*

*

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Deputado federal paulista Bispo Gê em Feira de Santana

Bispo Gê (primeiro da esquerda para a direita)
Foto ACM/Secom
O deputado federal - eleito com mais 90 mil votos - Geraldo Tenuta Filho (DEM-SP), o Bispo Gê, 51 anos, está em Feira de Santana. Ele é comunicólogo em Rádio e Televisão, teólogo, pastor evangélico, bispo evangélico, empresário têxtil, e conselheiro do Estado.
Na noite desta sexta-feira, 31, participou ao lado do prefeito Tarcíizio Pimenta, com direito a discurso, da inauguração de praça no Conjunto Luís Eduardo Magalhães.
Nas suas atividades parlamentares é integrante da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania; Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; Comissão dos Direitos Humanos e Minorias; Comissão de Seguridade Social e Família; Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado.
O Bispo Gê integra as frentes parlamentares que luta contra o aborto e a antidrogas. Para ele, "política é uma vocação, um chamado e uma eleição".

Câmara tem sessão de abertura do semestre na segunda-feira

Está se encerrando o período de recesso legislativo de meio de ano. Após 30 dias sem sessões ordinárias, a Câmara Municipal retoma as atividades de plenário nesta segunda-feira, 3 de agosto, em seu horário regimental, às 8h30.
Os trabalhos no próximo semestre voltam a ser realizados na sede oficial da Casa. No semestre passado, em boa parte do período, as sessões ocorreram no auditório da Secretaria de Saúde, enquanto a sede da Câmara, especialmente o plenário, passava por uma reforma.
O presidente da Câmara, Antônio Carlos Passos Ataíde, informa que a primeira sessão da 2ª etapa do 1º período da 16ª legislatura transcorrerá normalmente, inclusive sendo cumprida a ordem do dia - tempo destinado à discussão de projetos, requerimentos e demais proposições.
Depois da abertura dos trabalhos, leitura da ata da sessão anterior e do expediente (matérias que foram apresentadas para tramitação, na Divisão Legislativa, durante o recesso). Em seguida, haverá o pequeno expediente (tempo destinado aos discursos de todos os vereadores líderes de bancadas que tenham feito inscrição) e o grande expediente (horário em que três vereadores, previamente inscritos, utilizam 15 minutos, cada um, para discursar).
Neste novo semestre estão previstas muitas sessões solenes, informa o presidente. Várias foram se acumulando durante a primeira etapa, devido à reforma no prédio da Câmara – a Mesa Diretora decidiu não realizar esse tipo de solenidade no auditório da Secretaria de Saúde, preferindo aguardar pela reabertura do plenário.
(Com informações da Assessoria de Comunicação da Câmara)

Cobertura fotográfica da inauguração de praça







Imagens (Fotos: ACM/Secom) da inauguração da praça Coronel Jorge Luiz Souza Santos, no Conjunto Habitacional Luiz Eduardo Magalhães, na noite desta sexta-feira, 31.


























Tarcízio inaugura mais uma bela praça

Praça Coronel Jorge Luiz Souza dos Santos no Conjunto Habitacional Luís Eduardo Magalhães

O Conjunto Habitacional Luís Eduardo Magalhães ganhou a mais bela e moderna praça de Feira de Santana. O equipamento foi entregue à comunidade, na noite desta sexta-feira, 31, inaugurando um novo conceito em área pública de lazer. O espaço disponibiliza sinal gratuito de Internet, inclusive para notebook, integrando o programa Cidade Digital, em implantação pelo Governo Municipal.
Ao descerrar a placa inaugural da praça Coronel Jorge Luiz Souza dos Santos, ao lado do homenageado e da primeira-dama Graça Pimenta, o prefeito Tarcízio Pimenta revelou a satisfação de estar cumprindo compromissos assumidos com a população feirense, de estar possibilitando Internet gratuita para todo cidadão e também ofertando um praça pública totalmente estruturada.
Tarcízio Pimenta observou a eficácia do sinal da Internet do Cidade Digital ao lado de três crianças que acessaram o serviço em plena praça pública, em notebooks. “Este é um momento histórico para Feira de Santana, um avanço com investimentos na área de tecnologia, possibilitando o acesso ao conhecimento através da rede de informática. É mais um dos compromissos que estamos cumprindo. E muitos outros pretendo cumprir em pouco tempo”, destacou.
Moradora do vizinho Conjunto Jomafa, a estudante Renata Victória, 10 anos, se encantou com a novidade da Internet gratuita. “É um presente para todos nós. Estou adorando”, afirmou. Maria Eduarda Vanderlei, sete anos, também vibrou ao acessar o serviço, ao lado do prefeito Tarcízio Pimenta.
A mesma alegria é do estudante Alan Alves Guimarães, 10 anos, que foi à praça prestigiar a inauguração e ficou impressionado com o Cidade Digital. “Moro aqui no conjunto e já posso acessar a Internet gratuitamente. Isto é muito bom porque vai nos ajudar nos estudos”.
Logo em seguida, o prefeito, acompanhado de secretários municipais, vereadores e pessoas da comunidade, percorreu a praça. Ele lembrou que tudo começou ao visitar o local, onde era apenas terra batida, e ouvir reclamação da moradora Adriana Ribeiro, residente na rua C. Ela ressaltou "a vergonha que sentia ao ver o espaço daquele jeito". Entretanto, ela apareceu no local para agradecer ao prefeito pela transformação da área na "melhor praça pública da cidade".
Em nome da comunidade, o presidente da Associação de Moradores, Nelson Santana Júnior, agradeceu pela “alegria de ver a praça tão linda”.
Atento a todas as etapas de construção da praça, o vereador Ailton Araújo Rios observou que a obra representa a concretização do sonho dos moradores do Conjunto Luís Eduardo. “Estou muito feliz por trabalhar com um prefeito que ouve os pleitos dos vereadores, que representam a comunidade”.
O radialista Carlos Geilson observou que as obras são a resposta do Governo Municipal "à confiança depositada pela população feirense". Disse mais que “nossas caminhadas não foram em vão. Estar ao seu lado, prefeito, é estar ao lado da modernidade, crescendo na área da saúde, da educação, de infra-estrutura, de tecnologia, em todos os setores da administração”.
A mesma opinião é do suplente de deputado federal Jairo Carneiro. Ele observou que Tarcízio Pimenta está dando prosseguimento aos trabalhos do ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho e que "todos estão unidos trabalhando por Feira de Santana".
Visitante da cidade, o deputado federal pelo DEM-SP, Geraldo Bispo Gê Tenuta, observou a opção do prefeito Tarcízio Pimenta em servir ao povo de sua terra. “Existem pessoas que gostam de coisas e outras gostam de vida, como é a opção do prefeito Tarcízio Pimenta”, disse.
O homenageado, coronel Jorge Luiz, recordou do projeto para construção do Conjunto Habitacional Luis Eduardo Magalhães, quando era comandante da Polícia Militar da Bahia, e das visitas que recebeu do então deputado estadual Tarcízio Pimenta defendendo a sua construção.
(Com informações da Secretaria de Comunicação Social)

Rádio Serviço no ar

Programa quer aproximar ainda mais o Governo da comunidade
O Governo Municipal, através da Secretaria de Comunicação Social, está estreando nesta sexta-feira, 31, o Rádio Serviço. O programa, que está disponível no site da Prefeitura (http://www.feiradesantana.ba.gov.br/), terá o seu conteúdo modificado toda terça-feira e sexta.
O Rádio Serviço traz informações sobre as ações do Governo Municipal, entrevistas com secretários e tudo que acontece na maior e mais importante cidade do interior da Bahia.
Além de informativo, o Rádio Serviço conta, ainda, com a experiência e a credibilidade de dois importantes comunicadores de Feira de Santana: Agnaldo Santos e Itajay Pedra Branca.
“O programa quer aproximar ainda mais o Governo da comunidade. Por isso estamos apostamos na comunicação”, disse o prefeito Tarcízio Pimenta.
(Com informações da Secretaria de Comunicação Social)

"Dilma, a princesa Isabel era mulher..."

Deu no "Blog 25: Democratas":
A ministra Dilma Rousseff disse que o Brasil está preparado para ter uma mulher no comando. Pelo visto, ela não se deu conta que a princesa Isabel era mulher. Ao todo, Isabel substituiu o pai em suas ausências por mais de dois anos, ou seja, mais tempo que Collor e Jânio.
O governo de Isabel, pelas decisões avançadas que ela assumiu, é o principal marco de modernidade da história do Brasil e da América do Sul naquele período histórico. Antes de Isabel, as mulheres só tinham exercido o poder em oito nações do mundo.
A declaração da ministra, portanto, não é correta a respeito do passado do país, tampouco é justa com o presente das mulheres. Ninguém pode assumir a presidência da República por ser mulher. As mulheres que representam avanço não usam a condição feminina como motor do seu progresso.
Nenhuma mulher se torna juíza, ou presidente de uma empresa, apenas por não ser homem. As mulheres também não sobem na carreira por necessidade das corporações de diversificar o quadro ou combater o machismo. Elas sobem por méritos que são medidos por padrões que valem tanto para homens quanto para mulheres.

Imagens da praça Coronel Jorge Luiz Souza Santos

O Conjunto Habitacional Luiz Eduardo Magalhães ganha uma moderna praça, na noite desta sexta-feira, 31. Batizada com o nome de Coronel Jorge Luiz Souza Santos, o espaço será entregue à comunidade pelo prefeito Tarcízo Pimenta.
Fotos: ACM/Secom

















Uefs censura programa "Vamos Nessa!"

A locutora da TV Universtária Flavia Maciel está relamando em seu blog que sofreu censura na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) em relação a sua vinheta para o programa "Vamos Nessa!".
Trecho do blog: "Fiquei chateada com a reclamação que fizeram sobre a vinheta do meu programa (no meu blog escrevo o que eu quiser. Não me censurem por favor!). Na vinheta de abertura, pegamos a imagem de um viaduto da cidade, ao acaso, e a utilizamos "customizada", pois como o programa 'Vamos Nessa!' leva você para conhecer vários lugares e coisas e tal e o viaduto tinha vários leva você para vários caminhos, achamos que aquela imagem casava bem com a idéia do programa. Mas não é que uns e outros acharam que estávamos fazendo propaganda do prefeito que inaugurou o viaduto? E, olhe que o desenho está em segundo plano!Agora vamos pegar a imagem de um viaduto "estadual ou federal" para refazer (contra a minha vontade) a vinheta. E ai de quem reclamarrrrrr!!!!".
O blog é "Pra Matar a Curiosidade": (http://www.pramataracuriosidade.blogspot.com/)

Deu em "O Globo"

Geddel é candidato ao governo da Bahia, confirma Lúcio
O presidente do PMDB da Bahia, Lúcio Vieira Lima, declarou hoje (30), em entrevista ao âncora da Rádio Metrópole, Mário Kertész, que o ministro Geddel Vieira Lima é candidato ao governo da Bahia em 2010 e os cargos hoje ocupados pelo partido foram entregues (desde junho) ao governador Jaques Wagner (PT).
A candidatura própria do PMDB é uma exigência do partido, acrescentou Lúcio Vieira Lima: "A gestão petista não correspondeu às nossas expectativas", justificou. "PMDB e PT estão afastados. O PMDB tem candidatura própria, que cresce, toma as ruas. Estamos apenas aguardando o governador demitir os nome que foram indicados pelo PMDB".
O PMDB ocupa hoje as Secretarias da Indústria, Comércio e Mineração (SICM) e Infraestrutura.
Lúcio Vieira Lima explicou que o partido espera a exoneração dos secretários (Rafael Amoedo e Antonio Carlos Batista Neves), mas o espírito público o impede de recomendar aos titulares das duas pastas que simplemente não compareçam ao trabalho.

"Na Bahia, Chico Bento de boca suja"

Deu no jornal "O Globo":
Uma revista distribuída a professores da rede pública pela Secretaria de Educação da Bahia contém uma tira em que o personagem Chico Bento, num diálogo adulterado, usa linguagem chula. Primeiro, um menino fala: "Meu pai tem 800 cabeças de gado". E Chico Bento responde: "Fala para ele enfiar tudo no c".
A história está na página 51 da revista "Viva!", uma coletânea de experiências pedagógicas de escolas baianas que tem como objetivo servir de apoio aos professores da rede estadual. O secretário de Educação, Adeum Sauer, faz parte do conselho pedagógico da publicação.
Segundo Adeum, dez mil exemplares de "Viva!", da tiragem de 60 mil, já tinham sido distribuídos quando o problema foi constatado. A secretaria decidiu então cobrir a frase chula com um carimbo e prosseguiu na entrega do restante.
Adeum afirma que o erro inicial foi cometido pela diagramadora da revista, uma funcionária terceirizada. A tira foi selecionada para ilustrar uma reportagem sobre o programa "Letramento com Prazer: Chico Bento em ação", desenvolvido pelo Colégio Estadual Professora Felicidade de Jesus Magalhães.
- A revista circulou só entre professores. Nenhum aluno recebeu. Os professores são inteligentes o suficiente para deduzir que foi um erro. Não teve consequência nenhuma - diz o secretário

"A propaganda como script"

Deu no "Ex-Blog do Cesar Maia":
(El País - trechos, 25/07)
1. Em um contexto de intensa crise publicitária, o Merchandising está ganhando presença na telinha (assim como em filmes e jogos de vídeo). O motivo é simples. Segundo um estudo da empresa Zenith Mídia, o impacto sobre o espectador da referência a uma marca integrada num programa, é de 50% a 100% mas eficaz que num “spot”. Entre outras coisas porque muitas pessoas “zapeam” quando entram os comercias. "O anúncio continua sendo a ferramenta habitual para publicidade, mas o Merchandising reforça a estratégia", explica Carlos Chaguaceda, diretor de comunicação da filial espanhola da Coca-Cola.
2. O Merchandising é uma prática permitida que a nova legislação audiovisual reconhece expressamente pela primeira vez. “O futuro passa por aí”, diz Ignacio Casteleiro, director da Supernovelty, empresa que gerencia o merchandising da produtora Globomedia. “Até o final do ano, o número de canais que assistimos vai aumentar, e a publicidade, que teve uma queda, vai se diversificar. E as emissoras, que são financiadas através da publicidade, terão menos dinheiro para pagar os seus produtos.
3. A integração destes conteúdos é o futuro. Além disso, as marcas fazem parte da nossa vida cotidiana. O objetivo é que estas marcas ajudem a entreter o público". Um dos pontos mais controvertidos do chamado “product placement” é a proximidade com uma prática ilegal: a publicidade oculta. Quando se produz um abuso no merchandising, isto passa a ser considerado publicidade oculta. E a fina a barreira que os separa é generalizada.
4. Os especialistas na matéria estabelecem várias categorias de Merchandising, de acordo com a sua agressividade. a) Merchandising passivo (embalagem de leite de uma determinada marca sobre a mesa). b) Ativo (alguém bebe o leite). c) Ativo com menção ("Vou beber um pouco do leite X (a marca em questão"). d) Ativo com alusão ("Que gostoso está este leite X!") E as “adaptações”.
5. O que é o Merchandising? No projeto de lei da “Lei Geral de Comunicação Audiovisual” é definido como "qualquer forma de comunicação audiovisual comercial que consiste na inclusão, exposição ou referência a um produto, serviço ou marca, de forma que apareça em um programa”. Em que tipos de produtos audiovisuais são permitidos? Nos longas-metragens, curtas, documentários, filmes e séries televisivas, programas esportivos e de entretenimento.

Evento em São Paulo

"Para quem puder ir... ou, quem sabe, programar mais adiante! É de dar água na boca...
Abraços".
Evento acontece em São Paulo, entre 3 e 9 de agosto.
Regina Machado

"Tem coisas que um presidente não faz..."

Deu no "Blog 25: Democratas":
Com popularidade conquistada à base de gastos públicos nunca vistos em propaganda, Lula da Silva faz o governo mais corrupto e mais aparelhado da história. Recursos públicos garantem tudo, dos palanques eleitoreiros e ilegais até a volta do peleguismo ao movimento sindical.
Os escândalos do mensalão, do dossiê, dos aloprados, dos waldomiros, dos cartões corporativos e os desvios da Petrobras custaram, e seguem custando, bilhões ao contribuinte. Lula da Silva não se importa. Pior: faz questão de acumpliciar-se com notórios suspeitos de irregularidades e ilegalidades.
Tem coisas que um Presidente da República não pode fazer. Lula da Silva faz. É o caso da promiscuidade do chefe do executivo com quem frauda o interesse público. A situação é absurda e condenável, mas tudo continuará como dantes no quartel de Abrantes.
Lula da Silva não tem interesse em governar respeitando o dissenso necessário à convivência democrática. Para isso, ele teria de enfrentar os problemas, debater soluções e, depois, decidir. Fazer política, portanto.

"Governo Lula comprando vaga no Conselho de Segurança da ONU: Até aqui 1,7 bilhão de dólares!"

Deu no "Ex-Blog do Cesar Maia":
1. O Brasil perdoou US$ 1,25 bilhão em dívidas de países pobres como forma de ajudá-los a "alcançar os Objetivos do Milênio", segundo um relatório feito pelo governo brasileiro. O alívio na dívida de países com o Brasil beneficiou principalmente nações africanas. Até 31/12/2006, foram concedidos descontos de US$ 931,8 milhões a países do continente - US$ 815,2 milhões aos altamente endividados. Com a Nigéria (produtora de petróleo), por exemplo, o abatimento chegou a 67% da dívida, que estava pendente desde 1984 e somava US$ 162 milhões. Os débitos de outros países em desenvolvimento foram reduzidos em US$ 321,8 milhões, US$ 125,1 milhões entre os altamente endividados.
2. Porém há -pelo menos- dois valores a serem agregados. O aumento líquido das despesas com o acordo de Itaipu foi de 240 milhões de dólares (360 - 120). E ainda há que contabilizar o valor das "polonetas" - títulos comerciais do Brasil contra a Polônia que vinham do regime militar e que foram perdoados (União Europeia sorri). No mínimo estamos falando de favores financeiros de 1,7 bilhão de dólares.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Filmes em Cartaz no Orient Cineplace





























Roteiro - Período de 31 de julho a 6 de agosto

CONTINUAÇÕES
A ERA DO GELO 3
(Ice Age: Dawn of the Dinossaurs), de Carlos Saldanha e Mike Thurmeier, 2009. Animação. Os mamutes Manny e Ellie estão à espera de seu primeiro filho. A preguiça Sid seqüestra alguns ovos de dinossauro, o que faz com que passe a ter sua própria família adotiva. Só que o roubo faz com que se meta em apuros, obrigando Manny, Ellie e o tigre dentes-de-sabre Diego a entrarem em um mundo subterrâneo para resgatá-lo. De quebra, o esquilo Scrat às voltas com uma noz. Em quarta semana. Cópia dublada. Classificação: Livre. Duração: 99 minutos. Horários: 13h05 (neste sábado e no domingo), 15h05, 17h10, 19h15 e 21h20. Sala 1 (243 lugares).
A MULHER INVISÍVEL, de Cláudio Torres, 2009. Com Luana Piovani, Selton Mello, Vladimir Brichta, Fernanda Torres, Paulto Betti e Maria Luisa Mendonça. Comédia romântica. Após uma desilusão amorosa, Pedro, um romântico incurável, acredita ter encontrado a mulher ideal: Amanda, sua bela, amiga e dedicada vizinha. Ao mesmo tempo, seu amigo Carlos, pragmático, não acredita em amor e o desencoraja a investir numa relação com uma mulher que ninguém conhece. Mas ele está, definitivamente, apaixonado. E ela é maravilhosa. Pelo menos até Pedro começar a desconfiar de que Amanda não existe. Depois de cinco semanas, volta ao cartaz. Não recomendado para menores de 12 anos. Duração: 105 minutos. Horários: 14h30,16h40, 18h50 e 21 horas. Sala 2 (160 lugares).
INIMIGOS PÚBLICOS (Public Enemies), de Michael Mann, 2009. Com Johnny Depp, Christian Bale, Marion Cotillard e Billy Crudup. Drama criminal. Durante a Grande Depressão, nos anos 30, o governo americano tenta deter os criminosos John Dillinger, Baby Face Nelson e Pretty Boy Floyd, transformando o FBI na primeira agência federal de polícia do país. Em segunda semana. Não recomendado para menores de 14 anos. Duração: 140 minutos. Horários: 13 horas (somente neste sábado e no domingo), 15h40, 18h25 e 21h10. Sala 3 (167 lugares).
HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE (Harry Potter and the Half-Blood Prince), de David Yates, 2009. Com Daniel Radcliffe, Ralph Fiennes, Michael Gambon, Rupert Grint e Emma Davis. Aventura. Harry Potter suspeita de perigos que podem até estar dentro do castelo, mas Dumbledore tem uma idéia mais voltada para a batalha final, que ele sabe que está se aproximando. Além disso, os estudantes de Hogwarts estão sob ataque de um adversário muito diferente, os hormônios adolescentes, que se espalham entre todos. Em terceira semana. Cópia dublada. Não recomendado para menores de 12 anos. Duração: 153 minutos. Horários: 14h50, 17h50 e 20h50. Sala 4 (264 lugares).

ENDEREÇO E TELEFONE
Orient Cineplace - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3056 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.
(Com informações do Departamento de Marketing da Orient Filmes)

Comunicado oficial do Ministério da Cultura

MINISTÉRIO DA CULTURA
GABINETE DO MINISTRO
PORTARIA Nº 6, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2009
DOU 03/03/2009

Dispõe sobre prazo para apresentação de propostas culturais ao Ministerio da Cultura, com vistas à utilização de recursos do Fundo Nacional da Cultura e da Administração Direta beneficiários da demanda espontânea ao Orçamento do Exercício de 2009 e dá outras providências.

O MINISTRO DE ESTADO DA CULTURA-INTERINO, no uso de suas atribuições que lhe conferem o inciso II do parágrafo único do art. 87 da Constituição Federal de 1988, o §1º, art. 4° da Lei n.º 8.313, de 23 de dezembro de 1991, com redação dada pela Lei nº 9.874, de 1999, o §1º, art. 10 do Decreto n.º 5.761, de 27 de abril 2006 e tendo em vista o disposto no art. 54 da Portaria MinC n.º 46, de 13 de março de 1998, resolve:
Art. 1º Estabelecer os seguintes prazos para apresentação de propostas culturais beneficiárias da demanda espontânea ao orçamento do Ministério da Cultura no exercício de 2009, relativas ao Fundo Nacional da Cultura, conforme cronograma abaixo:
Previsão de início de execução do Projeto Prazos para apresentação
Até 30 de junho de 2009 60 dias de antecedência de seu início
Entre 01 de julho e 30 de setembro de 2009 Até 30 de abril de 2009
Entre 01 de outubro e 31 de dezembro de 2009 e Até 30 de junho de 2009
Entre 01 de janeiro e 31 março de 2010 Até 30 de outubro de 2009
Art. 2º As propostas culturais da demanda espontânea apresentadas à Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura serão selecionadas pela Comissão do Fundo Nacional da Cultura, conforme Decreto nº 5.761, de 27 de abril de 2006.
§1º - Participarão do primeiro processo de seleção de que trata este artigo as propostas culturais apresentadas à Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura até 31 de março de 2009, que tenham início de execução até 30 de junho de 2009.
§2º O apoio às propostas culturais que venham a ser selecionadas para atendimento se dará de acordo com a disponibilidade orçamentária e financeira do Ministério da Cultura.
Art. 3º As propostas culturais diligenciadas que não atenderem as solicitações da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura nos prazos por este estipulados, terão seu prosseguimento inviabilizado e serão arquivados.
Art. 4º Fica a cargo da Secretaria de Incentivo e Fomento à Cultura a recepção, processamento e coordenação da análise das propostas culturais da demanda espontânea, bem como o estabelecimento de critérios e procedimentos técnicos e administrativos necessários à seleção mencionada no artigo 2º desta portaria.
Art. 5º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação.
RANULFO ALFREDO MANEVY DE PEREIRA MENDES
(Com informações da Regional Nordeste)

Um capítulo do romance "Grito da Terra"

"Grito da Terra", romance de Ciro de Carvalho Leite

CAPITULO 2
Silvério saiu do curral e recomendou ao filho que, naquela mesma manhã, levasse Tufão para a fazenda Boqueirão. Um cavalo daquele, de preço tão elevado, não era para se faci­litar, principalmente quando em fazenda de gente pobre; que o filho agradecesse a gentileza do coronel Augustinho e que da próxima vez seria mais conveniente levar as éguas até o Bo­queirão.
- Sabe lá - comentava Silvério, entrando em casa, - um diabo dêsse dá pra rufiar uma égua, se estrepa no arame-farpado, e é prejuízo certo. Seu Augustinho não irá cobrar nada, mas fica uma coisa desajeitada para nós.
- É mesmo, - refletiu Damiana a caminho para a cozinha e reparando no quarto da filha, que continuava fechado. ­- Gente, Lóli não levanta hoje, não! Sete horas, e esta menina ainda na cama!
- Não sei pra que acordar tão cedo, respondeu a filha, saindo do quarto.
Silvério, quer ovos fritos?


- Tem abóbora cozida?
- Tem.
- Prefiro a abóbora.
- E você, Lóli?
- Quero nada, não, respondeu a môça, mal-humorada.
- Depois que esta menina foi passar uns dias em Feira de Santana, voltou tôda diferente, reclamou Damiana, assando um pedaço de carne para o filho.
Geraldo, com as botas sujas de lama, entrou em casa.
- Mamãe, ela já nos disse que não suporta a vida de roça. Quer viver é pelas cidades, nos grandes centros, rapazes chei­rosos, salões de bailes, cinemas, etc.
Lóli, que estava a escovar os dentes, não gostou das in­sinuações do irmão.
- Pelo menos, nas cidades não se vê dessas coisas. Olhe para o chão e veja o que você está fazendo. Traz a sujeira do curral para dentro de casa. Um homão dêsse e sem modos, faz até vergonha.
Geraldo deu de ombros e sorriu.
- Não é você quem limpa, retrucou êle.
- Mas sou eu, respondeu Damiana, acabando de assar a carne.
- Porque quer. Esta belezinha bem que podia varrer a casa. Mamãe é a culpada.
- Vocês hoje começaram cedo. A continuar assim, qual­quer dia estão se atracando em nossa frente, comentou Silvério, sentando-se à cabeceira da mesa.
Lóli sentou-se ao lado do pai, comeu meia talhada de cuscus, bebeu uma xícara de café com leite e foi para o ava­randado.
- Come um pedaço de abóbora, menina!
- Quero não, pai.
Silvério olhou a filha que se retirava. A menina estava mesmo mudada. Depois que veio de Feira de Santana, deu para ficar diferente. Permanecia horas e horas sentada no avarandado, folheava livros e revistas velhas, depois quedava-se· pensativa, sem tomar conhecimento do que se passava em casa. Para Sil­vério, aquela mudança tão repentina em Lóli havia de ter algum motivo. Já havia conversado com a espôsa, a fim desta sondar os pensamentos da filha. Talvez fôsse namôro; os rapazes da cidade sabiam bulir no coração das môças da roça.
- É isto mesmo, com o tempo ela volta pra os eixos, comentava Damiana, tôda vez que o marido se mostrava preo­cupado. Com sua experiência de mulher madura, acrescentava:
- É inquietação de môça, é da idade.
Silvério é que não se conformava com aquela tristeza. De primeiro, Lóli ajudava nos trabalhos de casa, estava sempre atenta para fazer algum serviço. Até na roça de fumo ela apa­recia na época da desolha e do corte. Em tempo de safra, lá estava com as amigas, principalmente Mariá, filha de um pe­queno agricultor da vizinhança. Ficavam alegres, faziam manocas e cantavam roda.
Geraldo, terminado o café, montou numa burra e saiu puxando Tufão pelo cabresto.
- Pai, o senhor quer alguma coisa pra seu Augustinho?
- Não. Agradeça-lhe a gentileza. Depois eu apareço por lá.
O rapaz esporeou a burra e seguiu viagem.
Lóli continuou sentada no avarandado, olhava a estrada ao longe, parecia completamente absorta em pensamentos ínti­mos, quando o pai se aproximou.
- Filha, o que é que você tem? Como não vai ajudar sua mãe lá na cozinha ou fazer alguma costura?
- Não é nada, não, meu pai.
- Você está doente? perguntou Silvério, sentando-se ao lado.
- Não, senhor.
- Se é alguma coisa que tem vergonha de me falar, diga a sua mãe.
Lóli ficou vermelha e baixou a vista. O pai com certeza estava pensando em alguma maldade, em algum mal-feito que ela praticara. A fim de não deixá-lo sem resposta, tentou expli­car, suspirando:
- Nem eu sei o que é. Uma vontade de ficar só, de viajar, uma saudade, não sei de quê ...
Silvério olhou a filha, como que a querer adivinhar-lhe os pensamentos, quando ela, deixando escapar uma lágrima, in­dagou:
- Pai não poderia vender tudo e irmos morar em Feira de Santana?
O fazendeiro assustou-se. Aquilo não era pensamento de quem estivesse boa do juízo .
- Morar em Feira?! Menina, eu me criei na roça e morrerei na roça. Gosto da terra, e daqui não saio. Não chega a rapaziada que tem a cabeça virada para a cidade! Pelo que vejo, agora também são as môças. Tira êsses pensamentos do juizo, porque eu daqui não arredo pé.
- Vosmecê fala assim hoje. Depois vem a sêca e o senhor fica triste, vendo os mantimentos murcharem na roça e o gado morrer na beira das cacimbas, sem água para beber.
Silvério se levantou, parecia perder a calma.
- Não, minha filha. A terra é sempre a terra. Ela nunca é madrasta. Nós, sim, é que não sabemos recompensá-la, dar-lhe o necessário.
- É, mas quando chega a sêca, o senhor fica se lamuriando.
- A culpa é minha, respondeu o sertanejo, sêcamente. - Lembre-se de que no Boqueirão e na Quixaba não se perdeu gado. Cuidaram da terra, plantaram palma, e as fazendas resistiram durante tôda a crise.
- Mas o pobre nem sempre pode fazer isso, atalhou Lóli, bruscamente.
- Porque se esquecem de que a sêca voltará um dia. Veja que já estou tomando providências.
Damiana, que estava na cozinha, veio ter com ambos, para saber o que conversavam.
- O que é que vocês tanto falam?
- É Lóli que está me aconselhando vender a fazenda e irmos morar em Feira de Santana.
- A menina não está com o juízo bom, não, corrigiu Da­miana, admirando-se do pensamento da filha e pondo as mãos na cintura. - E o que é que teu pai vai fazer na cidade? Comer o dinheiro, vagabundar pelas ruas!
Damiana enxugou as mãos na saia e gritou, autoritária, dando o assunto por terminado: - Nem pense em tal coisa. É melhor que tire estas idéias do juizo.
- Também não é assim, não, mamãe. Meu padrinho vendeu tudo a Apolinário e foi para Feira de Santana. Está vivendo bem, replicou Lóli, como que a desafiar qualquer razão que Damiana apresentasse.
- Ah! foram êles que botaram isto em sua cabecinha ôca! Em vez de aprender costura, foi isto que você foi aprender na cidade. Garanto que aprendeu outras coisinhas mais...
Silvério viu que a discussão entre mãe e filha estava fi­cando exaltada.
- Acaba com isto. Quando a menina refletir verá que não dá certo o que está pedindo.
Lóli, a fim de aproveitar a oportunidade que se apresen­tava, arriscou em fazer outra sugestão.
- E se eu quisesse morar em Feira com meus padrinhos? Poderia trabalhar em uma loja e ganharia para minhas despesas, como fazem muitas môças da cidade.
- Filha minha trabalhando para os outros?! Você não tem vergonha na cara?
Damiana tinha os olhos saltados e falava de dedo em riste no nariz da filha, que, calmamente, continuava sentada ao lado pai.
- Vergonha eu tenho, minha mãe, é de ir à fonte buscar água, fazer serviços grosseiros, quando na cidade eu poderia desempenhar outras funções.
- E eu sempre fiz tudo isto, e nunca me envergonhei. Veja suas amigas: Mariá, por exemplo!? Quer ser melhor do que ela...
Lóli se levantou e respondeu, em um tom agressivo:
- Quero, mamãe. Quero ser melhor do que elas. Viver num mundo melhor e não ter os olhos voltados somente para as roças e os animais. Que futuro a senhora acha em Mariá? Que poderá ela desejar da vida, se continuar vivendo aqui? Se não se casar, com algum homem que apenas saiba pegar na enxada, acabará se perdendo antes de completar os vinte e cinco anos, porque, depois dessa idade, são poucas as môças que resistem aos convites de certos fazendeiros ricos. E, às vêzes, se perdem, pela vontade de se perderem.
Lóli falava com a voz segura e firme. Damiana deu um passo, ameaçando-a com um tapa na bôca, quando Silvério se interpôs, levando a espôsa para o interior da casa.
- Deixa a menina comigo. Eu falarei com ela.

Café da manhã para Tarcízio e José Ronaldo

Neste sábado, 1 de agosto, às 8 horas, café da manhã em homenagem ao prefeito Tarcízio Pimenta e ao ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho pela passagem de seus aniversários. O local é a Pré-Escola Marina Carvalho, na travessa Politeama, bairro Subaé, atrás do Clube de Campo Cajueiro. Quem convida é a diretora Cristina Passos.

Feira de Santana terá Censo piloto em Bonfim


Instalada nesta quinta-feira Comissão Municipal de Geografia e Estatística

O primeiro Censo do milênio somente será realizado em todo o Brasil a partir de agosto de 2010, mas em Feira de Santana será desenvolvido um Censo piloto no distrito de Bonfim de Feira, a partir de 16 de agosto deste ano. A medida faz parte das novidades do novo levantamento de dados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foi anunciada na tarde desta quinta-feira, 30, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), durante a instalação da Comissão Municipal de Geografia e Estatística (Foto 2: Bernardo Bezerra/Secom), da qual a Prefeitura integra.
A comissão é um espaço para interlocução entre o IBGE e representantes do Poder Público e da sociedade civil. É formada por 12 representantes de entidades diversas, mas no ato da instalação somente sete compareceram, dentre eles, o da Prefeitura.
Para o Governo Municipal, os resultados do Censo são essenciais para o desenvolvimento do município de forma planejada. “Os resultados são importantes para o planejamento do município, definindo ações estratégicas, vão facilitar o processo de captação de recursos e definição de projetos para assentamentos precários, implantações de escolas, unidades de saúde e outros equipamentos públicos”, ressaltou o diretor do Departamento de Informações Estatísticas da Secretaria de Planejamento, José Reinaldo Coelho da Silva.
Os preparativos e cronograma para o Censo 2010 foram apresentados pelo coordenador do Censo em Feira de Santana, Roberto Lima (Foto 1: Bernardo Bezerra/Secom). Ele explica que a captação de dados no município será realizada através de cerca de 700 pessoas, que serão contratadas por meio de concurso público.
Como novidades para o novo censo, a Base Territorial Digital, uso de notebooks na coleta, uso de notebooks no posto de coleta, preenchimento de questionários via Internet. A coleta dos dados será realizada em quatro meses, no período de 1º de agosto de 2010 a 30 de novembro de 2010. Já os resultados começam a ser divulgados em dezembro do próximo ano.
No último censo foram visitados 138.858 domicílios, mas a previsão para este ano, com base em dados da Coelba, é de existirem cerca de 160 mil domicílios. Do total do último censo, 119.208 domicílios estavam ocupados e outros 1.630 fechados. Também foram encontrados 2.682 domicílios de uso ocasional.
(Com informações da Secretaria de Comunicação Social)

Empresa de variedades anuncia descontos de até 70% em todas as lojas

A rede Le Biscuit se prepara para sua megaliquidação anual, a Liquida Tudo Le Biscuit. A partir desta sexta-feira, 31, as nove unidades da rede varejista estarão com descontos de até 70% em todas as seções.
“Na Liquida Tudo, oferecemos a oportunidade aos nossos clientes de adquirir mercadorias de qualidade a preços mais baixos e, ao mesmo tempo, acabamos com o estoque para renovarmos nossos produtos”, diz Manuela Falcão Porto, gerente de marketing da Le Biscuit.
Entre o mix de produtos da loja de variedades, estão artigos de utilidades para o lar, como garrafa térmica e louças, informática, decoração, material escolar e brinquedos, como as bonecas Hannah Montana e HI 5.
Em sintonia com a atual fase da empresa, que está incorporando um novo conceito mercadológico, a campanha da promoção tem como mote: “Liquida Tudo Le Biscuit - uma chuva de produtos com descontos de até 70%!”.
O comercial desenvolvido pela agência Probrasil Propaganda estará no ar a partir desta sexta-feira, 30, em tevês e rádios, destacando algumas sugestões de ofertas especiais. “Esta é a quarta edição desta grande liquidação que acontece apenas uma vez por ano. Esperamos dobrar o faturamento em relação ao ano passado, já que também duplicamos o investimento”, conclui Manuela Porto.
A rede Le Biscuit conta atualmente com nove lojas, sendo duas em Feira de Santana (rua Monsenhor Tertuliano Carneiro e Boulevard Shopping), cinco em Salvador (Mouraria, Bonocô, Salvador Shopping, Comércio e avenida Paralela), uma em Camaçari, e uma em Aracaju (no Shopping Riomar).
(Com informações de Lívia Santana e Tatiany Carvalho, da Frente & Verso Comunicação Integrada)

Presidente da Câmara comenta sobre leis sancionadas

A Mesa Diretora da Câmara Municipal acompanha com otimismo a atitude do Governo Municipal, nos últimos dias, de sancionar leis aprovadas pelo Legislativo, no primeiro semestre. O presidente da Casa, vereador Antônio Carlos Passos Ataíde (Foto: Vicen Ferreres/Ascom), disse que "a medida deixa os vereadores mais tranqüilos".
Ele comentou que “ao ter um projeto de lei aprovado, o vereador, e não apenas ele, mas toda a comunidade interessada aguarda com muita ansiedade que a medida possa entrar em vigor. E, para isto, é fundamental que a lei seja sancionada. É muito positivo que o prefeito Tarcízio Pimenta e sua Procuradoria Jurídica estejam sancionando as leis que o Poder Legislativo aprovou”.
Somente esta semana foram 11 leis sancionadas pelo prefeito Tarcízio Pimenta. No final do primeiro semestre, uma estatística apresentada pela Divisão Legislativa da Câmara apontou que 23 leis aprovadas pela Casa estavam no aguardo de serem sancionadas pelo Executivo.
Restam ainda 12 leis para ser sancionadas pelo prefeito. Tarcízio declarou, recentemente, que seu objetivo é sancionar todas as leis que sejam recomendadas pela Procuradoria Geral do Município. Ele disse que apenas aquelas que sejam repetições do que o governo, na prática, já executa, não pretende se manifestar.
(Com informações da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal)

Tarcízio Pimenta visita jornais em Salvador

O prefeito Tarcízio Pimenta está em Salvador, nesta quinta-feira, 30, fazendo uma visita a meios de comunicação. Agora a pouco, acompanhado do secretário de Comunicação Social, Edson Borges, ele esteve na presidência do jornal "A Tarde", num encontro com o jornalista Silvio Simões (Foto: ACM/Secom), um dos diretores do diário.
Durante a visita, o prefeito foi entrevistado pelo jornalista Levi Vasconcelos, responsável pela coluna "Tempo Presente", uma das mais lidas da Bahia. Tarcízio Pimenta falou da situação financeira do município, investimentos em obras e serviços, e destacou a implantação da Feira Digital (Internet gratuita) e do Sistema de Saúde Digital.
Tanto Sílvio Simões quanto Levi Vasconcelos fizeram elogios ao desempenho do Governo Municipal.
Agora à tarde, o prefeito fará uma visita a "Tribuna da Bahia", onde manterá um encontro com o diretor Walter Pinheiro.
(Com informações da Secretaria de Comunicação Social)

"Na onda do PAC"

Editorial do jornal "O Globo", edição desta quinta-feira, 30:
Como o Palácio deu a partida na campanha eleitoral de 2010 há muito tempo e, a cada dia, se envolve mais no projeto Dilma-2010, qualquer pronunciamento de autoridade do primeiro escalão, qualquer movimento mais ostensivo de estatais aparelhadas, em linha com o pensamento único do Planalto, pode ter relação com as urnas do ano que vem.
O exemplo mais recente é o anúncio do presidente Lula, primeiro e mais dedicado cabo eleitoral da ministra, que, em fevereiro do ano que vem, lançará o PAC 2, "para quem vier depois de mim não começar do zero".
É evidente o teor eleitoreiro do anúncio, pois sequer o PAC 1 consegue deslanchar. Grande feito seria desatolar os projetos do Plano de Aceleração do Crescimento formalmente em vigor.
Os números: em 2007, dos R$ 16 bilhões reservados (empenhados) para oPAC, apenas R$ 4,5 bilhões, ou menos de 30%, foram efetivamente gastos; em 2008, o índice subiu para 60%; este ano, no entanto, o quadro voltou a piorar: até 21 de maio, passado quase meio ano, só foram empenhados 37,6% da dotação de R$ 20,5 bilhões, e pagos somente R$ 3,7 bilhões. Mesmo assim, R$ 3 bilhões provieram do orçamento do ano anterior.
Embora nos palanques da campanha precoce de Dilma - mal disfarçados em inaugurações e visitas a canteiros de obras - uma das palavras de ordem mais propaladas seja "investimento", isto é o que menos há no governo Lula.
Aos números: em 2002, final da Era FH - quando se instalou a tendência de crescimento dos gastos à frente do investimentos e do PIB -, os investimentos públicos foram de 2,1% do PIB, pouco menos que no iníci odo primeiro governo tucano.
Em 2003, ano inaugural da Era Lula, caíram para 1,5%, embora deva ser reconhecido que se tratou de um período de ajuste, por causa da crise deflagrada em 2002 pelo "risco Lula" . A economia se recuperou, mas não os investimentos, apesar de todo o discurso. Eles continuam a patinar na faixa do 1% do PIB.
As estatísticas do PAC explicam parte do cenário anêmico nos investimentos. O resto da explicação fica por conta da gastança no custeio da máquina e com o funcionalismo.
Tudo fica evidente nas contas públicas do primeiro semestre: osuperávit primário desabou para 1,28% do PIB (foi 4,4% no ano de2008), basicamente porque, ao lado da queda na arrecadação, as despesas correntes (pessoal e custeio) aumentaram 2,7% do PIB, enquanto os investimentos, o melhor meio para ser usado em políticas anticíclicas, cresceram apenas 0,1% do Produto.
Os números são frios e indesmentíveis. Já em discurso político de palanque, vale tudo.

Sem questão sobre Ildes

"Daria umas boas palmadas no governo do PT”. A afirmação é do presidente regional do PMDB, Lúcio Vieira Lima, ao ser entrevistado por Samuel Celestino, no programa "Bahia Notícias no Ar", na Rádio Tudo FM, instado a dar uma nota ao governo Wagner.
“Se você fosse um professor dos tempos antigos, aquele disciplinador que usava a palmatória?”, inquiriu Samuel Celestino.
“Daria umas boas palmadas no governo do PT”, respondeu Lúcio Vieira Lima.
Samuel Celestino também questionou sobre a participação do PMDB no governo petista. “Você diz que o PMDB não participa da vida política e administrativa do Estado, então o que os secretários Rafael Amoedo (da Indústria e Comércio) e Batista Neves (da Infra-Estrutura) fazem lá? São vacas de presépio?”.
Lúcio Vieira Lima respondeu que “apesar de serem fiéis ao partido, eles devem fidelidade administrativa ao governo. Por isso, eles cumprem o papel determinado pelo governo.
Interessante que o jornalista não questionou e nem o presidente do partido tratou sobre o secretário Ildes Ferreira, da Ciência, Tecnologia e Inovação, que também é do PMDB.
No programa, Lúcio Vieira Lima reafirmou a candidatura do ministro Geddel Vieira Lima, seu irmão, ao Governo do Estado em 2010.

Livro "Grito da Terra"

Neste período que antecede a realização do Tributo a Olney São Paulo, acabo de ganhar exemplar do livro "Grito da Terra" (Foto), romance de Ciro de Carvalho Leite, da Editora Lux, Rio de Janeiro, 1964, com capa de Eugênio Hirsch, que serviu de argumento para o primeiro longa-metragem realizado em Feira de Santana.
Agradeço ao amigo Cecílio dos Santos pela preciosidade.

Concurso de fotografia inscreve até esta sexta-feira

"O Céu da Bahia" é promovido pelo Museu Parque do Saber
Como parte das comemorações do Ano Internacional da Astronomia (2009), o Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo e o Clube de Fotografia Gerson Bullos de Feira de Santana estão promovendo o 1º Concurso de Fotografia, com o tema "O Céu da Bahia". As inscrições para o concurso vão até esta sexta-feira, 31.
Podem participar fotógrafos amadores e profissionais, brasileiros ou naturalizados, que concordem com os termos do regulamento e inscrevam fotos inéditas de sua própria autoria e propriedade.Acessendo o endereço www.clubedefotografia.com/concurso, o interessado encontra o regulamento e pode se inscrever.
Até a manhã desta quinta-feira, 30, segundo Basílio Fernandez, diretor de Difusão Científica, 81 fotógrafos - cada um pode inscrever até três trabalhos - estavam inscritos, com 190 trabalhos. Ele conta que foram rejeitadas muitas fotos, conforme critério do regulamento, sem condições técnicas, aquelas "feitas por celular, que aparecem número de telefone sobre a imagem".
A divulgação do resultado será em 14 de agosto. A exposição das fotografias - com os 50 melhores trabalhos - será realizada entre 21 de agosto a 30 de setembro, no foyer do Museu Parque do Saber. Comissão julgadora vai escolher os melhores trabalhos, e atribuirá os seguintes prémios: 1º lugar, uma câmara fotográfica digital compacta (8 mega pixels); 2º lugar, ma câmera fotográfica digital compacta (5 mega pixels); e 3º lugar, um tripé.
(Com informações da Secretaria de Comunicação Social)

Informação do Tribunal Superior Eleitoral está errada

A jornalista Alean Rodrigues, da sucursal de Feira de Santana do jornal "A Tarde", e colega do curso de radialismo, informando ao Blog Demais sobre a idade de Deodata Pereira Borges, a "Mamãe". Segundo ela, que teve acesso à carteira de identidade, para realização de matéria durante a campanha política em 2008, consta como nascida em 01/08/1904 e não 01/08/1909, como consta no registro de candidatura a vereadora no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Assim, como a imprensa de Feira de Santana disse, ela faria 105 anos no próximo sábado, 1º de agosto.
A informação do TSE, dada como certa pelo Blog Demais, está errada.

"Presidente ignora ministro da Saúde e aprova mototáxi"

Deu no jornal "Folha de S. Paulo":
Ignorando alerta do Ministério da Saúde, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou ontem a lei que regulamenta a profissão de mototaxista.
Segundo estimativas da categoria, existem hoje no país 500 mil profissionais em atividade em 3.500 municípios, mas, com a lei, o número deve dobrar.
Após a aprovação do projeto no Congresso, no início do mês, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, qualificou-o como preocupante devido aos altos índices de mortes por acidentes de moto - 19 por dia, segundo os dados mais recentes.
Ontem, voltou a criticar após reunião com Lula: "Moto é um problema. Vamos ter de nos debruçar e reforçar as campanhas de informação e de educação".
Segundo ele, o setor da saúde, como sempre, é que vai ter de enfrentar essa situação. "É uma nova profissão que surge; por outro lado, o cuidado deve ser redobrado em relação à prevenção", afirmou.
Para Flávio Emir Adura, presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, a lei está "na contramão da vida". Para ele, o número de mortes no trânsito envolvendo motocicletas deve duplicar. "Causa profunda preocupação a regulamentação da profissão. A morbidade e a mortalidade são o que mais assusta quem trabalha com segurança no trânsito."
Ao anunciar a sanção, o ministro Márcio Fortes (Cidades) disse que a lei traz avanços ao estabelecer requisitos básicos de segurança para os mototáxis. "Não podemos fechar os olhos à realidade. Essa atividade já existe e precisava ser regulamentada", afirmou.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Feira de Santana dá a largada para o Censo 2010

Comissão Municipal de Geografia e Estatística será espaço para interlocução entre o IBGE e representantes dos poderes públicos e organizações da sociedade civil

Nesta quinta-feira, 30, o município de Feira de Santana dará seu primeiro passo para realização do Censo 2010 com a instalação da Comissão Municipal de Geografia e Estatística (CMGE), espaço para interlocução entre o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e representantes do poder público e da sociedade civil.
Participarão da primeira reunião, o prefeito, Tarcisio Pimenta, secretários municipais e representantes de diversas instituições da sociedade organizada, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), às 16 horas, para discutir questões relativas ao planejamento e execução do Censo nesta cidade.
Censo 2010 vai criar 240 mil empregos temporários
Com orçamento de aproximadamente R$ 1,4 bilhão, o censo demográfico é a maior operação logística em tempos de paz. Em 2010, serão mobilizadas cerca de 240 mil pessoas, todas contratadas (através de processo seletivo público) exclusivamente para visitar cerca de 58 milhões de domicílios brasileiros. Esse enorme contingente (superior ao do Exército) será equipado com cerca de 210 mil computadores de mão, nos quais estarão o questionário eletrônico do Censo 2010 e um programa para facilitar a localização do recenseador, por GPS, em áreas rurais e remotas.
A partir de setembro deste ano, o IBGE começará a selecionar o pessoal que irá trabalhar temporariamente no Censo 2010. Haverá vagas em todos os 5.565 municípios brasileiros. Os aprovados trabalharão por períodos de três meses (recenseadores) a nove meses (supervisores e outras funções). São esperados entre um e dois milhões de candidatos.
Entre março e julho de 2010, será feito o treinamento dos recenseadores e supervisores. Em 1º de agosto de 2010, começará a coleta de dados do Censo, que vai durar cerca de quatro meses. Em dezembro, está prevista a divulgação dos primeiros resultados e os definitivos devem ser divulgados a partir de 2011.
O IBGE conversa com cada município do país
A Comissão Municipal de Geografia e Estatística será instalada nos 5.565 municípios do país e auxiliarão na tarefa de coletar informações em cada um dos 58 milhões de domicílios brasileiros. As comissões irão colaborar na infraestrutura para instalação dos quase sete mil postos de coleta informatizados. Conectados à Internet, ou por outro meio de comunicação, esses postos receberão os dados coletados pelos recenseadores e os transmitirão para a sede do IBGE, no Rio de Janeiro. As comissões também poderão implementar formas de facilitar o transporte das equipes de coleta, entre outros aspectos logísticos.
Cerca de 1.280 coordenadores do IBGE, cada um responsável por em média cinco municípios, acompanharão as reuniões nas cidades, apoiando o trabalho de 230 mil agentes de pesquisa e garantindo a qualidade dos dados coletados pelo Censo. Outras tarefas da comissão são auxiliar a divulgação do Censo 2010, sensibilizando a população local para abrir as portas de seus domicílios ao IBGE e responder corretamente as perguntas dos recenseadores.
Ao longo da operação, a comissão poderá acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos e terá a oportunidade de averiguar a qualidade da cobertura para, se for o caso, propor verificações. Ao final, a comissão poderá conhecer o resultado provisório, antes mesmo da divulgação.
O Censo é a única pesquisa que visita todos os domicílios particulares permanentes do país e é o levantamento que oferece a maior quantidade de informações a respeito da população residente e de seus locais de moradia. A partir dessas informações, podem ser elaboradas políticas públicas para dimensionar e atender as demandas locais por educação, saneamento básico, atendimento hospitalar, coleta de lixo, luz elétrica e outros serviços.
Primeira reunião define base territorial
O IBGE estabeleceu um cronograma geral para todas as comissões, com cinco reuniões ordinárias e quantas extraordinárias forem necessárias. Em 2009, dois encontros estão programados. Na pauta destas primeiras reuniões, constam temas relativos à atualização da Base Territorial (BT). O IBGE apresentará os mapas que serão utilizados no Censo, observando a legislação em vigor no que concerne aos limites territoriais. Nessa etapa também serão identificados os aglomerados subnormais (favelas, cortiços e similares), assentamentos, unidades de Conservação Ambiental e terras indígenas que eventualmente não constem nos mapas e que devam ser incluídos.
Prevista para setembro ou outubro, a segunda reunião deverá ter foco na divulgação do Processo Seletivo Simplificado dos coordenadores e supervisores do Censo 2010 em cada município. Também será discutida a montagem dos postos de coleta e o preparo da infraestrutura para o treinamento dos recenseadores.
As comissões vão continuar ativas mesmo após a divulgação dos resultados do Censo 2010, para que se tornem um canal permanente entre o IBGE e os municípios brasileiros.
(Com informações de Roberto Lima, da Coordenação do Censo Demográfico 2010)

"Orquestra de Meninos" na Mostra de Vídeo na FTC

Murilo Rosa e Priscila Fantim em "Orquestra de Meninos"
Foto: Divulgação
Trabalhar com responsabilidade social faz parte do cotidiano da FTC Feira. Com esta perspectiva, mais uma ação será realizada na próxima segunda-feira, 3 de agosto, pelo colegiado do curso de Administração, como parte do Trabalho Interdisciplinar Dirigido (TID). Trata-se da IV Mostra de Vídeo, atividade voltada para alunos do 1º ao 4º semestre do curso. “Orquestra dos Meninos” é o filme a ser exibido, além do documentário “Memórias Videográficas de Feira de Santana”.
O evento acontece no auditório da faculdade, a partir das 19 horas. Segundo a professora Karla Figueiredo, coordenadora do curso, durante este semestre o TID está direcionado para a discussão do lado humano na administração e a responsabilidade social, que pode ser desenvolvida em variadas situações. No caso do filme, é focada na música. “Estamos propondo, também, ações de cidadania e responsabilidade social no Lar do Irmão Velho”, destacou a professora.
O filme
Realização de de Paulo Thiago, com locações no interior de Sergipe, lançado em 2008 - foi exibido no Orient Cineplace - conta a história real do maestro Mozart Vieira, que encontra na música a saída para ações de cunho artístico e social ao criar a Orquestra Sinfônica do Nordeste, na pequena cidade de São Caetano, a 150 km do Recife, reunindo crianças e adolescentes de origem humilde, mas com talento musical, apesar das condições adversas. A narrativa se passa em 1995. Um jovem músico de 13 anos, integrante do grupo, é seqüestrado. Os policiais acreditam que o responsável é o maestro. Com a acusação o trabalho realizado até então com a comunidade carente da cidade corre o risco de desaparecer.
Com Murilo Rosa (Mozart Vieira), Priscila Fantim e os atores baianos Othon Bastos, Harildo Deda (atua na Bahia, mas é sergipano) e Gideon Rosa.
(Com informações de Socorro Pitombo e Madalena de Jesus, da Assessoria de Comunicação FTC)

Outra preciosidade na garimpagem de acervos




O Núcleo de Preservação da Memória Feirense, na sua busca incessante de registros históricos da memória audiovisual de Feira de Santana, espalhados pelo país, acaba de resgatar no acervo do Arquivo Nacional, um documentário em 16mm de 30 segundos - já foi telecinado para mídia digital -, que narra a visita, em 25 de janeiro de 1957, à Feira de Santana, do presidente da República Juscelino Kubitschek para inaugurar o sistema de abastecimento de água.
Tratava-se de "um velho sonho do povo feirense, concretizado graças ao dinamismo do prefeito João Marinho Falcão", como informa o jornal "Folha do Norte", em sua edição de 26 de janeiro de 1957 (pesquida de Carlos Mello).
Narra o jornal que o presidente foi recebido no campo de pouso pelo prefeito e deixou o local, acompanhado de sua comitiva, em automóvel, sempre saudado pelo povo, em direção a Lagoa Grande, onde presidiu a inauguração da S. A. M. A. (Foto 1) Na oportunidade usaram da palavra o prefeito João Marinho Falcão, Dr. Carlos Valadares - batizou a Unidade de Água -, que representou o ex-ministro Simões Filho, embaixador Briggs e o presidente Juscelino Kubitschek. Foram inaugurados, também, no Alto do Cruzeiro (Foto 2), banheiros, chafariz e lavanderias.
Segundo Fernando Pinto, coordenador do Núcleo de Preservação da Memória Feirense, a visita provocou um grande embate político entre os partidários do presidente e do prefeito municipal. "O líder do PSD local, Eduardo Fróes da Motta queria levar o presidente Juscelino para almoçar em sua residência, já o prefeito João Marinho queria que o almoço fosse na sua. Diante da polêmica o presidente, com seu jeito mineiro de resolver as coisas, resolveu almoçar com o prefeito e depois visitou o correligionário em sua casa", conta Fernando Pinto.
Observação: Fotos a partir do celulóide original.

Lideranças democratas em Santo Estevão



O prefeito Tarcízio Pimenta, vice-prefeito Paulo Aquino, ex-governador Paulo Souto, ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho, entre outras lideranças marcaram presença na manhã desta quarta-feira, 29, em Santo Estevão, para a comemoração do recebimento do prêmio “Responsabilidade Fiscal, Social e Gestão - Ano 2007”, durante a gestão do ex-prefeito Orlando Santiago. A premiação, conferida pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), no dia 16 de julho, em Brasília-D.,
A solenidade ocorreu no Centro Cultural Themístocles P. de Cerqueira. Trata-se de reconhecimento pela correta aplicação dos recursos públicos, cumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal e promovendo o desenvolvimento do município - Santo Estevão conquistou o primeiro lugar na Bahia, de um total de 150 municípios destaques no Brasil.
Em sua fala, o prefeito Tarcízio Pimenta comparou a sua missão como gestor à do atual prefeito de Santo Estevão, Rogério Costa, de "tão bem dar continuidade aos trabalhos executados pelos seus antecessores, respectivamente os ex-prefeitos José Ronaldo de Carvalho e Orlando Santiago".
Já o ex-governador Paulo Souto destacou a importância da premiação para o município. “Este fato é derivado da cultura que se implantou neste município, na gestão de Orlando Santiago. A cultura da honradez, da ética, da responsabilidade e da gratidão”, frisou.
A mesma avaliação é do ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho. Ele explicou sobre a da Lei de Responsabilidade Fiscal e a importância que o cumprimento dela, a partir do governo de Orlando Santiago, tem para a imagem do município de Santo Estevão.
(Com informações da Secretaria de Comunicação Social)

Em memória de Antônio Manoel de Araújo (09.07.1924-29.07.2006)

Nesta quarta-feira, 29, três anos da morte de Antônio Manoel de Araújo. No dia 9 passado, se estivesse vivo, completaria aniversário.
Araújo era natural de Feira de Santana, mais propriamente do distrito de Tiquaruçu. Filho de José Gregório de Araújo e Julieta Frutuoso de Araújo. Casou-se com Regina Ricci de Araújo, com quem teve dois filhos: o engenheiro agrônomo José Caetano e o administrador Antônio Marcelo.
Era professor pela Escola Normal Rural, contador pelo Colégio Santanópolis, poeta, tabelião do Cartório do 1º Ofício, por mais de 40 anos, quando se aposentou em 1998 e comerciante de tecidos no distrito de Tiquaruçu e Feira de Santana.Na política, foi vereador por quatro legislaturas. Também exerceu o cargo de secretário de Finanças. Candidatou-se a prefeito de Feira de Santana, mas não teve êxito.
Colaborou na imprensa, publicando artigos no jornal "Vanguarda", que foi um dos fundadores. Até sua morte, por quase 50 anos, foi destacado integrante do Rotary Club de Feira de Santana sendo seu presidente em 1969-1970, chegando a governador do Distrito 455, no ano rotário 1985-1986. Foi sócio fundador do Clube de Campo Cajueiro, sendo um dos 10 primeiros diretores, e membro da Filarmônica 25 de Março.
Como professor lecionou Pedagogia e Didática, na Escola Normal Rural de Feira de Santana.
Como poeta, participou das antologias: “Florilégio”, “Poetas Feirenses” e “Memorial Poético de Feira de Santana”.
Recebeu o título Companheiro Paul Harris, conferido pelo Rotary International; a Comenda Maria Quitéria e a Comenda Vereador Dival Machado, outorgadas pela Câmara Municipal.O salão principal da Fundação Jonathas Telles de Carvalho, mantida pelos clubes de Rotary locais, leva o nome de Antônio Manoel de Araújo, com a instalação de uma placa alusiva no local. Araújo já nominava um programa da Fundação, que é a Escola de Informática mantida pela instituição, com núcleos no Cruzeiro e na Queimadinha.

Exposição do Clube de Fotografia Gerson Bullos no Boulevard Shopping

Em comemoração ao segundo aniversário do Clube de Fotografia Gerson Bullos (23 de agosto) e ao Dia Mundial da Fotografia (19 de agosto), acontecerá entre 10 e 23 do próximo mês, no Boulevard Shopping, a Mostra Fotográfica "3º Bando Anunciador do Século XXI", promovida pelo Clube de Fotografia Gerson Bullos e com o apoio cultural do Boulevard e do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca).
Serão 10 painéis expositores contendo 72 obras fotográficas coloridas e preto&branco nas dimensões 25x38, produzidas pelos nove associados que registraram o evento no dia 12 de julho passado. São eles: Antônio Vieira, Tomaz Coelho, Lula Mascarenhas, Valdemar Silva, Angelo Pinto, Cláudia Freire, Dilson Morais, Diogo Brasileiro e Maurício Acioli.
"Conheça através desta Mostra Fotográfica um pouco da nossa cultura popular, esquecida há muitos anos e resgatada em 2007 pelo Centro Universitário de Cultura e Arte",é o apelo do convite.

"Como enfraquecer a democracia"

Deu no "Blog 25: Democratas":
1) Controlar politicamente o Judiciário;
2) Desmoralizar o Congresso;
3) Amordaçar o Ministério Público;
4) Arrochar a coleta de impostos de toda a ordem;
5) Usar o aparelho do Estado para ameaçar empresários e adversários políticos;
6) Intimidar e controlar a imprensa e a Internet;
7) Instalar núcleos de ativistas em todos os órgãos da administração pública;
8) Promover a instabilidade no campo;
9) Desmoralizar e desmantelar as Forças Armadas;
10) Apoiar outros governos autoritários e antidemocráticos.

Laboratório da FTC usado para curso de captação de córneas

Fernanda Claudia Silva Santos: Parceria importante
Foto: Divulgação

Um grupo de 12 profissionais de saúde de Feira de Santana e Alagoinhas participa, no próximo sábado, 1º de agosto, do Curso para Captação de Córneas que será promovido pela Coordenação do Sistema Estadual de Transplante (Coset). As aulas serão realizadas no campus da FTC Feira, das 8 às 16 horas. Uma parceria firmada entre a instituição e o Hospital Geral Clériston Andrade permitirá a utilização do Laboratório de Medicina Veterinária da faculdade para as atividades práticas.
O objetivo do curso é capacitar médicos, enfermeiros e biólogos para captação de córneas, já que o procedimento não é restrito à área de oftalmologia. Eles serão treinados por uma equipe integrada pelos oftalmologistas Pedro Gantois e Márcia Sá, o cirurgião geral e coordenador do Sistema Estadual de Transplante, Eraldo Moura, mais o coordenador de captação da Comissão Intra Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos do Hospital Geral Clériston Andrade, Rodrigo Serapião.
“A idéia inicial é investir na captação e, futuramente o HGCA fazer o transplante”, diz a coordenadora da comissão, Fernanda Claudia Silva Santos, ressaltando que algumas unidades de saúde em Feira de Santana já realizam o transplante. A dificuldade é justamente no processo de retirada da córnea, que pode ser feito até seis horas após a morte do doador. “Muitas vezes a família tem vontade de doar e não temos como fazer a retirada”, afirma a enfermeira.
Para o processo de doação é necessário conhecer a causa da morte e a constatação de que o doador não tinha doença infecciosa, a exemplo de Hepatite e HIV, alguns tipos de câncer, trauma ou má formação de córnea – ceratocone, uma doença degenerativa de causa desconhecida, que em estágio avançado requer justamente o transplante da córnea. O doador deve ter entre dois e 80 anos. Na Bahia, atualmente, a lista de espera tem aproximadamente 800 pessoas.
De acordo com Fernanda Claudia Silva Santos, a utilização do laboratório do curso de Medicina Veterinária da FTC Feira é justificada pelo fato das aulas práticas do curso serem realizadas em cabeças de suínos. “A faculdade tem sido uma grande parceira, como instituição educativa, seja promovendo eventos, seja garantindo a nossa participação e, consequentemente, a divulgação de nosso trabalho”, afirma a enfermeira.
Para a professora Morgana Borges, coordenadora do curso de Medicina Veterinária, a iniciativa representa um avanço na área de saúde, considerando a relevância do evento e a necessidade de capacitação de profissionais para o procedimento. “É importante para nós darmos esta contribuição, que vai resultar em benefícios para tantas pessoas”, afirma.
(Com informações de Socorro Pitombo e Madalena de Jesus, da Assessoria FTC/FSA)

Blog Demais revela verdadeira idade de "Mamãe"

Fac-símile do registro da candidatura a vereadora de Deodata Pereira Borges no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde consta como data de nascimento 01/08/1909.
A imprensa de Feira de Santana insiste em dizer que "Mamãe", que foi enterrada na segunda-feira, 27, faria 105 anos no próximo sábado, 1º de agosto.
Não se pode acreditar que a informação do TSE esteja errada.
Clique na imagem para ampliar

Sonora Brasil com "O Violão nas Regiões Nordeste e Sul"

Os violonistas João Pedro Borges (do Maranhão) e Daniel Wolff (do Rio Grande do Sul) estarão em Feira de Santana na terça-feira, dia 4 de agosto, às 20 horas, no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), para apresentação do concerto "O Violão nas Regiões Nordeste e Sul". '2009 que tem como tema Violão Brasileiro. Ingressos: R$ 6,00 inteira e R$ 3,00 Meia.
Promovido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), o projeto de formação de ouvintes musicais realiza programações identificadas com o desenvolvimento histórico da música no Brasil. O objetivo é difundir o trabalho de artistas que se dedicam à construção de uma obra de fundamentação artística não-comercial. O Sonora Brasil é um dos maiores projetos em circulação musical do Brasil. Em 2009, ao todo serão 331 concertos, a maioria em cidade distantes dos grandes centros urbanos.
Daniel Wolff é o primeiro doutor em violão do Brasil, formado pela Escuela Universitária de Música de Montevidéu. Agraciado com bolsas de estudo da Capes e CNPq, obteve mestrado e doutorado em música na Manhattan School of Music de Nova York, recebendo o Helen Cohn Award, oferecido ao doutorando de melhor desempenho. Catedrático de violão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, criou o curso de Mestrado em Violão, e é constantemente requisitado para ministrar cursos e máster classes em universidades e festivais de música, nos continentes americano e europeu.
João Pedro Borges é natural de São Luís, no Maranhão, estudou no Rio de Janeiro com o violinista Jodacil Damaceno, com o compositor Ian Guiest, e com o violinista Turíbio Santos, com quem fez cursos de técnica e interpretação. Atuou como solista com a Orquestra de Câmara do Brasil, Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e com a Orquestra de Violões do Rio de Janeiro. Sua carreira internacional é marcada por ministrar cursos, conferências e concertos no continente africano. Realizou turnê pela América do Sul, foi solista no Lincoln Center em Nova York, no recital de música brasileira, e participou do 7º Carrefour Mondial de La Guitarre, como professor e recitalista, na Martinica. No campo discogrático, destacou-se como produtor musical de vários artistas eruditos, tendo recebido o Prêmio Sharp de Música, pelos melhores discos clássicos de l993 e 1995.
(Com informações de Ana Paula Barbosa Gonzaga, orientadora social do Sesc)

Artecapital recebe quatro das nove indicações ao Bahia Recall

Este ano, o Bahia Recall completa 15 anos de reconhecimento à propaganda feita no Estado. E a Artecapital já começou a comemorar a data - das nove indicações ao prêmio no âmbito de Feira de Santana, quatro são para a agência.
É da natureza do criativo alcançar a melhor ideia. É por ela que o profissional de publicidade vai à caça e gasta toda a sua energia, diz o texto de divulgação do Bahia Recall Municípios, que é realizado pela Rede Bahia, reunindo as cinco emissoras que integram o grupo, dentre elas, a TV Subaé.
Para a Artecapital, o reconhecimento implica na valorização do mercado de Feira de Santana. “A boa propaganda precisa essencialmente ser eficiente, garantindo bons resultados ao cliente. Mas se, além disso, merecer o reconhecimento, prova que, de fato, fizemos um trabalho valioso”, avalia André Mascarenhas, diretor de Planejamento e Expansão.
Outras cinco agências também receberam indicação ao Bahia Recall, no âmbito de Feira de Santana. Para saber mais sobre o prêmio, acesse http://www.bahiarecall.com.br/.
(Com informações de Lineia Fernandes)

"Como se nota, o fanfarrão Zelaya decepciona até a imprensa…"

Deu no "Blog Reinaldo Azevedo" a partir de matéria de Fabiano Maisonnave, no jornal "Folha de S. Paulo":

No último domingo, o presidente deposto Manuel Zelaya disse que era necessário dar notícias falsas à imprensa para “despistar os inimigos”. De forma intencional ou não, o fato é que as recorrentes promessas não cumpridas de cruzar a fronteira estão levando centenas de militantes a tomar o caminho de volta a Honduras.“Falta bastante organização, há muitas dificuldades. Muitos chegaram espontaneamente pensando que era agarrar o presidente e levá-lo a Honduras”, disse à Folha a deputada Silvia Ayala (Unificação Democrática, esquerda), que cruzou a fronteira a pé no sábado, mas ontem voltaria, para “organizar a resistência interna”.
Uma das representantes de Zelaya nas fracassadas negociações na Costa Rica, Ayala considera “muito remota” a possibilidade de ele cruzar a fronteira a pé com militantes, como planejado inicialmente.
Uma das principais queixas é a falta de estrutura. No acampamento em Ocotal (25 km da fronteira), não havia duchas disponíveis, e o banheiro tinha apenas cinco sanitários para cerca de 300 pessoas.
Também sobram informações desencontradas - como ilustra o esperado encontro entre Zelaya e sua mulher, Xiomara, anunciado para ontem.
A despeito de ter obtido autorização para deixar Honduras, ela não foi para a Nicarágua. Alegou que a permissão dos militares era uma “armadilha” para expulsá-la do país.
Anteontem à noite, Zelaya reuniu centenas de apoiadores no ginásio de Ocotal, na maior concentração no exílio até agora. Anunciou “educação política” seguida de “educação física” pela manhã aos acampados. Mas nada disso ocorreu.
O coordenador dos alojamentos, Carlos Reina, admite que houve dificuldades para receber os apoiadores e que muitos estão deixando a Nicarágua de volta a Honduras, mas que, em compensação, há vários outros chegando. De fato, dezenas de indígenas hondurenhos atravessaram a pé as montanhas até o país vizinho por causa do bloqueio militar montado a 12 km da linha fronteiriça.

"A Mulher Invisível" de volta

Pela primeira vez este ano, uma semana sem novidade nas telas do Orient Cineplace. Apesar de que a volta ao cartaz nesta sexta-feira, 31, da comédia brasileira "A Mulher Invisível", de Cláudio Torres, possa ser considerado como tal. Foi exibido até 14 de julho e agora retorna.
O filme com Luana Piovani, Selton Mello, Vladimir Brichta, Maria Manoela e Fernanda Torres já foi visto no país, desde que foi lançado, no dia 5 de junho, por 2.071.981 espectadores.
Assim, a nova semana tem "Inimigos Públicos", em segunda semana; "Harry Potter e o Enigma do Príncipe", em terceira semana; e "A Era do Gelo 3", em quarta semana.

Lineia Fernandes no México

Em busca do crescimento profissional e pessoal, a jornalista, radialista e professora Lineia Fernandes (Foto: Divulgação) viaja esta sexta-feira, 31, para a Cidade do México onde vai estudar nos próximos dois anos. Lineia, que nos últimos anos atuou como assessora de Imprensa da Secretaria de Educação, vai fazer Mestrado em Comunicação.
Formada em Letras pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), com especialização em Língua Espanhola e Gestão Escolar, Lineia acumula 17 anos de carreira, período em que atuou nos principais órgãos de comunicação da cidade - na Rádio Subaé, foi estagiária e redatora; no extinto jornal "Feira Hoje", ela foi repórter, editora de Variedades e de Polícia; na TV Subaé, trabalhou como produtora de Jornalismo.
Lineia Fernandes atua ainda como assessora de Comunicação free-lancer e é também a criadora e apresentadora do quadro “Qual É a Boa?”, que vai ao ar semanalmente, nas sextas-feiras, no programa "Acorda Cidade", do radialista Dilton Coutinho, na Rádio Sociedade.
A jornalista manterá o contato com Feira de Santana através do e-mail http://lineiafernandes@hotmail.com ou mesmo pelo MSN.
(Com informações de Rose Leal)

Filmes de Olney São Paulo serão exibidos no tributo ao cineasta

Olney São Paulo (D) com Edgar Moura, na filmagem de "Sob o Ditame de Rude Almajesto: Sinais de Chuva"
Foto: Regina Machado
Falta pouco mais de uma semana para a realização do Tributo a Olney São Paulo, “homenagem póstuma para manter viva na lembrança de Feira de Santana a obra do cineasta”. O evento acontece na sexta-feira, 7 de agosto, às 20 horas, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).
A realização é da Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria de Cultura, Esporte Lazer e da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa, e da Fundação Senhor dos Passos, através do Núcleo de Preservação da Memória Feirense.
O evento póstumo marca os 73 anos de idade que Olney completaria se estivesse vivo. Neste 2009, foi completado o 31º ano de seu falecimento.
Na programação, a participação dos filhos Ilya São Paulo, que é ator - vem do Rio de Janeiro para a homenagem -, e Olney São Paulo Júnior, que é músico - vem de Salvador. Também exposição de fotografias, exibição de filmes do cineasta (os títulos preciosos garimpados são surpresas), painel com Tuna Espinheira (“Trajetória Histórica do Cineasta”); José Umberto, Robinson Roberto e Roque Araújo (“Importância de Olney São Paulo”); e André Setaro (“Olney em Visão Crítica”).
“Em um país que despreza a memória cultural e histórica como o Brasil, onde reina o menosprezo, trata-se de um marco alentador”, considera Carlos Brito, da Fundação Senhor dos Passos.
“O propósito é que não se perca um ícone da memória da cidade e que sua obra seja discutida por especialistas", afirma o jornalista Dimas Oliveira, que coordena o evento. Para ele, o objetivo é “manter viva na lembrança de Feira de Santana a obra de Olney São Paulo”, bem como “o fomento da cultura cinematográfica, através da pesquisa, do estudo, do intercâmbio, bem como da preservação da memória”.
(Com informações da Secretaria de Comunicação Social)

Prefeitura emite Carteira de Trabalho

Convênio foi assinado pelo prefeito Tarcízio Pimenta na tarde de terça-feira
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Feira de Santana vai passar a emitir Carteira de Trabalho, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Com a descentralização do serviço, executado nesta cidade pela Subdelegacia do Trabalho e o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), o Governo Municipal oferecerá mais uma opção para atendimento no município.
Convênio de adesão entre o Governo Municipal e a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego foi assinado pelo prefeito Tarcízio Pimenta e a superintendente do órgão na Bahia, Norma Pereira, na tarde de terça-feira, 28. A solenidade ocorreu na sede do órgão, na Piedade, em Salvador.
Com a iniciativa, o Governo Municipal proporciona mais conforto e agilidade na emissão do documento, imprescindível para quem quer ingressar no mercado formal de trabalho. Com a nova opção de local para emissão da carteira, a Prefeitura contribui para a redução das filas.
O serviço será desenvolvido no Centro de Atendimento ao Feirense (Ceaf), na rua Barão de Cotegipe, centro da cidade. O atendimento é das 8 às 17 horas.
O prefeito Tarcízio Pimenta observa que dois técnicos já foram treinados e estão prontos para iniciar o serviço. “Estamos buscando oferecer serviços de demanda no município, visando facilitar a vida dos feirenses com mais uma opção de atendimento”, ressaltou.
O secretário de Desenvolvimento Social, Maurício Carvalho, ressalta que a parceria entre a Prefeitura e o Ministério do Trabalho resulta em uma melhor oferta do serviço para a população feirense.
(Com informações da Secretaria de Comunicação Social)

Internet gratuita na praça de alimentação

Local passa a integrar o programa Cidade Digital
Os comerciantes e clientes da praça de alimentação Gilson Pereira, no início da avenida Getúlio Vargas, já podem acessar gratuitamente a Internet. O local, frequentado por pessoas de todas as idades, passou a integrar o programa Cidade Digital, implantado pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana.
O serviço já está disponível na praça de alimentação. E algumas pessoas já estão usando o novo sistema. O segurança Nilson Pereira (Foto: ACM/Secom) , 26 anos, tão logo soube do programa Cidade Digital tratou de experimentar o serviço. “Trouxe o notebook para fazer o teste e fiquei entusiasmado. A conexão está ótima, tudo funcionando muito bem”, ressaltou.
Nilson Pereira afirmou, ainda, que pretende visitar com mais freqüência a praça de alimentação, uma vez que o local oferece mais esse serviço à população. “Espero que o programa Cidade Digital passe logo a contemplar o bairro Jardim Cruzeiro. Enquanto isso, irei continuar freqüentando a praça mais vezes”, prometeu.
O novo sistema também agradou os comerciantes instalados próximos à praça. O comerciante Manoel Neto diz que a novidade deve atrair um público mais maduro para o local. “Esta iniciativa do Governo Municipal é um bom atrativo. A opção do lanche será agregada com outra atividade, que é o acesso gratuito à Internet”, pontua.
O comerciante também observou que vai realizar o teste na própria loja, visando economizar com a utilização do serviço gratuito. “Como trabalhamos com envio de arquivos, precisamos de uma conexão veloz. Devemos passar a utilizar o programa Cidade Digital. A economia será grande”, diz Manoel Neto.
(Com informações da Secretaria de Comunicação Social)