*

*

*

*

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Serra afirma que campanha de Dilma se vale de "jogo sujo"

O candidato à Presidência da República, José Serra (PSDB), afirmou nesta terça-feira, 31, que a campanha de Dilma Rousseff (PT), que aparece na liderança das pesquisas e pode ser eleita no primeiro turno, está fazendo "jogo sujo".
"É jogo sujo de campanha. E aí faz a estratégia de pega ladrão: o sujeito bate a carteira de alguém, enfia a carteira no bolso e sai gritando 'pega ladrão, pega ladrão'. É isso que eles estão fazendo", acusou o candidato em entrevista a jornalistas.
O tucano fez as declarações referindo-se à entrevista concedida por Dilma ao Jornal da Globo e veiculada na madrugada desta terça-feira, na qual ela afirmou que o PSDB "tem uma trajetória de vazamentos e grampos absolutamente expressiva".
"Na verdade, o PT está assumindo a estratégia de sempre: as vítimas são culpadas", disse Serra.
Desde junho, vêm sendo divulgadas denúncias de quebra de sigilo fiscal de tucanos, confirmadas pela Receita Federal, que apontou um "balcão de venda de sigilos". A Receita descartou vinculação político-eleitoral na questão.
Fonte: Reuters

"Sem perdão"

Por José Roberto Guzzo, na "Veja", edição desta semana

O que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso poderia ter feito de tão ruim assim em sua vida, pública ou particular, para ser tão malquisto nessa escura nebulosa que é o mundo político brasileiro? O fato é conhecido já faz bom tempo, mas tende a ficar mais evidente em épocas de campanha eleitoral. Seus adversários, no PT e no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tentam demonstrar diariamente que Fernando Henrique continua sendo, oito anos após deixar a Presidência, o inimigo número 1 do povo brasileiro.
Quase todos os que deveriam estar do seu lado fazem tudo o que podem para esconder que têm, ou tiveram, alguma coisa em comum com ele, qualquer que seja. Por que isso? A hipótese mais provável é talvez a mais simples: o que não se perdoa ao ex-presidente é o seu sucesso. O Brasil, por força de teimosa tradição, em geral não convive bem com o êxito; na célebre defi nição do compositor Tom Jobim, sucesso, por aqui, é “insulto pessoal”, tanto para inimigos como para amigos de ocasião. Em vez de admiração, provoca ressentimento. Em vez de afeto, atrai inimizades. Produz inveja, despeito, rancor, mesquinharia - enfim, põe em modo operacional toda uma coleção de traços que estão entre os menos atraentes da personalidade humana.
Falar mal de Fernando Henrique Cardoso tornou-se, ao longo dos últimos anos, um esporte nacional, sobretudo entre o que se chama de “elite brasileira”. É um dos passatempos preferidos da maioria dos nossos mais lustrosos capitães de indústria (ou de comércio, ou de finanças), fornecedores do estado ou empreiteiros de obras públicas - algo que transparece, aliás, nas doações de quase 45 milhões de reais feitas entre janeiro e julho para a candidatura oficial, mais do que o dobro do que se deu à oposição. A popularidade do ex-presidente é igualmente baixa entre os colossos do nosso mundo político, a começar pelos que têm as quilometragens mais longas, e os prontuários mais grossos, nesse tipo de ocupação.
Não gostam dele, de modo geral, professores universitários, cientistas políticos, analistas da imprensa, economistas, grandes vultos da cultura nacional - e possivelmente, como diria a socialite-celebridade Eleonora Rosset, o resto da intelligentsia brasileira, “de Marilena Chaui a Hebe Camargo”. O desapreço por Fernando Henrique, enfim, acabou se tornando um fenômeno interpartidário. Começou com o PT e o “fora FHC”, por questões de estratégia e marquetagem política - era preciso “desconstruí-lo”, pois era ele o inimigo a abater. Com o tempo, os seus próprios aliados passaram a acreditar no que dizia o PT - e, por questões de estratégia e marquetagem política, decidiram afastar-se dele, convencidos de que “FHC custa votos”. Resulta que estamos na terceira campanha eleitoral seguida em que a prioridade do PSDB é fazer de conta que não tem nada a ver com Fernando Henrique. Ele foi o único presidente que o partido elegeu até hoje - já no primeiro turno, por sinal, das duas eleições que disputou. Mas desde janeiro de 2003 não serve mais; tornou-se, politicamente, uma espécie de portador de doença contagiosa.
Os pecados dos quais Fernando Henrique é acusado pelos que sempre foram seus inimigos políticos e pelos que deixaram de ser amigos são numerosos demais para caber numa mera página de revista. Há alguma coisa errada no Brasil? Deu problema? Está com defeito? A culpa é dele, e ainda não deu tempo para consertar. Entende-se melhor o espírito da coisa quando se verifica que a acusação talvez mais repetida descreve o ex-presidente como “arrogante” ou “vaidoso” - uma escolha realmente infeliz de palavras, pois comparado ao seu sucessor nesse quesito, justo nesse, o homem chega a parecer um monge trapista.
Mais que tudo, porém, foi vendida e comprada a lenda segundo a qual ele deixou o país “em ruínas” e passou uma “herança maldita” para o presidente atual. Mas o que aconteceu no mundo dos fatos foi exatamente o contrário. A verdade é que pouco do que existe de positivo no Brasil de hoje não está ligado, de alguma forma, aos dois períodos de Fernando Henrique na Presidência. Não é preciso complicar as coisas. Foi seu governo que finalmente encarou e venceu a inflação no Brasil - ou teria sido algum outro?
Em cima desse alicerce, no qual não se mexeu em nada, foi construída a casa que está de pé até hoje, a começar pelos aumentos reais de renda que tiraram milhões de brasileiros da pobreza e que agora são descritos como a maior conquista da história nacional.
Para isso não há perdão.
* José Roberto Guzzo é colunista da revista "Veja", membro do Conselho Editorial da Abril

Programa de Paulo Souto na TV

Assista:
http://www.youtube.com/watch?v=h9NFaMlGTYk

"É a hora da virada"

Depois de articular uma ofensiva política para fazer frente aos resultados das pesquisas de intenção de voto, a coordenação de campanha do presidenciável do PSDB, José Serra, traçou agora nova estratégia de comunicação. A investida conta com uma "tribuna popular" na Internet e novo slogan, que traduz o momento por qual passa a campanha tucana: "É a hora da virada."
Agora a campanha passará a falar diretamente com o eleitor por meio de e-mail. Desde domingo, o site de Serra passou a ter nova cara. Foi criado um cadastro dos eleitores para mapear detalhadamente o perfil do internauta e saber qual seu assunto de interesse. Assim, a campanha acredita que conseguirá se comunicar mais diretamente, e de forma mais eficaz, com os interessados na candidatura tucana.
A iniciativa já é reflexo da contratação do consultor americano Ravi Singh, da Election Mall Tecnologies, que atuou na campanha de Juan Manuel Santos à Presidência da Colômbia.
O candidato a vice de Serra, Índio da Costa (DEM), foi o primeiro a estrear a investida por e-mail. Com o título Vamos virar esse jogo, iniciou ontem tentativa de mobilizar eleitor. A mensagem de Índio dizia: "Serra precisa do seu apoio agora."
"Somos nós quem decidimos o que queremos. Acredite no seu voto! Acredite em você! Todas as campanhas vitoriosas têm momentos difíceis. Somos 72 milhões de brasileiros conectados, uma das maiores comunidades do mundo na internet e é a hora da virada. Serra precisa do seu apoio agora", dizia a mensagem.
Na página da rede, saiu o conteúdo diário, com fotos, reportagens sobre o dia do candidato e informações sobre a posição dele a respeito de determinados temas. Por enquanto, o conteúdo será enviado para os eleitores apenas por e-mail e pós-cadastro.
Foi enviado para os internautas um "presente" da campanha: um pôster de Serra, que lembra o cartaz do presidente Barack Obama feito pelo ilustrador e ex-skatista Shepard Fairey na campanha americana de 2008.
"Sempre digo que é impossível fazer comparações com a campanha do Obama. Mas é impossível não se deixar influenciar por essa referência", disse a coordenadora da campanha na internet Soninha Francine. A candidata do PV, Marina Silva, também criou cartazes inspirados na obra de Fairey.
"Em vez de ficarmos dizendo que Serra tem experiência, vamos deixar que as pessoas digam. Virou uma tribunal virtual popular", disse Soninha, sobre a decisão de não colocar, por enquanto, conteúdo no site, mas registrar mensagens dos eleitores.
Questionada se o fato de a página de Serra ter ficado fora do ar no final de semana fazia parte da "estratégia" para criar expectativa com o novo projeto, conforme relataram integrantes da campanha ao Estado, Soninha disse: "Não é positivo termos tido problemas. É agonizante. Mas é verdade que tivemos mais tempo para refazer o site."
"Diariamente lhe enviaremos atividades para você realizar e nos ajudar a vencer. Vamos juntos! Vamos com Serra", afirma a mensagem do Time Serra 45, enviada por e-mail. Um dos casos que inspiraram a mudança foi uma viagem de Serra ao Rio Grande do Sul. Lá um eleitor perguntou a posição dele sobre agricultura. A resposta já estava na Internet e a campanha passou a achar inútil o conteúdo do site.
Fonte: "Blog 25: Democratas"

"O sorriso de Maquiavel"

Por R. B. Marques

A notícia veiculada no Estadão sobre o manifesto de Dilma, candidata do PT à presidência da República, para "acalmar o povo de Deus", exige de nós reflexão e posicionamento.
Observem como Dilma faz promessas aos cristãos, promessas que, obviamente, não pretende cumprir. A prova é que as mesmas vão de encontro ao Plano de Governo dela e do PT, vão de encontro às propostas clássicas imorais e anticristãs defendidas pelo PT (a quem ela serve), vão de encontro ao PNDH que ela e Lula promoveram, e assim por diante.
Serra tem feito mais ou menos o mesmo. Contudo, embora também não confie nele e não o queira como presidente, Serra ainda não tem sua imagem tão associada a ideologias por demais perigosas para os cristãos. Mesmo assim, não o imagino liderando a nação, assim como não confio mais em Lula, em quem votei e até defendi por algum tempo.
Só quem é ignorante ou tem memória curta ignora que, na História antiga e recente, uma estratégia muito conhecida (e eficiente) de se chegar legitimamente ao poder é fazer acordos com adversários ideológicos, prometendo, em troca de apoio ou mesmo de silêncio, não persegui-los, não lhes criar problemas, etc. No entanto, depois de eleito democraticamente, o maquiavélico que fez o acordo descumpre-o, num ato golpista.
Não quero comparar, jamais, Dilma, ou quem quer que seja, a Hitler. Contudo, precisamos ser inteligentes para aprendermos a desconfiar de acordos e promessas de campanha, percebendo, inclusive, que déspotas malignos como Hitler chegaram ao poder através do voto, negociando com adversários, fazendo acordos e promessas. Uma vez no poder, manipulou informações, forjou evidências, distorceu acontecimentos e, assim, conseguiu eliminar, jeitosa mas violentamente, todos os adversários; instalou uma perseguição feroz (inicialmente bem camuflada) a qualquer voz que enfrentasse sua ideologia e de seu partido; colocou amigos contra amigos, vizinhos contra vizinhos, filhos contra pais, estimulando a denúncia, gerando um cenário em que as pessoas se vingavam de seus desafetos denunciando-os falsamente ao Estado, acusando-os de crimes que jamais cometeram; e, claro, conquistou o apoio das massas oferecendo, a um povo sofrido com a 1ª guerra, emprego, retomada do crescimento, prosperidade, esperança, honra... Com isso, todo mundo passou a confiar no que quer que ele dissesse ou fizesse. Nos bastidores, porém, instalava-se um Estado fortemente ideológico, de controle social, que criminalizou a opinião, perseguiu os desafetos, matou os que o ameaçavam...
É evidente, porém, que qualquer semelhança é mera coindicência. Não obstante, não nos custa sermos mais desconfiados.
Entre tantas outras aberrações ideológicas, o PT, e a própria Dilma, têm histórico de apoio a ditaduras, a censura de imprensa (somente quando esta os critica), a anular a anistia (somente do lado dos que se opuseram às tentativas de golpe comunista armado), ao aborto amplo e irrestrito, à promoção da libertinagem sexual, à indução ao homossexualismo, à perseguição à ala de cristãos que ousam manter-se fiéis ao que Deus ensina nas Escrituras, e tanto mais.
Agora, temos o controle estatal chegando aos lares, usando, como sempre, algo bom - que é proteger as crianças e adolescentes de abusos e violência - para implantar algo mau - que é intervir na educação dos filhos e proibir pais de dar simples palmadas nos filhos, ameaçando-os de prisão por fazerem algo que a Bíblia recomenda, sem considerar as ressalvas e os contextos.
Apesar de acontecer num país que se pensa democrático, apenas porque votamos e - ainda - damos nossas opiniões nas rodas de amigos, a verdade é que se trata de um típico aparelhamento de controle ideológico e de comportamento somente visto em ditaduras grotescas do nível do nazismo, do stalinismo e do maoísmo, assim como em ditaduras capitalistas veladas.
O interesse, é claro, não é impedir a palmada, mas sim usar argumentos como esse para calar e tirar do caminho aqueles que, por convicção intelectual e espiritual, podem ameaçar esse tipo de ditadura: os cristãos, que, historicamente, são os guardiões das liberdades. (Observação: favor não confundir cristãos com as religiões institucionalizadas, que em muito se assemelharam às piores ditaduras comunistas e fascistas).
Especialistas já alertam: além de uma palmadinha não fazer mal nenhum (o que é diferente de espancamentos, por exemplo, que já eram denunciados e tratados dentro das leis já vigentes), com a "lei da palmada" surgirá um clima inadministrável, em que pessoas se sentirão tentadas a prejudicar outras de quem elas não gostam por algum motivo, apenas denunciando-as ao poder público. Imagine o Conselho Tutelar invadindo sua casa e tomando a guarda de seus filhos, e você sendo preso e processado, só porque uma vizinha sua, que zangou-se com sua recusa em cortar a árvore que derruba folhas no quintal dela, lhe denunciou por "violência doméstica"... Uma outra pessoa da rua pode até testemunhar contra você, apenas por ter ouvido, por exemplo, um filho seu chorar, um dia, e entendeu que você agride suas crianças...
É de assustar como autoridades por nós eleitas para nos representar, e sustentadas com nosso dinheiro, podem chegar a esse nível de estupidez; pior, é de assustar como tantas pessoas tidas como "inteligentes", inclusive alguns profissionais da mente e da saúde, chegam ao ponto de apoiar uma lei absurda como essa; e mais grave ainda é observar como uma população inteira parece ignorar o perigo de se fazer de cega, surda e muda diante da escalada crescente de estratégias de controle social que nos tornarão, a todos, reféns dos interesses específicos de um grupo.
Entretanto, como diz o livro de Eclesiastes: "nada de novo sob o sol". Estratégias como essas aqui mencionadas, de conquista astuta e ardilosa do poder, e consequente controle ideológico de todo um povo, já constavam dos escritos e conselhos do renascentista Maquiavel - embora alguns digam que ele fora "mal interpretado". Mas, se Maquiavel realmente pensou desse modo, fico imaginando-o se estivesse vendo o que hoje fazem tantos políticos - parece até que o ouço maliciosamente sorrindo...
Tudo bem, sei que me exponho em escrever sobre esse assunto, ainda mais nesse tom. Exponho-me, inclusive, ao risco de ser tido como paranóico, tratado como adepto da teoria da conspiração. Mas a questão é, gostemos ou não, que os fatos estão aí, e merecem, no mínimo, ser objeto de alerta e reflexão, antes que cada um tome sua decisão.
Fica aqui um pedido: em vez de apenas votar - ou não votar -, ore pelos candidatos. Ore por Dilma e pelo acordo que alguns evangélicos pensam que lhes assegurará alguma coisa. Ore por Lula, pelo governo deste país. Ore para que o contato com cristãos, interesseiro ou não, sirva como porta de entrada do verdadeiro evangelho no coração dos candidatos, especialmente Dilma e Serra, que estão firmando estes acordos. Ore para que o Espírito de Deus revele-se a eles, e leve-os aos pés de Cristo Jesus.
Encerro recordando que, sabemos bem, perseguir e tentar calar os cristãos lembra-nos de perto o cumprimento de profecias bíblicas bastante claras que caracterizam a chegada dos últimos tempos. Sem esquecer que, junto, vem a tentativa de desacreditar as Escrituras, de colocar a opinião pública contra a Palavra de Deus, e até de forçar os cristãos a terem de escolher entre algumas leis de um país insano, e as leis de Deus reveladas na Bíblia. Esse é o cenário ideal que precede o advento do Anticristo, e estamos assistindo, com nossos próprios olhos, os passos sutis, porém cada vez mais expostos e ousados, do doutrinamento mental da sociedade, necessário à construção desse cenário.
A pergunta é: você está preparado para o que vem por aí?
* O autor é neurocientista, educador e psicanalista clínico
Fonte: "Mídia Sem Máscara"

"Eleições 2010: Nota Pastoral"

Por Antonio Carlos Rossi Keller
Irmãos e irmãs, diocesanos de Frederico Westphalen e homens e mulheres de boa vontade.
Esta Nota Pastoral tem a finalidade de oferecer reflexão e orientação, face às eleições que se aproximam, para os católicos diocesanos de Frederico Westphalen e para todos aqueles que procuram, com boa vontade, nortear sua existência pelo respeito aos valores fundamentais da existência humana.
O período que antecede as eleições é de suma importância, no sentido de que deve servir-nos para a reflexão e a escolha consciente daqueles candidatos e candidatas nos quais depositaremos nossa confiança através do voto. O voto não é algo que se decide no último momento, apressadamente, a partir do último "santinho" recebido. Voto é escolha refletida e decidida, após pesarem-se prós e contras. Mais do que nunca, diante da pluralidade de possibilidades, votar exige responsabilidade e coerência também em relação à fé professada. Longe do católico e da pessoa de boa vontade separar sua crença e seus valores de seu voto.
Há, no voto, a exigência profunda da coerência.
Da mesma forma, a mesma coerência e responsabilidade são também exigências para aqueles que se candidatam a cargos públicos. As possibilidades são múltiplas. A pluralidade, louvável. Alguns candidatos se apresentam com clareza, defendendo princípios que não se identificam com aqueles que cremos e defendemos, como cristãos. Ao menos são verdadeiros. Ninguém, que professe a fé católica, ou defenda os valores da vida será enganado por eles.
Mas o grande problema, bastante presente nesta situação pré-eleitoral, é o da duplicidade, da incoerência daqueles candidatos, que por um lado, fazem questão de se mostrarem "religiosos", sensíveis à fé, mas que na prática ou estão inscritos em partidos que defendem valores anti-cristãos, ou apresentam um ideário programático político pessoal que contêm indicações absolutamente incoerentes com a fé que declaram professar ou respeitar. Dentro deste quadro, chegamos ao ponto de sermos obrigados a ouvir, de determinados candidatos e candidatas, certas declarações, por exemplo, em relação ao aborto, afirmando que "pessoalmente sou contra, mas quando no governo, garantirei o direito de quem quiser abortar, já que o aborto não é uma questão que envolva a fé, mas sim, a saúde pública".
Como bispo diocesano, venho, por meio desta Nota Pastoral, estribado na autoridade apostólica de pastor que deve cuidar do rebanho que lhe foi confiado, preocupado com a situação de confusão derivada da linguagem dúbia e da postura incoerente, oferecer uma orientação clara e segura a meus diocesanos e a todos os que crêem e defendem o valor da vida, desde a sua concepção até a sua morte natural.
Assim sendo:
1. Todo cidadão é chamado a votar com consciência. Nós cidadãos católicos somos chamados a votar com consciência cristã. Seria uma contradição acreditar e defender os valores da vida, da família, da moral e da ética, e votar naqueles candidatos e candidatas que propugnam pessoalmente, ou estão inscritos em partidos que propugnam os valores contrários. Ou seja, é preciso votar de forma coerente, em candidatos e em partidos que defendam os valores que nós cristãos acreditamos e defendemos, para que estes mesmos candidatos e partidos nos representem, nas instâncias do Executivo e do Legislativo, favorecendo medidas e leis que valorizem a cultura da vida.
2. Assim, neste período pré-eleitoral, é obrigação de todo católico, bem como daqueles que tem boa vontade e abertura para a cultura da vida, informar-se, em relação aos diversos candidatos e candidatas, se em suas propostas estão contemplados os valores éticos, nomeadamente, a defesa da inviolabilidade da vida humana (especialmente no que diz respeito á questão do aborto, da eutanásia, etc.), bem como a defesa do casamento e da família (como estas realidades são entendidas pela moral cristã) e a defesa privilegiada dos mais desprotegidos da sociedade.
Estes são alguns critérios, a meu ver, os mais fundamentais, que devem ser levados em consideração na hora de votar: como católicos temos o dever de votar naqueles que, posteriormente, como nossos representantes, na sua atuação política não irão contradizer os valores daqueles que os elegeram.
Peço que o Espírito Santo de Deus ilumine as mentes de todos os diocesanos de Frederico Westphalen e as de todas as pessoas de boa vontade, para que nestas eleições, todos possam exercer a cidadania com consciência e responsabilidade.
* Antonio Carlos Rossi Keller é bispo diocesano de Frederico Westphalen-RS
Fonte: "Mídia sem Máscara"

"Sem brandura, Serra!"

Por Orlando Tambosi
O candidato à presidência pelo PSDB, José Serra, será o entrevistado de quarta-feira, 1º de setembro, às 0h05, no Jornal da Globo, dirigido por William Waack, um dos raros jornalistas que não está a serviço da retrógrada ideologia petista. E digo mais: é um dos poucos jornalistas que pensa com clareza e tece bons argumentos.
A maioria - e acho que não estou exagerando - não sai das trivialidades ideológicas do jornalismo declaratório. É gente que nasceu para ser chapa-branca, forma contemporânea de servidão voluntária. Mas há, claro, os que ganham dinheiro com seu servilismo, a exemplo de alguns blogueiros de portais que ostentam propaganda estatal.
Fica aqui minha sugestão ao candidato oposicionista: Serra não deve agir com brandura em relação a Dilma Rousseff. Deve falar de seu passado de ex-terrorista e empresária fracassada, que trocou de partido para virar secretária do governo petista no Rio Grande do Sul. Não deve esconder que ela tem personalidade autoritária e, sobretudo, não consegue concatenar ideias com clareza (se é que concatena uma frase com outra...).
Sugiro também que o candidato tucano mostre que o ideário da candidata lulista não é social-democrata, mas complacente com as variantes de socialismo mais autoritárias (se é que já existiu socialismo não-autoritário - ou, pior não-totalitário). A política externa de Lula, que Dilma certamente levará adiante, já demonstrou que o lulopetismo não tem apreço pelos valores democráticos: é aliado de teocracias e tiranias eleitas.
Muita atenção: brandura queimou Geraldo Alckmin, que tinha tudo para ganhar de Lula nas eleições passadas.
P.S.: Não pertenço a nenhum partido, mas, entre lulopetistas e tucanos, fico com os últimos. Destes jamais virá alguma ameaça às liberdades.
Sem brandura, Serra!
Fonte: "Blog do Orlando Tambosi"

Belgo Bekaert campeã no setor de Metalurgia e Siderurgia

Em solenidade realizada na noite de segunda-feira, 30, no Espaço Rosa Rosarum, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo-SP, o jornal "Valor Econômico" anunciou as 150 empresas campeãs da décima edição do Valor 1000.
O Valor 1000 estabelece um ranking baseado na soma de pontos obtida em sete critérios: crescimento sustentável, receita líquida, geração de valor, rentabilidade, margem da atividade, liquidez corrente e giro do ativo. Foram eleitas as campeãs em 25 setores, para efeito de premiação. A Belgo Bekaert Nordeste, empresa instalada no Núcleo da BR 324. em Feira de Santana, foi eleita campeã no setor de Metalurgia e Siderurgia
Outras premiações:
- Alimentos: Garoto
- Comércio Varejista: Lojas Americanas
- Farmacêutica e Cosméticos: Natura
- Materiais de Construção e Decoração: Votorantim Cimentos Brasil
- Mineração: Vale
- Petróleo e Gás: Petrobras
- Tecnologia da Informação: UOL
- Telecomunicações: Vivo
- Têxtil, Couro e Vestuário: Grendene
- Veículos e Peças: Fiat Automóveis
O "Valor Econômico" tem como parceiros na promoção do Valor 1000, a Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas e a Serasa Experian. Encarte especial com 450 páginas, com diversos agrupamentos das mil empresas do ranking, circulou nesta terça-feira, 31, juntamente com o jornal.

Borges Júnior em campanha

Na noite de segunda-feira, 30, atividades de campanha do candidato a deputado federal Antônio Carlos Borges Júnior (DEM).
Ele participou de inauguração de comitê (Foto: Blog da Feira), na avenida Senhor dos Passos, com a primeira dama e deputada estadual Maria Luiza Carneiro (PSC), candidata à reeleição, que estava acompanhada do prefeito de Salvador João Henrique. Na oportunidade, o vereador Roberto Tourinho (PSB) marcou presença, assim como o bispo Roque Hudson, presidente da Associação de Ministros Evangélicos (AME)
Na mesma noite, Borges Júnior esteve na localidade de Pau Seco, no distrito de Humildes, em encontro da comunidade juntamente com a candidata a deputada estadual Graça Pimenta (PR). O prefeito Tarcízio Pimenta e vereador Alcione Cedraz, ambos do DEM, também participaram da reunião.

"Nobres & Pobres"

Vídeo da Digital TV BR, em versão Preto & Branco, com trilha de Carlinhos Felix, com a música "Graça", Dom Peixoto apresenta em destaque funcionários da Caixa Econômica Federal, Construtora R. Carvalho e vereadores de Feira de Santana.
São flashes registrados de cidadãos e autoridades que estiveram presentes na visita do presidente Lula, em 23 de julho, quando da entrega de 440 moradias do programa "Minha Casa Minha Vida", no bairro Conceição.
http://www.youtube.com/watch?v=DhLFMiHwuxo

Trailer de "Como Cães e Gatos 2"

"Como Cães e Gatos 2: A Vingança de Kitty Galore" entra em cartaz na sexta-feira, 3 de setembro, no Orient Cineplace.
Assista ao trailer:

Trailer de "Predadores"

A partir desta sexta-feira, 3 de setembro, no Orient Cineplace, "Predadores".
Assista ao trailer:
http://www.youtube.com/watch?v=1HCjTUyUjMI

Sequência, refilmagem e filme espírita são novidades

Adrien Brody e Alice Braga em "Predadores"
Foto: Divulgação


Três novidades nesta 36ª semana cinematográfica no Orient Cineplace, Multiplex do Boulevard Shopping, a partir desta sexta-feira, 3 de setembro. Todas em lançamento nacional. Tem a comédia infantil “Como Cães e Gatos 2: A Vingança de Kitty Galore” (Cats & Dogs: The Revenge of Kitty Galore), continuação de “Como Cães e Gatos”; o filme de ação “Predadores” (Predators), refilmagem de produção homônima, com Arnold Schwarzenegger, de 1987, com Adrien Brody, que ganhou o Oscar de Melhor Ator em 2002 com "O Pianista" e a atriz brasileira Alice Braga no elenco; e o drama espírita brasileiro, “Nosso Lar”.
Enquanto isso, continuam em cartaz: “Karatê Kid”, em segunda semana; “O Último Mestre do Ar”, em terceira semana; e “Os Mercenários”, em quarta semana, em apenas um horário, às 21h30.
“Nosso Lar” é adaptação cinematográfica de livro homônimo, psicografado por Chico Xavier, e que vendeu mais de dois milhões de exemplares e foi traduzido para várias línguas.
É dirigido por Wagner de Assis e tem Renato Prieto, Othon Bastos e Rosanne Mulholland no elenco.

Psol exige apuração de escândalos petistas

Candidato a deputado estadual Hilton Coelho (Foto: Divulgação) e candidata a senadora Zilmar Alverita, ambos do Psol, estão destacando uma série de escândalos na administração do governador Jaques Wagner (PT), especialmente na Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur).
“O descaso com a educação, a terceirização e o Reda em áreas críticas como a da saúde pública e, mais recentemente, a vergonha na Secretaria de Desenvolvimento Urbano com casas populares que nunca foram entregues mostram que a Assembleia Legislativa precisa fiscalizar de forma eficaz o governo petista, uma de suas principais tarefas”, afirmou Hilton Coelho.
(Com informações da Assessoria de Imprensa do Psol)

Piada de loucos

Circula na Internet:
Dilma Rousseff vai visitar um hospital psiquiátrico e é recepcionada por uma comissão de pacientes.
- Viva Dilma!
- Viva Dilma!
- Viva Dilma!
Gritavam eles, entusiasmados.
Ao ver um deles calado, um assessor de Dilma perguntou:
- E você, por que não está gritando Viva Dilma?
- Porque eu não sou louco, sou o médico psiquiatra.

Depois da caminhada

Neste momento, noite de terça-feira, 31, concentração em frente ao comitê da candidata a deputada estadual Graça Pimenta, na praça de alimentação da avenida Getúlio Vargas, com discursos sendo proferidos por lideranças.
A concentração acontece depois da Caminhada da Mulher (Foto: Divulgação), iniciada na praça Monsenhor Renato Galvão, com trajeto pela rua Conselheiro Franco, praça da Bandeira, praça João Pedreira e avenida Getúlio Vargas.

Jornalista antenada

Bethânia Carvalho com Dimas Oliveira: gerações distintas de jornalistas
Foto: Jorge Magalhães


Formada há quatro anos em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, pela Faculdade Jorge Amado, em Salvador, Bethânia Carvalho faz parte da equipe de reportagem da Secretaria de Comunicação Social de Feira de Santana. Ela tem se mostrado antenada e atenta na profissão que abraçou.
Bethânia atua ainda no programa "Jornal do Povo", entre 12 e 14 horas, na Rádio Povo. Também já atuou no jornais "NoiteDia" e "Tribuna Feirense". É tutora da Universidade Santo Amaro (Unisa).

Aula inaugural marca início de 11 cursos de pós-graduação na FTC

Cerca de 140 pessoas, entre alunos, professores e coordenadores, prestigiaram a aula inaugural das novas turmas de pós-graduação da FTC Feira, realizada na sexta-feira, 27, quando foi evidenciada a importância da educação continuada para o sucesso profissional. A aula foi ministrada no auditório do campus pela professora Silvana Ferreira da Silva, mestra em Administração e Planificação da Educação, que abordou o tema “Pós-graduação: Verdades e Mitos”.
A palestrante propôs uma reflexão sobre “o quanto uma pós-graduação agregará valor na vida profissional dos alunos” em um mercado de trabalho cada vez mais exigente e sobre a necessidade dos alunos terem um perfil proativo, “de busca de conhecimento e de valorização deste período de construção de saberes”. O mote da campanha da pós-graduação, “Criar tendências em vez de segui-las”, também mereceu elogios por parte da professora.
O evento marcou oficialmente o início das atividades das 11 turmas de pós-graduação, cujas aulas deverão começar dia 17 de setembro. “Esse resultado é o fruto do reconhecimento que a pós-graduação da FTC Feira está tendo no mercado”, afirmou a coordenadora geral, professora Marcly Pizzani, que atribui o desempenho dos cursos “à competência e ao compromisso dos nossos docentes e coordenadores, que possuem larga experiência acadêmica, técnica e profissional”.
“Somos referência em pós-graduação presencial em Feira de Santana e região”, frisou Marcly Pizzani, lembrando que os cursos contemplam as áreas de Gestão, Saúde, Educação e Engenharia. Dentre novos cursos oferecidos pela unidade este ano destacam-se Enfermagem Obstétrica, Saúde do Trabalhador, Enfermagem do Trabalho e Neuropsicologia, no campo da Saúde, e Docência do Ensino Superior, na área de Educação.
(Com informações de Madalena de Jesus e Socorro Pitombo, da Assessoria de Comunicação, FTC/FSA)

ACM Neto convoca militância para a virada

O deputado federal ACM Neto (DEM), candidato à reeleição, pediu o empenho nesta terça-feira, 31, de seus eleitores em defesa das candidaturas de José Serra (PSDB) para a Presidência e Paulo Souto (DEM) para o Governo da Bahia.
"Não podemos nos deixar abater por pesquisas. As pesquisas refletem apenas um momento, e o que vale mesmo é o resultado das urnas. Precisamos é arregaçar as mangas e trabalhar duro. Não podemos deixar o país nas mãos de uma candidata inexperiente e de um governador que já provou que é incompetente", disse Neto, após participar de uma caminhada no Vale das Pedrinhas, em Salvador.
Neto lembrou que ainda falta pouco mais de um mês para as eleições de outubro. "Temos bastante tempo para virar o jogo. É só mostrar que temos os melhores candidatos para governar a Bahia e o Brasil. É só comparar as biografias e realizações", ressaltou o democrata. "A candidata do PT à Presidência nunca disputou uma eleição. Trata-se de uma invenção do presidente Lula. Já o candidato do PT na Bahia vive de propaganda. Ele investiu mais em propaganda do que em segurança para enganar a população e ficar bem nas pesquisas", enfatizou.
(Com informações da Assessoria de Imprensa de ACM Neto)

PMDB age com rigor contra prefeita infiel

A prefeita de Governador Mangabeira, Domingas da Paixão (PMDB), pode perder o mandato por infidelidade partidária. O pedido de expulsão da filiada infiel foi recebido pela Comissão de Ética e Disciplina, que determinou a imediata suspensão da prefeita. A medida se baseia no Estatuto do Partido e na Resolução nº 03/2010, que prevêem o banimento do membro que der apoio direto ou indireto a candidatos que não sejam da coligação.
A permanência dela no partido é considerada improvável diante da grande quantidade de provas apresentadas. Com isso, a assessoria jurídica do PMDB informa que concluída a expulsão, o que deve ocorrer ainda neste mês, a prefeita Domingas terá o mandato cassado pela Justiça Eleitoral.
(Com informações da Assessoria de Imprensa do PMDB da Bahia)

Agenda de José Ronaldo

O candidato ao Senado José Ronaldo (DEM), pela coligação "A Bahia Merece Mais", grava para o programa eleitoral na manhã desta terça-feira, 31. Pela tarde, viaja a Teixeira de Freitas, onde faz caminhada e participa de evento político com Paulo Souto, candidato ao Governo da Bahia.

Visitas, reuniões e caminhada de Graça Pimenta

A candidata a deputada estadual Graça Pimenta (PR), pela coligação "Mais Ação, Mais Bahia", visitou na segunda-feira, 30, a cidade de Maragojipe, onde conta com o apoio do médico, ex-vereador e pré-candidato a prefeito, José Benedito de Aurora, além de outras lideranças políticas.
"Tenho um bom relacionamento com Graça, também sou de Feira de Santana e acredito no seu trabalho", declarou Benedito.
O prefeito Tarcízio Pimenta e o vereador Alcione Cedraz (DEM) também acompanharam a candidata.
Visita em Pau Seco
Diversos moradores da comunidade de Pau Seco, além de outras como Jenipapo, Doutor e Escoval, todas no distrito de Humildes, se reuniram com a candidata a deputada estadual Graça Pimenta, na noite de segunda-feira, para declarar apoio.
A reunião foi organizada por Raimundo Bispo, morador da comunidade, que garantiu votos de familiares e amigos. "A gente vai pedir esse voto de coração porque não temos que votar em candidatos de fora", declarou.
O prefeito Tarcízio Pimenta, o candidato a deputado federal, Antonio Carlos Borges Jr (DEM), além do vereador Alcione Cedraz também participaram da reunião.
Mais apoio
Ainda na noite de segunda-feira, Graça Pimenta participou de uma reunião com representantes de bares, restaurantes, hotéis e similares de Feira de Santana, no restaurante Flor do Maracujá, na Kalilândia.
"Temos que priorizar os votos dos candidatos da terra. É uma questão de coerência porque assim fortalecemos o parlamento federal e o estadual", disse o presidente do sindicato da categoria, José Getúlio de Araújo Andrade.
O prefeito Tarcízio Pimenta, o candidato a deputado federal, Jairo Carneiro (PP) e o vereador Alcione Cedraz (DEM) também participaram do evento.
Enquanto isso, nesta terça-feira, 31, a realização da Caminhada da Mulher, às 15 horas, com concentração na praça Monsenhor Renato Galvão em direção ao comitê na avenida Getúlio Vargas.
(Com informações da Assessoria de Imprensa de Graça Pimenta)

Deu em Claudio Humberto


Vereadores têm que prestar contas do dinheiro gasto

Vereadores de Feira de Santana, entre eles G. da Silva, participaram entre quarta-feira, 25, e domingo, 29, do XVII Congresso Brasileiro de Agentes Públicos, em Aracaju-SE. Interessante que na Internet não se encontra nenhuma informação sobre esse evento.
Agora, momento de cobrar desses homens e mulheres que se dizem públicos, a prestação de contas do dinheiro gasto. Cada vereador foi licenciado e recebeu da Câmara Municipal a diária de R$ 900,00, o que totaliza R$ 3,6 mil per capita.
Tribunal de Contas e Ministério Público estão atentos para a cobrança da população sobre a devida prestação de contas.
Mesmo com as constantes denúncias e dos inúmeros escândalos de vereadores fazendo turismo com dinheiro público, os vereadores locais nem ligaram para o momento ruim.

"A Origem", uma inserção de qualidade no cinema

Por Maria do Carmo Vieira
Ontem fui assistir "A Origem" (Inception), 2010, de Christophen Nolan e, sinceramente, preciso aprender muito sobre cinema para assinar embaixo de todos os adjetivos positivos que a crítica está dedicando ao filme. Por isso, me sinto incapaz de tecer qualquer comentário mais sofisticado. Como cinéfila ignorante da ciência cinematográfica, digo que o filme é bom mais pelo interesse que ele despertou em mim do que por qualquer outro atributo. A história é boa, traz um tema sério e de interesse geral como os sonhos, por isso prende a atenção. O outro ponto forte para o meu mirrado entendimento de cinema são os efeitos especiais fascinantes, e a gente realmente se pergunta como é possível fazer aquilo... Esse é o tipo de filme que precisa ser visto na telona para que toda aquela riqueza possa ser percebida.
Confesso que as cenas de ação me incomodaram um pouco - é muito barulho para o meu gosto -, mas eu não estava vendo uma comédia-romântica, ação era o gênero. Por isso, tratei de me "desincomodar" e prestar atenção na história que, é preciso pontuar, foi bolada com muita inteligência, sobretudo na questão que trata do subconsciente e de como os sonhos refletem nossas inquetações, mesmo sendo os sonhos do filme planejados e sincronizados "cientificamente". É muito interessante o modo como eles se aprofundam dentro de um sonho através de camadas. No filme, eles descem até quatro camadas; ou seja, um sonho dentro de um sonho, dentro de um sonho, dentro de um sonho... rs
Enfim, como disse Demais, é um filme sobre sonhos que precisamos assitir de olhos bem abertos. Não sei se segui essa premissa, pois teve coisas que não ficaram claras pra mim. Mas também com aquela agonia toda... gosto de filmes mais tranquilos suaves... Mesmo assim, "A Origem" e Leonardo di Caprio, ator que aprendi a admirar e que está muito bem como Cobb, merecem um 8 e uma recomendação minha (Ousada!).
Fonte: "Blog de Maria Duth"

Coleção de "O Pasquim" para consulta na Casa do Sertão

O Museu Casa do Sertão da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) disponibilizou para consulta pública a coleção do jornal "O Pasquim". As edições foram doadas com números que compreendem 26 de junho de 1969 a 11 de novembro de 1991 - período em que foi editado.
"O Pasquim" marcou época ao ser reconhecido pelo papel de oposição ao regime militar. Em plena ditadura, foi um instrumento de combate à censura, utilizando o humor como tônica de seus textos.
No início, o jornal possuía um perfil mais comportamental, abordando assuntos como sexo, drogas, feminismo e divórcio. À medida que a repressão aumentava, se tornou mais politizado, passando a ser porta-voz da indignação social brasileira.
O periódico era semanal e tinha como colaboradores jovens intelectuais da zona sul carioca, entre eles, Paulo Francis, Tarso de Castro, Jaguar, Ziraldo, Millôr Fernandes, Henfil, Ivan Lessa, Ferreira Gullar, Sergio Cabral e Flávio Rangel.
De uma tiragem inicial de 20 mil exemplares, chegou a superar a marca de mais de 200 mil em meados dos anos 70, se tornando um dos maiores fenômenos do mercado editorial brasileiro.
(Com informações da Assessoria de Comunicação da Uefs)

Baile da Solidariedade

"Se você não tem jeito para dançar, venha descobrir seu talento para ajudar". Este o apelo do Baile da Solidariedade 2010, que será realizado na sexta-feira, 17 de setembro, às 21h30, no Spazio Eventos.
A realização é do Dispensário Santana. Na noite dançante, apresentação da Orquestra Fred Dantas.

"O Poder da Voz na Expressividade do Político"


segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Consequência do voto em Dilma

Corre na Internet:
Vote na Dilma Rousseff e ganhe, inteiramente gratis, um José Sarney de presente agregado ao Michel Temer.
Mas não é só isso, votando na Dilma você também leva, inteiramente grátis (GRÁTIS?) um Fernando Collor de presente.
Não pense que a promoção termina aqui.
Votando na Dilma você também ganha, inteiramente grátis, um Renan Calheiros e um Jader Barbalho.
Mas atenção: se você votar na Dilma, também ganhará uma Roseana Sarney no Maranhão, uma Ideli Salvati em Santa Catarina e uma Martha Suplício em São Paulo.
Ligue já para a Dirceu-Shop, e ganhe esse maravilhoso pacote de presente: Dilma, Collor, Sarney pai, Sarney filho, Roseana Sarney, Renan Calheiros, Jáder Barbalho, José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoíno, e muito, muito mais, com um único voto.
E tem mais, você também leva inteiramente grátis, bonequinhos do Hugo Chávez, do Evo Morales, do Fidel Castro ao lado do Raul Castro, do Ahmadinejad, do Hammas e uma foto autografada das Farc da Colombia.
Isso sem falar no poster inteiramente grátis dos líderes dos "Sem Terra" Pedro Stedile e José Rainha, além do Minc com uniforme de guerrilheiro e sequestrador.
Ganhe, ainda, sem concurso, uma leva de deputados especialistas em mensalinhos e mensalões.
E mais: ganhe curso intensivo de como esconder dinheiro na cueca, na meia, na bolsa, ministrado por Marcos Valério e José Adalberto Vieira da Silva e José Nobre Guimarães.
Tudo isto e muito mais...
Ligue já, aliás... vote já... e ganhe ainda uma bolinha vermelha para pôr no nariz e viver feliz durante esse novo mandato...

"Vamos em frente"

Comentário de César Maia.
Assista:
http://www.youtube.com/watch?v=RoqXVQJvnCA

Aleluia levanta supeita sobre pesquisa

O candidato ao Senado pela coligação “A Bahia Merece Mais”, José Carlos Aleluia (DEM), confirma a suspeita sobre a última pesquisa eleitoral do Ibope. A denúncia foi publicada na coluna "Tempo Presente", do jornal "A Tarde", edição de domingo, 29.
“É muito estranho o fato de a pessoa responsável pela empresa terceirizada pelo Ibope para realizar a pesquisa na Bahia ter antecipado o resultado no início da tarde da última quarta-feira, dia 25, dois dias antes do anúncio oficial, quando o período de apuração, registrado no Tribunal Superior Eleitoral, é de 21 a 27 de agosto”, diz.
Aleluia destaca ainda que o governador Jaques Wagner, na quinta-feira, 26, durante o comício, revelou um percentual de intenção de voto igual ao que seria divulgado oficialmente pelo Ibope, no dia seguinte. “A Justiça Eleitoral precisa tomar imediatamente alguma medida com relação às pesquisas eleitorais. Já foi denunciado que as sondagens estão sendo registradas sem informar os municípios pesquisados nem o número de entrevistados. E agora surge este indício de manipulação”, afirma o candidato democrata.
A empresa terceirizada pelo Ibope para realizar a pesquisa eleitoral na Bahia foi o Instituto de Pesquisas Estatísticas e Informações (Inpei). Seu responsável é Ari Carlos. Na quarta-feira, 25, acompanhado do deputado Luiz Argolo, aliado do governador Jaques Wagner, Ari Carlos encontrou com assessores de Aleluia, no início da tarde, por volta das 13 horas, no hangar da Aerostar, no Aeroporto de Salvador.
No encontro, ocorrido antes de terminada a apuração da pesquisa, Ari Carlos revelou aos assessores de Aleluia o resultado da sondagem eleitoral.
“Os números revelados foram os mesmos divulgados oficialmente na sexta-feira, 27, pelo Ibope”, diz Aleluia. Para ele, a antecipação do resultado quebra o contrato de confidencialidade do fornecedor com o Ibope.
“Se a empresa terceirizada não respeita quem lhe contrata, que credibilidade tem a coleta de dados que ela faz?”, questiona, lembrando que, na Internet, há fotos de Ari Carlos ao lado de Jaques Wagner apresentando pesquisas.
Fonte: "Blog 25: Democratas"

"O Grito da Terra" no "Quartas Baianas"


Nesta quarta-feira, 1º de setembro, na Sala Walter da Silveira, às 20 horas, com entrada franca, sequência do projeto “Quartas Baianas”, da Associação Baiana de Cinema e Vídeo (ABCV) com o apoio da Diretoria de Audiovisual (Dimas) da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), unidade da Secretaria de Cultura.
Na oportunidade, exibição em vídeos de "O Grito da Terra", de Olney São Paulo, 1964. Conflito de terra é o tema deste filme, rodado em Feira de Santana. Trata-se de um autêntico libelo pela reforma agrária protagonizado por uma família de camponeses que luta pelo seu direito à terra.

Pesquisa sobre Francisco Pithon

O jornalista e pesquisador Flávio Novaes está realizando um trabalho sobre o exibidor Francisco Pithon, que foi proprietário de cinemas com grande atuação nas décadas de 40, 50, 60 e 70 em Salvador.
Ele começou com a reforma do Cine Excelsior (Foto: Reprodução) em 1945. Em seguida, construiu o Art, no início dos anos 50. Depois vieram o Cine Guarani, Tupi, Liceu, Tamoio e o Cine Timbira, em Feira de Santana, inaugurado em 27 de março de 1972, com o filme italiano "Por uma Graça Recebida", de Nino Manfredi, em lançamento nacional.
Com participação de Adilson Simas, pudemos enviar para Flávio Novaes algumas informações sobre o Cine Timbira, que sucedeu o Cine Santanópolis.

Alunos fazem relato sobre operações do Projeto Rondon

Os alunos da FTC Feira que participaram das últimas operações do Projeto Rondon apresentam nesta terça-feira, 31, às 19 horas, no auditório da faculdade, um relato das atividades desenvolvidas. As mesmas informações foram prestadas na manhã desta segunda-feira, 30, no sentido de estimular os estudantes a participar de novas operações.
No ano passado, na cidade de Cafarnaum, situada a 430 quilômetros de Salvador, participaram alunos do curso de Engenharia Ambiental. Em julho deste ano, a participação se estendeu também ao curso Medicina Veterinária. As ações da Operação Mamoré, aconteceram na cidade de Governador Jorge Teixeira, no Estado de Rondônia.
Em ambas as edições as atividades foram coordenadas pelo professor Robinson Moresca de Andrade. Ele entende que participar do Projeto Rondon é uma experiência única, “muito válida para o currículo do aluno”.
Ainda na terça-feira os alunos, após a explanação sobre o projeto, os alunos de todos os cursos da faculdade poderão fazer a inscrição para a Operação Carajás 2011. Os interessados em participar deverão ter concluído no mínimo 50% da grade curricular e estar presente à reunião, obrigatoriamente.
(Com informações de Socorro Pitombo e Madalena de Jesus, da Assessoria de Comunicação FTC/FSA)

Geddel entrevistado na Rede Baiana de Rádio

O candidato do PMDB ao Governo do Estado, Geddel Vieira Lima, participa na manhã desta terça-feira, 31, de entrevista para a Rede Baiana de Rádio (RBR). O candidato estará na Rádio Sociedade de Feira de Santana (970 AM), de onde falará com os apresentadores de programas, Dilton Coutinho e Jorge Biancchi. Na entrevista que tem duração de 1h30, Geddel responderá também a perguntas gravadas dos repórteres das rádios que integram a Rede.
A entrevista vai ao ar, simultaneamente, nas rádios Alvorada AM (Cruz das Almas), Andaiá FM (Santo Antônio de Jesus), Caraíba AM (Senhor do Bonfim), Princesa FM (Feira de Santana), Rádio Vale FM (Amargosa) e São Gonçalo AM (São Gonçalo dos Campos).
A transmissão também será realizada no site da Rádio Sociedade de Feira (www.sociedadedefeiraam.com.br) e no site do programa "Acorda Cidade" (http://acordacidade.com.br).
(Com informações da Assessoria de Imprensa do PMDB da Bahia)

Riachuelo inaugura segunda loja em Feira de Santana e oitava na Bahia

Rede destaca a visita dos atores Marcos Pasquim e Fábio VillaVerde e o patrocínio ao Futebol dos Atores

Nesta terça-feira, 31, a Riachuelo - uma das maiores varejistas de moda do País - inaugura sua oitava loja na Bahia, a segunda em Feira de Santana - que já funciona desde sexta-feira, 27. O espaço - localizado no centro da cidade, na avenida Senhor dos Passos, 1.296 - surge dentro de um novo conceito arquitetônico, que visa o rejuvenescimento e modernização da rede. Com mais de 2.000 m² (área de vendas), o novo ambiente disponibilizará o mix completo de produtos da nova Coleção Verão 2010 que segue as últimas tendências do mundo fashion. O moderno ambiente surpreenderá os clientes pelas novas experiências visuais e sensoriais.
Exclusivamente para esta inauguração, a rede promoverá uma série de ações especiais como a visita dos atores Marcos Pasquim e Fábio Villaverde, das 11 às 13 horas. Para as tietes de plantão, a rede promove uma superpromoção: nas compras acima de R$ 50,00 no Cartão Riachuelo, as clientes terão a oportunidade de tirar uma foto instantânea com os atores e ainda ganhar um autógrafo personalizado. Além disso, haverá distribuição de balões, dj, descontos de 20% nas peças sinalizadas com o tag de promoção de inauguração, entre outras.
Outra ação da rede para a abertura desta loja é a Arquibancada Exclusiva do Cartão Riachuelo na partida beneficente Futebol dos Atores, que terá a participação de artistas como Fábio Villaverde, Marcos Pasquim, Aílton Graça, Ricky Tavares e Márcio Kieling. Para os clientes que fizerem o Cartão Riachuelo, a rede preparou uma grande ação. Os 500 primeiros que chegarem na inauguração da loja com o comprovante de que fizeram a solicitação do cartão, ganharão um cupom que pode ser trocados por dois ingressos para a Arquibancada Exclusiva com uma grande vantagem: os clientes terão acesso aos atores e poderão tirar fotos e pegar autógrafos. Patrocinado pela Riachuelo, o evento acontece no domingo, 5 de setembro, às 11 horas, no Ginásio Poliesportivo Oyama Pinto. A entrada é um quilo de alimento não perecível. O evento conta com o apoio da Prefeitura de Feira de Santana e da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.
Aprimorando o objetivo de proporcionar total facilidade ao cliente, a Riachuelo destaca dentro deste projeto um layout moderno. As áreas estarão devidamente sinalizadas e ambientadas de acordo com os departamentos de moda feminina, masculina, infantil, acessórios, casa e decoração. Para isso, foram concebidos elementos de visual merchandising, que determinam e marcam cada um dos diferentes segmentos dentro da própria loja de maneira perfeitamente integrada. Tal exposição valoriza a infinita variedade de produtos que a Riachuelo disponibiliza aos seus clientes, objetivando sempre a democratização da moda. Com mais essa inauguração na cidade de Feira de Santana, a Riachuelo eleva a 114 o número de lojas espalhadas pelo Brasil.
Modelo de negócios inovador
A Riachuelo é a única das grandes redes de varejo de moda que pesquisa, cria e produz a maior parte dos seus produtos. A empresa possui o maior parque fabril do país, o que a permite oferecer uma excelente relação preço e qualidade para seus clientes. O grupo possui mais de 15 milhões de clientes no cartão Riachuelo e 38 mil funcionários. Hoje, são 114 lojas próprias espalhadas pelo Brasil e até o final deste ano serão 124 lojas.
(Com informações da Assessoria de Imprensa e Comunicação)

Sérgio Carneiro explica

Sobre a postagem "Confederação Brasileira dos Aposentados divulga traidores dos aposentados", de domingo, 29, o deputado federal petista Sérgio Carneiro (Foto: Divulgação), incluído entre os parlamentares baianos que votaram contra emenda, ligou para o Blog Demais e explicou que a inclusão do seu nome foi um equívoco.
Ele até agradeceu a informação, pois assim pode até participar - e deixar esclarecida sua posição - do IV Congresso de Pensionistas, Aposentados e Idosos da Bahia, iniciado nesta segunda-feira, 30, e até terça-feira, 31, pela Federação das Associações dos Aposentados, Pensionistas e Idosos do Estado da Bahia (Feasapeb), no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador.
Sobre o cenário eleitoral, Sérgio Carneiro acredita em sua permanência na Câmara dos Deputados, inclusive pela "força que o 13 está tendo em todos os cantos". Disse mais que "estamos em pleno vapor na campanha para a reeleição".

Boulevard lança evento de moda para o alto verão 2011

Ao longo de 11 anos, o Shopping realizou grandes eventos e virou referência como o maior centro propagador de moda de Feira de Santana e região.
O evento de moda alto verão 2011 do Boulevard Shopping assume um novo formato: na sua abertura, terça-feira (14 de setembro), será realizado em uma das salas do Orient Cineplace, um desfile técnico, coordenado pela consultora de moda Fanny Littmann, que apresentará para um grupo exclusivo de clientes as tendências da nova estação.
Outra grande novidade será lançada no mesmo dia: a praça da Moda. Trata-se de um espaço criado na praça de eventos do Boulevard, com uma bela ambientação temática além de painéis com os clicks do editorial de verão do shopping. As imagens apresentam looks com dicas essenciais sobre as tendências para o alto verão. Com projeto assinado pela cenógrafa Anna Celli, a praça traz referências de moda através de revistas especializadas e transmissão de desfiles de renomadas marcas, a fim de orientar os clientes nas suas compras. O espaço será ainda palco para encontros de blogueiras de Feira de Santana e Salvador que se reunirão para trocar informações sobre esmaltes, maquiagem, acessórios e tudo que faz parte do mundo fashion.
Durante o evento, será oferecido um requintado coquetel assinado por Iran Vivas. A praça da Moda permanecerá no shopping até o dia 26 de setembro.
Assim, o Boulevard Shopping mostra mais uma vez, o comprometimento da sua marca com o universo fashion, e se consagra como um dos mais importantes e conceituados eventos de moda do calendário baiano.
TENDÊNCIAS
O verão chega sem regras: tudo junto, misturado! No quesito acessório textura de animais, metais dourados, pérolas, maxi bolsas e carteiras coloridas, cintos largos e fininhos, óculos com designer diferenciado e bastante coloridos. Os pés serão o grande alvo fashion: salto pino bem alto, sandálias com tiras sobrepostas, sapatilhas com muitos laços e pedrarias, e as famosas gladiadoras continuam em alta. Sem falar nas open boots ou ankle boots, as botas de cano curto que também terão o seu lugar ao sol.
Vestido no modelo coquetel fará bonito em várias ocasiões, mas as transparências, rendas, babados, tops e decotes, serão forte tendência, assim como macacões e blusas com corte amplo, e a surpresa da estação: as hot pants. Mas atenção, essa versão das calcinhas das pin-ups, micro shorts, só devem ser usados por aquelas que estão em plena forma física. Para quem têm receio de usar esta peça tão ousada e sensual, vale sobrepor às hot pants vestidos leves e fluídos, confeccionados em tecidos com transparência.
A cartela de cores destaca os tons sabonete, cores pálidas que chegam com muito charme e glamour. O pretinho do inverno não sai de foco, mas a grande vedete da estação são os tons flúor: rosa choque, amarelo limão, coral e verde florescente, enfim, um verão repleto de luminosidade.
CAMPANHA
A iluminada campanha de moda do Boulevard Shopping traz um editorial clicado pelo fotógrafo Almir Jr. num cenário pós-moderno, ao mesmo tempo em que a Revista Eletrônica Alto Verão, programete com dicas que revelarão as várias facetas de uma produção de moda, será gravada. A revista será veiculada na TV Subaé entre os dias 20 e 24 de setembro e promete ser mais uma ferramenta para estimular os expectadores a mergulharem mundo fashion.
(Com informações de Ludimila de Oliveira)

Primeira empresa de metalurgia e siderurgia do Brasil é de Feira de Santana

A Belgo Bekaert Nordeste, empresa instalada em Feira de Santana, foi eleita como a primeira do Brasil no setor de metalurgia e siderurgia pelo jornal "Valor Econômico".
Os critérios avaliados foram: crescimento sustentável, receita líquida, rentabilidade, margem da atividade, liquidez corrente, geração de valor e giro ativo.
A solenidade de entrega do prêmio será em São Paulo, nesta segunda-feira, 30, tendo como local o Rosa Rosarum, na rua Francisco Leitão, 416, Pinheiros. Na programação, às 19 horas coquetel, e às 19h30 jantar e premiação.

"Vamos virar esse jogo"

Prezado apoiador,
A luta de várias gerações em defesa da democracia garantiu-nos o direito de escolha. Construímos um país sem a tutela de ninguém, que se subordina às instituições e às leis democraticamente votadas.
Eleição não pode ser a escolha autocrática de uma pessoa que deseja impor sua vontade. O Brasil pede bem mais do que palavras. Precisa de um presidente que una o país, em vez de dividi-lo; que seja escravo das leis, em vez de escravizá-las.
Precisamos de comprometimento com os direitos humanos, não com as tiranias. O nome da democracia no Brasil, hoje, é SERRA.
Com a sua ajuda, SERRA pode ser nosso próximo presidente. Você vai se juntar a milhares de outras pessoas e entrar para o TIME SERRA 45.
As pesquisas não acreditavam na aprovação do Ficha Limpa, mas com a nossa mobilização a Lei foi aprovada. Somos nós quem decidimos o que queremos.
Acredite no seu voto! Acredite em você!
Todas as campanhas vitoriosas têm momentos difíceis. Somos 72 milhões de brasileiros conectados - uma das maiores comunidades do mundo na Internet e é a hora da virada. SERRA precisa do seu apoio agora!
Acesse Serra45.com.br e participe. Junte-se OFICIALMENTE ao nosso TIME 45 e receba em primeira mão nossas atividades, informações e tudo o que você pode fazer para nos ajudar a vencer.
Por favor, encaminhe este e-mail para seus parentes e amigos. E não esqueça de colocar sua assinatura.
Você vai ajudar a eleger Serra presidente do Brasil? Entre agora no Serra45.com.br.
Participe. Em nome e em defesa da democracia.
Em respeito a nossa história, com esperança no futuro.
Vamos juntos. Somos muitos.

Indio da Costa

Serra diz que petista desrespeita eleitores

O candidato à Presidência, José Serra (PSDB), disse no domingo, 29, que a adversária Dilma Rousseff (PT) desrespeita os eleitores ao declarar que vai "estender a mão" aos concorrentes que quiserem colaborar com seu governo, se eleita. A frase foi dita pela petista neste sábado em Brasília.
- Acho que a declaração tem uma certa falta de respeito com as pessoas - disse ele.
O tucano considerou a declaração de Dilma precipitada.
- É alguém sentando na cadeira a mais de um mês da eleição. Quem vai decidir quem vai sentar na cadeira é o povo, não é um candidato isoladamente. Me pareceu atitude pouco respeitosa com os eleitores.
Fonte: "O Globo"

Dilma fala sobre saúde da criança e da "boneca que vai cuidar da cabeça"...

Por Reinaldo Azevedo
No sábado, o programa de Dilma na TV tratou da saúde - e também foi esse o assunto sobre o qual ela falou na entrevista coletiva daquele dia. O vídeo segue abaixo. Se não quiserem ver tudo, recomendo um trecho que é imperdível, entre 4min8s e 5min08s. Isto é Dilma - sem João Santana — tentando expor uma idéia. No trecho, ela explica detalhes de seu programa de atendimento especial a crianças em hospitais. Transcrevo em vermelho:
“Uma das propostas que conjuga, assim, não só, né?, tecnologia de ponta, tecnologia sofisticada para o tratamento da criança, mas também tem um grande nível de humanização, porque eles usam todo o…, toda aquela questão do envolvimento da criança, mostrando que a boneca vai, tamém (sic), cuidar da cabeça, ou, quando a criança é submetida a algum nível de tratamento mais estressante, tomar o cuidado para garantir que, psicologicamente, ela se, enfim, ela tenha um, uma chegada maior a um processo que inclusive é de dor.”
Assista ao vídeo:

Comento
A gente quase consegue entender o que ela quer dizer. Desde a primeira vez em que vi Dilma falar em público, tive uma certeza: ela está naquela categoria de pessoas que não conseguem fazer a distinção entre o geral e o particular, entre a árvore e a floresta, entre o principal e o secundário. O que terá ela tentado dizer com “tomar o cuidado para garantir que, psicologicamente, ela se, enfim, ela tenha um, uma chegada maior a um processo que inclusive é de dor”? A fala da boneca que também vai cuidar da cabeça é memória da propaganda dos Laboratórios Fleury…
É, amiguinhos… Dá para entender por que o PAC empacou. Os ministros não entendem o que ela fala.
E que se note: o seu “Rede Cegonha” (que ela trata como se já fosse um programa do governo federal e não uma proposta de campanha) é cola, sim, da proposta de Serra, que anunciou que estenderá a todo o país o Mãe Paulistana. Mesmo no meio dessa fala tumultuada, a gente entende mais ou menos o que ela quer dizer - e esse é o programa que existe em São Paulo, inspirado numa experiência da prefeitura tucana de Curitiba.
No governo, o PT pegou os programas sociais da gestão anterior e os rebatizou. Desta feita, o partido não esperou nem a candidata ganhar a eleição. Já foi batendo a carteira das propostas alheias ainda na fase da disputa. Na sexta, aliás, Dilma prometeu levar UPAs para todo o Brasil. Na forma como ela anunciou o “programa”, está colando os AMEs (Ambulatório Médico de Especialidades), que existem em São Paulo e que o tucano afirmou que levara para todo o Brasil se eleito. Também é cola. E essas não são as únicas tungadas dos petistas. Mas isso fica para outra hora.
Ali pelo fim da entrevista, Dilma se lembra de que João Santana lhe falou para fazer digressões sobre a sua família, sobre o fato de que vai ser avó. Aos 9min33s, do nada, ela dá uma pausa, fita o vazio, como se ouvisse um ponto eletrônico, e desanda a falar sobre sua experiência pessoal. Bem, notem com que naturalidade, doçura e simpatia ela trata do assunto. E ainda aproveitou para lembrar um “ditado de Minas”, que saiu todo atrapalhado: “Barriga de mulher, boca de urna e cabeça de juiz, ninguém controla”. Huuummm. Por que o ditado? Também não ficou claro. Eu conheço uma outra versão: “De barriga de grávida, bolsa de mulher e cabeça de juiz, ninguém sabe o que pode sair”. Dilma talvez tenha se mancado que não seria muito lisonjeiro com os meritíssimos…
Uma repórter pergunta à candidata do PT sobre o Mãe Paulistana, lembrando que Serra a acusou de copiar o seu projeto, o que é verdade. E o que disse Dilma Rousseff, a candidata do PT, aquela que pretende substituir Lula, o homem do “nunca antes na história destepaiz”? Isto:
“Esta mania de as pessoas se adonarem de projetos que estão em curso no Brasil é errado”!!!
A entrevista, até ali, era só engraçada. Aí ficou cínica. Como se sabe, Lula jamais “se adonou” de programas que outros lançaram… Não demora, e os petistas ainda vão dizer que criaram o Plano Real!!!

Ambrósio não elege Mário Almeida

Candidato a vereador em 2008, Ambrósio Bispo de Jesus obteve 407 votos pelo PTB. Agora, ele é anunciado como a tábua de salvação pelo vereador petista Mário Almeida, que pretende se eleger deputado estadual.
Com apoio como esse não sai do lugar e não conseguirá o objetivo, assim como a maioria dos vereadores de Feira de Santana candidatos a deputado.

Geddel triste por críticas a liberação de recursos para baianos

Em entrevista nesta segunda-feira, 30, ao programa "Bahia no Ar", da TV Itapoan (Foto: Divulgação), o candidato ao Governo do Estado da coligação "A Bahia Tem Pressa", Geddel Vieira Lima (PMDB), revelou a sua tristeza em ver que ainda hoje continua recebendo críticas de adversários por ter, como ministro da Integração Nacional, liberado recursos para a Bahia.
“Vejo com tristeza, não por elas (as críticas) terem sido feitas pelos políticos e a imprensa do sul, porque eles a gente sabe que sempre olham para o Nordeste brasileiro com um certo preconceito”, disse o candidato respondendo a pergunta da apresentadora Daniela Prata.
Geddel explicou que a função do Ministério da Integração Nacional é atuar nas áreas mais pobres do país, no sentido de reduzir as desigualdades regionais e a Bahia, que tem 40% do seu território no Semi-Árido está entre os estados que concentra os piores índices de desenvolvimento social. Mesmo assim, ele deu a entender que adversários seus, mesmo pleiteando os votos dos baianos, insistem em continuar lhe acusando de ter como ministro beneficiado demais o seu Estado.
O ex-ministro citou entre as obras importantes viabilizadas na Bahia pela sua gestão no Ministério, os projetos de Irrigação Salitre, em Juazeiro, e Baixio, em Irecê, a implantação de sistemas de esgotamento sanitário em 44 municípios e, em Salvador, a macrodrenagem dos canais do Imbuí e da aenida Centenário, a urbanização de 64 ruas no Subúrbio Ferroviário e contenções de encostas em áreas de risco.
(Com informações da Assessoria de Imprensa do PMDB da Bahia)

"O mito da prosperidade na era petista"

Por Klauber Cristofen Pires
Diante de tantos descalabros cometidos por Lula e seu partido (foi mesmo por um Fiat Elba que Collor caiu?), o povo, em acepção ampla, o que inclui também a classe empresarial, tem se sentido seguro por agarrar-se tão somente aos indicadores econômicos, por acreditar que Lula e a sua equipe têm se saído bem nesta área. Pois então, hoje, venho frustar as suas esperanças. Quem sabe assim entenderão que o oásis de sombra e água fresca que lhe é apresentado pelo governo com a cumplicidade de grande parte da mídia tradicional não resiste a um exame mínimo de lógica.
Trata-se de um crasso erro histórico a opção do nosso povo em abdicar alegremente dos seus preceitos morais, de sua dignidade e da liberdade para endossar as políticas econômicas do PT. Com efeito, não há como a população em geral não ter tido a mínima ciência dos passos deste partido imbuído do mais bem acabado projeto de conquista de um poder totalitarista, depois de tantos escândalos de corrupção, intervenção, golpes contra a ordem institucional (falo dos dossiês falsos, dos acessos a dados sigilosos e do acionamento do crime organizado para perpetrar atos terroristas em massa, como aconteceu em São Paulo em 2006 e recentemente) e investidas contra a propriedade privada e contra a liberdade de expressão.
Para tanto, comecemos por nossa infra-estrutura: Temos oito anos de governo lulista, e neste tempo todo, nada - absolutamente nada - foi feito para melhorar as nossas estradas, as ferrovias, os portos e os aeroportos. Pelo contrário, no governo da estrela vermelha assistimos ao apagão aéreo, que perdura até hoje, e à tragédia anunciada dos desastres que causaram a morte de centenas de pessoas. E o que nos disseram com respeito a isto?: "Relaxa e goza!"
Com relação ao nosso sistema elétrico, testemunhamos a fragilidade de uma rede que não agüenta uma chuva, e o que tivemos como resposta, justamente desta que hoje se apresenta como candidata do continuísmo? "Ôôô querida, não vai ter apagão, só blecaute!". Pois saibam os meus compatriotas que na região metropolitana de Belém falta luz todos os dias, sendo que nas áreas um pouquinho mais afastadas o "blecaute" tem sido, em média, de dezoito a vinte horas diárias, segundo recente reportagem televisiva! Igualmente, tenho recebido comunicados de amigos de todo o Brasil, relatando que em suas respectivas localidades acontece o mesmo! De fato, o barramento está sobrecarregado de tal forma que os operadores se vêem na contingência de praticar o revezamento entre os bairros, com o especial cuidado de "caprichar" nos lugarejos mais pobres.
E quanto ao gás natural? O que o atual governo fez por todos nós? Além de ter entregado graciosamente cinco refinarias da Petrobras (não era pra ser um patrimônio dos brasileiros?) ao seu amigo cocaleiro e colega do Foro de São Paulo, concordou em aumentar estupidamente a tarifa do gás proveniente daquele país. E o que recebemos como resposta?: "o povo boliviano é pobre e precisa da nossa ajuda". Ué, o Sr Lula é presidente do Brasil ou da Bolívia?
Vamos resumir a interminável coleção das inaugurações de promessas? Recordemos do fiasco do biodiesel, da tv digital, da banda larga, do pré-sal, da obras da Copa e agora, do factóide trem-bala! Enquanto em outros países todas estas coisas existem, funcionam otimamente ou foram bem construídas e executadas, aqui batemos palmas e estouramos champanhe para o vento.
Passemos aos serviços típicos de estado: alguém pode me responder se melhorou a segurança pública? Preciso comentar sobre isto? Não precisaria, a não ser para lembrar aos ainda desavisados que o PT é sócio das Farc no Foro de São Paulo, e que tem agido consistentemente para a proteção e apoio àquela entidade narcoterrorista. Como um sócio de narcoguerrilheiros poderia ter interesse em acabar com o tráfico de drogas no Brasil, a principal causa da violência, ou melhor, da criminalidade?
Passemos à questão da educação: o que melhorou? Ainda somos o país mais burro do mundo, a empunhar a lanterna na popa. E tomem escândalos de corrupção envolvendo roubos de provas, vestibulares, concursos públicos e vazamentos de dados sigilosos.
Na saúde, todos os dias, todos os dias, todos os dias, as notícias se repetem de gente morrendo nos corredores dos hospitais fétidos, e o que nos respondem?: "Que o sistema público de saúde beira à perfeição..."
Trago fatos de amplo conhecimento. Nada é novo. Assim, se todas estas coisas andam tão ruins, porque haveríamos de concluir que no estrito plano econômico vamos bem? Pois a resposta é que justamente estamos andando de ré.
Para tanto, recorro a levantamentos recentes amplamente divulgados pela imprensa que têm demonstrado que as nossas pautas de exportações gradativamente estão sendo caracterizadas pelo majoritário envio de commodities (minérios e produtos do agronegócio), em detrimento de bens industrializados com tecnologia agregada. Saliente-se que o governo, via MST e política indigenista, ao invés de estimular estes setores que ainda se mostram competitivos, concentra-se justamente em espicaçá-los. Então, de onde o mérito do Sr Lula e da candidata Dilma?
Com relação aos nossos parceiros, estamos perdendo o contato com as nações para as quais mantínhamos um tradicional comércio - inclusive de bens de maior valor agregado - para privilegiarmos a desleal China, aquela que logo no início do primeiro mandato do Supremo Apedeuta nos impingiu um embargo à soja que já estava embarcada, causando-nos um prejuízo de mais de quatrocentos milhões de reais, e isto, para ironia das ironias, logo depois do governo de Lula tê-la reconhecido como uma economia de livre-mercado. Quem se lembra daquela recorrente propaganda televisiva, logo no início do primeiro mandato petista, em que uma voz muito semelhante à do ator global Paulo José (será que a voz era mesmo dele?), aquele que só interpreta papéis de personagens abobalhados, anunciava a China como a nossa futura principal parceira comercial?
Quem diria! Depois de tanto esforço por diferentes governos rumo à industrialização, vêem logo os petistas para nos remeter ao status daquilo que eles sempre fizeram questão de criticar neste termos: "o Brasil é uma grande fazenda!", "somos uma pátria de colonizados fornecedores de matéria-prima", e assim por diante.
Por fim, mas sem esgotar, reitero o perigo do gradual abandono da única medida administrativa dos dois mandatos recentes: a responsabilidade fiscal. Com uma despesa que não pára de crescer, as impressoras já estão em aquecimento, e não tarda a um processo inflacionário vir corromper o poder de compra dos atuais salários e o valor dos produtos da exportação. Quiçá venha acompanhado de um colapso energético e dos transportes, estaremos bem fritos. E por tudo isto grossa parte da nossa gente ignora ou se faz de besta.
No cotejo com outras nações, quer sejam pequenas como o Uruguai, desenvolvidas como a Coréia do Sul ou os Estados Unidos, ou grandes como a China e a Índia, nossos índices de crescimento econômico têm se mantido sempre aquém. Portanto, cabe ao leitor perguntar a si próprio: temos crescido graças ao governo Lula ou apesar dele?
Fonte: "Mídia Sem Máscara"

José Ronaldo nesta segunda-feira

Nesta segunda-feira, 30, a agenda do candidato ao Senado pela coligação "A Bahia Merece Mais" (DEM/PSDB), José Ronaldo é a seguinte: atende lideranças do interior e grava programa eleitoral na manhã. À tarde, ele vai a Maragogipe, onde participa de evento político com Paulo Souto.

Graça em Serra Preta e Conceição da Feira

No domingo, 29, aconteceu em Serra Preta a XXIII Festa do Vaqueiro e Cavalo de Pisada e a candidata a deputada estadual Graça Pimenta (PR), pela coligação "Mais Ação, Mais Bahia", prestigiou o evento durante a tarde.
Centenas de pessoas ocuparam as ruas da praça do ponto de Serra Preta e cumprimentaram a candidata com muita alegria. Algumas chegaram a convidá-la para entrar em suas casas e conversar.
O ex-prefeito Antonio Carneiro, o ex-vice-prefeito Pedro Alves e o vereador Gil de Celé apóiam a candidata no município.
Caminhada em Conceição da Feira
Na manhã de sábado, 28, Graça Pimenta (PR) visitou Conceição da Feira, onde foi recebida pelo ex-prefeito, além de lideranças e amigos que demonstraram todo o seu apoio.
Caminhada foi feita por todo o centro da cidade e contou também com a participação do prefeito de Feira de Santana Tarcízio Pimenta e do vereador Alcione Cedraz.
(Com informações da Assessoria de Imprensa de Graça Pimenta)

Vídeos premiados em festival escolar



1. Comissão julgadora do festival
2. Professora Neucilância Arouca apresenta evento
Fotos: Silvio Tito/Secom
"Realidade Escolar" foi escolhido como o melhor vídeo do festival realizado pela Escola Municipal Maria Antônia da Costa, bairro Santa Mônica. Em segundo lugar ficou "Chegando Sempre Atrasado", em terceiro "O Uso de Drogas na Escola", e em quarto "Colegas de Escola, Amigos de Verdade".
Quatorze vídeos foram avaliados por comissão julgadora de cinco membros - professoras Silvana Guerra e Adnil Costa, jornalista Dimas Oliveira, da Secretaria de Comunicação Social, Horácio Amorim, da Secretaria de Meio Ambiente, e Adauto Sampaio - que escolheram os melhores trabalhos. A premiação para os 1°, 2° e 3° colocados são nos valores de R$ 200,00, R$ 100,00 e R$ 50,00, respectivamente.
Todos os vídeos foram criados pelos alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio, através de uma iniciativa da escola, para marcar seus 25 anos. O tema explorado foi "Vida de Estudante". O objetivo do festival foi o de criar um ambiente de aprendizagem e exercício dos valores humanos, explorando os recursos tecnológicos que a escola possui.
Os vídeos foram realizados através da câmera filmadora disponível na escola, em celulares e máquinas fotográficas digitais. As ideias contidas nos vídeos são dos próprios alunos que foram orientados pelos professores.
O festival movimentou a escola com a presença de mais de uma centena de alunos. Foi apresentado pela professora Neucilândia Figueiredo Arouca.
Segundo a professora Ilmara Oliveira Brandão, vice-diretora da escola, os alunos participam de todas as etapas da produção, desde a sugestão do tema, roteiro, filmagem até a edição. Eles são os próprios atores e cinegrafistas. "Nós apenas os incentivamos e damos orientações de como manusear uma filmadora e dicas de ângulo e luz”.
Para ela, “o projeto desenvolveu nos alunos um espírito de capacidade, de reflexão do que realmente significa ser estudante, além de fazer com que eles tenham contato com os recursos disponibilizados pela escola”.
Outros vídeos realizados: "A Vida de um Prato", "O Bullying", "Combate ao Bullying", "Nossa Vida", "O Que É Ser Estudante", "Trabalho Difícil", "Desabafo", "A Um Passo da Faculdade", "Briga na Sala de Aula", e "Aula Vaga".
(Com informações da Secretaria de Comunicação Social)

domingo, 29 de agosto de 2010

Kajuru não tira o chapéu para pesquisas

A verdade às vezes incomoda muita gente, pois Kajuru criticar as pesquisas Ibope e o presidente Lula é claro que muita gente não gosta, pois muitos são beneficiários dos programas sociais do governo e muitos acreditam nas pesquisas manipulada do Ibope. O que o Kajuru quis dizer não foi que não acredita na popularidade de Lula. O que ele quis dizer foi que não acredita é no exagero do percentual de aprovação e a forma como essas pesquisas são feitas.
Assista:
http://www.youtube.com/watch?v=5v0AulL2AUc

"De Volta à Normandia" no Cine Sesc

"De Volta à Normandia" (Retour en Normandie), de Nicolas Philibert, 2007, encerra a Mostra Sesc do Cinema Francês Contemporâneo, em reprise, dentro do Projeto Cine Sesc, no Auditório do Centro Sesc - Feira de Santana. Neste domingo, 29, às 15 horas, com entrada é franca. Classificação; 16 anos.
Sobre o filme
A origem deste documentário está um filme de 1975, que é factual, mas em parte dramatizado com atores não profissionais. Naquele ano, o diretor René Allio rodou na região francesa da Normandia "Moi, Pierre Rivière, Ayant Égorgé Ma Mére, Ma Soeur et Mon Frère..." ("Eu, Pierre Rivière, Tendo Degolado Minha Mãe, Minha Irmã e Meu Irmão...", em tradução literal), sobre um fato da crônica policial ocorrido há 140 anos. Os próprios camponeses da vizinhança atuaram no filme, e o responsável por unir esse elenco amador foi o hoje prestigiado documentarista Nicolas Philibert, à época com 24 anos e assistente de Allio.
Philibert volta ao local do crime e das filmagens para procurar os "atores" ainda vivos e suas memórias da produção ali rodada. A visita, entre muitas lembranças, provoca o reencontro com Claude Hébert, que interpretou o papel do adolescente assassino, então com 16 anos.
O Centro Sesc fica na rua Guaratatuba, 345, Tomba. A mostra é realizada pelo Sesc Bahia em parceria com o Departamento Nacional do Sesc, Embaixada Francesa, Ministério da Cultura e a curadoria de Cahiers dú Cinema.

"Lucas da Feira - Um bandido como tantos..."

Por Antônio do Lajedinho
Muito se tem escrito sobre Lucas da Feira, um bandido que entrou na história do crime porque era escravo e os escravos costumavam fugir para os quilombos, nunca para roubar, e também eram raros os latrocínios, principalmente em cidades do interior, e Lucas foi um latrocida cruel, em uma época plena de paz. O seu enforcamento contribuiu definitivamente para sua entrada nos anais da história. Afinal foi o primeiro latrocida a ser condenado, em Feira de Santana, a morte, por enforcamento.
Ainda menino, oitenta anos após seu enforcamento, minha bisavó contava a história de Lucas e ajuntava o seu famoso ABC, feito por algum cordelista da época, cujas estrofes das duas primeiras letras nunca me esqueci, porque era com elas que eu, quando criança, argumentava o nascimento de Lucas em São Gonçalo e não em Feira:
Adeus Saco do Limão/ Terra onde nasci/ Vou preso para a Bahia/ Levo Saudades de ti/ Bem me diziam meus sócios/ Que eu mudasse de condição/ Que Cazumbá, por dinheiro/ Fazia pintura do cão.
Saco do Limão era uma fazenda pertencente a São Gonçalo dos Campos.
Mas o motivo que me faz relembrar a história de Lucas Evangelista dos Santos, o Lucas da Feira, é a versão de pessoas que desconhecem o processo que deu origem às investigações dos crimes cometidos por Lucas. Alguns, encantados com filmes americanos de Rob Hood, chegam ao absurdo de afirmar que Lucas roubava dos ricos para dar aos pobres, que lutava pela causa da abolição, que era o defensor dos escravos, que era socialista, que fora muito maltratado pelos seus senhores (o último foi um padre) e um monte de qualidades boas que ele nunca teve. No julgamento de Lucas o Conselho de Sentença reconheceu entre outros crimes como estupro, assalto a mão armada etc., três latrocínios. Não me recordo dos nomes das vítimas, mas lembro-me que um era comerciante, outro lavrador e o terceiro esqueci. Nos três casos ele matou as vítimas para roubar. Existiram outras mortes e muitos roubos de pessoas pobres e ignorantes que nunca foram relatados por medo de represália.
Nas diversas bibliotecas de Feira deve haver o livro “Lucas da Feira” de autoria do Dr. Inocêncio Marques, onde o autor apresenta todas as fases dos inquéritos Policial e Judicial, até final sentença, quando foi condenado ao enforcamento em praça pública. A sentença foi cumprida em 1849 e o local escolhido foi entre duas seculares gameleiras que existiam onde hoje está o jardim da praça do Nordestino. A cruz, que marcava o local da sua morte, ficava em frente do local onde hoje está a Casa do Pão. Ao enforcamento compareceu todo o povo de Feira e, segundo ouvi dos mais velhos, compareceu, ao lado das autoridades, a Banda de Música. Sem dúvida para dar o tom solene do ato.
Quem quiser fazer apologia ao crime, tenha-o como herói, defensor dos pobres, abolicionista, socialista etc. Para mim, é o que foi: assaltante, estuprador, ladrão, criminoso bárbaro e latrocida perverso.
Fonte: Blog "A Feira Antiga"

Feira de Santana precisa de centro de convenções

A próxima edição, a décima-segunda, do Encontro Regional Bahia e Sergipe do MMI, não vai acontecer em Feira de Santana, sim em Salvador, entre 28 e 30 a agosto de 2011, no Bahia Fiesta Hotel.
O Spazio Eventos e Convenções, maior local desta cidade, não comporta mais o encontro, que este ano chegou ao limite de 326 casais - 652 pessoas.
Os mais de 300 casais são de 32 cidades de seis estados (Bahia, Sergipe, Minas Gerais, Espírito Santo, Pernambuco e São Paulo) e membros de 82 igrejas evangélicas. Eles estão participando do encontro desde sexta-feira, 27, até este domingo, 29.
Enquanto isso, a obra do Teatro e Centro de Convenções de Feira de Santana, no bairro São João, com mais de 80 por cento concluída, foi abandonada pelo governo petista.

Agenda de José Ronaldo

Agenda para este domingo, 29, de José Ronaldo, candidato ao Senado pela coligação "A Bahia Merece Mais" (DEM/PSDB). Ele participa da Caminhada Axé da Capoeira, no Pelourinho, na manhã. À tarde, o candidato democrata vai a Dias d'Ávila, onde participa de evento político com Paulo Souto.

Confederação Brasileira dos Aposentados divulga traidores dos aposentados

Por Sérgio Oliveira
A emenda de autoria do deputado Márcio França (PSB-SP), relativa ao substitutivo ao Projeto de Lei 5940/09, que reserva 5% dos recursos de combate à pobreza previstos no fundo social do pré-sal para recompor as perdas das aposentadorias superiores a um salário mínimo, causou desgosto na base governista. O PT e o PMDB apresentaram emenda alternativa para que os referidos 5% destinados aos aposentados fossem destinados à Previdência Social, sem especificar o uso do recurso. Apesar de derrotada, a emenda alternativa contou com 92 votos favoráveis.
Os deputados federais da Bahia que votaram contra foram:
Colbert Martins (PMDB), Emiliano José (PT), Félix Mendonça (DEM), Geraldo Simões (PT), Lídice da Mata (PSB), Luiz Alberto (PT), Marcelo Guimarães Filho (PMDB), Paulo Magalhães (DEM), Sérgio Carneiro (PT), Veloso (PMDB).
A Anfip divulgou seu estudo Análise da Seguridade Social 2009, como faz todos os anos; novamente, como acontece desde 2000, ocorreu superávit: R$ 32.605 bilhões, o suficiente para dar aumento igual ao do salário mínimo para todos e ainda sobraria dinheiro.
Só para lembrar os dois anos anteriores: 2007 ( R$ 72.777 bilhões) e 2008 ( R$ 64.779 bilhões ).
Superávit, também.
Onde foi parar todo este dinheiro ? Para a formação do superávit primário e outras coisitas mais.
Só de juros da dívida pública, este ano, já foram pagos até julho R$ 108,098 bilhões.
* Sérgio Oliveira, aposentado, é de Charqueadas-RS

sábado, 28 de agosto de 2010

Sobre almoço e pesquisa

Chiquito Franco achava que “não há entrevista grátis”. Milton Friedman, chefe da “escola “monetarista de Chicago”, Prêmio Nobel de Economia de 1976, também achava que “não há almoço grátis”. E qualquer político sabe que também “não há pesquisa grátis”.
Mas algumas são excessivamente estapafúrdias, escalafobéticas. Nas campanhas eleitorais passadas, o Datafolha fazia pesquisas mensais. Quando chegava o último mês, passavam a ser semanais. Na véspera da eleição, saia a última. E jactava-se, para diferenciar-se dos outros institutos:
“Não fazemos pesquisas para partidos políticos.”
E por isso sempre foi considerada a pesquisa mais confiável. Justiça se lhe faça: o Datafolha nunca disse que não fazia pesquisa para governo.
DATAFOLHA
Nesta eleição, não sei se por causa da morte do velho e sábio Frias, a rua Barão de Limeira endoideceu. As “pesquisas” do Datafolha eram mensais, sempre com mais de 10 mil entrevistados durante quatro dias da semana, “encomendadas pela Rede Globo de Televisão”.
A última tinha sido entre 9 e 12 de agosto, um mês e meio antes da eleição. Em 20 de agosto, surpreendem com “nova pesquisa, realizada em um dia só, sexta-feira, com 2.727 entrevistados, em 171 municípios”.
“Dilma dispara, com 19 pontos na frente de Serra, dobra vantagem e venceria Serra no primeiro turno”.
Não disse quem pagou o almoço, quer dizer, a pesquisa. Não foi a TV Globo. Mas estavam garantidas para o governo e a campanha de Dilma as manchetes de TV, rádios e jornais durante todo o fim de semana.
DILMA
Acharam pouco. Três dias depois, quinta-feira, 26, a primeira página da Folha era uma farra só:
“Dilma abre 20 pontos sobre Serra”.
Outra vez não disseram quem pagou o almoço, quer dizer, a pesquisa. Jornalisticamente, não tinha sentido. Manchete e primeira página para uma pesquisa três dias depois, “com 10.948 (?) entrevistados” (em quantos municípios?) só para dizer que “Dilma abriu mais um ponto de frente”?
O gringo Friedman não sabia que pesquisa é mais barato que almoço, comício, showmício, foguete, camiseta e cabo eleitoral.
Se esta semana a pesquisa Datafolha foi de três em três dias, na próxima será de dois em dois e em setembro deverá ser diária. Do contrário, os velhos e fiéis assinantes de anos e anos, como eu, vamos pensar que outro candidato segurou o galope pesquisitório do Datafolha.
Fonte: www.sebastiaonery.com.br

Falta de conhecimento sobre o que é aliança

A falta de conhecimento sobre o que é aliança foi tratada pelos pastores Jessé e Suely Oliveira (Foto) na abertura do XI Encontro Regional Bahia e Sergipe do MMI, na noite de sexta-feira, 27. O evento vai até domingo, 29, com o tema "O Poder da Aliança", no Spazio Eventos e Convenções.
"A causa principal do fracasso do casamento é a falta de conhecimento sobre aliança", completou o casal preletor, dando sustentação bíblica para respaldar a afirmação. "O princípio da aliança tem sido quebrado e estamos aqui para conhecer mais sobre aliança", disse mais.
Para Jessé e Suely, "estamos vivendo em um mundo de muita superficialidade, banalidade e vulgaridade, onde Satanás trabalha para destruir o que é importante para Deus", colocando sobre como o casamento é visto na atualidade, com o divórcio sendo uma solução.
"Casamento não é convenção de homens, mas de Deus. E o que Deus uniu o homem não separa", ressaltou, considerando que "o divórcio é terrível" e que "Deus odeia o divórcio".
Também falaram sobre o "temor de Deus que nos protege do mal caminho", pois "quem teme ao Senhor escapa do mal", e sobre as consequências do pecado. "Somos ovelhas e não porcos rolando na lama e achando que está bom", afirmou o casal, completando que "o temor do Senhor é o princípio da sabedoria". Explicou que temor é respeito, adoração a Deus e não "medo do Senhor"
Exatos 300 casais - de 32 cidades de seis estados (Bahia, Sergipe, Minas Gerais, Espírito Santo, Pernambuco e São Paulo) - estão participando do evento. Antes da palestra, teve recepção e entrega de material, batalha espiritual, boas vindas, vídeo institucional, apresentação de bandeiras, louvor e adoração.
Na programação deste sábado, 28, a partir das 15 horas, batalha espiritual, louvor e adoração, palestra, testemunho de Casados Para Sempre, coffee break, mais louvor e adoração, testemunho de Pais Para Toda a Vida e palestra.
No domingo, 29, a partir das 8h30, batalha espiritual, louvor e adoração, testemunho de One - Curso Para Noivos, homenagens, palestra, louvor e adoração, celebração da Ceia do Senhor e encerramento.
Além de Jessé e Suely, os preletores são os pastores Cleber e Joseneide Santos, da Igreja Batista da Família, em Salvador; Ubiracy e Luiza Fonseca, diretores regionais do MMI do Espírito Santo; pastores Sérgio e Vera Leitão, da Igreja Batista Bethânia, de Feira de Santana.