*

*

Rede Orient - A partir de quinta-feira, 14

Rede Orient - A partir de quinta-feira, 14
Orient Cineplace Boulevard - 15 - 18 (Dub) - 21 (Leg)

sábado, 31 de maio de 2008

Placa de obra

"Obra e serviços de manutenção neste local". Com a marca do "Governo de Todos Nós", foi colocada esta semana placa da Superintendência de Construções Administrativas do Estado da Bahia (Sucab) na obra - paralisada há um ano e cinco meses - do Teatro e Centro de Convenções, no bairro São João.

Que seja permanente

Iniciada na sexta-feira, 30, e com encerramento neste domingo, 1º de junho, na praça Padre Ovídio, ao lado da Catedral de Santana, a I Feira do Livro, promovida pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) teve um dia muito movimentado neste sábado, 31. Crianças de escolas municipais foram mobilizadas e agitaram o espaço, além de jovens e adultos. Como estudante de Jornalismo da Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (Unef), participei fazendo matéria para a disciplina Oficina de Texto, da professora Lilian Mattos.
Do campus da Uefs para a praça, por exemplo, o deslocamento do Sebo Hale, que o professor Roberval Pereyr, também escritor e poeta, mantém no Módulo II, como ponto de encontro de professores e universitários interessados em literatura.
Na feira, de bobagens em literatura de cordel a clássicos da literatura brasileira e universal, bem como livros de autores feirenses, com preços módicos. Adquiri dois livros: "A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo", de Max Weber, e "Máximas", de Thales Guaracy. Nos estandes, livros como "A Divina Comédia", de Dante Alighieri, "O Enigmático Cavaleiro D. Quixote de La Mancha", de Miguel de Cervantes, "Os Sertões", de Euclides da Cunha, "Grande Sertão: Veredas" e "Sagarana", de João Guimarães Rosa, "Crime e Castigo" e "O Idiota", de Fiódor Dostóievski, "O Príncipe", de Maquiavel, "Os Lusíadas ", de Luís de Camões, "Édipo Rei" e "Antígona", de Sóflocles, "Viva o Povo Brasileiro", de João Ubaldo Ribeiro, "Hamlet", de William Shakespeare, "As Flores do Mal", de Charles Baudelaire, "Casa Grande e Senzala", de Gilberto Freyre, além de títulos de Aristóteles a Jorge Amado.
Assim, uma promoção muito interessante e que tem tudo para ser permanente, como querem o reitor da Uefs José Carlos Barreto e os parceiros da iniciativa. De fato, permanência, regularidade é o que todos desejam num evento como este. Eu mesmo já participei de inúmeras "primeiras" feiras de livro em Feira de Santana.

Com os votos de Colbert Filho e Sérgio Carneiro




Leitô axa ke escrevê errado he u sertu

O leitor Danilo Aguiar comenta (está publicado na postagem "Tá difícil") que o Blog Demais "menospreza a inteligência dos feirenses" pela linguagem incorreta dele e de outros mensageiros que se incomodam com o viés que este meio de comunicação tem. Que contradição. Como pode haver inteligência em pessoas escrevendo tão errado?

Equipe Furacão em Feira


Jornalista Antônio Juliuo Baltazar
Reprodução
A Equipe Furacão de Esportes, de Osasco, comandada por Antônio Julio Baltazar, destacado jornalista, está em Feira de Santana. Veio acompanhar a partida disputada pelo Grêmio Barueri contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro - Série B, que acabou com a vitória da equipe do interior de São Paulo por 1 x 0. O Barueri vem se destacando há algum tempo dentro do futebol paulista. Além de Julio Baltazar nos comentários, a equipe conta com Adriano Zini na narração e Toni Marchetti como repórter.
Revi a equipe na manhã deste sábado, 31, nos estúdios da Rádio Princesa FM.

Na Venezuela chavista é assim

O presidente da Venezuela Hugo Chávez promulgou uma lei que obriga cidadãos comuns, estrangeiros na Venezuela e membros do Judiciário a cooperar com os serviços de inteligência do Estado, sob a ameaça de até seis anos de prisão.
De acordo com a Lei do Sistema Nacional de Inteligência e Contra-Inteligência, são consideradas "órgãos de apoio as pessoas naturais e jurídicas, de direito público e privado, nacionais ou estrangeiras, (...), quando seja solicitada sua cooperação para a obtenção de informação ou de apoio técnico".
O descumprimento será sancionado por uma lei de 2002, que prevê até seis anos de prisão para quem se negar "a atender os requerimentos feitos por organismos do Estado nos assuntos relacionados com a defesa da nação".

Pinóquio

Do jornalista Tasso Franco, no "Bahia Já", sobre João Durval Carneiro:

Interessante a declaração do senador João Durval (PDT) dando conta de que ele e Lula derrubaram Paulo Souto (candidato à reeleição) e Rodolfo Tourinho (candidato ao Senado), em Feira de Santana, nas últimas eleições. Ah! se não fosse a dupla casadinha Wagner+Lula o que seria do candidato Durval. Hoje, é fácil cantar de galo no terreiro alheio.

"Tá difícil"

A "colbertura" de Colbert Martins em seu blog está encerrando suas postagens com o bordão "tá difícil". Realmente, mais do que isso, pois quase toda Feira de Santana considera praticamente impossível sua eleição para prefeito em Feira de Santana, com os votos que ele tem e pode conseguir. Agora não é 15.
Observação: "Colbertura" é nome de informativo do deputado federal e não nenhuma alusão ao apeudetismo dos anônimos simpatizantes do parlamentar, que infestam este Blog Demais de comentários virulentos e mal escritos.

Emendas de Colbert

Na coluna "Sempre Livre", de Cristóvam Aguiar, a nota "Emendas", sobre Colbert Martins Filho:
O deputado Fernando de Fabinho (DEM), colocou cinco emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias, todas para Feira de Santana, nas áreas de urbanização, saneamento, educação, cultura, esporte e lazer. Por sua vez, o deputado Colbert Martins Filho (PMDB), também colocou emendas. Todas para o Governo do Estado. Ou ele não é mais candidato a prefeito de Feira, ou tem certeza de que Tarcízio vai ganhar.

Leitura deve ser correta

O Blog Demais postou duas notas sobre o deputado estadual José Neto (PT) estar afirmando abertamente que vai cruzar os braços na eleição e que seu colega de Assembléia Legislativa Tarcízio Pimenta (DEM) vence no primeiro turno.
O parlamentar não desmentiu nada, mas tem leitores anônimos mandando mensagens para o blog dizendo que estamos mentindo, inventando notícias, e que José Neto não vai apoiar o candidato do prefeito José Ronaldo.
Em momento nenhum o Blog Demais disse que José Neto vai apoiar Tarcízio. Recomenda a leitura correta do que está escrito com clareza. Conta sobre sua atitude em relação ao partido e à eleição.

Socorro Pitombo é comendadora


Entrega da Comenda Maria Quitéria à jornalista Socorro Pitombo
Vicen Ferreres/Ascom


Quem foi - eu fui - à Câmara Municipal de Feira de Santana na noite de quinta-feira, 29, teve a oportunidade de conhecer uma parte considerável da história do jornalismo feirense, através do discurso da jornalista Maria do Socorro Pitombo Cristo, que foi contemplada com a Comenda Maria Quitéria. A concorrida solenidade de entrega de uma das mais significativas honrarias concedidas pelo Poder Legislativo, conduzida pelo presidente Antônio Carlos Passos Ataíde, foi marcada por muita emoção.
“Sou apenas uma cidadã do mundo, uma mulher que trabalha com determinação, coragem, dignidade e paixão. Nada mais”, afirmou Socorro Pitombo, ao agradecer, “comovida, e com muita humildade”, conforme frisou, a honraria recebida. “Sinto-me duplamente honrada com esta comenda que traz o nome de uma mulher: Maria Quitéria de Jesus Medeiros. Batalhadora, valente, heroína, como, aliás, são todas as mulheres, cada uma a seu tempo e a sua maneira”, enfatizou.
O discurso da homenageada foi além dos agradecimentos. Ela discorreu sobre a sua trajetória no jornalismo em Feira de Santana, os avanços da profissão e a responsabilidade de ser profissional de comunicação. Afirmando ter orgulho da “geração que quis mudar o mundo”, Socorro Pitombo lembrou a efervescência cultural que marcou o ano de 1968 em todo o mundo, representada, sobretudo, por movimentos estudantis e musicais.
Para os jovens jornalistas Socorro Pitombo deixou um recado, do alto de uma experiência de quase quatro décadas: “Para aprender a escrever é preciso ler muito”. E lembrando a escritora espanhola Rosa Montero, ela afirmou que “deixar de escrever pode ser a loucura, o caos, o sofrimento. Mas deixar de ler é a morte instantânea”. Ela destacou ainda a atuação da mulher na área e disse que a receita para ser um bom profissional é, acima de tudo, amar o que faz.
O vereador Getúlio Barbosa, que dividiu com Genésio Serafim a autoria do projeto, falou da experiência profissional de Socorro Pitombo, marcada pela competência, seriedade e responsabilidade, e destacou os laços afetivos com a homenageada e sua família. O próprio vereador Getúlio Barbosa entregou a comenda a Socorro Pitombo que recebeu cópia do decreto do vereador José de Arimatéia e flores da secretária da Educação, Ana Rita Almeida Neves, que representou o prefeito José Ronaldo de Carvalho na solenidade. A homenageada esteve acompanhada dos filhos Raphael Pitombo, que fez parte da mesa, Lara e Renata. Familiares e amigos da jornalista, principalmente colegas de profissão, lotaram o plenário e a galeria da Casa.

"Envolvimento na política não é para padres e religiosos"

A Igreja Católica tem posição contrária em relação a candidaturas de seus clérigos em cargos eletivos. Veta, inclusive, o engajamento de membros da igreja no pleito, através da participação em comícios ou em outras manifestações.
Em Feira de Santana, sabe-se da pré-candidatura pelo PMDB do Frei Cau, da Ordem dos Frades Capuchinhos, que não está diretamente ligada à Arquidiocese Metropolitana, mas que segue as recomendações do Código Canônico de que religiosos não podem ser candidatos. O frei será suspenso do “uso da ordem”. A suspensão implica na proibição de celebrar missas, por exemplo. Em caso de ser eleito, serão quatro anos de suspensão.
Para o arcebispo metropolitano dom Itamar Vian, "envolvimento na política é para cristão leigo, não para padres e religiosos".
O que diz o Código do Direiro Canônico
A matéria que rege a questão se encontra no Código de Direito Canônico, de 1983, especificamente nos cânones 285, parágrafo 3º e 287, parágrafos 1º e 2º.
A) O cânon 285 diz no §1º : “Os clérigos se abstenham de tudo aquilo que é inconveniente ao próprio estado, segundo as disposições do direito particular”.
§ 2º- Evitem aquilo que, mesmo não sendo indecoroso, é alheio ao estado clerical.
§ 3º- Os clérigos são proibidos de assumir cargos públicos, que implicam participação no exercício do poder civil.
§ 4 º - Sem a licença do Ordinário próprio não se incumbam da administração de bens pertencentes a leigos, nem exerçam ofícios seculares que implicam obrigação de prestar contas.
B) O cânon 287 diz: §1º “Os clérigos sempre favoreçam de modo máximo a manutenção entre os homens da paz e da concórdia fundada na justiça“.
§ 2º “Os clérigos não tenham parte ativa nos partidos políticos e na direção de associações sindicais, a não ser que a juízo da competente autoridade eclesiástica, o exijam a defesa dos direitos da Igreja ou a promoção do bem comum”.

Em torno do primeiro turno

Enquanto o deputado estadual José Neto (PT) tem dito abertamente que vai cruzar os braços na eleição municipal e que seu colega de Assembléia Legislativa Tarcízio Pimenta (DEM) vai ganhar no primeiro turno, o deputado federal Sérgio Carneiro, que é o candidato petista à sucessão do prefeito José Ronaldo (DEM), estaria espalhando que seu colega de Câmara dos Deputados Colbert Martins Filho (PMDB) vai desistir da candidatura para apoiá-lo. Não se fala de outra coisa nos bastidores políticos.
Tudo girando em torno da eleição ser decidida em primeiro turno.

Tarcízio diz que "Feira não pode regredir"

"Feira de Santana não pode regredir, precisa de seqüência administrativa". A afirmação incisiva do deputado estadual Tarcízio Pimenta, candidato do prefeito José Ronaldo de Carvalho, foi dada na manhã deste sábado, 31, no programa "Bom Dia, Feira", ancorado por Dilson Barbosa, na Rádio Princesa FM.
Tarcízio tem colocado reiteradamente que sua eleição representa o terceiro mandato de José Ronaldo. "Vou continuar seguindo os passos do governo José Ronaldo, pois essa é a preocupação do povo, é o que povo quer", declarou.
Para ele, Feira de Santana é "uma ilha de excelência administrativa na Bahia, com reflexos nacionais".


Mais uma postergação de obra de governo

"Duplicação do Anel do Contorno será licitada em novembro", diz nota do boletim semanal do deputado federal Sérgio Barradas Carneiro, edição desta sexta-feira, 30:
A nota dá conta que o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento disse na manhã de quinta-feira, 29, ao senador João Durval (PDT-BA) que a licitação das obras de duplicação do Anel de Contorno de Feira de Santana está prevista para o mês de novembro deste ano. "Ele confirmou que estão em fase de conclusão os estudos que vão assegurar a concessão para reforma da BR-324 (Salvador - Feira de Santana) e a duplicação da BR-116 até a divisa com Minas Gerais, na qual está incluída a duplicação do Anel de Contorno".
A matéria diz mais que João Durval é o pai da obra. "O ministro Alfredo Nascimento fez questão de dizer ao senador que a duplicação do Anel de Contorno só foi incluída 'nessa licitação a seu pedido. O senhor esteve aqui comigo e, a partir daí, imediatamente passamos aos estudos que nos possibilitaram colocar a duplicação do Anel no projeto'".
Feira de Santana está ficando cansada com esta notícia, que todo dia tem um dado novo, que é a alteração da data, agora, em novembro. Pelo menos, não poderá ser usada na campanha como realização sob pena de ser desmoralizada.
Sérgio comemora, João Durval solta foguetes, mas o certo é que a obra do Anel do Contono está empacada.
Se ao menos fosse iniciada em junho, julho, agosto ou setembro...

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Contribuição do Distrito 4390 à Fundação Rotária pode chegar a 100 mil dólares

Um dos momentos mais significativos da noite de abertura da XVI Conferência do Distrito 4390, em 1º de maio, no Centro de Cultura Amélio Amorim, foi a entrega de títulos Companheiro Paul Harris. Companheiro Paul Harris é o rotariano ou não que contribui, ou em nome do qual contribuíram com 1 mil dólares para a Fundação Rotária.
Em sua fala na XV Conferência, em Aracaju, em 22 de abril do ano passado, o governador 2007-2008 Germínio Orlando Braga fez o desafio de contribuir com 50 mil dólares pra a Fundação Rotária. Quando tomou posse, em Feira de Santana, em 6 de julho passado, ele ratificou o desafio em seu discurso. Lembrar que antes, quando foi indicado governador, Orlando Braga se comprometeu com o Rotary em contribuir com 20 mil dólares.
Visivelmente emocionado, o governador anunciou a contribuição de 84.167,81 dólares para a Fundação Rotária, com a aquisição de 84 títulos Companheiro Paul Harris, dos quais foram entregues 58 - sendo 15 “primeira safira”, uma “segunda safira”, uma “terceira safira” e uma “quarta safira”, a do próprio governador, título que ele conferiu ao prefeito José Ronaldo de Carvalho. O dado representa mais de três vezes a contribuição anterior do Distrito.
“O desafio foi levado a sério. Conseguimos o importante resultado graças ao comprometimento pela causa rotária de governadores assistentes, presidentes de clubes e companheiros de todo o Distrito”, comemorou o governador, com um largo sorriso de satisfação.
Sobre o título conferido ao prefeito, Orlando Braga disse: “Com muita honra e alegria que entrego esta honraria para José Ronaldo, por tudo que tem feito e pelo que vai fazer pelo Rotary”. E recomendou: “Peço que sempre que possível ostente-o na lapela”.
Passada a Conferência, mais contribuições para a Fundação Rotária deve ser concretizada neste ano rotário. Rotarianos têm procurado a Governadoria para adquirir o título Companheiro Paul Harris. Pode-se chegar ao montante de 100 mil dólares. O Distrito 4390 conta até 1º de maio com 425 rotarianos com o título Companheiro Paul Harris.

Erro de informação se espalha

No jornal "Feira Hoje" (www.feirahoje.com.br) está com data desta sexta-feira, 30, a "reprodução da entrevista editada e enviada pela assessoria do deputado federal Sérgio Carneiro (PT)" sobre o "empresário e prefeito de Ipiaú José Mendonça", na qual ele critica o deputado estadual Tarcízio Pimenta (DEM), candidato a prefeito de Feira de Santana.
Ainda nesta sexta, o site "Bahia Notícias" (www.samuelcelestino.com), com "as informações são do site do jornal Feira Hoje)" postou a nota "Prefeito de Ipiaú declara apoio a candidato petista em Feira":
O prefeito de Ipiaú, José Mendonça (PP) declarou na manhã desta sexta-feira (30) em entrevista à Rádio Sociedade de Feira de Santana apoio ao candidato Sérgio Carneiro (PT) à prefeitura da cidade. Durante a entrevista, Mendonça se ocupou bastante de criticar o candidato democrata Tarcízio Pimenta, de quem já foi aliado no passado. “Feirenses, eu morro de amor e paixão por Feira e vou estar com vocês. O feirense não vai eleger o Tarcízio Pimenta, pois pelo que conheço dele, será um intervalo de decadência”, provocou. Mendonça afirmou também que participará do segundo turno das eleições feirenses apoiando Carneiro no palanque".
O jornalista Samuel Celestino acreditou nas informações e repete erro do texto original: José Mendonça não é mais prefeito de Ipiaú, pois renunciou ao cargo - para ser candidato a vereador. Tem mais: a declaração foi dada na quarta-feira, 28, e não nesta sexta-feira.

De volta ao passado

O ministro Geddel Vieira Lima tem candidato a prefeito de Feira de Santana na eleição deste ano.
Não é a primeira vez que o líder do PMDB interfere na política local. Em 2000, ele tentou eleger o então prefeito Clailton Mascarenhas. O resultado foi pífio: 8.841 votos (4,30%), em terceiro lugar, na frente do candidato do PCO, que teve apenas 979 votos (0,48%).

Políticos de fora

Tirando quatro minguados vereadores presentes, nenhum político esteve na sessão solene da Câmara Municipal, que concedeu a Comanda Maria Quitéria para a jornalista Socorro Pitombo, na noite de quinta-feira, 29.

Timbaúba lança "Rede na Varanda"


Pernambucano radicado em Feira de Santana, Timbaúba tem quatro discos de vinil gravados e agora lança seu quarto CD, "Rede na Varanda", com todas as músicas de sua autoria e com a participação especial de Ton Ton Flores (na música "Cor das Águas") e Carlinhos Marques (em "Na Beira da Lagoa".
"Rede na Varanda" é recheado do melhor da música nordestina: xote, baião, chula, xaxado, "mostrando minha forte influência com o 'Rei do Baião' Luiz Gonzaga e com o grande Jackson do Pandeiro", conta Timbaúba.
Durante os próximos festejos juninos, ele se apresentará em várias cidades, a exemplo de Alagoinhas, Inhambupe e no balneário de Caldas do Jorro, em Tucano.
A Rádio Educadora FM apresentará dois programas com Timbaúba: no dia 12 de junho, no "Especial" das 6 às 18 horas; e no dia 19 do próximo mês, no programa "Outros Baianos", com entrevista com o apresentados Tom Tavares, que é maestro, e comentários sobre "Rede na Varanda".
"Lama na Ladeira", "Sem Você Aqui", "Saudade Doida", "Procurando um Rio", "Luz de Vela", "O Verde e a Serra", "Noite de São João", "Chave dos Segredos", são as demais músicas do CD, além da que titula o trabalho, que tem texto de apresentação de Jorge Portugal.
Timbaúba tem músicas gravadas por Zezé Motta, Gilton Della Cella, Cristina Amaral, Trio Elétrico Novos Bárbaros e Banda Gente Brasileira, entre outros. Ele tem participação nos discos "Bahia de Todos os Forrós", gravado por dez forrozeiros da Bahia, entre os quais Hugo Luna, Quininho de Valente e Wilson Aragão.

Efeito dominó

Está em cartaz no Multiplex do Iguatemi a partir desta sexta-feira, 30, o filme "Efeito Dominó".

Mas, na política feirense, o efeito dominó está ocorrendo desde que o ex-colberzista Cláudio Soares debandou das hostes do candidato do ministro Geddel Vieira Lima. Pelo menos, uma lotação de Kombi (como menosprezou o ex-vereador Liomar Ferreira) repetiu o mesmo gesto (entre outros, os nomes de Agnela Figueiredo, Carlos Pinho, Franci Barbosa, professora Lucinha, Nelita Gomes e Uai).
Dizem que o efeito vai continuar em cartaz até as eleições.

Filmes em cartaz




Período de 30 de maio a 6 de junho

LANÇAMENTO NACIONAL
AS CRÔNICAS DE NÁRNIA: PRÍNCIPE CASPIAN
(The Chronicles of Narnia: Prince Caspian), de Andrew Adamson, 2008. Com Georgie Henley, Skandar Keynes, William Moseley, Anna Popplewell e Ben Barnes. Aventura. Os quatro irmãos estão de volta ao longínquo e maravilhoso reino de Nárnia e descobrem um novo e intrigante personagem: o herdeiro legítimo do trono, o jovem Príncipe Caspian, que foi forçado a ficar escondido. Classificação indicativa: 12 anos. Duração: 144 minutos. Horários: 15h10, 18h05 e 21 horas. Sala 4 (264 lugares).
LANÇAMENTO
EFEITO DOMINÓ
(The Bank Job), de Roger Donaldson, 2008. Com Jason Statham, Saffron Burrows e Stephen Campbell. Thriller. O maior assalto a banco acontecido em Londres, nos anos 70, é reconstituído. Até hoje, nenhum dos assaltantes foi preso e o dinheiro não foi recuperado. Classificação indicativa: 16 anos. Duração: 110 minutos. Horários: 13h50 (somente neste sábado e no domingo), 16h10, 18h25 e 20h45. Sala 3 (167 lugares).
CONTINUAÇÕES
INDIANA JONES NO REINO DA CAVEIRA DE CRISTAL (Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull), de Steven Spielberg, 2008. Com Harrison Ford, Shia LeBeouf, Cate Blanchett e Karen Allen. Ação e aventura. Ameaçado de demissão, Indiana Jones aceita o desafio proposto por um jovem rebelde e parte atrás de um artefato, a caveira de cristal de Akator, procurado também por agentes soviéticos. Cópia dublada. Em segunda semana. Classificação: 10 anos. Duração: 125 minutos. Horários: 13h30 (neste sábado e no domingo), 16 horas, 18h35 e 21h10. Sala 1 (243 lugares).
TREINANDO O PAPAI (The Game Plan), de Andy Fickman, 2007. Com Dwayne Johnson, Kyra Sedgwick e Madison Pettis. Comédia. Jogador de beisebol gosta de aproveitar a fama e riqueza que possui até que descobre repentinamente que tem uma filha de sete anos, que passa a morar com ele. Em segunda semana. Classificação indicativa: Livre. Duração: 108 minutos. Horários: 16h30 e 21h20. Sala 2 (160 lugares).
HOMEM DE FERRO (Iron Man), de Jon Favreau, 2008. Com Robert Downey Jr., Gwyneth Paltrow e Jeff Bridges. Ação e aventura. Herdeiro bilionário de uma indústria de armas é feito prisioneiro no Afeganistão. Ele tem um plano para fugir, depois que cria uma armadura. Em quinta semana. Classificação indicativa: 10 anos. Duração: 126 minutos. Horários: 14 horas (neste sábado e no domingo) e 18h45. Sala 2.

ENDEREÇO E TELEFONES
Orient Cineplace - Shopping Iguatemi, telefax 3225-3056 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.

Quem ganha a eleição

Da mesma maneira que o Blog Demais recebeu informações, de várias fontes, que o deputado estadual José Neto não vai mover uma palha pela candidatura do deputado federal Sérgio Carneiro à Prefeitura de Feira de Santana, conforme postagem na quinta-feira, 28, o parlamentar petista estaria afirmando abertamente que seu colega de Assembléia Legislativa Tarcízio Pimenta (DEM) ganha a eleição de Feira de Santana no primeiro turno

O segredo de Demais

O Blog da Feira postou na quarta-feira, 28, a nota "Dem-ais":
O Blog Demais reagiu à uma nota da coluna do Blog de Colbert e disse que estava sendo futucado. Vem troco.
O jornalista Jânio Rego decobriu meu segredo: ter Democratas no codinome.

Tarcízio Pimenta tem apoio de mais dois partidos

Aliança com PRP e PT do B vinha sendo costurada através de várias reuniões

Está aumentando o leque de alianças políticas articuladas pelo prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, presidente regional do Democratas, em torno do pré-candidato à sua sucessão, o deputado estadual Tarcízio Pimenta.
O PRP e o PT do B fecharam acordo com Tarcízio Pimenta, no início da noite de quinta-feira, 29, no Feira Palace Hotel. O acerto político entre as duas agremiações e o DEM vinha sendo costurado através de vários encontros e reuniões com as lideranças partidárias, sendo muito comemorado por Tarcízio.
Coordenado por José Ronaldo, o encontro foi prestigiado pelos presidentes do PT do B, Dilma Gramacho, e Jorge Aleluia, do PRP. O presidente regional do PT do B, radialista Carlos Geilson, vereadores e várias lideranças partidárias estiveram presentes na formalização do apoio.
O pré-candidato democrata disse que estes dois novos apoios "têm um sabor especial porque nos custou muito trabalho para que fossem concretizados", disse Pimenta.
(Com informações do jornalista Jorge Magalhães, da Assessoria de Comunicação de Tarcízio Pimenta)

Fernando de Fabinho faz emendas beneficiando Feira de Santana

O vice-líder do Democratas na Câmara, deputado federal Fernando de Fabinho, colocou cinco emendas a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), todas para Feira de Santana, nas áreas de urbanização, saneamento, educação, cultura, esporte e lazer. O deputado quer a construção de um complexo poliesportivo completo, para facilitar o acesso da população de baixa renda à iniciação nos esportes. Apoio à implementação do sistema de esgotamento sanitário, pavimentação de ruas e avenidas na cidade.
Fernando de Fabinho também colocou emenda para que seja realizado projeto de investimento em Pedra do Cavalo, dentro do programa de Desenvolvimento Sustentável da Pesca, fomentando atividades pesqueiras e de aqüicultura, visando emprego e renda para a população.
Na área de Educação, Fernando de Fabinho colocou emenda para construção da Universidade Federal de Feira de Santana. O deputado vem lutando pela implantação de uma universidade federal no município desde que assumiu uma cadeira no Congresso Nacional, em 2002. Tentou trazer um campus avançado da Universidade Federal do Recôncavo, quando da sua implantação, mas, teve sua emenda vetada. A época ele afirmou que não ia desistir. Que sua luta iria continuar enquanto se mantiver na Câmara Federal. Assim, ele colocou esta emenda à LDO, dentro do programa Brasil Universitário.
(Com informações da jornalista Maura Sérgia, da Assessoria de Comunicação do parlamentar)

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Sucessão em Feira comentada pelo "Bahia Já"

Está no "Bahia Já", do jornalista Tasso Franco:
Obra de engenharia das mais complicadas envolve a família Carneiro e as sucessões em Feira de Santana e Salvador. João Durval, pai de ambos, diz que elege os dois. Ocorre que Sérgio Carneiro é do PT e João Henrique do PMDB. Em tese, Sérgio teria o apoio do governador Wagner, do seu partido; e João Henrique, de Geddel Vieira Lima, do seu partido.
Em Feira, Geddel e o PMDB têm como candidato Colbert Martins Filho. João Durval organizou uma estratégia de isolar Colbert e polarizar a eleição com Tarcízio Pimenta. Só assím, avaliam seus marketeiros, é possível levar Sérgio para o segundo turno. Por conseguinte, ter o apoio de Colbert+Wagner+Lula no segundo turno e derrotar Tarcízio+Zé Ronaldo.
Tem até sentido. Entre Salvador e Feira, o PMDB certamente vai querer priorizar Salvador. Mas, quem conhece Geddel sabe que ele quer levar para sua sacola política, visando 2010, Feira e Salvador. A questão fica mais complicada, ainda, quando se observa que, uma vitória de Sérgio Carneiro, em Feira, não é do PT e sim de João Durval; e uma vitória de Colbert, também em Feira, é uma vitória de Geddel. E agora?
No caso de Salvador, a mesma equação: vitória de João, vitória de Geddel; vitória de Pinheiro, vitória de Wagner. Não tem escapatória. Daí que o governador tem quem suar a camisa para colocar Pinheiro no segundo turno. Em consequência, volta a central de boatos, o PR e o PP, de fato, podem ficar com secretarias de Estado. Que tal trocar a Agricultura, de Geraldo Simões, pela Ciência e Tecnologia, de Ildes Ferreira. Opá! Ildes é ligado a Colbert.

Governo quer ir ao Guiness ao construir e reformar 235 casas ao dia

Está no site "Bahia Já", do jornalista Tasso Franco:
O governo Wagner está com uma proposta para o segmento habitação bastante ambiciosa. Pretende, segundo dados fornecidos pela Agecom, construir 100 mil casas novas na Bahia e melhorar as condições de mais 100 mil habitações. Como só faltam 850 dias para o término do seu governo, em dezembro de 2010, obviamente sem considerar a possibilidade de uma reeleição, isso significa, uma performance construtiva na base de 235 unidades por dia, ou algo em torno de 7.000 ao mês.
Também levando-se em consideração projetos, liberação de recursos, chuvas, compra de materiais, dias santos, domingos e feriados o governo teria que fazer algo em torno de 10.000 casas e remodelações ao mês, com indicativos apenas dos dias úteis. É uma tarefa, realmente, fantástica. Pode ser, também, que o governador Wagner esteja mirando um segundo mandato, até 2014, aí a coisa melhora.
Obras, como se sabem, tem muitos percalços. Veja o caso do Estádio de Pituaçu cuja estimativa era para início de julho e já foi adiado para setembro. E, o caso mais emblemático é do nosso queridíssimo Metrosal, o Metrô de Salvador, que vai completar 10 anos em construção. Isso pra fazer apenas 4 km. O metrô de Madrid avança 4 km ao ano. Ou seja, nesse período já andou 40 km.

Cristovão Bastos ganha Prêmio Tim de Música 2008 como Melhor Arranjador


Cristovão Bastos ganha premiação como Melhor Arranjador
Reprodução

O músico Cristovão Bastos ganhou na noite de quarta-feira, 28, o Prêmio Tim de Música 2008 -sexta edição - na categoria Melhor Arranjador (pelo trabalho no disco "Acústico MTV", de Paulinho da Viola). A cerimônia de entrega do prêmio foi no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Na postagem "Indicado ao Prêmio Tim de Música 2008 tem a ver com Feira de Santana", na terça-feira, 27, o Blog Demais informou do vínculo familiar do compositor, pianista e arranjador, que é respeitado e admirado por grande parte da música brasileira. Nesta cidade moram seus filhos Cristovão e Bernardo. A mãe deles, Ludimila de Oliveira, produtora cultural e estudante do curso de Jornalismo da Unidade de Ensino Superior (Unef), é feirense.

De braços cruzados




O Blog Demais recebeu informações, de várias fontes, que o deputado estadual José Neto não vai mover uma palha pela candidatura do deputado federal Sérgio Carneiro à Prefeitura de Feira de Santana. As feridas abertas nas prévias do PT ainda não foram cicatrizadas. O próprio parlamentar tem dito que ficará literalmente de braços cruzados, assistindo de camarote.











Informação errada do jornal "A Tarde"

Na matéria "Câmara recria 7 mil vagas para vereadores", na edição do jornal "A Tarde" desta quinta-feira, 29, no quadro "Mudança", Feira de Santana é dada com a população de 519,2 mil habitantes, e como fonte o IBGE.
Só que a população de Feira de Santana, segundo dados da Contagem de 2007 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 571.997 habitantes. Os dados foram divulgados em 5 de outubro do ano passado (em 1º de julho de 2006, a população deste município era de 535.820 pessoas).

Tarcízio diz que José Mendonça tem surto de amnésia

O empresário José Mendonça, ex-prefeito de Ipiaú, disse na quarta-feira, 28, no programa "Linha Direta", na Rádio Sociedade", que eleger o deputado estadual Tarcízio Pimenta como prefeito de Feira de Santana "vai representar uma decadência para a cidade". Disse mais que virá para a cidade "se houver segundo turno na eleição com o propósito de trabalhar contra o candidato do prefeito José Ronaldo de Carvalho".
A Assessoria de Comunicação de Tarcízio Pimenta divulgou na noite da quarta a nota que se segue:
Não foi surpresa nenhuma para o deputado Tarcízio Pimenta (DEM), pré-candidato à Prefeitura de Feira de Santana, o mais recente surto de amnésia que foi acometido o empresário José Mendonça, que se aproveitando de espaço no meio radiofônico da cidade, injustificadamente tentou, inutilmente, ferir a sua imagem, cobrando do parlamentar um imaginário compromisso só existente na mente fantasiosa do empresário.
Tarcízio Pimenta, que desafia Mendonça a apresentar qualquer acordo assinado por ele para retribuir-lhe politicamente o apoio que recebera espontaneamente do empresário em sua primeira campanha para prefeito, afirma que após perder a eleição passou a apoiar, no segundo turno, o candidato Josué Mello, o mesmo candidato do então deputado estadual José Ronaldo de Carvalho.
''Estava no exercício do meu primeiro mandato como deputado estadual, e o meu compromisso sempre foi com Feira de Santana. Portanto não tinha como fazer nenhum trato com José Mendonça, até porque ele nunca me exigiu nenhuma contrapartida pelo apoio ao nosso nome", rebate Tarcízio.
Aliás, à guisa de esclarecimento, o empresário José Mendonça deixou de ser prefeito de Ipiaú no dia 27 de abril deste ano, quando passou o cargo para a sua fidelíssima secretária Sandra Lemos, pessoa que há décadas priva da sua inteira e irrestrita confiança, que ao assumir a titularidade do cargo passou a ser também a primeira mulher a governar o município.
Um fato na posse da ex-secretária particular de José Mendonça como prefeita de Ipiaú revela, de forma inequívoca, o caráter desagregador, desumano, antidemocrático e ditatorial desta personalidade multifacetada que perambula pela política baiana.
Leiam, abaixo, o desabafo do presidente da Câmara de Ipiaú, Amadeu Lima de Oliveira, aliado político durante sete anos de José Mendonça, publicado no blog
www.gazetaipiau.com.br, no dia 28 de abril, quando da posse de Sandra Lemos na Câmara Municipal, e tirem as suas conclusões.
"Visivelmente constrangido, Amadeu declarou que o prefeito José Mendonça foi egoísta ao não citar a participação do Legislativo nas obras inauguradas. A Câmara procurou fazer uma parceria com o Poder Executivo, procurando ajudar, no possível, o desenvolvimento do município", disse, prosseguindo: "Entretanto, observamos que para inaugurar escola, como essa que foi inaugurada hoje, (o Poder Executivo) dependia da Câmara para a aprovação do terreno. Para se construir o cemitério houve a necessidade da Câmara aprovar aquele terreno, para o Parque da Cidade também. Nós observamos que, apesar desta parceira, o Poder Executivo, durante todo esse tempo, toda vez que inaugurou uma obra, o nome da Câmara nunca foi citado. Em todas as obras realizadas (em seu discurso, o prefeito), fala em tudo, menos no nome da Câmara".
Amadeu também falou da burocracia e da rigidez do Poder Executivo nas solicitações dos vereadores, tomando como exemplo o caso de uma vendedora de sorvetes, impedida pelo prefeito de tocar o seu comércio formal. Para justificar os apelos dos vereadores, o gestor alegou obediência à lei e manteve a sua decisão de impedir o comércio "clandestino". Diante disso, o presidente do Legislativo Municipal advertiu a nova prefeita, lembrando mais uma vez: "a parceria (do Legislativo com o Executivo) foi quebrada, Sandra Lemos, e nós gostaríamos que vossa excelência, a partir de agora, tivesse realmente uma parceria com a Câmara".

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Logomarca


Charge originalmente publicada no site "Mídia Dem Máscara" (www.midiasemmascara.com.br).

Seminário sobre "Energias Renováveis" na FTC

O colegiado de engenharia ambiental da FTC de Feira de Santana promove entre os dias 2 e 7 de junho, o VI Seminário do Meio Ambiente. A palestra inaugural com o professor doutor Salvador Ghelfi Raza, assessor técnico do Pentágono acontece às 19h30, no Centro de Cultura Amélio Amorim, com entrada franca. Salvador Raza vai falar sobre “Energias Renováveis: Oportunidades & Desafios no Brasil e no Mundo”.
Ele é professor adjunto da National Defense University dos Estados Unidos, diretor do Centro de Tecnologia, Relações Internacionais e Segurança (Cetris), professor na pós-graduação da Unicamp e pesquisador sênior da USP (Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais - Nupri).
O evento conta com o patrocínio da Mineração Fazenda Brasileiro, Química Geral do Nordeste, Transportes São Geraldo e RC Carvalho. Inclui, entre outras atividades no campus da FTC, palestras, mini-cursos, visitas técnicas, além da caminhada ecológica até o canyon do Rio Subaé. O seminário tem o apoio da Associação Brasileira de Engenheiros Ambientais, Prefeitura Municipal, Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), Schincariol e JMA Gráfica. Informações adicionais no site: http://engenhariaftcfsa.wordpress.com ou pelo telefone 3602-7042.
(Com informações de Socorro Pitombo, da Assessoria de Comunicação FTC/FSA)

89 mil mais uma

O Blog Demais chega a 89.001 visitas com esta. Tem coragem de mostrar este dado.

Protestos na Câmara contra tributos


Na Câmara dos Deputados, parlamentares da oposição exibiram cartazes, como este na ilustração (reprodução), para protestar contra a criação de novo imposto, para substituir a CPMF.

Dengue entra de sola na Bahia

O próprio secretário Jorge Solla, da Saúde, foi quem admitiu que existe epidemia de dengue na Bahia. Ele informou o número de 26.374 ocorrências até a segunda semana de maio. Aconteceram 899 casos em sete dias. Na primeira semana de maio eram 25.475 casos confirmados no Estado. Os dados foram fornecidos pelo secretário em audiência na Comissão de Saúde da Assembléia Legislativa.
Mas a imagem negativa da Saúde junto à opinião pública tem um culpado segundo Jorge Solla: a imprensa, que insiste em divulgar os fatos. Os jornalistas também devem ser culpados pela Controladoria Geral da União apontar uma série de irregularidades em 2007 nos procedimentos da Secretaria da Saúde, segundo relatório da instituição.

Feira do Livro tem presença da Unef

Estudantes da instituição vão pôr em prática as teorias desenvolvidas em sala de aula e mostrar a qualidade de ensino da Unef para a sociedade

Os estudantes dos cursos de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo e Publicidade e Propaganda, e de Administração da Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (Unef), vão desenvolver diversas atividades durante a I Feira do Livro, como cobertura jornalística, divulgação e administração do estande da instituição no evento.
Na Feira do Livro, que ocorre entre sexta-feira, 30, e domingo, 1º de junho, os alunos da instituição vão desenvolver matérias para o Blog (www.jornalentrelivros.blogspot.com), um jornal impresso diário para os três dias do evento, divulgação do vestibular 2008.2 da Unef, cobertura pelo programa de rádio "Realidade", além de fornecer textos jornalísticos (relises) para os veículos de comunicação da cidade e controle do estande.
As equipes serão dispostas por rodízio durante os turnos da manhã e tarde. Cerca de 60 alunos estão escalados em equipes como Jornalismo Impresso/Digital, Radiojornalismo, Apoio, Recepção, Divulgação e Produção Gráfica. As produções são de responsabilidade de cada integrante das equipes.
Quem faz o quê?
A equipe de Jornalismo Impresso/Digital vai produzir textos de variados gêneros jornalísticos para o jornal "Entrelivros", que será veiculado durante a feira e para o "Blog Entrelivros".
A equipe de Radiojornalismo vai produzir matérias radiofônicas para veiculação no programa de rádio da Unef, "Realidade" (sábado, das 13 às 14 horas na Rádio Sociedade), além do link ao vivo no programa deste sábado, 31.
A equipe de Divulgação mostra para a comunidade a abertura do processo seletivo 2008.2 da Unef e a também vai promover o estande da instituição.
Para mostrar a qualidade de ensino da Unef, a equipe de Recepção vai ser responsável pelas informações sobre a participação da unidade na Feira do Livro, mostrar a sua trajetória no campo educacional, expôr o estande e divulgar o vestibular 2008.2.
O leiaute dos informativos ficam por conta da equipe de Produção Gráfica e a equipe de Apoio será o suporte para todas as equipes anteriores.
(Com informações do estagiário da Ascom Diego Barros, estudante de Jornalismo da Unef)

Unifacs em Feira de Santana


Campus Feira de Santana da Unifacs
Divulgação
Com uma excelente infra-estrutura de quatro andares, biblioteca com salas para estudos em grupo, dois laboratórios de informática, 21 salas de aula, três auditórios e uma ampla área de convivência, a Universidade Salvador (Unifacs) Campus Feira de Santana está finalizando o semestre 2008.1 e inicia a todo vapor as suas atividades de pós-graduação.
Com a campanha “A Disputa do Mercado Agora É Por Você", o Campus Feira lança os cursos de Master in Business Administration (MBA) em: Administração Estratégica, classificado como o 9º melhor do Brasil; Gestão de Recursos Humanos, classificado como o 4º melhor do Brasil; Marketing, classificado como o 5º melhor do Brasil; e Logística Empresarial.
Em 2007, a Unifacs foi eleita a melhor escola de negócios do Nordeste pela oitava edição do "Guia Você S/A - Os Melhores MBAs do Brasil". A pesquisa feita pela ACNielsen, líder global em pesquisa de mercado, consultou 5.082 pessoas, entre diretores de RH, ex-alunos, professores e coordenadores de MBA de 210 cursos de 60 instituições. Entre os itens avaliados, estão conteúdo dos programas, corpo docente, infra-estrutura, reconhecimento no mercado, parceiros internacionais, métodos de avaliação, networking, impacto na carreira, entre outros.
Estes cursos possuem alta relevância para a formação de profissionais que atuam, ou pretendem atuar, nas diversas áreas das organizações públicas, privadas e organizações não governamentais. Os cursos oferecidos em Feira de Santana são os mesmos oferecidos em Salvador, possuindo inclusive os mesmos formatos e equipe de professores.
O MBA em Administração Estratégica está com previsão de início imediata. As matrículas acontecerão até esta sexta-feira, 30 e a aula inaugural acontecerá no próximo dia 13 de junho, no Campus da Unifacs.
A Universidade oferece também treinamentos customizados para empresas, elaborados de acordo com as suas necessidades e ministrados por professores e profissionais conveniados à instituição.
No dia 28 de julho, a Unifacs Campus Feira estará iniciando o segundo semestre de 2008 para os cursos de graduação em Administração, Ciências Contábeis, Comunicação e Marketing e Sistemas de Informação. Oferece também os cursos de Educação à Distância (EAD): Gestão de Varejo, Logística, Administração, Marketing, Sistemas de Informação, Letras e Pedagogia.
Maiores informações através da Secretaria da Unifacs pelo telefone 4009-9119 ou através do site: http://www.unifacs.br/.
(Com informações de Nadinne Matos, da área de Marketing da Unifacs)

Vida e obra de Anísio Teixeira

A Academia de Educação de Feira de Santana está convidando para sessão extraordinária, em 10 de junho, às 16 horas, no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), quando será apresentada a memória, vida e obra do patrono Anísio Teixeira, pelo acadêmico José Onofre Gurjão Boavista da Cunha. O convite é assinado pela presidente Anaci Bispo Paim e pelo vice-presidente Geraldo Leite.

Grandes nomes das artes plásticas em exposição no Museu Regional de Arte

Em parceria com a Prova do Artista Galeria de Arte, a UniversidadeEstadual de Feira de Santana (Uefs) abre nesta sexta-feira, 30, a exposição "Grandes Artistas da Bahia em Pequenos Formatos". O vernissage acontece das 20 às 22 horas, no Museu Regional de Arte, localizado no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), enquanto a exposição fica aberta ao público até 25 de julho.
Selma Oliveira, diretora do Cuca, ressalta que a exposição marca os 32 anos da Uefs, comemorados em 31 de maio. "Nada mais interessante que essa mostra, um presente para o público feirense, um mosaico das artes plásticas na Bahia", resume Selma. A mostra reúne nomes expressivos, a exemplo de Juarez Paraíso, Reinaldo Eckenberger, Adelson do Prado, César Romero, Leonel Mattos, Juraci Dórea, Bel Borba, Graça Ramos, Sante Scaldaferi, Rosalice Azevedo, Gil Mário Menezes, Almandrade, José Arcanjo, Janete Kislansky, e outros. São 78 artistas e, ao todo 312 trabalhos.
Dos anos 60 para cá, nada na Bahia, no seu campo de trabalho, deixou deter a presença ativa de Juarez Paraíso. Ele está presente com sua obra nesta mostra e prepara uma exposição individual no mesmo local, para o segundo semestre deste ano. Natural de Buenos Aires, Argentina, Eckenberger chegou à Bahia em 1965, fixando residência em Salvador. Recebeu o primeiro prêmio de pintura na 1º Bienal Nacional de São Paulo, por um conjunto de personagens em pano o "Ambiente Bionecafônico". O seu trabalho, em exposições individuais e coletivas, ultrapassou as fronteiras do Brasil, e já percorreu outros países como a França, Espanha e Inglaterra. A obra de Leonel Mattos, como bem define Reynivaldo Brito, é marcada pela modernidade, com suas cores fortes e a gestualidade sugerindo formas. Traz consigo a inconformidade, tão necessária a qualquer artista que se preze. Claudius Portugal, em seu trabalho "Outras Cores: 27 Artistas da Bahia",reportagens plásticas, registra o fazer artístico de 27 artistas baianos, utilizando uma linguagem, a das palavras, para exprimir outra linguagem, a das artes plásticas.
(Com informações de Socorro Pitombo, da Assessoria de Comunicação da Uefs - Cuca)

FTC oferece Medicina Veterinária

Bacharelado em Medicina Veterinária é o mais novo curso oferecido pela FTC Feira de Santana, com funcionamento autorizado pelo Ministério da Educação. A Portaria é a de nº 377 de 26 de maio de 2008, publicada no "Diário Oficial da União", em 27 de maio, com Registro Sapiens 20031007480. Para Medicina Veterinária a FTC oferece 100 vagas totais anuais, no turno diurno.
Este é o primeiro curso de Medicina Veterinária da Rede de Ensino FTC e, como destaca o professor Heraldo Morais, diretor geral da instituição em Feira de Santana, o curso vem atender a uma demanda da população de Feira e macrorregião, além da região metropolitana de Salvador. Heraldo Morais ressalta a importância da oferta do curso pela FTC, observando que em todo o Estado da Bahia existem apenas mais quatro cursos de Medicina Veterinária, sendo dois em Salvador, um no eixo Ilhéus/Itabuna e outro em Barreiras.
“Teremos um curso de Medicina, com professores qualificados, laboratórios modernos e bem equipados e uma infra-estrutura de qualidade, voltada para uma boa formação profissional”, acrescenta o diretor, completando: “Desse modo, a Rede de Ensino FTC contribui para o crescimento econômico, cultural e social da comunidade onde está inserida, formando profissionais médicos para atuarem na área veterinária”.
(Com informações de Socorro Pitombo, da Assessoria de Comunicação FTC/FSA)

BDO Trevisan faz parceria com o Centro das Indústrias

Esclarecimentos sobre a nova Lei nº 11.638 foram apresentados na manhã de terça-feira, 27, no auditório do Centro das Indústrias de Feira de Santana (Cifs) pela BDO Trevisan - quinta maior empresa do segmento no mundo, presente em mais de 100 países -, depois de café da manhã para os convidados, a maioria contabilistas. O presidente da instituição Luiz da Costa Neto foi quem abriu os trabalhos.
Gilberto Galinkin, sócio diretor do escritório da BDO Trevisan em Salvador fez apresentação da empresa de auditoria e sustentabilidade, enquanto que Antônio de Pádua Soares Pelicarpo, sócio diretor do escritório de Belo Horizonte fez palestra sobre "Os Impactos da Nova Lei Contábil nas Empresas", quando tratou sobre "Principais alterações contábeis promovidas pela lei", "Quais empresas deverão contratar serviços de auditoria em 2008?", e "Requisitos mínimos para que a empresa possa ser auditada". Ele ainda respondeu questões formuladas pela platéia.
A diretora da DBO Trevisan em Salvador Rose Edith e Ana Simas, da área de relacionamento, também marcaram presença no evento que marca parceria da empresa com o Cifs.

"As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian" a partir de sexta-feira


William Moseley e Ben Barnes em "As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian"
Divulgação
A principal novidade nas telas do Orient Cineplace a partir desta sexta-feira, 30, é o lançamento nacional do filme “As Crônicas de Nárnia: Príncipe Caspian”. Estão programadas três sessões diárias, às 15h10, 18h05 e 21 horas, pela metragem do filme, de duas horas e 24 minutos. A cópia é dublada.
Os personagens da fantasia de C.S. Lewis ganham vida novamente neste novo capítulo da série “As Crônicas de Nárnia”, na qual os irmãos Pevensie são transportados outra vez da Inglaterra ao mundo de Nárnia, onde uma emocionante e perigosa aventura e um teste ainda maior de coragem e do destino os aguarda.
Depois das aventuras de “As Crônicas de Nárnia: O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa”, de 2005, Peter, Edmund, Susan e Lucy se vêem de volta ao longínquo e maravilhoso reino e descobrem que mais de 1.300 anos narnianos se passaram. Para eles, apenas um ano se passou depois dos acontecimentos do primeiro filme. Durante a ausência dos quatro irmãos, a Era de Ouro de Nárnia foi extinta, o reino foi conquistada pelos Telmarines e está sob o domínio do tirano rei Miraz.
Eles encontram um novo personagem, o príncipe Caspian, herdeiro legítimo do trono, que foi forçado a ficar escondido enquanto seu tio Miraz planeja matá-lo para dar o reinado a seu filho recém-nascido. Com a ajuda de duendes, de um rato falante, de um texugo, os narnianos, liderados por Caspian, embarcam em uma fantástica jornada para encontrar Aslam, retirar Nárnia do domínio tirânico de Miraz e restaurar a magia e a glória da terra.
(Com informações da distribuidora Buena Vista International)

terça-feira, 27 de maio de 2008

Blog de Colbert cutuca Blog Demais

No Blog de Colbert está a postagem "Preto e branco", que é uma direta para o Blog Demais:
Assim também é demais também (pode corrigir professor sizudo)! Os blogs noticiaram mais uma irregularidade do governo do Dem na área de saúde, agora atingindo o Programa Farmácia Básica, com recursos enviados pelo governo Lula para fornecimento de medicamentos gratuitos à população carente. Só aquele blog não noticiou. Insiste em continuar com o velho filme em preto e branco.
Blog Demais comenta: O leitor conhece o viés do blog, que tem pauta própria e independente de postar o que considera interessante para seu público alvo.
Interessante que o próprio Blog de Colbert afirma na nota que "os blogs noticiaram". Realmente, só os blogs "amigos". Nenhum outro meio de comunicação noticiou.

Leitor levanta dados sobre Blog de Colbert

Nos comentários recebidos pelo Blog Demais, o leitor José C. Rodrigues disse, na terça-feira, 27:
Caro Dimas,
Acabei de levantar que desde que entrou no ar, em 30 de abril, o Blog de Colbert teve até agora, em 26 dias, 37 postagens - todas parciais - e apenas quatro comentários de leitores. Ele precisa apelar para seus simpatizantes pararem de acessar seu blog e deixar de fazer ameaças e xingamentos e pedir que leiam o material que enche a bola dele.

Indicado ao Prêmio Tim de Música 2008 tem a ver com Feira de Santana


Músico Cristovão Bastos
Reprodução
O Prêmio Tim de Música, em sua sexta edição, acontece nesta quarta-feira, 28. De um total de 768 CDs e 114 DVDs inscritos, foram selecionados 104 indicados, em 16 categorias. A cerimônia de entrega do prêmio, que este ano, faz homenagem a Dominguinhos, será no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com apresentação de Marieta Severo e Marcos Palmeira.
Concorrendo pela primeira vez ao Prêmio Tim de Música, Paulinho da Viola recebeu o maior número de indicações este ano, sete, com o disco "Acústico MTV".
O cantor foi indicado nas categorias "Melhor Disco de Samba", "Melhor Cantor de Samba", "Melhor Cantor Voto Popular", além de ter a hegemonia na categoria "Melhor Canção", sendo o autor das três concorrentes: "Bela Manhã", "Talismã" e "Vai Dizer ao Vento". O disco disputa ainda o prêmio de "Melhor Arranjador", para Cristóvão Bastos, que vai disputar com Jota Moraes por "Sambista Perfeito", de Arlindo Cruz; e Maurício Maestro por "Boca Livre e Ao Vivo" - Boca Livre.
Compositor, pianista e arranjador, Cristóvão Bastos é respeitado e admirado por grande parte da música brasileira. Ele tem a ver com Feira de Santana. Nesta cidade moram seus filhos Cristovão e Bernardo. A mãe deles, Ludimila de Oliveira, produtora cultural e estudante do curso de Jornalismo da Unidade de Ensino Superior (Unef), é feirense.
Cristovão Bastos precisou de mais de 30 anos de carreira para gravar o primeiro disco solo, "Avenida Brasil", em 1996, que inclui parcerias com compositores consagrados. Ele estudou teoria musical e acordeom desde cedo, formando-se aos 13 anos. Sua estréia profissional foi aos 18 anos, tocando piano numa boate em Cascadura, subúrbio do Rio de Janeiro. Parceiro de grandes nomes como Chico Buarque - com quem compôs "Todo Sentimento" -, Aldir Blanc, Paulo César Pinheiro, Paulinho da Viola, entre outros, Cristóvão vem criando arranjos para discos e shows de Edu Lobo, Gal Costa, Leny Andrade e Nana Caymmi, além dos nomes já citados. Em 1999, fez a direção musical e os arranjos do show e do disco duplo gravado ao vivo, "Gal Costa Canta Tom Jobim". Em 1998, a cantora Clarisse Grova gravou "Novos Traços", disco de músicas inéditas de Cristóvão e Aldir Blanc. Barbra Streisand gravou "Raios de Luz", parceria dele com Abel Silva, em 1999, no disco "A Love Like Ours". Com Blanc, Cristóvão compôs "Resposta ao Tempo", tema de abertura da minissérie "Hilda Furacão", da Rede Globo, em 1998, que alcançou grande sucesso, e "Suave Veneno", da novela homônima, também da Globo, em 1999, ambas gravadas por Nana Caymmi. Seu mais novo trabalho, "Curtindo a Gafieira", foi lançado em 1º de abril passado.
Nos quase 40 anos de carreira, Cristóvão Bastos recebeu diversos prêmios, entre ele oito Sharp, nas seguintes categorias e trabalhos: Melhor Música para "Resposta ao Tempo"; Melhor Arranjo de Samba para os discos "Paulinho da Viola" e "Parceria", de Paulo César Pinheiro e João Nogueira; Melhor Disco Instrumental para "Bons Encontros", em parceria com o violonista Marco Pereira; Melhor Arranjo Instrumental para o disco "Disfarça e Chora", do saxofonista Zé Nogueira; Melhor Arranjo de MPB para os discos "Tantos Caminhos", de Carmen Costa, e "Resposta ao Tempo", de Nana Caymmi; e Melhor Arranjo de Canção Popular com o disco "Agnaldo Rayol".
Ele também está no cinema. Fez arranjos para o filme "Boca de Ouro", com música de Edu Lobo, o mesmo autor da trilha do filme "Guerra de Canudos", para o qual fez arranjos e orquestrações. "Mauá: O Imperador e o Rei", foi a primeira trilha sonora que compôs sozinho. Participou como instrumentista de filmes como "O Homem Nu", entre outros.
(Com informações do site Clique Music)

Propaganda eleitoral antecipada coibida

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está coibindo a manutenção, por parte de candidatos a cargos eletivos, de páginas na Internet, principalmente os que estão fazendo propaganda eleitoral extemporânea, desrespeitando a legislação.

Messias Gonzaga pode ser vice de Sérgio Carneiro

O vereador Marialvo Barreto (PT) anunciou na sessão desta terça-feira, 27, na Câmara Municipal que sua preferência, na formação da chapa do candidato a prefeito petista Sérgio Carneiro, é o nome do ex-vereador Messias Gonzaga, atual coordenador local do Centro de Recursos Ambientais (CRA).

"A Grande Feira" no Cuca



Helena Ignez em "A Grande Feira"
Reprodução

Nesta terça-feira, 27, às 18 horas, na na sala de vídeo do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), apresentação do filme "A Grande Feira", de Roberto Pires, 1961, ficção, preto e branco, 91 minutos. O ilme trata sobre a feira de Água de Meninos, em Salvador, com "acentos cordelísticos e brechtinianos", como disse o crítico André Setaro. A produção executiva foi de Glauber Rocha e quando lançado em 1962, obteve grande sucesso de público. A entrade é fraquaeada ao público interessado.

Jornalista Socorro Pitombo recebe a Comenda Maria Quitéria

A jornalista Socorro Pitombo será homenageada pela Câmara Municipal de Feira de Santana. Na próxima quinta-feira, 29, em sessão solene programada para as 19h30, ela receberá a Comenda Maria Quitéria, honraria concedida pelo Legislativo às pessoas que se destacam em suas respectivas áreas de atuação. O projeto, de autoria dos vereadores Getúlio Barbosa e Genésio Serafim, foi apresentado em outubro de 2005 e contou com o apoio unânime dos demais vereadores.
A trajetória da profissional de comunicação, uma das pioneiras do jornalismo feirense, foi a justificativa apresentada para a concessão da comenda. Socorro Pitombo é graduada pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) e atua no jornalismo mesmo antes da conclusão do curso, em 1970. Teve passagem marcante pelo "Jornal da Bahia" e atuou em vários órgãos, antes de dedicar-se ao setor de assessoria, onde tem um trabalho de destaque.
Há vários anos atuando na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), atualmente Socorro comanda a Assessoria de Comunicação do Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca) e atua em setor similar da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC). Para os vereadores, a homenagem é o reconhecimento à sua contribuição para a história da cidade; para ela, trata-se de um momento marcante da carreira. “Eu amo o que faço”, resume a jornalista.
Acostumada a desafios, Socorro diz que o jornalismo tem que ser noticioso e investigativo, em especial nas áreas de política e polícia, que, historicamente, são as que mais atraem o leitor. Mas a receita para um bom trabalho, segundo ela, é gostar do que faz e ter responsabilidade para lidar com a principal ferramenta do profissional de comunicação, que é a notícia.
A homenagem que a Câmara Municipal vai prestar à jornalista mereceu destaque em pronunciamentos no plenário da Casa. Para o autor do projeto, Getúlio Barbosa, homenagear Socorro Pitombo significa exaltar o trabalho de toda a imprensa feirense. Já o co-autor da proposta, Genésio Serafim, destacou a sua dedicação à profissão e o fato dela ser pioneira no jornalismo em Feira de Santana.
(Com informações de Madalena de Jesus, da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal)

Mostras de alunos de oficinas do Programa Arte de Viver em junho

No mês de junho, a programação de mostras artísticas de alunos de oficinas do Programa Arte de Viver, 2008.1, que é mantido pela Prefeitura, através da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa e da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer. A programação divulgada pelo chefe da Divisão de Artes Cênicas, Música e Áudio Visual Márcio Luís de Araújo Carvalho,também diretor do Centro de Cultura Maestro Miro, onde acontecerão as apresentações, é a seguinte:
Aula pública de Balé, na segunda-feira, 2, às 9 e 15 horas; aula pública de Dança de Salão, no mesmo dia, às 19 horas; aula pública de Violão, na terça-feira, 3, às 19 horas; aula pública de Dança Flamenca, na quinta-feira, 5, às 17 horas, e de Dança do Ventre, às 18 horas; aula pública de Jazz Dance, também na quinta-feira, às 19 horas.
A oficina de Teatro Adolescente tem aula pública com apresentação de esquetes na segunda-feira, 9, às 19 horas. Na terça-feira, 10, aula pública de Teatro Infantil, com apresentação de esquete, às 19 horas. Na segunda-feira, 16, a vez de aula pública da oficina de Canto Coral, às 19h30; e na quarta-feira, 18, às 19 horas, aula pública da oficina de Teatro Adulto, com leitura dramática de folhetos de cordel, de vários autores.




Oito mil estudantes da rede municipal respondem à Provinha Brasil

Aproximadamente oito mil estudantes da rede municipal de ensino de Feira de Santana respondem nesta quinta-feira, 29, à Provinha Brasil, instrumento criado pelo Ministério da Educação com o objetivo de diagnosticar o processo de alfabetização oferecido pelas escolas públicas brasileiras. Em Feira, o instrumento vai ser utilizado por 150 escolas.
A diretora do Departamento de Ensino da Secretaria da Educação, professora Rita de Cassia Braz, explica que a Provinha Brasil tem um caráter diferente daquele proposto pelo MEC em outras situações com o objetivo de avaliar a qualidade de ensino.
“Desta vez, a Secretaria de Educação Básica, órgão do MEC, quer fazer um diagnóstico, ou seja, mostrar como a escola está alfabetizando as nossas crianças e que o fruto dessa prova possa servir de elemento para discussão nas unidades de ensino entre professores, coordenadores, gestores, escolas e a própria Secretaria da Educação”, explica Cássia que recentemente participou de uma reunião técnica em Brasília, promovida pelo Ministério com o objetivo de orientar as secretarias.
As crianças que responderão à prova cursam o 2º ano de escolaridade. Para Cássia, o resultado desse diagnóstico deve fortalecer a gestão das escolas porque vai servir como parâmetro para medir a qualidade do ensino. “Além do mais, os resultados não serão divulgados como forma de exposição das escolas e das crianças; serão conhecidos internamente por cada unidade e por sua equipe, devendo gerar uma mudança na prática pedagógica”, observa.
A fim de coibir a evasão, a aplicação da prova vai acontecer em cada unidade escolar, em sala de aula e no horário da aula. A adesão das secretarias estaduais e municipais da Educação ao instrumento é voluntária.
(Com informações de Lineia Fernandes, assessora de comunicação da Secretaria da Educação)


Briga pela imagem de Lula divide ainda mais

O deputado federal Walter Pinheiro, pré-candidato à Prefeitura do Salvador depois de ter vencido as prévias do PT, decretou que "quem vai poder usar a imagem do presidente da República é o Partido dos Trabalhadores, que é o partido do presidente".
O recado é curto, claro e grosso ao ministro Geddel Vieira Lima,do PMDB, chefe do prefeito João Henrique Barradas, candidato à reeleição.
E em Feira de Santana, a situação será a mesma? Se for, o candidato liderado do ministro, o deputado federal Colbert Martins Filho, não poderá usar a imagem de Lula.

Seis anos sem Egberto Costa


Egberto Costa continua na lembrança
ACM/Secom
Há seis anos, em 26 de maio de 2002, o jornalista Egberto Tavares Costa foi vítima de um desaparecimento brutal, de um crime absurdo e cruel. Feira de Santana perdeu uma figura ética e humana.
Está na lembrança de todos, o homem democrata, íntegro, organizado, sensível, tolerante e trabalhador que ele era. Como jornalista tinha uma escrita firme e decidida, tendo desempenhado relevante papel nos meios de comunicação. Quando morreu, era secretário de Comunicação Social do governo José Ronaldo de Carvalho, desde 1º de janeiro de 2001.
Egberto nasceu em Tanquinho, em 25 de setembro de 1945. Filho de Manoel Ribeiro Costa (falecido) e Bernadete Tavares Costa. Formado em Licenciatura em Estudos Sociais, pela então Faculdade Estadual de Educação de Feira de Santana, precursora da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). Como professor, ele ministrou aulas de História, Geografia e Estudos Sociais no Colégio Estadual e no Colégio Estadual Agostinho Fróes da Motta.Como jornalista, ele foi fundador, superintendente e editor do “Feira Hoje”, tendo trabalhado como repórter no “Diário de Notícias”, sendo redator do jornal “Situação”, correspondentes dos jornais “IC Shopping News” e “Tribuna da Bahia”, editor da revista “Panorama da Bahia” e da “Gazeta Feirense”, também das publicações “Rodentada”, “Endogastro Científico” e “Folha Cultural”.
No rádio, foi noticiarista da Cultura AM e Antares FM, emissora onde manteve por vários anos o programa “Um Minuto Com Egberto Costa”, de opinião. Egberto Costa foi também chefe da Assessoria de Comunicação (Ascom) da Câmara Municipal, assessor de imprensa do Clube de Campo Cajueiro, Colégio Leonardo Da Vinci e Estação da Música. Egberto Costa foi ainda assessor de José Ronaldo, então deputado estadual.
Editou os livros “50 Anos de Rotary Clube de Feira de Santana”, em 1991, “Memória Fotográfica de Feira de Santana”, da Fundação Cultural de Feira de Santana, em 1994, e “Caminhando & Servindo”, em 2001. Era sócio do Rotary Clube de Feira de Santana, tendo exercido sua presidência no ano rotário 1983-1984.
Na juventude fez teatro amador e manteve coluna em jornais sobre as artes cênicas. Fundou o Banco de Olhos de Feira de Santana e a Fundação Comendador Jonathas Telles de Carvalho. Foi componente do Conselho Permanente dos Jogos Abertos do Interior, diretor do Clube de Campo Cajueiro, diretor executivo da Associação Feirense de Assistência Social (Afas).
Homenagens póstumas foram prestadas em memória de Egberto. O prefeito José Ronaldo decretou praça no conjunto Wilson Falcão e biblioteca no Ginásio Municipal Joselito Amorim com seu nome, enquanto o presidente da Câmara Antônio Carlos Coelho batizou as instalações da Ascom de Sala Jornalista Egberto Costa. Mas a maior homenagem é a nominação da Fundação Cultural Municipal.
O livro “Estrada do Tempo”, uma coletânea de textos de Egberto Costa, organizada pela jornalista Madalena de Jesus, foi lançado em 2006. Projeto idealizado pela jornalista Madalena de Jesus e pelo secretário de Planejamento e diretor da Fundação Senhor dos Passos, Carlos Brito, o livro traz o selo do Núcleo de Preservação da Memória Feirense se constitui em mais uma homenagem póstuma a Egberto Costa, um dos mais destacados profissionais de comunicação de Feira de Santana.

O que é isso, companheiro?

Está em Claudio Humberto, a nota "Feliz da vida", que se segue:
O governador petista da Bahia, Jaques Wagner, celebrou a derrota do deputado Nelson Pelegrino nas prévias que escolheram o deputado Walter Pinheiro como o candidato do PT a prefeito de Salvador.

Chegou a zeca-hora de dar um basta

Artigo de Barbara Gancia, no jornal "Folha de S. Paulo", edição de sexta-feira, 22:
Os jovens, meninas inclusive, bebem demais, comem de menos e voltam para casa em horários impensáveis.
Sinceramente, não agüento mais ver mãe sofrendo morte de filho. Na sexta-feira passada, pela segunda vez em menos de dois meses, fui ao velório do filho de uma amiga, morto aos 24 anos em um acidente de trânsito ocorrido na madrugada.
A dor que presenciei chega a ser obscena de tão intensa. Minha amiga, que sempre conheci para lá de radiante, teve o coração destroçado. Em sua agonia, a todos que a abraçavam, ela só conseguia balbuciar a mesma pergunta: "Como vou viver sem meu filho?". Um dos presentes me contou que aquele era o quinto velório de jovem a que ele comparecia nos últimos tempos. Andrey, o rapaz morto, não era de beber, mas a Vespa em que trafegava foi apanhada por um Audi que não prestou socorro. Seria o caso de deduzir que o Brasil está lutando uma guerra e que, ao completar 18 anos, nossos filhos, irmãos, primos e amigos estão sendo mandados para o front de batalha.
Mas se guerra houvesse, essa meninada ao menos estaria morrendo por uma causa e não tendo a vida interrompida sempre pelo mesmo motivo estúpido. Parece haver uma conspiração contra essa geração que hoje está completando 18 anos e ganhando seu primeiro automóvel. Todos, meninas inclusive, bebem demais, todos comem de menos, todos vêm e vão em horários impensáveis de se sair e voltar para casa e todos, juntos, formam o público-alvo de uma indústria perversa, a de bebidas alcoólicas, que confunde propositalmente liberdade de expressão com permissividade a fim de criar novos consumidores (e vítimas).
Eu pergunto: como é que, até hoje, ninguém contestou em praça pública a venda de um produto indecente como aquela garrafinha de 300 ml de vodca adocicada, que é destinada exclusivamente ao consumo de gente jovem? Como podem as marcas de cerveja cooptar impunemente os ídolos da juventude para serem garotos-propaganda de seus produtos? Como pode o manobrista da casa noturna entregar, sem questionar, as chaves do carro ao jovem que está cambaleando de bêbado? Nunca entendi esse negócio de "esquenta" - o ato de começar a beber antes da festa e só chegar à tal da "balada" em horários em que, antigamente, a gente estaria voltando para casa. Como é que os pais admitem esse ritual macabro? Não será óbvio que o "esquenta" aumenta as chances de o jovem se meter em encrenca e que seis ou sete horas de festa é tempo demais para qualquer um agüentar de cara limpa?
Tem pai que é cego, e a mera existência do celular passou aos progenitores uma falsa sensação de segurança. Se sei onde meu filho está, tudo bem, pensam eles. Mas não é bem assim. Por mais jovens que sejam os baladeiros de hoje, não há cristão, judeu, muçulmano ou descrente que agüente virar a noite na balada com música eletrônica. Tanto não há, que a prefeitura agora obriga por lei as casas noturnas a ter bebedouro acessível aos freqüentadores. Alô, papai e mamãe para quem a ficha ainda não caiu! Desidratação combina com ecstasy. E bebida combina, sim, com volante e com briga. Ou será que ninguém nunca viu bêbado valentão pisar no acelerador e tímido reagir como leão quando está de cara cheia?

O fundo falso da educação

Artigo de Arnaldo Niskier, publicado na "Folha de S.Paulo", edição de sexta-feira, 22:
Quando contrabandistas de maior ou menor competência desejam driblar a alfândega - e nem sempre conseguem -, costumam utilizar malas de fundo falso, onde escondem o que o vulgo chama de "muamba". A comparação pode ser descabida, mas estamos diante da criação de um fundo que também é falso. Por quê?
O chamado Funtep (Fundo Nacional de Incentivo à Educação Profissional), que está sendo gerado por inseminação artificial nos laboratórios do governo, tem um pecado de origem: ele não contará com recursos oficiais, mas se valeria, se a idéia vingar, dos meios financeiros do Sistema S. Algo em torno de 8 bilhões de reais por ano.
O fundo é falso porque ele peca na base. Será uma apropriação indébita, o que nos parece inconstitucional, de um dinheiro que sai da contribuição de empresários, gravados por 2,5% das folhas de pagamento, com o objetivo de financiar as atividades sociais, culturais e educacionais de entidades de reconhecida credibilidade, como é o caso do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), do Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), do Sesi (Serviço Social da Indústria) e do Sesc (Serviço Social do Comércio).
São milhões de jovens assistidos, em geral gratuitamente, pelos cursos oferecidos no Brasil inteiro, sobretudo em matéria de profissionalização em nível intermediário.Isso não é de hoje. Quando Getúlio Vargas, nos últimos anos da ditadura, percebeu que deveria industrializar o país, esbarrou num problema clássico: a falta de mão-de-obra especializada. Assim nasceu o Senai, nos idos de 1942, logo seguido pelo Senac.
Portanto, são instituições veteranas, com assinalados serviços prestados ao crescimento social e econômico brasileiro. Agora perpetra-se o que o presidente Lula chama, por outros motivos, de "sacanagem". Aliás, ele tem repetido a palavra chula em diversos pronunciamentos, esquecido de que, com exceção de algumas cidades de São Paulo, o resto do país considera o termo "nome feio".
Vale a pena recorrer aos dicionários dos acadêmicos Antonio Houaiss e Aurélio Buarque de Holanda para entender melhor o substantivo feminino. O primeiro deles explica o verbete como "procedimento próprio de sacana ("devasso", "espertalhão", "trocista”)" ou "troça", "gozação". No mestre Aurélio, igualmente de saudosa memória, pode ser "devassidão", "bandalheira" ou "libertinagem", fora outras coisas piores.
Deixemos de lado a expressão do presidente da República, na sua última visita a São Bernardo do Campo (SP), quando condenou, sob aplausos, a "sacanagem das notas fiscais".
Voltemos ao que pretende o ministro Fernando Haddad (Educação), quando insiste na criação do malsinado Funtep. Pretende, o que é louvável, ampliar o número de vagas no ensino profissional para 300 mil. O que não se entende é por que ele deseja evitar o sol com o chapéu alheio.
Apesar da perda da CPMF, houve um grande aumento de arrecadação de tributos federais, resultado natural do absurdo que é manter a carga em 38% (das mais elevadas do mundo).Como se isso não bastasse, existe o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), que sofre críticas ferozes pelos desvios em suas aplicações. Por que não consertar isso e concentrar uma parcela maior do fundo no treinamento de recursos humanos, naturalmente sem a interferência de ONGs suspeitas?
Se essas sugestões forem consideradas ainda insuficientes, pode-se lembrar o Fundo Nacional das Telecomunicações, cujo destino não é dos mais transparentes.
O governo, se tiver vontade política, pode perfeitamente dar prioridade a esse projeto de educação profissional valorizando os Cefets (centros altamente respeitáveis) e financiando sua expansão em quantidade e qualidade.Uma última observação: hoje, cerca de 75% dos que se formam nas escolas técnicas federais ascendem ao nível superior. Não encontram o que fazer em nível intermediário. Isso também precisa ser corrigido, se houver essa verdadeira intenção.
Arnaldo Niskier é membro da Academia Brasileira de Letras, professor emérito da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, ex-secretário de Educação do Rio de Janeiro, e presidente do Centro de Integração Empresa Escola do Rio de Janeiro (Ciee-RJ).

segunda-feira, 26 de maio de 2008

Entrevista de ex-travesti no "Bom Dia, Feira" de terça-feira

Nesta terça-feira, 27, no programa "Bom Dia, Feira", ancorado pelo radialista e jornalista Dilson Barbosa na Rádio Princesa FM, vai ao ar entrevista feita pelo jornalista Dimas Oliveira com o pastor Paulo César Urias, conhecido como Paulinho de Jesus, membro da Assembléia de Deus do Bom Retiro, em São José dos Campos, São Paulo. Ele vem a ser o ex-travesti Paulete, 47 anos, que tem uma história abuso sexual desde os três anos e meio de idade. Paulinho de Jesus se diz curado.
No sábado, milhares de pessoas lotaram o Mega Fest, quando ele deu seu forte e impactante testemunho no Primeiro Baiano da Família Cristã. No domingo pela manhã repetiu o testemunho na Igreja Batista Bethânia, à noite na Igreja Batista Central. Ele também louva ao Senhor. Centenas de DVDs com seu testemunho também foram vendidos.
Na entrevista, ele declara que homossexualismo não é opção: “Ninguém opta por ser homossexual”. Também afirma que não é doença e que não é terceiro sexo. “Homossexualismo é demônio manifesto 24 horas por dia na pessoa”, diz, completando que “nossa vida é decidida por nossa escolha”. Sua pregação, como ele salienta, não é contra os homossexuais, “sim contra a prática do homossexualismo, que a Bíblia condena”.

Hospital Geral Clériston Andrade volta a sofrer críticas na Câmara

Os vereadores Luiz Augusto de Jesus e Justiniano França, ambos do Democratas, voltaram a criticar a ausência de leitos no Hospital Geral Clériston Andrade, na sessão desta segunda-feira, 26, na Câmara Municipal.
Segundo o vereador Luiz Augusto, o hospital acumula uma série de irregularidades, como o "desaparecimento" de 40 leitos, o envio de pacientes oriundos de cidades vizinhas para as policlínicas e a demora na instalação de oxigênio em leitos novos".
Ele afirmou que “o Clériston deve ao Município e tenta colocar a culpa na Prefeitura de Feira de Santana”. Criticou ainda o fechamento do setor ambulatorial e a suspensão da realização de diversos exames, como a endoscopia.
Por sua vez, Justiniano França questionou a existência de 12 leitos inativos no extinto setor de estabilização. De acordo com o vereador, é preciso averiguar o motivo do não-funcionamento destes leitos. “Se não existe uma proposta para estes leitos, por que manter a sala fechada ao invés de aproveitar estes leitos, já que estão faltando leitos no hospital?”, questionou o vereador.
Segundo Luiz Augusto de Jesus, estes leitos estavam em funcionamento na administração anterior.
(Com informações da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal)

Palácio da Música preserva centenas de partituras


Luiz Augusto e Celiah Zaiin mostram parte do acervo
Divulgação


Quem pensa que o Palácio da Música apenas forma instrumentistas está enganado. Possui um rico acervo de materiais sobre as filarmônicas e maestros de Feira de Santana e região, inclusive contendo centenas de partituras. Dessa forma, o projeto está preservando a parte da história do município.
O Palácio da Música é realizado pela Earte, com o apoio da Oi e do Programa Estadual de Incentivo à Cultura (Faz Cultura). O objetivo principal é resgatar a memória musical de Feira de Santana através da preservação de documentos, discos, fotografias e partituras antigas, além de outros materiais de outras pesquisas. Além disso, forma alunos para integrarem filarmônicas ou tocarem em bandas, oferecendo aulas de instrumentos musicais de sopro. No local também há conserto gratuito desses instrumentos. Todos os serviços são feitos por profissionais da área musical da cidade.
De acordo com Celiah Zaiin, coordenadora do projeto, atualmente o Palácio preserva exatamente 487 obras musicais, constituindo o maior arquivo de documentos musicais da cidade. São 85 dobrados, marchas e frevos, 20 partituras de coral, 382 partituras livres nos estilos afoxé, marchas, merengues, frevos, maxixes, entre muitos outros. Mais da metade desse material é original, escrito há mais de 50 anos.
Luiz Augusto Oliveira, diretor geral da Earte, que promove o projeto, ainda lista os maestros que possuem obras no local: Almiro Oliveira, Aloísio Pimenta, Aniceto Azevedo, Antônio da Silva Nunes, Antônio França, Armando Nobre, Armindo Oliveira, C. Cabral, C. Santiago, Cícero Lemos, Emigdio Alves, Estevão Moura, Florival Santos, Francisco Farina, Guilherme Santos, Isaias Nery, João Neves, José Gomes de Assis (Zaguinha), Manoel Cunha, Maestro Miro, Nilo Souza, Maestro Osório, Osvaldo Assis (Vadú), Ovídio Aquino, P. H. Guerreiro, Tertuliano Santos, Valdemar da Paixão, Valdomiro Firmino, Ferreira da Costa. No total são 30 nomes.
Segundo Luiz Augusto, durante um ano o Palácio fez uma pesquisa ampla sobre os maestros da região do Paraguaçu. "O projeto tem como objetivo não só oferecer as aulas, mas, auxiliar na preservação da memória musical da cidade", ressalta. Dentre as surpresas da pesquisa, cita Celiah, foram encontradas fotos originais de apresentações das filarmônicas de Feira, e um disco da Filarmônica da Vitória com canções apresentadas em duas edições do Encontro das Filarmônicas, transmitidos pela Rede Globo. A Vitória ficou em terceiro lugar.
Quem confere o material do Palácio ainda pode observar algumas curiosidades. O Maestro Miro, por exemplo, tinha paixão por composições de axés, ijexás, frevos baianos e outras músicas de ritmo marcante. Personalidades feirenses, como os ex-prefeitos Colbert Martins e João Marinho Falcão, foram homenageados com dobrados.
Material exige cuidados
Um material tão precioso exige uma série de cuidados. Por se tratar de documentos antigos, requerem uma atenção ainda maior. É preciso manter os papéis relativamente aquecidos e longe da umidade. Também não devem ser guardados em armário de madeira, por causa de cupins, que podem vir a atacar este tipo de móvel, e consequentemente acabar com as partituras e as fotos.
Para evitar que qualquer tipo de acidente destrua o patrimônio a direção tirou cópia adequada de tudo. "Uma simples xérox envelhece o papel original em cinco anos, por isso é preciso fazer fotocópia", explica Luiz Augusto.
O objetivo futuro é transformar o resultado da pesquisa em um livro, no qual serão contadas biografias dos maestros, mostradas algumas das suas obras, fotografias, e outras informações. Celiah Zaiin ainda ressalta que a maior parte do material foi encontrada em condições inadequadas nas casas de familiares. "Tivemos dificuldades de acesso a algumas obras, pois alguns parentes se apropriaram do material. Mas, nós pelo menos os conscientizamos quanto ao guardar", afirma. Ainda relata com tristeza que muitas partituras e fotos do Maestro Miro no exterior que estavam armazenados na residência de um parente, foram perdidas em uma forte chuva. "Muitos não fazem por mal. É que simplesmente não conhecem o valor que isso tem. E o nosso objetivo é justamente preservar estes documentos que contam parte da nossa história", diz Luiz Augusto.
(Com informações de Valma Silva, da Assessoria de Comunicação da Earte)

Jolival Soares palestra sobre "O Cristão e a Política"

"O Cristão e a Política" foi o tema de palestra do bioquímico Jolival Soares, proferida na reunião almoço do Rotary Club de Feira de Santana, na terça-feira, 19. Dois candidatos a vereador estavam presentes no encontro: o ex-prefeito José Raimundo de Azevêdo e o atual vice-prefeito Antônio Carlos Borges Júnior.
Ele iniciou afirmando que "política é a arte de conquistar, manter e exercer o poder, o governo". Falou sobre o termo política, que é derivado do grego antigo politéia, que indicava todos os procedimentos relativos à polis, ou cidade-estado. Citou Hannah Arendt, Rubens Alves, Platão, Sócrates, Aristóteles e Maquiavel para consubstanciar a temática.
Também apresentou as formas de encarar a política, que são: indiferença - “não quero saber”, atuação passiva - “em quem devo votar?”, atuação ativa - “voto em quem merece”, atuação efetiva - influenciando, cobrando, dando exemplo, participando.
Ele ainda deu exemplos de líderes bíblicos, como Moisés - o libertador, o legislador (Êxodo. 22: 22 a 27; Êxodo 23: 6 a 8), David - exemplo de lealdade (I Samuel 24: 1 a 12), José - exemplo de competência (Gênesis 41: 37 a 44), Daniel - conduta irrepreensível (Daniel 6: 4 e 5) e Ester - obediência à vocação (Ester 4: 14 a 16).
Jolival Soares em sua palestra questionou ainda se "Jesus foi político"? (João 18: 36) e fez referência a princípios cristãos com conotação política: o amor ao próximo (Romanos 13: 9), o compromisso com a justiça (Tiago 5:1 a 6), o amparo aos necessitados (Tiago 1: 27; Atos 6:1) e ênfase na ética (Mateus 5).
Em suas conclusões, ele disse que o cristão precisa ser político - “não vos conformeis com este mundo” (Romanos 12: 2), que não é fácil ser cristão e político - “no mundo tereis aflições” (João 15: 20; 16: 33), deu a regra de ouro do político cristão - amar o próximo como a sí mesmo e colocar Jesus no centro das suas decisões e ensinou a pergunta chave do político cristão: em meus passos, que faria Jesus?



Mais um militante do PMDB que apóia Tarcízio

O dentista Carlos Pinho acaba de entrar para o rol dos militantes históricos do PMDB de Feira de Santana que passaram a manifestar apoio público ao deputado estadual Tarcízio Pimenta (DEM), pré-candidato à Prefeitura Municipal.
Como das vezes anteriores, a presença de um ex-peemedebista na campanha de Tarcízio Pimenta está sendo criticada com ironia nos meios de comunicação por agentes políticos do PMDB local, e que se sentem no direito de desancar os méritos daqueles que sempre ajudaram Colbert Martins Filho a galgar espaço na política.
Logo depois que Carlos Pinho declarou, no domingo, 25, seu apoio ao candidato dos Democrata, um desses prepostos de prontidão do partido, o ex-vereador Liomar Ferreira, foi à uma emissora de rádio para desclassificar o ex-companheiro, numa atitude eivada de desrespeito.

Paulo Souto critica e compara

Deu no "Informe da Bahia", do jornal "Correio da Bahia", de sexta-feira, 23, a nota "Dependência crônica":
O ex-governador e atual presidente do Democratas na Bahia, Paulo Souto, criticou ontem o prefeito João Henrique (PMDB) e disse que é incompreensível que uma cidade como Salvador não faça uma poupança própria para investimentos. Ele citou como exemplo a cidade de Feira de Santana, que consegue viablizar obras com recursos do próprio tesouro, diferente da capital, que vive numa "dependência crônica". "Toda obra em Salvador ou tem parceria com o governo do estado ou com o governo federal". De acordo com Souto, diferente dos opositores, o Democratas tem como característica "realizar obras em benefício da população". Como exemplo, ele citou o recém-inaugurado sistema viário de Feira a a preocupação com a saúde. "Enquanto lá existem 82 postos do PSF (Programa de Saúde da Família), nossa capital, com uma população cinco vezes maior, tem apenas 41".

Comédia para toda a família tem promoção de convites


Dwayne Johnson e Madison Pettis em "Treinando o Papai", em exibição no Orient Cineplace
Divulgação
A mais recente comédia, para toda a família, dos estúdios Disney, “Treinando o Papai”, com direção de Andy Fickman, está em cartaz em Feira de Santana, no Orient Cineplace, desde quinta-feira, 21.
O filme conta a história do determinado jogador de futebol americano Joe Kingman (Dwayne Johnson), cuja equipe de Boston está em busca de um campeonato. Solteiro de carteirinha, ele vive uma grande fantasia: é rico, famoso e sua vida é uma festa constante. Mas este sonho é subitamente alterado quando ele conhece a filha de sete anos (Madison Pettis) que ele nunca soube que existia - resultado de um último encontro com sua ex-esposa. Agora, no momento mais importante de sua carreira, ele tem que administrar festas e treinos com aulas de balé clássico, histórias antes de dormir e bonecas que vieram junto com sua filha. Igualmente perplexa está sua durona empresária Stella (Kyra Sedgwick), que não tem nada de maternal. Apesar da sempre hilária desventura que acompanha a paternidade recém-descoberta, Joe percebe que existem outras coisas na vida além do dinheiro, de campanhas publicitárias e de milhares de torcedores apaixonados: o amor e o carinho de uma pequena fã muito especial é a única coisa que importa.
“Treinando o Papai” é objeto de mais uma promoção do Blog Demais - o único da cidade que faz este tipo de ação -, em parceria com Selma Santos Produções e Eventos e a distribuidora Buena Vista International.

domingo, 25 de maio de 2008

"Não sofro de diegomainardice"

Artigo de Diogo Mainardi na "Veja" desta semana:
O que eu sabia sobre Sabrina Sato: ela participa de um programa de TV. Agora sei também que ela tem uma pinta na testa. Mais ainda: sei que ela desistiu de tirar a pinta. Esse foi o fato que atraiu o maior número de leitores da Folha Online, alguns dias atrás. A nota era acompanhada por uma fotografia de Sabrina Sato sorridente, com sua pinta na testa. Pinta é um negócio nojento. Tire a pinta, Sabrina Sato.
A TV está sendo progressivamente esvaziada pela internet. Pela primeira vez, no Brasil e no resto do mundo, a TV perde público. Os espectadores desligam seus aparelhos e migram em massa para o computador, passando mais tempo na internet. E qual é o principal assunto na internet? A TV. No caso, a pinta na testa de Sabrina Sato. Ou, pouco antes, igualmente entre as notícias mais lidas da Folha Online, o choro de Deborah Secco num programa de auditório.
Além de ler sobre a TV, a platéia da internet faz comentários atarantados sobre a TV. Assim como faz comentários atarantados sobre todos os outros temas. A internet é como o teatro de José Celso, em que a platéia é chamada para o centro do palco e se torna protagonista do espetáculo. Amadoristicamente, cada um desempenha seu próprio papel, improvisando um comentariozinho desimportante aqui, outro ali. O mundo se transformou num gigantesco Teatro Oficina, onde se encena um espetáculo infinito de José Celso, do qual ninguém pode fugir. Trata-se de um pesadelo bem mais medonho do que qualquer distopia totalitária imaginada por George Orwell ou Aldous Huxley. Quero minha dose de "Soma"!
Umberto Eco criou a fantasia demagógica do "lector in fabula", em que o leitor é estimulado a participar do romance com suas idéias, transformando-se, ele mesmo, em autor. A internet é isso: um monte de maus leitores dotados de más idéias que cismam em interagir com maus autores. É o território dos opinionistas que opinam sobre a opinionice de outros opinionistas. É a água parada onde prolifera a diegomainardice hemorrágica.
Pode parecer um contra-senso, mas eu nunca sofri de diegomainardice. Só opino porque é meu trabalho. Se desse, eu desligaria imediatamente o computador e passaria o resto do dia estatelado na cama, na frente da TV, assistindo a um programa de culinária, um seriado americano, um torneio de golfe ou uma comédia antiga com Alberto Sordi. O que eu tenho a opinar sobre o programa de culinária ou o seriado americano? Alegremente, nada. A TV é minha droga da felicidade, meu sedativo, meu "Soma". Desde que eu fique distante de Sabrina Sato e de sua pinta na testa. Ela faz aflorar um monte de idéias em minha mente, todas elas rabiosas e incongruentes, transportando-me para o palco do Teatro Oficina, onde José Celso e sua platéia encenam eternamente a Guerra de Canudos. E agora? Como a gente sai daqui?

"ACM não morreu"

Está em Claudio Humberto (www.claudiohumberto.com.br) a nota "ACM não morreu":
Dizendo cumprir ordens do governador da Bahia, Jaques Wagner, que Geddel Vieira Lima ajudou a eleger, petistas recolhem informações para um, digamos, banco de dados sobre o ministro da Integração Nacional.

Proposta de anônimo

Está na postagem "Os candidatos de Colbert" , um comentário que é uma proposta de anônimo. Vejam só:
Vou propor um desafio a Dimas se o PMDB eleger 5 vereadores ele publicará posts com elogios á Colbert durante 4 anos e raspará o cabelo no dia da vitória dos vereadores, caso contrário continua criticando Colbert.