*

*

Rede Orient - A partir de quinta-feira, 14

Rede Orient - A partir de quinta-feira, 14
Orient Cineplace Boulevard - 15 - 18 (Dub) - 21 (Leg)

domingo, 31 de julho de 2011

Reparo sobre presidência do PV

Prezado Jornalista Dimas Oliveira,
Fiquei surpreso com a nota informando que assumi a presidência do PV em Feira de Santana, por que, nunca solicitei o posto à Direção Estadual do Partido. Realmente estive em Salvador conversando sobre uma possível candidatura a vereador pela legenda, em função da amizade e ligação política que tenho muito forte com Luiz Araújo, hoje secretário geral do PV no Estado. Inclusive falei ao diretório estadual que já tinha conversado com Amarildo Gomes, presidente da
executiva municipal em Feira de Santana.
Soube que após minha ida a sede do PV, outras pessoas também estiveram lá e o Ivanilson (presidente estadual do PV) falou sobre minha pessoa, mas, com toda certeza, em nenhum momento que eu assumiria presidência do partido, visto que não é esse o meu propósito.
Sua fonte de forma equivocada se precipitou e anunciou esse mal entendido. De concreto, venho discutindo apenas uma provável candidatura a vereança e a escolha pelo PV se dá por ser ligado a
movimentos ambientalistas, como o Movimento Água é Vida, Associação Ecológica Buriti, inclusive participei da organização de duas conferências do meio ambiente e duas Feiras do Semi-Árido em Feira de Santana e também recebi prêmio de Guardião do Meio Ambiente oferecido pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana.
Estarei em breve entregando minha carta de intenção de ser candidato pelo PV ao diretório, e passarei como todo mundo pela aceitação da executiva.
Atenciosamente,
Deibson de Souza Cavalcanti
Presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau do Estado da Bahia

Mariano Netto lança "Novo Começo"

"E o patrocínio"

Deu no "Blog do Jair Onofre":
O Bahia de Feira, que está no Campeonato Brasileiro da Série D, e muito bem por sinal, está aguardando o patrocínio prometido pela Prefeitura de Feira de Santana, acertado para logo no início da competição. A informação é que a minuta do convênio está engavetada na Procuradoria Geral do Município. Fazer futebol assim é difícil.

Bem no Paço Municipal



É de conhecimento da população que Feira de Santana que nos dias atuais não possui sanitários públicos e sanitários químicos suficientes. É comum que pessoas utilizem o espaço público para fazer suas necessidades fisiológicas. Inadmissível é que caso um cidadão tenha necessidade de se deslocar para Paço Municipal Maria Quitéria vai encontrar o sanitário, ao lado da Secretaria de Comunicação Social INTERDITADO como já divulgou o Blog Demais. Com a denúncia, a Prefeitura de Feira de Santana passou a não se importar que papeis e sacos plásticos fiquem espalhados principalmente ao lado da porta fétida do Paço na avenida Getúlio Vargas, local usado para as necessidades.

Belle Quintas neste domingo

"O dinheiro era para o partido"

O comunista Haroldo Lima não detém conhecimentos técnicos sobre petróleo, mas sabe tudo de política. Aos 71 anos, o atual diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP) já fez muito pela esquerda. Militou no movimento estudantil, fundou a organização Ação Popular, a AP, na qual combateu a ditadura militar, e, há 39 anos, apaixonou-se pelo PCdoB.
É um dos mais antigos e dedicados quadros do partido, pelo qual cumpriu cinco mandatos como deputado federal. Num deles, elegeu-se com o mote "botando para quebrar". A exemplo de tantos outros políticos de sua geração, sacrificou-se pelos ideais da esquerda, mas capitulou aos encantos da direita. Em 2003, em reconhecimento a seus serviços, o então presidente Lula nomeou Haroldo para uma diretoria na ANP.
Desde então, Haroldo socializou cargos e contratos entre os camaradas do PCdoB. Fora, assegurou - com muito custo - o próspero acúmulo de capital dos grandes empresários do setor petrolífero. Essa ambiguidade de papéis, subproduto do aparelhamento partidário do Estado brasileiro, não poderia dar certo. Conforme revelou ÉPOCA na capa de sua última edição, viraram regra a cobrança de propina e os achaques a empresários que precisam das canetadas dos burocratas da ANP.
A reportagem trouxe a público evidências fortes da corrupção na ANP, como cheques, e-mails, relatos de empresários extorquidos - e até um vídeo em que uma advogada que atua no ramo é achacada por dois assessores da ANP. Todo o material integra uma investigação sigilosa, iniciada pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro.
No vídeo, gravado em maio de 2008, Antonio José Moreira, então procurador da ANP, e Daniel de Carvalho Lima, estagiário da agência, cobram R$ 40 mil da advogada Vanuza Sampaio para liberar o registro de um cliente dela, a distribuidora de combustíveis Petromarte. Ambos dizem falar em nome do dirigente do PCdoB Edson Silva, então superintendente de Abastecimento e hoje assessor de Haroldo Lima. Os dois assessores da ANP dizem no vídeo que o valor de R$ 40 mil foi estipulado por Edson Silva e que ele receberia R$ 25 mil do total.
Assim que a reportagem foi publicada, a direção da ANP, em vez de determinar a investigação dos fatos, esforçou-se por tentar desqualificar o caso. A ANP chegou a anunciar que a advogada Vanuza foi interpelada judicialmente - e que ela teria negado qualquer acusação contra o comunista Edson Silva.
Não é verdade. "Fui interpelada em razão de uma matéria que saiu na imprensa contra o senhor Edson Silva. Apenas neguei que fosse fonte da referida matéria. Nunca voltei atrás em nada", disse a advogada Vanuza.
Ela, diante da repercussão do caso, aceitou falar a ÉPOCA na semana passada. Vanuza esclareceu, sobretudo, o que já se suspeitava: os dois assessores da ANP disseram a ela que o dinheiro cobrado iria para o caixa do PCdoB.

Fonte: Revista "Época"

Deu em Claudio Humberto



Dificuldades de José Neto

O candidato petista a prefeito de Feira de Santana que o governador Jaques Wagner está marcando para perder a eleição de 2012, deputado estadual José Neto (Foto: Reprodução), líder do governo na Assembleia, está encontrando desde já dificuldades para encontar quem queira ser candidato(a) a vice-prefeito(a), como foi informado ao Blog Demais. Eliana Boaventura (PP), por exemplo, tem sido assediada, mas está correndo da possibilidade - ela considera que o projeto não tem futuro. Com José Neto candidato, o PT também vai ter dificuldade de formar uma chapa de vereadores - atualmente, são dois petistas na Câmara, Ângelo Almeida, que tem afirmado que não é candidato à reeleição, e Marialvo Barreto.

Flagrantes momentos de pré-campanha

Tudo começou com a então candidata à Presidência Dilma Rousseff utilizando o Hospital Estadual da Criança como cenário da propaganda eleitoral gratuita. Foi em 27 de agosto de 2010 - mesmo dia em que gravou no Residencial Nova Conceição, do programa "Minha Casa, Minha Vida", construído pela R Carvalho, que atualmente está em crise. De lá para cá, o Hospital Estadual da Criança, chamado de "O Belo Antônio", pois bonito mas não funciona, virou este ano atração turística de Feira de Santana. No dia 20 deste mês que se encerra, a vez do ex-presidente Lula, do governador Jaques Wagner e do secrétário de Saúde Jorge Solla visitaram o nosocômio. Uma semana depois, na quinta-feira, 28, mais visita, desta feita do ministro da Saúde Alexandre Padilha e de novo o secretário Jorge Solla. Em todas, a companhia do sorridente deputado estadual José Neto, líder do Governo na Assembleia Legislativa, que é o candidato petista marcado para perder as eleições municipais de Feira de Santana em 2012. Os atos, aparentemente de visita técnica, são flagrantes momentos de pré-campanha.

Morre o gigante John Stott

Na tarde de quarta-feira, 27, faleceu o líder e evangelista londrino John Stott (Foto: Reprodução). Segundo informações do presidente do ministério que carrega o nome do líder, Benjamin Homam, a morte aconteceu às 3h15 (horário de Londres) por complicações relacionadas à sua idade avançada - Stott tinha 90 anos. Nas últimas semanas, Stott já não vinha se sentindo bem.
Família e amigos haviam se reunido recentemente com Stott. Homam frisou ainda que o ministério já se preparava para o pior. "Stott deixou um exemplo impecável para líderes de ministérios em todo o mundo. Deixou para muitos um amor pela igreja global, e uma paixão pela fidelidade bíblica e amor pelo Salvador".
Considerado uma das mais expressivas vozes da igreja evangélica contemporânea, o inglês Jonh Stott nasceu em 27 de abril de 1921. Foi um agnóstico até 1939, quando ouviu uma mensagem do reverendo Eric Nash e se converteu ao cristianismo evangélico.
Estudou Línguas Modernas na faculdade Trinity, de Cambridge. Foi ordenado pela Igreja Anglicana em 1945, e iniciou suas atividades como sacerdote na Igreja All Souls, em Langham Place. Lá continuou até se tornar pastor emérito, em 1975. Foi capelão da coroa britânica de 1959 a 1991.
Stott tornou-se ainda mais conhecido depois do Congresso de Lausanne, em 1974, quando se destacou na defesa do conceito de Evangelho Integral - uma abordagem cristã mais ampla, abrangendo a promoção do Reino de Deus não apenas na dimensão espiritual, mas também na transformação da sociedade a partir da ética e dos valores cristãos.
Em 1982, fundou o London Institute for Contemporary Christianity, do qual hoje é presidente honorário. Escreveu centenas de artigos e cerca de 40 livros, entre os quais os mais famosos são:
"Cristianismo Básico", "Sinais de uma Igreja Viva", "Crer É Também Pensar", "Porque Sou Cristão", "A Cruz de Cristo", "Eu Creio na Pregação", "Firmados na Fé", Cristianismo Equilibrado", "Entenda a Bíblia", "Cristianismo Autêntico", "O Perfil do Pregador", "Ouça o Espírito, Ouça o Mundo".
A sua obra mais importante, "Cristianismo Básico", vendeu mais de dois milhões de cópias e já foi traduzida para mais de 60 línguas. Billy Graham chamou John Stott de "o mais respeitável clérigo no mundo hoje".
Fonte: "Internautas Cristãos"

sábado, 30 de julho de 2011

A foto do fato

Imagem significativa - Na comemoração de aniversário de José Francisco Pinto (PDT), as presenças de vice-prefeito Paulo Aquino (DEM), deputado federal Sérgio Carneiro (PT), ex-prefeito José Ronaldo (DEM) e vereador Roberto Tourinho (PSB). (Foto: Andrews Pedra Branca)

No sorteio da Copa 2014

Por Sérgio Oliveira

Li, não lembro onde, que a a presidente Dilma teria exigido uma sala especial, ao participar do sorteio da Copa 2014, neste sábado, 30, porque não queria ficar junto de Ricardo Teixeira. Mas, que nada. Lá estavam, na primeira fila, o Blatter, acusado de ser safado, a Dilma, o Pelé e o Ricardo Teixeira, outro acusado de ser safado. Gente fina é outra coisa. Pessoas educadas, gentis; ou são todos hipócritas? Ou a situação era inevitável?
* Sérgio Oliveira é de Charqueadas-RS

Inserções do PMDB em rádio e TV começam nesta segunda-feira

O PMDB da Bahia começa na próxima segunda-feira, 1º de agosto, as inserções em mais de 250 emissoras de rádio e televisão de todo o Estado. Serão apresentações de 30 e 60 segundos, destacando a força do partido no Congresso, com a maior bancada no Senado, a segunda maior bancada na Câmara dos Deputados e a Vice-Presidência da República, com Michel Temer ao lado da presidente Dilma Rousseff, e o papel de oposição no Estado, com críticas qualificadas e fundamentadas à atual gestão.
Além do destaque para a força do partido, as inserções mostrarão o trabalho que o PMDB tem feito na Bahia, com os recursos e as obras trazidas pelo ex-ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, pelo interior e na capital, a exemplo da avenida Centenário e canal do Imbuí, incluindo as que ainda serão executadas, como os canais da avenidas Vasco da Gama, Lucaia e do Canela.
Serão apresentados também depoimentos de deputados, vereadores e prefeitos, mostrando a mensagem do partido e destacando sempre um novo caminho para o desenvolvimento do Estado, que carece de segurança pública, saúde e educação, áreas prioritárias para o partido
(Com informações da Assessoria de Imprensa do PMDB da Bahia)

Sérgio Carneiro: do destino ninguém foge

O deputado federal Sérgio Carneiro (PT), um dos indicados para vaga no Tribunal de Contas da União (TCU), disse ao Blog Demais, na tarde deste sábado, 30, que ainda não desistiu da candidatura a prefeito de Feira de Santana em 2012. Para o parlamentar, "tudo depende do destino", lembrando uma série de fatos ocorridos na política local, estadual e nacional em que o destino interferiu.

Gerinaldo analisa candidatura a vereador

O radialista Gerinaldo Costa, que é filiado ao PT, disse ao Blog Demais, na tarde deste sábado, 30, que até o final deste ano decide se é candidato a vereador de Feira de Santana nas eleições de 2012. "Estou analisando todas as possibilidades", declarou.

Políticos na festa de Zé Chico

O ex-presidente do diretório municipal do PDT José Francisco Pinto, conhecido como Zé Chico, empresário e também vice-presidente do Fluminense de Feira, fez 53 anos na sexta-feira, 29. Na tarde deste sábado, 30, ele recebeu o carinho de familiares e amigos na área de eventos do condomínio onde mora. Políticos como o deputado federal Sérgio Carneiro (PT), vice-prefeito Paulo Aquino (DEM), vereador Roberto Tourinho (PSB), ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM) e Gerinaldo Costa (PT) marcaram presença.

"Comunidade Ligada"

O pastor Maroel Bispo, vice-presidente da Igreja Batista do Feira VI e presidente da Abas, com o programa "Comunidade Ligada", entre 16 e 17 horas, pela Rádio Cidade FM, 88,9.

"República no chão"

Por Arthur Virgílio
O Brasil, enquanto República, está no chão. Isso difere, infelizmente, dos momentos que orgulham a História da Nação, feitos de grandes homens e seus gestos politicamente largos.
O então deputado federal pelo Paraná Mário Martins discordou da UDN, numa questão programática e, por isso, não se sentiu bem em permanecer no cargo. Renunciou ao mandato e à militância partidária.
Oscar Dias Corrêa, que terminou a vida pública como ministro do STF, não fez a mesma coisa, apenas por estar no fim do mandato, que cumpriu até o final, mas nunca mais se candidatou a coisa nenhuma.
Mário Martins se candidatou no Rio de Janeiro, depois de voltar ao jornalismo, se elegendo Senador. Foi cassado com meu pai, o senador Arthur Virgílio Filho, em fevereiro de 1969, pelo AI-5.
Fernando Henrique demitiu Clóvis Carvalho, secretário particular da Presidência da República, porque fez crítica contundente à política econômica do País, então dirigida pelo ministro da Fazenda Pedro Malan.
O presidente entendeu que precisava optar entre um dos dois e optou por Malan, que, sem sombra de dúvida, até por ser mais fechado, é menos amigo pessoal dele. Chamou Clóvis, sem titubear, e o demitiu.
O amigo ficou meio amuado, durante um tempo, mas hoje é quem dirige o Instituto Fernando Henrique, após entender que aquela era a atitude exigida de um estadista.
A moda criada no Governo Lula e mantida no Governo Dilma é que ninguém discrepa, ninguém discorda e impõe-se o pensamento único. É do mal, é do inferno, quem discorda.
Depois, as demissões nesse governo são sempre causadas por corrupção. Nada da atitude altiva de alguém que, discordando, decidiu que não poderia mais servir à administração e foi para casa em paz. Não. Sempre os escândalos presidem as mudanças ministeriais.
Houve, do Lula-petismo para cá, uma diminuição da República, um afastamento da Res publica, expressão latina que significa "coisa do povo", o poder que objetiva o conjunto da sociedade.
Anseio pela volta do tempo em que as demissões não sejam pelas coisas que estão óbvias hoje, escândalos e mais escândalos, porque nem sempre foram assim no Brasil.
Demissão por corrupção é diferente de demissão por discrepância, aquela originada na altiva diversidade de pensamento, na independência, na ausência do rabo preso.
O natural seria a presidente encontrando com cada ministro como duas pessoas republicanas, decidindo a permanência ou não permanência no governo sem sinal de negociatas ou ameaças veladas, sem as manchas que presidem as decisões atuais.
Lamento constatar que, desse jeito, a República está no chão.
* Arthur Virgílio, diplomata, é ex-líder do PSDB no Senado

Fonte: "Blog do Noblat"

"Obama é um fiasco e está preparado para presidir o Findomundistão!"

Por Reinaldo Azevedo
Há coisas que têm tudo para dar errado e que, vejam vocês, dão! É o caso de Barack Obama nos EUA. O que sempre pensei a respeito deste senhor está nos arquivos. Sempre vi nele o traço inconfundível de um populista do Terceiro Mundo. É claro que isso nada tem a ver com a sua cor ou origem, mas com os seus métodos. Achava detestável sua mania de se referir a "Washington" como o lugar da picaretagem, como se ele não fosse, afinal, alguém de… Washington! No Brasil, Lula atacava - e ataca ainda - as "elites".
Ambos têm histórias, origens e formações muito distintas. Mas algo os reúne de maneira inegável: não estão nem aí para as instituições; acreditam que uma de suas tarefas é atropelá-las. E as atropelam. Obama, só para citar um caso, foi à guerra contra a Líbia sem pedir autorização para o Congresso e, na prática, jogou no lixo os termos da resolução da ONU que autorizava a ação naquele país. Sim, ele acha que pode.
Nego-me a discutir a questão estúpida sobre se a crise é ou não herança do governo Bush. Deixo isso para o Arnaldo Jabor. Essa é outra marca da mentalidade tacanha terceiro-mundista. Quem se apresenta como candidato e se dispõe a ganhar uma eleição está afirmando que sabe como resolver o impasse - se há um. Se o governo Bush tivesse sido um espetáculo, Obama não teria sido eleito. É simples assim. E ele se tornou presidente justamente porque o outro se deu mal. O que lhe garantiu a ascensão não pode ser fonte permanente de desculpa para o seu insucesso. É uma questão óbvia, de lógica elementar.
Os republicanos não fizeram sozinhos a crise sobre o limite do endividamento. Aliás, Obama passou dois anos com maioria nas duas Casas. Foram os seus apoiadores que ajudaram a extrapolar o limite de gastos. E, numa democracia, ele tem de negociar com o Congresso - quem lhe tirou a maioria na Câmara foi o eleitorado, não uma conspiração. Não gostam do Tea Party, é? Troquem o eleitorado americano, então!!! Ou ele é legítimo quando elege Obama, mas ilegítimo quando dá mandatos à direita republicana? Tenham a santa paciência!
Obama transformou os EUA no Findomundistão, um paiseco ridículo, em que o presidente da República se comporta como um propagandista vulgar. Em meio a uma das maiores crises da história recente dos EUA, sabem o que fez o homem ontem? Um tuitaço, jogando a população contra o Congresso. Ou melhor: tentando incitar as massas contra os republicanos. Leiam este trecho de reportagem da Folha:
Ontem, o twitter @BarackObama, mantido pela campanha de 2012, passou a tarde listando contatos de republicanos que os eleitores deveriam pressionar a ceder.
A primeira mensagem foi enviada pelo próprio presidente, que assina como "BO": "A hora de pôr o partido em primeiro plano acabou.
Se você quer ver um acordo (#compromise) bipartidário, diga ao Congresso. Ligue. Mande e-mail. Tuíte".
Você entenderam direito: o endereço criado para a campanha presidencial do ano que vem foi usado para insuflar os americanos contra os republicanos. Isso tudo porque, afinal, o presidente quer se apresentar como um magistrado!!! Num de seus milionésimos pronunciamentos na TV, referindo-se ao plano dos republicanos, aprovado na Câmara e depois rejeitado no Senado, afirmou: "Esse plano nos forçará a reviver essa crise em poucos meses, mantendo nossa economia cativa da politicagem de Washington outra vez". O homem que usa o seu Twitter de candidato para pressionar em favor de uma questão que interessa ao presidente ataca a "politicagem" de Washington… Ele, afinal de contas, faz o quê?
A verdade insofismável é que Obama é ruim de doer; trata-se de uma dos mais vistosos fiascos da história política dos EUA. Ontem, irritados com a pressão, nada menos de 37 mil seguidores do presidente no Twitter resolveram desertar. Perceberam que estavam sendo vítimas de uma espécie de assédio - e que Obama, afinal, está molestando as instituições do país. Não por acaso, hoje seu governo é aprovado apenas por 40% dos americanos.
O homem pode até vir a ser reeleito - como mais um sintoma da crise, diga-se. Os republicanos, por enquanto, parecem não ter uma alternativa sólida. Um presidente dos EUA, diante de um caso dessa gravidade, senta para negociar com o Congresso em vez de sacar do bolso o BlackBerry… Foi eleito para governar o país mais importante do mundo e se comporta como um tuitero do Findomundistão… É patético! E ridículo! É perigoso!
Um colunista da Folha Online, manda-me o link, comparou a situação dos EUA à estabilidade brasileira e concluiu que o que falta ao presidente americano, acreditem ou não, é um PMDB! Essa sabedoria convencional, que vê no partido um, digamos assim, monumento à fisiologia e ao troca-troca, é só uma visão reacionária de mundo. O PMDB seria, segundo entendi, o grande fator de estabilidade do Brasil. O PR também, claro…
É, vai ver é isto mesmo: a política americana anda muito ideologizada, né, gente? Faltam alguns larápios para fazer a moderação, cobrando o devido pedágio…
O mundo é bárbaro.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

Nada consta IV

Nem no oficioso "Blog da Feira" saiu postagem sobre a festa de filiação ao PDT do "prefeito Pimenta", ocorrida na noite de sexta-feira, 29. Pelo menos até este momento, 12h20, de sábado, 30.

Nada consta III

No site "Bahia Notícias" - o mais acessado do Estado - deste sábado, 30, nenhma postagem sobre a festa de filiação ao PDT do "prefeito Pimenta", na noite de sexta-feira, 29. Pelo menos, até este momento, 12h15 de sábado, 30.

Nada consta II

No "Portal do Trabalho e Emprego" (http://portal.mte.gov.br), do Ministério do trabalho e Emprego, nenhum registro, nem na sexta-feira, 29, muito menos neste sábado, 30, sobre a presença do ministro Carlos Lupi em Feira de Santana, Bahia.

Nada consta

No portal do PDT (www.pdt.org.br) até agora, quase meio dia de sábado, 30, cerca de 15 horas depois do evento, nenhuma referência à filiação do "prefeito Pimenta" no partido.

"Claque" lota espaço pequeno

Espaço pequeno ficou lotado pela "claque" (Foto: Divulgação)

A festa de filiação ao PDT do "prefeito Pimenta" foi realizada, na noite de sexta-feira, 29, estrategicamente em um espaço pequeno. Com isso, o efeito de muita gente ter presenciado o ato. Pessoal, inclusive, pelo que dizem, contratado para fazer "claque", com transporte incluído no "serviço". Num local mais amplo, os espaços em branco, seriam ressaltados.

João Durval fez a coisa certa

Como era de se esperar, o senador João Durval Carneiro (PDT) não se fez presente na festa de filiação do "prefeito Pimenta", como ele chama, ao seu partido, na noite de sexta-feira, 29.

De José Neto para Tarcízio: "bem vindo à base do governo"

Presente na festa de filiação ao PDT do "prefeito Pimenta", na noite de sexta-feira, 29, o deputado estadual José Neto (PT), líder do Governo na Assembleia, disse que "esse é um ato de filiação e vida da segunda maior cidade baiana. Prefeito Tarcízio Pimenta seja bem vindo à base do governo Jaques Wagner". José Neto e Tarcízio agora se enfrentam para ver quem é o mais querido pelo governador Jaques Wagner. Enquanto isso, espera-se que o governo petista faça alguma coisa por Feira de Santana. Pelo menos as que estão prometidas desde a campanha de 2006.

Em busca da cura



Por Madalena de Jesus
Cida, seu filho Victor Souza e Madalena de Jesus, que está apresentando o programa "Um Toque de Mulher" (Foto: Reprodução)

Emoção, alegria, esperança e paz. Foram estes os sentimentos que vivenciei durante os dias que passei em Barretos, no Estado de São Paulo, cidade que até então eu só ouvira falar pela magnitude da Festa do Peão e pela referência de um hospital especializado no tratamento do câncer. Agora, eu descobri de verdade o que esse lugar representa.
Fui visitar minha amiga e comadre Aparecida Machado, que está lá há exatos 31 dias. A saudade era imensa, talvez do mesmo tamanho da ansiedade para ver de perto tudo que está acontecendo em seu tratamento. A propósito, já se passaram duas sessões de quimioterapia e ela lá, forte como uma rocha e com uma fé inabalável.
Em volta dela, pessoas que vivem problemas similares e estão em busca da cura. Todas vivendo numa simplicidade comovente, porque entendem que são iguais - muda apenas a parte do corpo atingida pelo câncer. A convivência no alojamento, nas pousadas e no hospital é perpassada por um sentimento cada vez mais raro entre nós: a solidariedade.
No cotidiano no alojamento Madre Paulina, nas horas das refeições, assistindo televisão com os hóspedes e acompanhantes ou remexendo as peças do bazar permanente na entrada principal, conheci muitas pessoas e ouvi inúmeras histórias: de renúncia, de perdão, de auto conhecimento e, sobretudo, de amor.
O marido que aprendeu a fazer tricô para tornar mais agradáveis as horas no alojamento; o filho que trata do visual da mãe para deixá-la sempre bonita; a esposa que vive inventando receitas para o marido não perder o apetite; a filha que viaja três mil quilômetros duas vezes por mês para não perder o contato com o pai.
Os exemplos são muitos. E eu não posso deixar de citar o "meu" exemplo: Victor. Um garoto de 21 anos que se tornou símbolo de amor e dedicação à mãe e, da mesma forma que Júnior, deixou tudo para trás e foi viver lá. O cuidado com Cida está acima de qualquer outra coisa, desde a medicação e o alimento nas horas programadas, ao passeio na área externa.
Confesso que tive que segurar as lágrimas em muitos momentos. Em um deles, não consegui. Foi quando oramos juntas na capela do alojamento, diante da imagem de Nossa Senhora Aparecida. Mas imediatamente me vieram à mente as sábias palavras de Madre Paulina: "Nunca, jamais desanimeis, embora venham ventos contrários".
Do outro lado do alojamento, o grandioso - em todos os sentidos - Hospital do Câncer de Barretos, mantido pela Fundação Pio XII. Por lá passam por dia cerca de 3.500 pessoas em busca de tratamento. E encontram. O questionamento, com uma ponta de inveja, vem na hora: Por que na minha cidade, no meu Estado não é assim?
A unidade hospitalar conta com apenas 30% de todo o seu custo de manutenção patrocinado com verbas públicas. Todo o restante vem por meio de doações, principalmente de artistas, como Ivete Sangalo, Sérgio Reis, Zezé de Camargo e Luciano, Xuxa e muitos outros, bem como de muitas pessoas anônimas.
Depois dessa estada em Barretos, um lugar que lembra o infinito descrito por Egberto Costa em um de seus poemas - ... "onde as pessoas são iguais e simplesmente se amam..." - retornei com uma certeza. Se a cura de Cida se der pelos avanços da medicina, ela está no lugar certo. Se for por um milagre divino, ela está pronta para receber. Mas a cura virá.
Fonte: "Blog Tabuleiro da Maria"

"Coragem e generosidade"

Por Nelson Motta
Se o futuro do Brasil está nas mãos dos estudantes e quem os representa é a UNE, então é bom começar a pensar em um plano B. Em artigo no jornal "O Globo", o novo presidente, Daniel Iliescu, nem tão novo assim, porque tem 26 anos e já poderia estar formado e trabalhando, nega ser chapa branca argumentando que a UNE é preta, vermelha, amarela, de todas as cores. Que fofura! Igualzinha ao comercial do agrobusiness com Lima Duarte na televisão.
O companheiro Iliescu afirma o pluralismo da entidade, que tem filiados de todos os partidos, embora seja um braço do PC do B governista há mais de nove anos. Para ele a presença de 10 mil estudantes no congresso de Goiânia "é indicativo de uma juventude corajosa, generosa e mobilizada". Que coragem! Que generosidade ir a uma boca livre oferecida pela Petrobrás. Mas ao menos ele reconhece que a grande maioria dos estudantes não se interessa pelos partidos nem pela UNE. Melhor assim. A UNE está cada vez mais parecida com um sindicato lulista.
A pérola de seu artigo é a justificativa do patrocínio oficial à UNE comparando-a aos principais veículos da imprensa brasileira "que recebem milhões de reais em verbas publicitárias e não tem sua independência e seu senso critico questionados."
A grande mídia pode ser independente porque não vive só de anúncios oficiais, como os "blogueiros progressistas". A Petrobrás precisa anunciar para vender mais óleo e gasolina e não para comprar opiniões. Talvez nem seja o caso de estudar mais, bastaria ler jornais e revistas.
O pior é tentar fugir da chapa branca alegando que "as principais bandeiras da UNE tem pontos de dissenso com o Governo Federal", tipo o governo quer dar 7% do PIB ao Plano Nacional de Educação e a UNE quer 10%. Mas hoje o que mais falta para a educação não é dinheiro, é bom uso dos recursos, menos roubo e melhor qualidade do ensino.
A UNE também é "radicalmente contra as abusivas taxas de juros do Banco Central e a favor de mais investimentos e desenvolvimento", mas quem não é? Resta aos caras-pintadas ir para as ruas com coragem, generosidade e mobilização e derrubar os juros.
Fonte "O Estado de São Paulo", enviado por Sérgio Oliveira, de Charqueadas-RS

"A retórica asquerosa e fascistóide de um certo Luiz Inácio. Ou: Apedeuta confessa que, até 2002, sempre torceu para o Brasil se ferrar"

Por Reinaldo Azevedo
Não adianta! Ele não tem cura. O Apedeuta não compreende a democracia. Leiam o que informa o Estadão Online. Volto em seguida.
No segundo dia de compromissos no Rio de Janeiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou que pretenda disputar a Presidência da República em 2014 e disse que a presidente Dilma Rousseff só não tentará a reeleição se não quiser. Lula respondeu ao ex-governador de São Paulo, José Serra, do PSDB, que disse acreditar em uma candidatura do ex-presidente em 2014.
"Só há uma hipótese de Dilma não ser candidata: ela não querer. O Serra está preocupado é com a candidatura dele próprio e não consegue nem resolver os problemas internos do PSDB", disse Lula, em rápida entrevista, depois de participar de um seminário na Escola Superior de Guerra (ESG).
Lula estava acompanhado, entre outras autoridades, do ministro da Defesa, Nelson Jobim, que, na semana passada, disse ter votado em Serra, de quem é amigo, e não em Dilma, na eleição de 2010. Lula defendeu Jobim. "Tem gente que não gosta de mim e votou em mim; tem gente que gosta de mim e não votou. Não se pode fazer política pensando nisso", afirmou Lula.
Durante a palestra, Lula disse que a oposição torce contra o governo. "Quando você ouvir o cara de oposição falar 'estou torcendo para dar certo', não acredita, não. É o inverso. Eles estão torcendo para a inflação voltar, para o desemprego aumentar", disse o ex-presidente à platéia formada por militares alunos da ESG.
Voltei

Ao se referir a seus oponentes, Lula parece Arnaldo Jabor a dizer "coisas inteligentes" sobre o Partido Republicano nos EUA. Não é que os adversários tenham um ponto de vista diferente: na verdade, seriam todos sabotadores.
Vejam ali: Lula está fazendo uma confissão. Enquanto permaneceu na oposição, torceu sistematicamente para o país dar errado. Afinal, segundo ele, é o que fazem sempre os oposicionistas. Toma-se como medida de todas as coisas. Lula diz a verdade sobre si mesmo, mas mente sobre os outros.
Diz a verdade sobre si mesmo e sobre seu partido porque:
- negaram-se a homologar a Constituição de 1988;
- negaram-se a apoiar o governo Itamar;
- tentaram derrubar a Lei de Responsabilidade Fiscal;
- tentaram impedir as privatizações;
- lutaram contra a abertura da economia ao capital estrangeiro;
- votaram, acreditem!, contra o Fundef, que destinava mais recursos para a educação;
- opuseram-se aos programas sociais, reunidos depois no Bolsa Família, porque diziam tratar-se de esmola. Lula dizia que quem recebia bolsa não plantava macaxeira…
- tentaram derrubar o Proer, que saneou o sistema financeiro;
- bombardearam o programa de reestruturação dos bancos estaduais.
Não houve, em suma, uma única boa ação do governo FHC que Lula e seu partido não tenham tentado sabotar. Por quê? Porque, ele confessa agora, torcia para que tudo desse errado.
E ele mente sobre a oposição. Esta, ao contrário do que ele diz, foi cordata demais com ele. A única questão relevante para o governo a que se opôs firmemente foi a prorrogação da CPMF. Ainda assim, o imposto caiu com a colaboração de senadores da base governista.
Candidatura
Quando à Presidência, ao negar que é candidato, confirma a candidatura. Diz que Dilma só não será o nome do PT se não quiser. Ele, como se nota, está fazendo de tudo para que ela não queira ao ocupar a ribalta, ao se apresentar como o único interlocutor aceitável do petismo. Falta uma indagação essencial aí: "Se ela não quiser, o candidato será quem? A resposta está dada".
A suposição de que adversários são sabotadores é típica de mentalidades fascistas. E Lula é o fascismo possível no Brasil.
PS - Esse lixo intelectual e moral foi dito na Escola Superior de Guerra, que já sonhou reunir o pensamento estratégico no Brasil.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

Placa retirada estava licenciada

1. Fac-símle da Portaria que autoriza a placa (clique na imagem para ampliar); 2. Retirada feita na calada da noite; 3. Placa sem publicidade no canteiro da avenida

O "prefeito Pimenta", como diz o senador João Durval, ficou bastante incomodado com a placa de outdoor que não possuia nenhuma propaganda e ameaçou retirará-la da avenida Fraga Maia, na segunda-feira, 11, como noticia o site oficial da Prefeitura de Feira de Santana (http://www.feiradesantana.ba.gov.br/noticia.asp?id=8794).
Esta peça publicitária instalada na avenida Fraga Maia foi retirada às escuras, por volta das 22 horas, de quinta-feira, 28, por prepostos da Secretaria de Desenvolvimento Urbano juntamente pessoal da Secretaria de Transportes e Trânsito (SMTT) que contribuiu com sinalização e estacionando o carro oficial em cima do canteiro central próximo a placa.
A placa de outdoor foi serrada próximo da base e acordou parte da vizinhança com o barulho do equipamento funcionando e de várias pancadas na tentativa de colocar a peça até a carroceria do caminhão que prestava serviço para Prefeitura.
O Blog Demais - que divulga a espuma do governo - revela que essa retirada foi mais uma trapalhada do "prefeito Pimenta", porque a empresa possui licença, nº 01 de 20 de maio de 2011, para explorar a atividade de propaganda em logradouro público.
A empresa de publicidade envolvida na trapalhada é de Salvador e antes da ameaça de retirada, a mesma possuía a licença para exploração de atividades em logradouros públicos e preferiu não se importar com as ameaças de retirada que partiram do governo municipal. O que se deduz é que a empresa não agradou o alcaide e o mesmo inconsequentemente não consultou seus cargos de confiança e determinou retirar a placa licenciada. Trata-se de inversão na competência dos trabalhos executados na Prefeitura, já que a placa de propaganda foi autorizada pela Secretaria de Meio Ambiente através da portaria e outra Secretaria a removeu? É um combate à poluição visual sem efeito positivo porque a placa estava sem nenhuma propaganda e tem autorização da Prefeitura de Feira de Santana.
Do Leitor Atento para o Blog Demais.

Promoção cultural da Scopel e EPP chega à reta final

Quem ainda não participou do concurso cultural promovido pela Scopel Desenvolvimento Urbano e a EPP Empreendimentos Imobiliários pode se apressar, pois em breve ela será finalizada. A promoção ocorre no Shopping Boulevard Feira de Santana, em que os frequentadores devem responder apenas uma pergunta: O que é Novo Horizonte para você? Serão sorteadas cinco frases e cada autor receberá um prêmio diferente. Para o primeiro colocado, uma TV LCD. Os outros quatro, conforme a colocação, receberão um dos prêmios a seguir, como DVD Player, celular, MP3 e GPS.
O sorteio das frases será feita no início de agosto. "Participe, quem sabe você será um dos felizes premiados?".
(Com informação de Lilia Campos Assessoria de Comunicação & Eventos)

sexta-feira, 29 de julho de 2011

"Quem aí lê norueguês?"

Por Olavo de Carvalho

A mídia iluminada está em festa: no meio de milhares de atentados mortíferos praticados por gente de esquerda, conseguiu descobrir o total de um (1, hum) terrorista ao qual pode dar, sem muita inexatidão aparente, o qualificativo de "extremista de direita".
O entusiasmo com que alardeia a presumida identidade ideológica do norueguês Anders Behring Breivik contrasta da maneira mais flagrante com a discrição cuidadosa com que o qualificativo de "extremista de esquerda" é evitado em praticamente todos os demais casos.
Mais recentemente, até a palavra "terrorista" vinha sendo banida nos chamados "grandes jornais" do Ocidente, acusada do pecado de hate speech, até que o advento de Breivik lhe deu a chance de um reingresso oportuno e - previsivelmente - momentâneo.
Antes disso, tamanho era o desespero da esquerda mundial ante a escassez de terroristas no campo adversário, que não lhe restava senão inventar alguns, como o recém-libertado Alejandro Peña Esclusa, que nunca matou um mosquito, ou espremer até doses subatômicas o limão do "neonazismo" - ocultando, é claro, o detalhe de que os movimentos dessa natureza surgiram como puras operações de despistamento criadas pela KGB (prometo voltar a escrever sobre isso).
Breivik saciou uma sede de décadas, fornecendo aos controladores da informação universal o pretexto para dar um arremedo de credibilidade ao slogan matematicamente insustentável de que a truculência homicida é coisa da direita, não da esquerda.
Aos que sejam demasiado tímidos para fazer coro com a difamação explícita, os atentados de Oslo fornecem a ocasião para que essas sublimes criaturas exibam mais uma vez sua neutralidade superior, alegando que "toda violência é igualmente condenável", que "todos os extremismos são igualmente ruins" e estabelecendo assim, para alívio e gáudio dos campeões absolutos de violência assassina e definitiva humilhação da aritmética elementar, a equivalência quantitativa entre um e mil, um e dez mil, um e cem mil. Isso já se tornou quase obrigatório entre as pessoas elegantes.
Se quando terroristas são de esquerda qualquer menção a seus motivos ideológicos é suprimida, camuflada sob diferentes denominações ou até invertida, mediante insinuações de direitismo - cujo desmascaramento posterior não obtém jamais a menor repercussão na mídia), no caso de Breivik os profissionais da farsa não se contentaram com a mera rotulação: forneceram, do dia para a noite, um perfil ideológico completo, detalhado, definindo o sujeito como uma espécie de Jerry Falwell ou Pat Robertson, e aproveitando a ocasião, é claro, para sugerir que as ideias do Tea Party, desde o outro lado do oceano, haviam movido a mão do assassino.
Que a imprensa norueguesa, em contraste, informasse ser Breivik um membro do Partido Nazista, não mudou em nada a firme decisão geral de pintar o criminoso como um cristão sionista. Afinal, quem lê norueguês?
Meu amigo Don Hank, do site Laigles Fórum, lê, como lê também não sei quantas outras línguas - e me repassa notícias de primeira mão que o resto da humanidade desconhece.
Não deixar-se enganar, nos dias que correm, exige cada vez mais recursos de erudição inacessíveis à massa dos leitores. A elite farsante não se incomoda de que dois ou três estudiosos conheçam a verdade e a proclamem com vozes inaudíveis: ela sabe que a própria massa ficará contra nós, curvando-se à autoridade universal do engodo e chamando-nos de "teóricos da conspiração".
Que Breivik fosse ostensivamente maluco é outro detalhe que não atenua em nada o desejo incontido de explicar o seu crime por um intuito político real e literal.
Lembram-se de Lee Harvey Osvald? Leves sinais de neurose bastaram para que o establishment e a mídia em peso isentassem o assassino de John Kennedy de qualquer suspeita de intenção política, embora o indivíduo fosse um comunista militante e tivesse contatos nos serviços secretos da URSS e de Cuba, de onde acabara de voltar.
Embora Breivik tenha uma conduta ostensivamente psicótica e não haja o menor sinal de contato entre ele e qualquer organização conservadora ou sionista dos EUA, o diagnóstico vem pronto e infalível: um sujeito ser cristão, sionista ou, pior ainda, ambas as coisas, é um perigo para a espécie humana, uma promessa de crimes hediondos em escala epidêmica.
A pressa obscena com que se associa o crime de Breivik ao seu alegado cristianismo também não é refreada pela lembrança de que a mesma associação se fez persistentemente, universalmente, no caso de Timothy McVeigh, autor dos atentados de Oklahoma em 1995, até que veio, tardiamente como sempre, a prova de que o criminoso era muçulmano e ligado a organizações terroristas islâmicas.
Veremos quanto tempo transcorrerá até que a pesquisa histórica erga um sussurro de protesto contra o vozerio unânime da mídia internacional. Fundados na certeza da ignorância popular que jamais poderá desmascará-los, alguns dos diagnosticadores de cristianismo assassino vão até mais longe, deleitando-se em análises profundíssimas segundo as quais a coisa mais danosa e mortífera do mundo, inspiradora dos atentados em Oslo, é a ideia reacionária de combater o "marxismo cultural" - rótulo infamante inventado pela direita para sugerir (oh!, quão difamatoriamente!) que os filósofos da Escola de Frankfurt tinham a intenção de destruir a civilização do Ocidente.
Na verdade essa intenção foi proclamada aos quatro ventos pelo próprio fundador da escola, o filósofo húngaro Georg Lukács, mas, como parece que não pegou bem, não custa atribuí-la aos seus inimigos.
Pior ainda: escrevendo num site chamado Crooks and Liars (que só posso atribuir à modéstia de seus editores), o articulista David Newett, ecoando aliás mil comentários no mesmo sentido, publicados cinco minutos após a notícia do atentado, informa que o combate ao marxismo cultural é inspirado por abjetos preconceitos antissemitas, e dá como prova disso o fato de William S. Lind, que se destacou nesse combate, ter informado em uma conferência que todos os membros-fundadores da Escola de Frankfurt eram judeus de origem - coisa que eles eram mesmo, como aliás o próprio Karl Marx, e daí?
A implicação do raciocínio não escapará aos leitores mais atentos: Anders Breivik, além de ter matado dezenas de não-muçulmanos por ódio ao Islam, foi também movido por sentimentos pró-judaicos antissemitas.
Não entenderam nada? Não é mesmo para entender. Já expliquei mil vezes que a técnica da difamação exige atacar a vítima por vários lados, sob pretextos mutuamente contraditórios, para confundir e paralisar a defesa, obrigando-a a combater em dois ou mais fronts ao mesmo tempo e a usar de uma argumentação complexa, com aparência sofística, incapaz de fazer face à força maciça da acusação irracional.
Se alguma dúvida resta na mente dos leitores quanto à realidade da hegemonia revolucionária no mundo, objeto de meus últimos artigos, a uniformidade do noticiário sobre Anders Behring Breivik lhes dá uma amostra de que, mais uma vez, não estou tão louco quanto pareço.
Fonte: "Mídia Sem Máscara"

"Terrorismo de imprensa"

Por Julio Severo

O terrorista norueguês Anders Behring Breivik proclamava abertamente a supremacia da "ciência" de Charles Darwin sobre a Bíblia. Darwin não reconhecia Deus como a origem da vida humana, mas a atribuía às amebas e aos macacos. Essa "ciência" era a base da Alemanha nazista e da União Soviética, sistemas políticos e ideológicos hostis ao Cristianismo.
Entretanto, em resposta ao ato terrorista do darwinista fundamentalista, a imprensa esquerdista aproveitou a oportunidade para cometer um grande atentado terrorista: dizer que o norueguês era cristão conservador. E por que não aceitar essa mentira? Essa é mesma imprensa que idolatra como "ciência" as teorias de Darwin, tornando Breivik muito mais próximo do secularismo da mídia do que os cristãos conservadores, que sempre desprezaram Darwin, Alemanha nazista e União Soviética.
Mas e se o norueguês realmente fosse um cristão conservador? O que a imprensa faria?
Desde os sistemáticos e frequentes ataques terroristas islâmicos contra o Ocidente, a resposta dos meios de comunicação ocidentais é repetir cansativamente: "O islamismo é uma religião de paz". Não há atentado ou monstruosidade islâmica, por mais mortífera que seja, que desvie a mídia de sua pregação da religião de Maomé como verdadeira pomba de paz na terra.
Semana após semana islâmicos cometem atos terroristas. E semana após semana, a imprensa repete seu mantra da "religião de paz".
O Brasil sofreu recentemente o caso do massacre do Realengo, nitidamente islâmico, mas a imprensa apressadamente protegeu e acobertou a "religião de paz".
E para garantir que o Brasil esteja em sintonia com as pregações da mídia, o PT apresentou no Congresso Nacional o projeto de lei PL 1780/2011 para tornar obrigatório nas escolas o ensino da "cultura árabe e da tradição islâmica". A finalidade do PT é "combater a intolerância e o preconceito" contra a "religião da paz".
Não há nenhuma incoerência no PT, que segue as conveniências do Partido dos Trabalhadores Nacional Socialista, também conhecido como nazismo, que tinha aliança com árabes muçulmanos.
Se os adeptos do islamismo não fossem responsáveis por milhares de atentados e se os terroristas fossem na verdade seguidores de Darwin, seria correto ensinar nas escolas que os islâmicos não são os autores dos milhares de atos terroristas que estão ocorrendo em nossos dias. Mesmo assim, não daria para chamá-lo de "religião de paz", pois os cristãos são perseguidos e mortos aos milhares em países islâmicos.
De forma igual, não seria correto dizer que o darwinismo não tem nenhuma ligação com atrocidades na humanidade. Assim como o islamismo, o darwinismo não tem frutos de paz. A liderança soviética e nazista e Breivik amavam a "ciência" de Darwin da mesma forma que um cristão ama Jesus. Dá para igualar os frutos deles com os frutos dos cristãos?
Na escola, quando o professor explicou a origem do homem usando a "ciência" de Darwin, pedi permissão de contestar, e li para a classe o capítulo 1 inteiro do livro de Gênesis. Então, o professor respondeu que a criação do homem por Deus era teoria. Tenho certeza de que nazistas, comunistas soviéticos e Breivik teriam se oposto à minha postura. Mas essa é a eterna incompatibilidade entre seguir Darwin e seguir Deus.
Se Breivik realmente fosse um cristão conservador e a mídia realmente não tivesse nenhum rancor e inveja dos cristãos conservadores, os jornalistas seguiriam a mesma lógica que eles aplicam ao islamismo: Eles apresentariam sistematicamente o Cristianismo conservador como "religião de paz". E o PT apresentaria um projeto de lei para tornar obrigatório nas escolas o ensino do conservadorismo cristão, para combater a intolerância e preconceito contra o conservadorismo cristão.
Eu, como conservador cristão, teria de agir rápido se estivesse naquela ilha da Noruega presenciando um criminoso massacrando adolescentes. E, é claro, eu precisaria de uma arma de defesa, que seria o único recurso contra um criminoso armado. A polícia norueguesa levou exatamente uma hora e meia para atender ao primeiro telefonema de socorro. Com tal absurda demora policial, qualquer terrorista teria tempo suficiente para cometer qualquer massacre que quisesse.
Esse episódio também derruba a falácia do desarmamento, pois se houvesse na ilha homens armados para se defender (como é comum na Suíça), o terrorista darwinista não teria tido liberdade e tempo de matar tantos adolescentes.
Como cristão conservador, me oponho totalmente ao darwinista que assassinou adolescentes. E me oponho aos terroristas islâmicos. E também tenho de me opor à imprensa tendenciosa, que protege o terrorismo islâmico e lança sobre os cristãos conservadores a culpa dos crimes de um darwinista fundamentalista.
A Bíblia, que está acima da "ciência" de Darwin, não mente quando diz que o mundo está debaixo da autoridade do maligno. Essa autoridade é visível na imprensa, que nunca joga sobre o islamismo a culpa dos ataques terroristas islâmicos, mas aproveita qualquer mentira para jogar sobre cristãos conservadores crimes que eles nunca cometeram, desde assassinatos de prostitutos homossexuais às altas horas das madrugadas em áreas perigosas até o massacre cometido por Anders Behring Breivik.
Não é "intolerância e preconceito" jogar sobre o islamismo o que muitos de seus adeptos fazem. Mas é verdadeira intolerância e preconceito jogar sobre os cristãos conservadores o massacre cometido por um seguidor das teorias de Darwin. É também verdadeira difamação e incitação ao ódio.
É impossível destruir um grupo cultural ou religioso sem antes difamá-lo sistematicamente. O assassinato em massa de judeus na Alemanha nazista só foi possível depois de anos de difamações da imprensa, onde se atribuía aos judeus todo e qualquer tipo de crime.
Com a ajuda uma imprensa que mente descaradamente, o PT agora está pronto para ensinar o islamismo nas escolas e como combater a intolerância e o preconceito contra a "religião da paz", como se o Brasil já não estivesse sofrendo de aliciamentos suficientes do islamismo. O islamismo agora se juntará ao darwinismo como matéria escolar obrigatória.
E não há dúvida de que, no que depender de sua malícia, essa imprensa fará tudo o que puder para combater não o darwinismo - que tanto radicalismo assassino gerou na humanidade -, mas o conservadorismo cristão que é seu principal alvo e vítima.

Fonte: "Mídia Sem Máscara"

Abertura de "2001: Uma Odisséia no Espaço"

"2001: Uma Odisséia no Espaço" (2001: A Space Odyssey), clássico de Stanley Kubrick, 1968, baseado no livro de Arthur C. Clarke. Trata-se de um dos melhores filmes de todos os tempos. Ficção científica que é o primeiro filme a levantar a hipótese de intelegência artificial, traçando a trajetória do homem desde quatro milhões de anos antes de Cristo até o ano de 2001, abordando a evolução da espécie e a influência da tecnologia nesse crescimento e os perigos da inteligência artificial. Veja a abertura do filme com música "Assim Falava Zaratustra", de Richard Strauss, com performance da Filarmônica de Viena, conduzida pelo maestro Herbert von Karajan. Assista: http://youtu.be/cWnmCu3U09w

Sérgio Carneiro nos 127 anos de São Gonçalo

O município de São Gonçalo dos Campos comemorou na quinta-feira, 28, o seu 127º aniversário de emancipação política. O deputado federal baiano Sérgio Barradas Carneiro (PT) marcou presença em Sessão Solene na Câmara Municipal como parte da programação oficial das atividades comemorativas. Na foto, na mesa dos trabalhos, com o outro deputado federal feirense, Fernando Torres (DEM), e prefeito Antônio Dessa Cardoso (PMDB).

(Com informações da Assessoria de Comunicação de Sérgio Carneiro)

Atraso

O evento pedetista marcado para às 18h12 já está atrasado - por enquanto, são 10 minutos.

Pelo menos 20 novos partidos tentam registro

Fachada do Tribunal Superior Eleitoral (Foto: Carlos Humberto, da Asics/TSE)

Levantamento realizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em parceria com Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) mostrou que pelo menos 20 novos partidos políticos buscam atualmente registro na Justiça Eleitoral brasileira. A legislação (Lei 9.504/97) exige que um partido obtenha o registro nacional, perante o Tribunal Superior Eleitoral, pelo menos um ano antes da eleição a qual pretende concorrer.
Para os interessados em participar das eleições de 2012, esse registro deve ser concedido pelo TSE dentro dos próximos 70 dias, uma vez que o primeiro turno do pleito será no dia 7 de outubro de 2012. Quem pretende se candidatar a cargo político também deve estar filiado a partido dentro desse mesmo prazo.
A Constituição Federal (artigo 17, inciso IV) garante o pluripartidarismo no Brasil, desde que respeitadas algumas regras. Entre as exigências para a criação, a lei que regulamenta os partidos políticos (Lei 9.096/95) determina que a nova legenda obtenha o apoio de eleitores por meio de assinatura acompanhada do respectivo número do título eleitoral. A quantidade de assinaturas deve ser equivalente a, no mínimo, 0,5% dos votos dados na última eleição geral para a Câmara dos Deputados, não computados os votos brancos e nulos.
Além disso, os eleitores que assinarem o documento devem estar distribuídos por um terço ou mais dos estados e deve, ainda, equivaler a, no mínimo, 0,10% do eleitorado que votou em cada um desses estados.
Se considerarmos as eleições de 2010 para a Câmara dos Deputados, um novo partido deve colher aproximadamente 490 mil assinaturas, em pelo menos nove estados.
Conforme a Resolução 23.282/2010 do Tribunal Superior Eleitoral, o partido político em formação deve informar aos Tribunais Regionais Eleitorais a comissão provisória ou a pessoa responsável pela coleta de assinatura dos eleitores que apóiam a criação da nova legenda. Posteriormente essas assinaturas são conferidas pelos cartórios eleitorais e irão compor, com outros documentos, o pedido de registro nacional, a ser realizado perante o Tribunal Superior Eleitoral.
Novos partidos por Estado
De acordo com o levantamento, realizado com informações repassadas por 18 TREs, o pretenso novo partido com atuação em maior número de unidades da Federação é o Partido Social Democrático (PSD), que comunicou sua busca por assinaturas em 15 diferentes Estados: Acre, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. Essa comunicação é feita ao Tribunal Regional Eleitoral do Estado.
Em seguida, aparecem o Partido da Pátria Livre (PPL) e o Partido Novo (PN), que informaram a TREs de 12 estados sobre o recolhimento de assinaturas. O primeiro mostrou articulação nas seguintes Unidades da Federação: BA, CE, DF, GO, MG, MT, PA, PE, PB, RS, SC e SP. Já o segundo busca o apoio de eleitores dos seguintes Estados: AM, BA, DF, GO, MG, PE, PB, RN, RO, RS, SC e SP.
Já o Partido Ecológico Nacional (PEN) está presente em 11 Unidades da Federação (AM, BA, CE, DF, MG, MA, PA, PE, RN, SP e TO) em busca do apoio de eleitores.
Outros sete partidos em formação se registraram apenas em um estado para colher as assinaturas. São eles: Partido da Educação e Cidadania (PEC), em São Paulo; Partido Democrático dos Servidores Públicos (PDSP), em Tocantins; Partido Geral do Trabalho (PGT), no Rio Grande do Norte; Partido Federalista (PF), Partido Humanista do Brasil (PMH), Partido Liberal Democrata (PLD), no Ceará e o Partido Cristão Nacional (PCN), no Acre.
Confira a seguir os demais partidos que tentam atender às exigências para obter registro na Justiça Eleitoral: Partido da Transformação Social (PTS); Partido do Meio Ambiente (PMA); Partido Cristão (PC); Partido Social (PS); Partido dos Servidores Públicos e dos Trabalhadores da Iniciativa privada do Brasil (PSPB); Partido da Mulher Brasileira (PMB); Partido da Justiça Social (PSJ); Partido Republicano da Ordem Social (PROS); e Partido Carismático Social (PCS).
Atualmente existem 27 agremiações partidárias no Brasil devidamente registradas no TSE. Três desses partidos foram criados na última década: Partido Republicano Brasileiro (PRB), Partido Socialismo e Liberdade (Psol) e e Partido da República (PR).
O levantamento realizado pelo TSE, em parceria com os TREs, contém informações de 17 Estados e do Distrito Federal sobre a coleta de assinaturas de apoio à criação de novas legendas nas suas respectivas jurisdições. Outros nove Tribunais Regionais não repassaram dados, dos seguintes Estados: Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Piauí, Roraima, Amapá, Sergipe e Alagoas.
(Com informações da Agência de Notícias da Justiça Eleitoral)

José Ronaldo e Frei Cal

Durante o período em que esteve no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana (Acefs), no I Fórum Regional de Turismo, na manhã desta sexta-feira, 29, o ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho (DEM) sentou junto e conversou com o vereador Carlos Alberto Rocha (PMDB). (Foto: Jair Onofre)

Fórum debate ações de incentivo ao turismo em Feira de Santana

A inclusão de Feira de Santana no Programa Regional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), que abrange 20 estados brasileiros, foi defendida pelo secretário nacional de Turismo, Colbert Martins da Silva Filho, na manhã desta sexta-feira, 29, durante o I Fórum Regional de Turismo, promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana (Acefs). O evento reuniu representantes do Ministério do Turismo e da Caixa Econômica Federal para políticas para o setor.
Durante as debates, foram sugeridas ações de incentivo para promover o turismo no município. O diretor de Investimentos da Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil (Adit), André Menezes, assegurou que "existem muitos recursos para investimentos no Brasil que podem beneficiar o setor de turismo". O que está faltando, conforme ressaltou, é a implantação de políticas específicas nos municípios e, consequentemente, a elaboração de projetos.
O gerente regional da Caixa Econômica Federal, José Gilberto Reis, focou a sua apresentação na área financeira, mostrando de onde vêm os recursos e a atuação da CEF no setor do turismo. "A Caixa participa do Conselho Nacional de Turismo e por isso estamos inseridos nesse contexto", disse. "Temos produtos voltados para a Copa de 2014 com juros acessíveis para ajudar as empresas a se prepararem para receber esses turistas", informou.
"Precisamos ter coragem de trazer para a cidade boas iniciativas", afirmou o presidente da Acefs, Armando Sampaio (Foto: Divulgação), ao avaliar o resultado positivo do Fórum, "uma iniciativa visando contribuir com o crescimento da cidade", como destacou. Também participaram do evento o secretário municipal de Planejamento Carlos Brito e o vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima, lideranças políticas e empresariais.
(Com informações de Jair Onofre, da Assessoria de Imprensa da Acefs)

No último adeus

Além de integrantes da família Falcão, na tarde de quinta-feira, 28, no Campo Santo, em Salvador, no sepultamento de João da Costa Falcão, as presenças do secretário nacional de Turismo Colbert Martins, vice-prefeito Paulo Aquino e ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo de Carvalho.

Enquete oficial encerrada às pressas pela rejeição de 62,27%

Com a colaboração do Leitor Atento e após divulgação no Blog Demais, com a postagem "Até enquete oficial mostra insatisfação da população", no domingo, 24, a média de insatisfação com o pacote de obras aumentou mais de 10% em menos de quatro dias. A Secretaria de Comunicação não divulgou nenhuma nota sobre a aceitação do pacote e tratou logo de mudar a enquete no site da Prefeitura de Feira de Santana que teve resultado final de 62,27%. Rejeição cresce e a gente vê.

Cresce a quantidade de lixo e mato

A sujeira cresce em Feira de Santana para toda a gente ver. O ponto de lixo e mato junto ao muro lateral do Colégio Municipal Joselito Amorim, na rua Aloisio Resende aumenta para valer, como mostram as imagens.

Lixo avança em praça na Chácara São Cosme

"Olha para a situação da praça João Marinho Falcão em frente a minha casa, na Chácara São Cosme. É uma vergonha a quantidade de lixo acumulao há tempos, o que dá lugar para ser alvo de críticas. Vou gravar um vídeo e mandar para o 'Se Liga Bocão', que eles gostam de esculhambar Feira de Santana", como diz Lu Bom Sucesso, que enviou a imagem e a mensagem para o Blog Demais.

"Petardo"

Na edição mais recente - de julho - do jornal "Bahia Notícias", de Geraldo Vilalva, a nota "Petardo", página 3, na coluna "Carrossel": "Uma bomba de alto poder explosivo pode detonar no colo do prefeito de Feira de Santana Tarcízio Pimenta. A promotora Vanessa Gomes Previtera, do Ministério Público Federal, resolveu investigar o imbróglio da empresa Subaé Brasil com a administração muncipal. O vereador Roberto Tourinho (PSB) garante que os fatos são estarrecedores e a Receita Federal sabe de tudo".

Ninguém visita o Hospital Geral Clériston Andrade

O ministro da Saúde Alexandre Padilha visita nesta sexta-feira, 29, o Hospital Estadual da Criança, juntamente com o secretário de Estado da Saúde, Jorge Solla, deputado estadual José Neto, entre outros petistas. Na semana passada, foi a vez do ex-presidente Lula e do governador Jaques Wagner visitarem o "Belo Antônio", que não funciona. Por que as autoridades petistas e aliadas não visitam o Hospital Geral Clériston Andrade?

"Jornalismo e propaganda"

Por Sandro Vaia
"Com a liberdade de imprensa, os jornais só publicam aquilo que a grande indústria e os bancos querem ver impresso, porque são eles que pagam os jornais" (Benito Mussolini)
Todo mundo sabe como Benito Mussolini resolveu isso: como gostam de fazer todos os ditadores de esquerda ou de direita, aboliu esse estorvo e implantou na imprensa o discurso único do seu partido e seu governo. A Itália, de uma hora para outra, foi povoada apenas por boas notícias: os trens chegando no horário, a grandeza e o avanço do império sobre o mare nostrum, o saneamento do Vale do Pó, a Carta del Lavoro, etc, etc, etc.
Nem corrupção, nem lutas fratricidas dentro do partido, nem as derrotas na guerra, nem a história de Ida Dalser e Benito Albino Dalser, a mulher e o filho secretos de Mussolini, internados e mortos em manicômios.
Só notícias boas.
Claro que não há termo de comparação entre o ex-presidente Lula (ex, ainda que tentando governar por interposta pessoa) com Mussolini ou qualquer ditador, mesmo porque os regimes políticos e os tempos são outros.
Lula, em oito anos de governo, nunca agiu contra a liberdade de imprensa, ou porque não quisesse ou porque não pudesse, mas em centenas de manifestações, discursos, comícios, entrevistas, chorilhos e diatribes, nunca deixou de manifestar a concepção daquilo que ele, e uma grande parte de seus acólitos, entende que deveria ser a função da imprensa: falar bem do governo e exaltar aquilo que ele faz de bom.
Toda vez que abre a boca, Lula se investe no papel de Supremo Ombudsman da imprensa brasileira e sai a recitar conselhos. Nesta semana, ao visitar o Hospital de Traumatologia Dona Lindu, na Paraíba, ensinou que se a imprensa não quer elogiar um hospital que está cumprindo a sua obrigação de atender as pessoas, é justo que o governo gaste dinheiro em publicidade para "falar das coisas boas".
Os partidários de Lula dizem que a imprensa o critica mas não aceita ser criticada por ele. Mais do que um argumento, esse é um falso aforismo, que disfarça uma falácia lógica e uma desonestidade intelectual, porque o que Lula critica não são casos pontuais de eventuais informações erradas publicadas por ela, mas a própria essência de seu papel de vigiar o poder. O que irrita Lula não são eventuais erros da imprensa, mas a sua própria existência e o exercício que ela faz de sua independência.
Todo poder gostaria de ter uma imprensa que mostrasse o mundo cor-de-rosa e escondesse as suas mazelas. Alguns através da coerção da censura, como o governo cubano, outros, como o presidente do Equador, através da coerção moral e econômica, e outros, como Lula, através de uma campanha sistemática de descrédito e menosprezo.
A tese que Lula defendeu no Hospital Dona Lindu mostra bem que ele finge não entender a diferença entre jornalismo e propaganda. Não que ele não entenda. Mas é que é conveniente para ele, politicamente, agitar esse fantasma.
* Sandro Vaia é jornalista. Foi repórter, redator e editor do Jornal da Tarde, diretor de Redação da revista Afinal, diretor de Informação da Agência Estado e diretor de Redação de "O Estado de S.Paulo". É autor do livro "A Ilha Roubada", (editora Barcarolla) sobre a blogueira cubana Yoani Sanchez.

De olho em 2012

No I Fórum Regional de Turismo de Feira de Santana, que ocorreu na mahã desta sexta-feira, 29, no Auditório Clóves Lopes Cedraz da Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana (Acefs), a presença de políticos, como o secretário nacional de Turismo Colbert Martins, ex-ministro da Integração Nacional Geddel Vieira Lima, hoje vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, vice-prefeito Paulo Aquino, vereador Carlos Alberto Rocha, o Frei Cal (PMDB), ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho. Além de Colbert, Geddel e Frei Cal, outras lideranças do PMDB marcaram presença, como Armando Sampaio, que é presidente da Acefs , Wilson Pereira, Adilson Simas, João Marcelo Gomes e Fanael Ribeiro. Também o ex-vice-prefeito Antônio Carlos Borges Júnior e ex-deputado estadual Humberto Cedraz. Os repórteres presentes questionaram sobre 2012 e alianças.

"Lupi está em situação complicada"

Deu no "Bahia Noticias", na quinta-feira, 28

Na véspera da visita do ministro do Trabalho e Emprego, o pedetista Carlos Lupi, a Feira de Santana, que deve acontecer nesta sexta-feira, 29, o partido do titular do primeiro escalão do Governo Federal está dividido em dois no município. De um lado, o grupo ligado ao senador João Durval Carneiro e, de outro, os aliados do prefeito, o ex-democrata Tarcízio Pimenta, que oficializará sua filiação ao PDT no mesmo dia. De acordo com ex-chefe da legenda no município, Zé Chico (José Francisco Pinto), retirado do posto a pedido de Pimenta, "está claro que o grupo de João Durval não está satisfeito como foi conduzida a troca de pessoas" na comissão provisória da agremiação, como o próprio representante do Congresso já manifestou. Chico afirma que Lupi esteve ciente disso em uma conversa que "não chegou aos finalmentes" com o senador. "O doutor João passou toda a situação para o ministro. Isso o colocou até em uma situação complicada, porque ele achava que estava tudo em comum acordo em Feira. Mas não está", garantiu. A comissão durvalista pediu, inclusive, à executiva estadual para que seja requisitado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a retirada dos nomes deles da comissão. "Agora cabe à executiva estadual, em comum acordo com a executiva municipal, trocar os nossos nomes pelos do pessoal do prefeito", completou. O grupo que deseja sair da comissão, além de Zé Chico e do próprio Durval, é composto por Luís Alberto Carneiro e Silvio Romero.


Memória de campanhas

1. Santinho de José Ronaldo, candidato a vereador pelo PDS, com o número 1651, em 1982, com o slogan "Ao lado do povo", sendo o mais votado daquela eleição, exercendo mandato entre 1983-1988; 2. Santinho de José Ronaldo, com número 2229, pela Arena, quando disputou a eleição em 1976, com o slogan "Juventude, dinamismo, trabalho", ficando na suplência com 968 votos, em sua primeira eleição.
Enviado pleo administrador Risomario Lôbo

Convite do Ceteb

I Fórum Regional do Turismo em Feira de Santana nesta sexta-feira



Representantes de órgãos da área do turismo em níveis federal, estadual e municipal, dirigentes de entidades produtoras e lideranças políticas se reúnem em Feira de Santana nesta sexta-feira, 29, no I Fórum Regional do Turismo. A promoção é da Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana (Acefs), que busca infraestrutura e recursos para o setor. "Nosso objetivo é fomentar a realização de projetos", destaca o presidente da entidade, Armando Sampaio. A programação terá início às 9 horas, na sede da entidade, localizada no largo São Francisco, bairro Kalilândia. O diretor de Investimento da Associação para o Desenvolvimento Imobiliário e Turístico do Brasil (Adit), André Menezes, fará palestra sobre "Desenvolvimento de Projetos Imobiliários e Turísticos", enquanto o secretário nacional de Desenvolvimento do Turismo, ex-deputado federal Colbert Martins (Foto: Reprodução), falará sobre "Política de Desenvolvimento para o Setor do Turismo". O tema "Crédito para o Desenvolvimento do Setor Imobiliário" será abordado pelo vice-presidente de Pessoa Jurídica da Caixa Econômica Federal, Geddel Vieira Lima.
(Com informações de Jair Onofre, da Assessoria de Imprensa da Acefs)

"As cenas repulsivas avisam que, no Brasil dos cafajestes, os parentes dos bandidos é que se enfurecem com gente honesta"

Por Augusto Nunes


Acusados de uso indevido do dinheiro público, enriquecimento ilícito e formação de quadrilha, todos os nove vereadores de Fronteira, no Triângulo Mineiro, foram presos no dia 19. Segundo o Ministério Público, a quadrilha que se apossou da Câmara Municipal, lacrada por ordem judicial desde fevereiro, desviou para os próprios bolsos, em apenas um ano e meio, R$ 600 mil das "verbas indenizatórias" destinadas à compra de combustível para os carros oficiais. No dia 21, os nove foram levados para depor no fórum de Frutal, onde estão presos.
Obedientes à lei, os policiais dispensaram à turma o mesmo tratamento que recebem detentos sem cargos eletivos. Os vereadores chegaram a bordo de camburões, algemados e vestidos de presidiários. Acampadas na entrada do fórum, as famílias dos criminosos reagiram à presença de repórteres e câmeras da TV com a indignação que tem faltado às vítimas do roubo. Exigindo aos berros "mais respeito aos familiares", desafiando os jornalistas com gestos obscenos, impediram que as cenas fossem filmadas. Os quadrilheiros só aceitam exibir-se na telinha em liberdade.
Há alguns anos, parentes de meliantes capturados temiam a fúria das vítimas e sentiam vergonha. Hoje, os familiares de políticos bandidos é que se enfurecem - e afrontam a gente honesta com o espetáculo da pouca vergonha. A coluna pede desculpas pela divulgação das cenas repulsivas. Mas é preciso mostrar sem camuflagens o que pode acontecer a um país que aceita ficar parecido com um grande clube dos cafajestes.

Veja vídeo:
http://youtu.be/-zZkTnL1xNk
Fonte: Coluna "Direto no Ponto"

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Filmes em Exibição no Orient Cineplace

Período de 29 de julho a 4 de agosto

LANÇAMENTO MUNDIAL
CAPITÃO AMÉRICA: O PRIMEIRO VINGADOR
(Captain America: The First Avenger) de Joe Johnston, 2011. Com Chris Evans, Hugo Weaving, Hayley Atwell, Tommy Lee Jones, Dominic Cooper e Samuel L. Jackson. Ação. Após ser considerado inapto para o serviço militar, Steve Rogers entra como voluntário num projeto secreto e acaba se tornando o Capitão América. Agora um super-herói, ele se dedica a defender os ideais dos Estados Unidos. Não recomendável para menores de 10 anos. Duração: 124 minutos. Em 3D. Horários: 13h30 (somente neste sábado e no domingo), 16 horas, e 18h35, com cópia dublada, e 21h10, com cópia legendada. Sala 4 (264 lugares).
CONTINUAÇÕES
HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE - PARTE 2
(Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 2) de David Yates, 2011. Com Daniel Radcliffe, Rupert Grint, Emma Watson, Ralph Fiennes e Alan Rickman. Aventura. Na segunda parte do final épico da série, a batalha entre o bem e o mal no mundo da magia se torna uma guerra entre centenas de bruxos. Os riscos nunca estiveram tão altos e nenhum lugar é seguro o suficiente. Assim, Harry Potter precisa se apresentar para fazer o seu último sacrifício, enquanto o confronto final com Lorde Voldemort se aproxima. Tudo acaba aqui. Em terceira semana. Não recomendável para menores de 12 anos. Duração: 132 minutos. Horários: 13 horas (somente neste sábado e no domingo), 15h35, 18h10 e 20h50. Sala 1 (243 lugares).
ASSALTO AO BANCO CENTRAL, de Marcos Paulo, 2011. Com Milhem Cortaz, Hermila Guedes, Lima Duarte, Giulia Gam, Eriberto Leão, Cássio Gabus Mendes e Milton Gonçalves. Ação. Em agosto de 2005, mais de um milhão e meio de reais foram roubados do Banco Central, em Fortaleza, Ceará. Sem dar um único tiro, sem disparar um alarme, os bandidos entraram e saíram por um túnel de 84 metros cavado sob o cofre, carregando três toneladas de dinheiro. Foram mais de três meses de operação. Milhares de reais foram gastos no planejamento. Foi o segundo maior assalto a banco do mundo. Um dos crimes mais sofisticados e bem planejados de que já se teve notícia no Brasil. Quem eram essas pessoas? E o que aconteceu com elas depois? São as perguntas que todo o Brasil se faz desde então. Em segunda semana. Não recomendável para menores de 14 anos. Duração: 101 minutos. Horários: 14h30 horas, 16h40, 18h50 e 21 horas. Sala 2 (160 lugares).
CILADA.COM, de José Alvarenga Jr., 2011. Com Bruno Mazzeo, Fernanda Paes Leme, Mauro Mendonça e Heloísa Perissé. Comédia. Bruno é protagonista de um vídeo que vira hit na Internet - a transa com sua namorada. Tudo isso é resultado de uma vingança, já que ele a traiu. A superexposição é apenas a primeira das grandes ciladas nas quais ele se envolve. Ele tenta pedir ajuda a um amigo cineasta. Em quarta semana. Não recomendável para menores de 14 anos. Duração: 99 minutos. Horários: 13 horas (somente neste sábado e no domingo), 15h05, 17h10, 19h15 e 21h20. Sala 3 (167 lugares).
ENDEREÇO E TELEFONE
Orient Cineplace - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3185 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.
(Com informações do Departamento de Marketing de Orient Cinemas)

Como buscar postagens

No item "Arquivo do Blog", neste ano de 2011 já são 3.536 postagens - sendo 628, com esta, no mês de julho. Nessa ferramenta, o leitor procura - e clica para abrir - matérias que não estão na "primeira página". Outro caminho é ir no Google e clicar Blog Demais e palavras-chaves.

Salmos Capítulo 6

1 SENHOR, não me repreendas na tua ira, nem me castigues no teu furor.
2 Tem misericórdia de mim, SENHOR, porque sou fraco; sara-me, SENHOR, porque os meus ossos estão perturbados.
3 Até a minha alma está perturbada; mas tu, SENHOR, até quando?
4 Volta-te, SENHOR, livra a minha alma; salva-me por tua benignidade.
5 Porque na morte não há lembrança de ti; no sepulcro quem te louvará?
6 Já estou cansado do meu gemido, toda a noite faço nadar a minha cama; molho o meu leito com as minhas lágrimas,
7 Já os meus olhos estão consumidos pela mágoa, e têm-se envelhecido por causa de todos os meus inimigos.
8 Apartai-vos de mim todos os que praticais a iniqüidade; porque o SENHOR já ouviu a voz do meu pranto.
9 O SENHOR já ouviu a minha súplica; o SENHOR aceitará a minha oração.
10 Envergonhem-se e perturbem-se todos os meus inimigos; tornem atrás e envergonhem-se num momento.
Fonte: Bíblia Sagrada

Propaganda partidária do PDT vai ao ar nesta quinta-feira

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) exibe, na noite desta quinta-feira, 28, sua propaganda partidária em rede nacional. O programa tem duração de dez minutos e vai ao ar às 20 horas no rádio e às 20h30 na televisão. O responsável pela geração da propaganda é a Rede Globo de Rádio e Televisão (RJ).
Na próxima quinta-feira, 4 de agosto, será a vez de o Partido Trabalhista Cristão (PTC) exibir, no mesmo horário, seu programa partidário.
(Com informações da Agência de Notícias da Justiça Eleitoral)

"Lula tem uma concepção fascista de imprensa"

Por Reinaldo Azevedo
O Apedeuta continua a praticar o seu esporte predileto, que é brutalizar a lógica, o bom senso e a verdade. E, como se nota, está mais assanhado que lambari na sanga. Leiam o que informa a Folha Online. Volto em seguida:
Lula critica imprensa e defende gastos em publicidade
Por Italo Nogueira:
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu, na manhã desta quinta-feira, o gasto em publicidade dos governos para divulgar melhorias no serviço público. Para ele, que visitou o hospital de traumatologia Dona Lindu, em Paraíba dos Sul (RJ), "o que é ruim tem preferência no noticiário".
"Vocês têm a obrigação política com o povo do Rio e com quem não mora aqui de dizer o que estão fazendo aqui. Acho que isso é uma falta de opção nossa. Tem muita gente que fala: 'Ah, você vai gastar dinheiro com publicidade?' Enquanto você não gasta para fazer publicidade das coisas boas, gasta para fazer nota reexplicando aquilo que foi equivocadamente denunciado", disse Lula, a uma pequena audiência no auditório do hospital.
Lula visitou a unidade, inaugurado em junho de 2010 que recebe o nome de sua mãe, Eurídice Ferreira de Mello, morta em 1980. De acordo com o Governo do Estado, o hospital se tornou referencia em cirurgias ortopédicas em média e alta complexidade e é o que mais realiza cirurgias deste tipo na rede estadual. "Normalmente o que é ruim tem preferência no noticiário sobre o que é bom. Raramente você vê uma reportagem elogiando um hospital. O que é bom parte-se do pressuposto que é obrigação. Um hospital salvar vidas não é notícia, mas se morrer um é", disse Lula. O ex-presidente disse que a publicidade institucional "não é dizer que está tudo pronto".
"Sabemos que ainda tem fila. Mas, se o que melhorou, a gente não colocar para o povo saber, o povo vai ficar sabendo apenas aquilo que os outros querem que eles saibam. Tem muita coisa errada, mas [tem que] mostrar o que foi feito. Numa escada de 16 degraus, vocês chegaram a 8, 9. Tem que mostrar. A gente aprendeu com Chacrinha há muito tempo atrás: 'Quem não se comunica, se trumbica'".
Ao final da fala, Lula cobrou o secretário estadual Sérgio Côrtes a inauguração da nova sede do Into (Instituto de Traumatologia), cuja obra está atrasada. "Desde o Humberto Costa (ex-ministro da Saúde) a gente está esperando", queixou-se Lula. Côrtes disse que o ministro Alexandre Padilha está definindo a data com presidente Dilma. Durante a apresentação, Côrtes mostrou casos de pessoas amputadas que tiveram membros reimplantados no hospital. Uma das fotos mostrava uma pessoa sem dedo, situação semelhante à ocorrida com o ex-presidente quando metalúrgico. A imagem provocou frisson no auditório. Lula não se referiu ao episódio, mas disse que levaria um de seus filhos, de 40 anos, que sofre com próteses nos quadris.
Voltei
A primeira pergunta óbvia: o que este senhor fazia lá? É visível que Lula está ocupando o espaço político que caberia à presidente Dilma Rousseff. Leva cada vez mais a sério aquela sua frase, dita durante a campanha, segundo a qual quem escolhesse "Dilma" estaria votando em "Lula". Vamos ao mérito de sua consideração.
Lula tem uma visão da imprensa típica de regimes fascistas e comunistas. Sua tarefa, como se nota, seria fazer propaganda do regime. Como não dispõe do porrete para obrigá-la a tanto, então que os cofres públicos arquem com mais conseqüências.
Está explicitando um método. De propaganda em propaganda, construiu-se sua fortuna crítica, muito acima das suas realizações. Pior do que isso: conseguiu, com seu enorme talento para difamar, expropriar os adversários de seus méritos.
E não acusem Lula de defender a propaganda de obras que ainda nem foram concluídas porque ele não vê mal nenhum nisso; ao contrário: para ele, trata-se de um mérito.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

Ju cá, ju lá

Por Sérgio Oliveira

Foi demitido da Conab Oscar Jucá, irmão do senador Romero Jucá (PMDB). Ju cá, Ju lá, Ju acolá. A família está sempre nas bocas, seja em que governo for.
* Sérgio Oliveira é de Charqueadas-RS

Deu em Claudio Humberto



Viaduto como suporte de placa publicitária

A Prefeitura de Feira de Santana autorizou que empresa de comunicação visual fixasse uma placa na base do Viaduto Georgina Erismann, localizado no Anel de Contorno com avenida João Durval com a marca do governo: "Feira cresce a gente vê". Foi colocada na tarde de quarta-feira, 27, conforme flagrado.
Do Leitor Atento para o Blog Demais.

Brasileiros são contra união estável entre gays

O Ibope divulgou nesta quinta-feira, 28, uma pesquisa em que revela que a maioria dos brasileiros se declararam contra a união estável entre pessoas do mesmo sexo. Os dados demonstram que a maioria discorda da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em maio deste ano, reconheceu por unanimidade a união civil entre homossexuais.

Fonte: Jornal "O Globo"

Deu no "The i-piauí Herald"

Estupefato com a desorganização com que são conduzidos os esquemas de corrupção no setor dos Transportes, o ministro Paulo Sérgio Passos apresentou um pacote de propostas para regular a arrecadação. "Ontem, o flanelinha me pediu 20 reais para parar o carro porque tinha que dar 30% para um assessor do Dnit. O troço fugiu do controle", explicou.
O pacote prevê a construção de uma Central de Controle de Tráfego de Propinas (Cecotrapro). A CET instalará câmeras em gabinetes, radares e haverá um rigoroso sistema de controle, via GPS, para saber a localização exata de membros do Dnit, lobistas e malas pretas.
Paulo Sergio Passos também instituiu um sistema de rodízio. Os deputados e senadores cujo RG termina em 0, 1 ou 2 só poderão se envolver em escândalos às terças-feiras. Quem portar o algarismo 3, 4 ou 5 poderá se comportar de forma inadequada todos os dias, exceto às quartas. Parlamentares com final 6, 7 8 ou 9 têm restrições para praticar atos ilícitos às quintas. O sistema leva em conta a semana de trabalho no Congresso, que exclui as segundas e sextas. Funcionários com o sobrenome Passos podem se locupletar todos os dias, inclusive domingos e feriados.

Fonte: "The i-piauí Herald"
Enviado por Sérgio Oliveira, de Charqueadas-RS

Sobre "ficha limpa", polvo e mensalão

Por Sérgio Oliveira

FICHA LIMPA
25.07.2011 : Novos tempos - Dilma avisa que indicados para Transportes terão que apresentar "ficha limpa". Muitos dos que foram defenestrados, levaram um pontapé no traseiro (alguns 'pediram' demissão; me engana, que eu gosto), neste caso do Ministério dos Transportes e Dnit, estavam lá desde o governo de Lula. Se agora ela quer 'ficha limpa', deduzimos que Lula administrava com os 'ficha suja'.
HIDERALDO CARON
Petista do Rio Grande do Sul, embora seja catarinense, era o diretor do Dnit do PT, que, também, foi defenestrado do mesmo. Leiam o que consta na coluna "Conexão Política" do jornalista Adão Oliveira, no "Jornal do Comércio", do RS, de 25.07.2011:
"Desprotegido: Com a demissão de Hideraldo Caron, bateu o horror nos petistas contratados por empreiteiras e consultorias que prestam serviço ao Dnit aqui no Estado. Até há pouco, ninguém era admitido em empresas que trabalham para o Dnit sem passar pelo crivo de Hideraldo Caron. 'Tinha que ser petista. E de carteirinha', queixa-se um técnico ambiental apartidário. Agora, eles migrarão para a proteção do deputado federal Paulo Pimenta (PT). Não é a mesma coisa."
É verdade?
POLVO
Um polvo, em geral, costuma ter oito tentáculos. Mas nem todos são assim. Já foi encontrado um com 96 tentáculos!
De repente não será esse polvo o símbolo da corrupção existente no Brasil desde o mensalão? Em muitas áreas dos governos, nos últimos anos, tem havido corrupção e mais corrupção, como é o caso, agora, do Ministério dos Transportes e Dnit (antes também havia, mas, pelo que se nota, o mensalão deu a partida para o incremento, pois desde 2005, quando ocorreu o mesmo, ninguém foi punido; devem pensar: se com eles não aconteceu nada, vamos meter a mão, também).
Um polvão. Os tentáculos são muitos, atingindo os mais variados setores da administração pública.
MENSALÃO
Antonio Fernando Sousa, procurador-geral da República nomeado por Lula, no seu parecer sobre o mensalão: "O conjunto probatório produzido no âmbito do presente inquérito demonstra a existência de uma sofisticada organização criminosa, dividida em setores de atuação, que se estruturou profissionalmente para a prática de crimes como peculato, lavagem de dinheiro, corrupção ativa, gestão fraudulenta, além das mais diversas formas de fraude. A organização criminosa ora denunciada era estruturada em núcleos específicos, cada um colaborando com o todo criminoso em busca de uma forma individualizada de contraprestação. Pelo que já foi apurado até o momento, o núcleo principal da quadrilha era composto pelo ex-ministro José Dirceu, o ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores Delúbio Soares, o ex-secretário-geral do Partido dos Trabalhadores Sílvio Pereira, e o ex-presidente do Partido dos Trabalhadores José Genoíno. Como dirigentes máximos, tanto do ponto de vista formal quanto material, do Partido dos Trabalhadores, os denunciados, em conluio com outros integrantes do partido (um deles é João Paulo Cunha, copiosamente mencionado nas páginas seguintes), estabeleceram um engenhoso esquema de desvio de recursos de órgãos públicos e de empresas estatais e também de concessões de benefícios diretos ou indiretos a particulares em troca de ajuda financeira. O objetivo desse núcleo principal era negociar apoio político, pagar dívidas pretéritas do Partido e também custear gastos de campanha e outras despesas do PT e dos seus aliados".
Recentemente seu substituto, também nomeado pelo Lula, e que está sendo reconduzido ao cargo pela Dilma, pediu, novamente, a condenação da maioria dos 40 citados no inquérito.
Um dos partidos envolvidos no mensalão era o PL, do Valdemar Costa Neto; agora, no escândalo Ministério dos Transportes/Dnit é o PR, novo nome do PL, do Valdemar Costa Neto.
POLÍTICA
Marco Aurélio Garcia diz que "não há caça às bruxas" nos ministérios. "Assessor do Planalto rejeita a existência de 'faxina' nos Transportes e que só aconteceu um processo de afastamento dos envolvidos em irregularidades" ( Tânia Monteiro em "O Estado de S. Paulo").
Ao que consta, se não me equivoco, nenhuma mulher foi defenestrada, levando um pontapé no traseiro, nos escândalos do Ministério dos Transportes/Dnit; a caça não foi às bruxas, mas aos bruxos.
* Sérgio Oliveira é de Charqueadas-RS