Clique na imagem

*

*
Clique na logo para ouvir

*

*

segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Só cópias dubladas

Dois filmes brasileiros, "Xuxa em Sonho de Menina" e "Os Porralokinhas", e três produções de língua inglesa, "A Bússola de Ouro", "A Lenda de Beowulf" e "Encantada" - os dois últimos em continuações -, que têm em comum serem apresentados em cópias dubladas. Assim, quem gosta de filme legendado, fica sem opção nesta semana cinematográfica - que inclui a última de 2007 e a primeira de 2008.

Um comentário:

Anônimo disse...

Triste cinema brasileiro, triste segurança, triste saúde, triste cultura e trsite educação no BRASIL e BAHIA... vejam que péssimo exemplo...

23/12/2007 - 11:25

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTRATA SERVIÇOS DA FACSUL EM CONVÊNIO AÉTICO

http://www.bahiaja.com.br/noticia.php?idNoticia=5821


O nepotismo em grau secundário, mas nepotismo, bate a porta do governo do Estado com a decisão do secretário da Educação, Adeun Sauer, de beneficiar uma instituição (Facsul - Faculdade do Sul) onde sua mulher Adréa Sauer é coordenadora dos cursos de Serviço Social. O convênio no valor de R$1milhão e 171 está abrigado no guarda-chuva do Programa Especial de Alfabetização de Adultos e Jovens (TOPA).

O deputado Heraldo Rocha, líder do DEM na Assembléia Legislativa denunciou essa atitude de Sauer durante o período legislativo e, neste Natal, A Tarde retomou o assunto colocando o governo na berlinda, num dos itens sagrados ao governador que é o não ao nepotismo. A AL, inclusive aprovou uma lei, extinguindo o nepotismo no âmbito do seu Poder e do Estado.

O secretário alega que o convênio está tudo dentro da lei de acordo com as normas do Ministério daEducação.Até aí tudo bem, porque deve ser real essa informação da Secretaria da Educação. Mas, do ponto de vista ético, a legalidade cai por terra na medida em que, além da Facsul ser a única entidade capacitada para tal fim, a esposa do secretário integra sua direção.

Com isso, abre-se um flanco no governo do Estado que certamente respingará na imagem do governador Wagner, em instância superior o chefe Executivo.

Heraldo Rocha não deixou por menos e classificou a atitude de Sauer como "desvio de conduta". É um precedente forte e ruim para o governo.

Como diz o tabaréu petista: "Aí pode???" ou "Hi-POD?