadeiras de design, agora, ao alcance de todos


1. Além da funcionalidade, as cadeiras também agregam valor na decoração dos ambientes, quando desenvolvidas com design diferenciado; 2 Para conseguir oferecer ao mercado cadeiras de qualidade, design e muito bom gosto a um custo abaixo do habitual, a Casa de Carlota fez uma parceria com a Elemento, primeira importadora de cadeiras do Brasil com certificação ISO 9001 (Fotos: Divulgação)
Peças clássicas na decoração e de utilidade incontestável. Para estudar, para trabalhar, para conversar, para tomar um cafezinho... sua presença sempre se faz necessária! Assim são as cadeiras. Mobiliário que só chegou ao Brasil no século XVI, substituindo a rede dos índios.
Somente depois do século XX, o Brasil conheceu cadeiras fabricadas aqui. A essa altura, elas já eram queridinhas nas salas de jantar e de visitas. E, até hoje, são consideradas como um móvel de função requintada, por estarem presentes tanto em ocasiões importantes, como jantares e reuniões, quanto no cotidiano.
Além da funcionalidade, as cadeiras também agregam valor na decoração dos ambientes, quando desenvolvidas com design diferenciado. A palavra "design", no entanto, assusta algumas pessoas que acreditam, erroneamente, que peças assinadas não cabem em seu orçamento. O segredo é procurar no lugar certo!
O projeto Casa de Carlota, por exemplo, tem como um dos objetivos oferecer peças de decoração a preços acessíveis. Todo ano, o projeto encabeçado pela designer de interiores Carla Fontoura e pela empresária Daniela Guide comercializa um produto diferente. E este ano, o produto da vez são justamente as cadeiras!
Para conseguir oferecer ao mercado cadeiras de qualidade, design e muito bom gosto a um custo abaixo do habitual, a Casa de Carlota fez uma parceria com a Elemento, primeira importadora de cadeiras do Brasil com certificação ISO 9001.
A parceira entre o projeto itinerante e a importadora traz vantagens para o cliente: redução de até 40% nos preços em relação aos do mercado e garantia de um ano em todo o território brasileiro.
Portanto, para quem quer enriquecer a decoração de sua casa com uma cadeira de design, a dica é visitar Casa de Carlota, que estará de 17 de agosto a 2 de outubro, na mostra Morar Mais, que este ano acontece na antiga maternidade Hilda Brandão (Rua Álvares Maciel s/nº, bairro Santa Efigênia).
(Com informações de Ana Paula Horta e Fernanda Pinho, da Mão Dupla Comunicação)

Alunos destacam a importância da pós-graduação da FTC

"A pós-graduação não é apenas a continuidade dos estudos, mas o direcionamento profissional, o planejamento do futuro". A afirmação é de Danilo Passos Santos, que na noite de sexta-feira, 26, participou da aula inaugural (Foto: Divulgação) dos cursos de Pós Graduação da FTC Feira. Ele é graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e aluno da pós em Logística Empresarial.
Considerando surpreendente a abordagem feita pelo palestrante Floriano Barbosa Silva sobre o tema "Os Reflexos da Pós-graduação na Vida Pessoal e Profissional", Danilo Passos disse que cada curso tem objetivos específicos, "mas cabe ao aluno estabelecer as suas próprias metas". O principal reflexo de uma pós-graduação, em seu entendimento, é a possibilidade de planejar o futuro.
A administradora Dayane Santos Sampaio, formada pela Unopar, também acredita que a pós-graduação pode trazer um diferencial significativo para a atividade profissional. Aluna da pós em Gestão de Pessoas, ela achou a aula inaugural interessante pela possibilidade de integração entre os vários cursos. "No mercado de trabalho hoje, uma pós é mais que necessário, é imprescindível", observou.
A aula inaugural foi proferida pelo professor assistente da Universidade Federal da Bahia (Ufba) Floriano Barbosa Silva, que também é docente da Pós-Graduação da FTC Feira de Santana e Salvador, com atuação em outras instituições de ensino superior. De forma dinâmica e interativa, ele destacou os aspectos positivos da formação continuada do profissional em todas as áreas.
Segundo a coordenadora de Pós-Graduação da FTC Feira, professora Marcly Pizzani, a palestra marcou o início das aulas para as novas turmas dos 16 cursos de pós-graduação oferecidos pela FTC Feira nas áreas de Saúde, Esporte, Educação, Gestão e Engenharia. "A pós-graduação é fundamental para a capacitação do profissional e traz reflexos também para a vida pessoal", ressaltou.
(Com informações de Madalena de Jesus e Socorro Pitombo, da Assessoria de Comunicação, da FTC/FSA)

"Dois assassinatos horrendos, um assassino e nenhum gay"

Por Julio Severo
Nesta semana, dois homens foram encontrados mortos a facadas num apartamento de São Paulo. Não, não foi um crime "homofóbico". Aliás, a imprensa diz que a motivação do crime é "incerta".
Quando um homossexual é assassinado às altas horas da madrugada numa zona de drogas, prostituição e violência, salve-se quem puder: ninguém está a salvo de ataques da imprensa, que não tem nenhuma incerteza sobre a "motivação" do crime. Pastores, padres e membros de igrejas cristãs viram automaticamente alvos de acusações impiedosas de jornalistas que sem nenhum escrúpulo os chamam de "homofóbicos" e incitadores de ódio e violência.
Mas quando o homossexual é autor de crimes, a imprensa varre sua identidade homossexual para debaixo do tapete.
Quando o praticante de sodomia é vitima, a imprensa faz questão de destacá-lo abundantemente como "homossexual". Quando ele é o criminoso, a imprensa faz questão de apresentá-lo apenas como homem ou mulher.
A imprensa dá ampla cobertura aos seus favorecidos homossexuais em seus crimes, protegendo-os de constrangimentos provocados por seu estilo de vida. Mas não há proteção alguma para quem está fora dos favores da mídia descaradamente parcial.
Os homossexuais, pois, não podem reclamar de que não têm nenhuma proteção, que é por eles recebida em excesso por uma mídia tão disposta a favorecê-los que acoberta seus pecados e crimes. Os exemplos são abundantes, mas vou citar apenas o caso desta semana:
SUSPEITO DOPOU VÍTIMAS ANTES DE MATÁ-LAS NA RUA OSCAR FREIRE
"Folha de S. Paulo": O suspeito de assassinar duas pessoas em um apartamento da rua Oscar Freire, área nobre da zona oeste de São Paulo, dopou as vítimas antes de cometer o crime.
Segundo a polícia, Lucas Cintra Zanetti Rosseti, 21, misturou medicamentos tarja preta (de uso controlado) nas bebidas do analista de sistemas Eugênio Bozola, 52, e do modelo Murilo Rezende da Silva.
"O suspeito era mais fraco que os dois. Para matá-los a facadas tinha que fazer com que eles, de alguma forma, ficassem mais vulneráveis", disse o delegado Mauro Dias, do DHPP (Departamento de Homicídios).
Rosseti, segundo a polícia, matou Bozola e Rezende a facadas. Antes de fugir do prédio com o carro do analista de sistemas, deixou suas roupas, seu tênis e as facas usados no crime espalhadas pela casa.
Nas paredes do apartamento, deixou inscrições como CV, ZO e viado. Todas feitas com o sangue das vítimas.
"Ele tentou dissimular o crime. Queria passar a falsa impressão de que o crime teria sido cometido pelo Comando Vermelho ou por alguém da zona oeste de São Paulo", afirmou Dias.
Natural de Igarapava (446 km de São Paulo) Rossetti estava hospedado na casa de Bozola desde o dia 14 de agosto.
"Eles se conheciam de Igarapava. O Eugênio [Bozola] costumava trazer amigos de lá para passar uma temporada em São Paulo", contou o delegado.
Confesso que quando li essa "reportagem", não vi nada homossexual, pois o texto não faz a mínima referência à homossexual ou homossexualidade - apesar de que a polícia percebeu que o assassino colocou propositadamente as palavras "CV, ZO e viado" para disfarçar o crime e desviar a atenção de alguma questão importante, dando a aparência de que os assassinatos haviam sido cometidos por um homem do Comando Vermelho ou até mesmo por um homem que odiava "viados". Por alguma razão, o assassino procurou induzir a polícia a interpretar o crime como de motivação "homofóbica" e cometido por criminosos profissionais.
Depois, acabei lendo outro jornal:
HÓSPEDE É APONTADO COMO SUSPEITO POR ASSASSINATOS NA OSCAR FREIRE
"O Estado de São Paulo": Um jovem de 21 anos é apontado pela polícia como principal suspeito pela morte do analista de sistemas Eugênio Bozola, de 52, e do modelo Murilo Rezende da Silva, de 21, em um apartamento na Rua Oscar Freire, na zona oeste da capital paulista. Segundo os investigadores, o suspeito é Lucas Zannetti. Natural de Igarapava, no interior de São Paulo, mesma cidade de Eugênio, ele estaria como hóspede no apartamento do analista desde o Dia dos Pais.
A polícia chegou ao rapaz por relatos de amigos das vítimas. No fim de semana anterior ao assassinato, Lucas teria ido com Eugênio e outro colega a uma boate gay na zona oeste da cidade, e depois a uma pizzaria. A identificação foi feita através de imagens de câmeras de segurança dos locais. De acordo com a polícia, um tênis encontrado no apartamento era o mesmo que ele usava naquele dia. Havia marcas de sangue, que chegaram a ser lavadas.
Ainda segundo a polícia, o carro do analista com que Lucas fugiu foi visto pela última vez no pedágio do município de São Simão, no interior paulista. A motivação do crime, ocorrido na madrugada da última terça-feira, continua incerta…
É verdade que o "Estadão" também não disse que o assassino é homossexual, mas sem querer ou não, deixou uma pista de fora:
No fim de semana anterior ao assassinato, [o assassino] Lucas teria ido com Eugênio e outro colega a uma boate gay na zona oeste da cidade.
Apesar disso, ambos os jornais não ousam identificar o assassino como homossexual. A "Folha de S. Paulo" nem quis citar que eles estiveram numa boate gay - uma informação altamente comprometedora. Qualquer identificação homossexual foi varrida diretamente para debaixo do tapete. Quanto mais clara é a motivação homossexual de um crime, mais a imprensa esquerdista trabalha para maquiá-la e acobertá-la.
O grande problema é que acobertar o pecado gera injustiças e crimes. Por isso, se as leis começarem a proteger os homossexuais do jeito que a imprensa esquerdista já faz há muito tempo, a sociedade verá mais injustiças e crimes violentos. Só não verá a motivação deles, pois tudo estará escondido debaixo do tapete. Com a ajuda da "Folha de S. Paulo" e outros jornais, tudo o que a sociedade verá são crimes com "motivação incerta".
Fonte: "Mídia Sem Máscara"

Buraco na pista

A omissão do poder público municipal está no auge e o Blog Demais continua mostrando a falta de manutenção em Feira de Santana. A rua Olímpio Vital foi beneficiada com buraco que se formou ao lado do gradil das galerias de águas pluviais que estão entupidas. Enquanto isso, na propaganda do governo, Feira cresce. Mas a gente não vê!

"Colbert colocaria mãos no fogo por Geddel"

Deu no "Bahia Notícias", de Samuel Celestino:

O ex-deputado federal Colbert Martins, preso na Operação Voucher, da Polícia Federal, no último dia 9, sob a acusação de envolvimento em um esquema de desvio de verbas no Ministério do Turismo, disse em entrevista ao Bahia Notícias que retribuiria a demonstração de confiança depositada nele pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima e também colocaria as mãos no fogo pelo correligionário. "O que eu posso fazer com Geddel é o mesmo que ele fez comigo", garantiu. Atual vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa, Geddel declarou que não colocaria as mãos no fogo nem por ele mesmo, mas que por Colbert, sim. O político feirense voltou a agradecer as mensagens de apoio que recebeu e revelou que ficou surpreso com alguns adversários que saíram em sua defesa, mas preferiu não citar nomes.

PMDB discute eleições de 2012

O comando do PMDB de Feira de Santana, sob a presidência de Evaldo Martins, mais os vice-presidentes Adilson Simas e Wilson Pereira e outros membros, como o sociólogo Ildes Ferreira, estará se reunindo na quarta-feira, 31, às 19 horas, no auditório do Hotel Acalanto, para discutir as eleições proporcionais de 2012, inclusive a formação de coligações.
Além daqueles que já optaram pelo partido, a reunião estará aberta aos atuais vereadores, suplentes e todos os que pretendem disputar um vaga na Câmara Municipal e ainda não definiram a legenda.
Fonte: "Blog Por Simas"

SUS credencia cardiologia do Hospital Dom Pedro de Alcântara

Através da Portaria 491 da Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, publicada na sexta-feira, 26, o Hospital Dom Pedro de Alcântara foi credenciado a prestar serviços de cardiologia ao Sistema Único de Saúde (SSU). A medida vai beneficiar população de Feira de Santana e região.
Segundo o provedor da Santa Casa de Misericórdia de Feira de Santana, Outran Borges, é necessário esclarecer que o atendimento não será feito de forma aleatória, mas sim através de regulação e marcação por parte da Secretaria da Saúde de Feira de Santana. Desta forma, apenas os pacientes da rede referenciada, como hospitais, clínicas ou unidades básicas de saúde do município irão direcionar os pacientes para o HDPA, que passa a ser o hospital referenciado em cardiologia.
Para os habitantes dos demais municípios da região, faz-se necessário que o município seja pactuado com a Secretaria de Saúde para possam ter o atendimento aceito pelo HDPA. O atendimento deverá ser iniciado a partir do mês de setembro.
(Com informações de Cristóvam Aguiar)

Quer a cabeça dos ronaldistas

O ex-deputado estadual Humberto Cedraz pediu a cabeça dos secretários ronaldistas no programa "Bom Dia Feira", na Rádio Princesa FM, na manhã desta segunda-feira, 29. Resta saber se o prefeito Pimenta vai ter coragem de atendê-lo. A entrevista ao âncora Dilson Barbosa está sendo repetida neste momento no "Linha Direta", na Rádio Sociedade AM.

"Por agenda positiva, Dilma privilegia rádios regionais"

Em meio à sucessão de escândalos em Brasília, a presidente Dilma Rousseff mudou sua política de comunicação para tentar impor uma agenda positiva ao governo. Desde o início de julho, ela reservou duas horas e 52 minutos a entrevistas para rádios regionais, nas quais driblou a crise para fazer propaganda e prometer obras e benefícios sociais aos ouvintes. Isso equivale a dez vezes o tempo que dedicou no mesmo período para atender à imprensa diante de gravadores: apenas 17 minutos, fatiados em cinco ocasiões.
O tom chapa-branca das falas no rádio segue orientação do Planalto, que escolhe as emissoras, empresta equipamentos e pede aos entrevistadores que só perguntem sobre temas da região. "Passaram para nós que seria melhor usar as questões positivas. Dizer o que pode ser feito, e não o que nunca foi feito no Estado", contou o radialista Sérgio Gomes, que entrevistou Dilma pela Caiari AM de Porto Velho (RO). Ele passou 21 minutos com a presidente na véspera da queda do ministro Alfredo Nascimento (Transportes), mas disse não ter tratado das suspeitas de corrupção na pasta por "falta de tempo". Naquele dia, Dilma participou de dois atos públicos e não quis falar com os jornalistas de veículos nacionais.
Para Gomes, a Caiari foi premiada por transmitir programas oficiais como o "Café com a Presidenta", às segundas-feiras. "A gente se aproximou do governo na época do Lula. Eles sabiam que podiam confiar na gente." A experiência agradou e já foi repetida cinco vezes, em Alagoas, Ceará, Pernambuco, Paraná e no interior paulista. As rádios pequenas haviam sido ignoradas nos primeiros seis meses do governo Dilma.
ESTRATÉGIA
Quando a crise nos Transportes estourou, o ex-presidente Lula e outros aliados orientaram Dilma a mudar a política de comunicação e a lançar uma agenda positiva, com mais viagens pelo país.
No entanto, a Secom (Secretaria de Comunicação Social) nega que a estratégia vise driblar as denúncias e poupar a presidente de perguntas incômodas. A transcrição das entrevistas evidencia o conforto da presidente nas rádios. "É um prazer estar aqui com a senhora, e é bom a gente deixar claro que não é uma entrevista aqui. É uma conversa, é um bate-papo, não é? Tanto é que tem água aqui, tem café à vontade", disse Luiz Carlos Martins, da Banda B AM de Curitiba (PR).
"É muito bom que seja uma conversa entre nós porque a gente esclarece melhor, né?", respondeu Dilma. Pouco depois, o radialista anunciou uma pergunta "que muita gente gostaria de fazer": "A sra. está feliz?" "Quando eu lancei, por exemplo, o programa Brasil Sem Miséria, eu fiquei muito feliz", respondeu ela. O "bate-papo" ocorreu em 12 de julho, seis dias depois da demissão de Nascimento, cuja pasta foi alvo de acusações de corrupção. Dilma não havia falado sobre o caso e assim permaneceu.
Martins disse à Folha não ter recebido ordem da Presidência para evitar a crise. "Meu jornalismo é popular. Não estou preocupado com esse tipo de assunto." Duas semanas depois, em Maceió, um radialista da Gazeta - que pertence ao senador aliado Fernando Collor (PTB-AL) - pediu uma mensagem à "mulher alagoana".

Fonte: Jornal "Folha de S. Paulo" e "Blog Reinaldo Azevedo"

Reinaldo Azevedo sobre José Dirceu

JOSÉ DIRCEU PROVA PARA O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL QUE CONTINUA A SER AQUELE MESMO DO MENSALÃO, DISPOSTO A FRAUDAR A DEMOCRACIA E A VONTADE DO POVO
Por Reinaldo Azevedo

Alguns leitores desavisados podem considerar que José Dirceu foi bem-sucedido na "Operação Despiste", ao tentar jogar uma cortina de fumaça no governo clandestino que montou em Brasília, acusando a VEJA, ridiculamente, de ter tentado cometer um crime para obter as informações que agora são de domínio público. Mas ele não foi bem-sucedido coisa nenhuma! Muito pelo contrário! O "Zé" quebrou a cara mais uma vez, embora, claro!, o status político de que ele goze no Brasil dê conta do que eu chamaria "mal-estar da moralidade pública". É evidente que uma figura com o seu perfil e com a sua trajetória já deveria ter sido banida da política há muito tempo. Mas está por aí, e não é o único.
De todo modo, a sua casa caiu! Como os petistas têm uma rede de "profissionais" para atuar na Internet e contam com uma rede de blogueiros a soldo, pagos indiretamente com dinheiro público - anúncios de estatais e emprego na LulaNews, por exemplo -, as redes sociais foram invadidas pela canalha para tentar transformar o vilão em vítima, e o mocinho, em bandido. VEJA cometeu, sim, uma invasão: invadiu uma toca de conspiradores. Por que o "Zé" está tão furioso?
Porque ele está empenhado, enquanto aguarda o julgamento do processo do mensalão, em lavar a sua biografia. Montou um site - uma equipe se encarrega de assinar textos em seu nome - em que posa de grande pensador da política. Nos bastidores do PT, dos demais partidos e do governo, faz-se de grande articulador e estrategista - e, com efeito, tem bastante influência naqueles setores da política que não costumam conviver com a luz e com o oxigênio.
Ele e Lula estão por trás, por exemplo, do estúpido projeto de reforma política do petista Henrique Fontana - parte dos malefícios do texto já foi exposta aqui. Mas ainda falta apontar algumas indignidades. De todo modo, o "Zé" quer ser um homem sério. Recentemente, em São Paulo, ele apareceu até como amante das artes. Vai ver pretende ocupar o lugar que já foi do ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira…
O que a reportagem de VEJA, com informações colhidas no mais estrito respeito às leis, evidencia? Que o mesmo José Dirceu do mensalão continua em operação; que ele não aprendeu nada com a experiência - ao contrário, parece que resolveu aprimorar seus "métodos"; que mantém a disposição, revelada no caso do mensalão, de montar uma República clandestina, fora do aparelho e das balizas institucionais, para governar o país; que não renunciou ao propósito de jogar na obsolescência os instrumentos de que dispõe o estado de direito para gerir a República, substituindo-o pelo grupo "dos homens de preto"; que entende que um país deva ser governado por elementos sem cara, que se esgueiram em corredores de hotéis, na clandestinidade, na surdina, onde se fazem negócios milionários ao arrepio da lei; que pretende um país que seja governado distante de qualquer ritual da representação, definindo vitoriosos e derrotados fora do alcance da lei.
José Dirceu, em suma, continua o mesmo! Não percamos de vista o essencial: todas as pessoas que foram até o "chefe de quadrilha", como o caracteriza a Procuradoria-Geral da República, têm mais autoridade do que ele próprio, uma autoridade que lhes foi conferida pelo povo: ou são parlamentares eleitos ou são pessoas nomeadas pela presidente, também eleita. Ocorre que a autoridade formal conferida pelo povo não vale nada diante de uma outra que tem Dirceu - a de "poderoso chefão".
ATENÇÃO PARA ISTO: ELE NÃO TEM CARGO DE MANDO NEM NO PT!!! Então de onde emana a sua autoridade, que faz com que um ministro de Estado (Fernando Pimentel), um presidente de estatal (José Sérgio Gabrielli) e uma penca de políticos se disponham ao ritual de submissão, indo até o quarto de hotel que ele ocupa na clandestinidade?
É impossível que os atuais 10 ministros do Supremo - logo mais saberemos quem ocupará a 11ª vaga - não enxerguem nesse episódio a similaridade com o imbróglio do mensalão. Dirceu continua a se comportar como aquele "chefe de quadrilha" de que fala a Procuradoria Geral da República. Se está fazendo articulação política em nome do PT, por que não usa, então, a sede do partido? Se está atuando como consultor de empresa privada, por que não pediu ele a audiência?
O mensalão era, antes de mais nada, uma tentativa de fraudar a democracia, tornando irrelevante o voto do eleitor. Ele escolhia os seus representantes, e o esquema, comandado por Dirceu, segundo a Procuradoria, comprava o eleito. O governo clandestino montado pelo mesmo Dirceu quer a mesma coisa. Aquela gente que foi visitá-lo foi jogar aos seus pés os votos que recebeu - ou o do povo ou o voto de confiança da presidente - e declarar sua fidelidade ao "Esquema". Qual esquema? Isso é o que tem de ser agora investigado. E será!
Uma coisa é certa: aquilo tudo deveria ficar nas sombras, e VEJA trouxe à luz. Os ministos do Supremo certamente gostaram de saber que o Zé não mudou! Que o Zé continua a ser aquele caracterizado pela Procuradoria Geral da República. É a sua natureza. É a sua escolha. É a sua profissão!
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"