Clique na imagem

*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Derrota de Pinheiro se relaciona à má avaliação do governo Wagner

Deu no "Bahia Já", do jornalista Tasso Franco:
O ex-governador Paulo Souto, em seu comentário na Rádio Metrópole, nesta manhã desta terça-feira, 28, atribuiu a derrota de Walter Pinheiro (PT) à prefeito de Salvador, entre outras questões, ao fato de ter recebido o apoio do governador Jaques Wagner, cujo governo tem avaliação de apenas 29% entre ótimo e bom.
Sem dúvida, comentou Souto, este fato contribuiu para a derrota de Pinheiro na medida em que a população, na capital, não vê o governo Wagner com bons olhos, pois, não existem ações administrativas do governo capazes de colocá-lo como um ponto de apoio importante.
O ex-governador disse, ainda, que a postura de Wagner ao receber o resultado das urnas foi extremamente anti-democrática, ameaçando correligionários com uso da caneta e outras adjetivações impróprias ao mundo político baiano.
Souto entende que o PT não passou no seu primeiro grande teste após a vitória de 2006, tanto no interior; quanto na capital e os resultados eleitorais de 2008 mostraram que não existe partido hegemônico na política baiana e uma aliança PT/PCdoB/PSB não vence uma eleição majoritária.
Para o ex-governador, a "história ridícula da panelinha querendo associar a campanha de João com o DEM" não colou porque a população sabe exatamente o que deseja e discerne quem trabalhou e trabalha e quem está apenas governando.

Um comentário:

Anônimo disse...

Concordamos em massa com o ex Gov. Paulo Souto.